Diocese do Algarve entrega medalha comemorativa a entidades parceiras da JMJ

0
338

Entre os distinguidos estão a ‘Folha do Domingo’ e a ‘Mais Algarve’ pelo trabalho informativo que levaram a cabo em parceria.

A Diocese do Algarve está a entregar a medalha comemorativa da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), mandada cunhar pela Santa Sé, a quase uma centena de entidades algarvias que foram parceiras na organização daquele encontro.

Entre os distinguidos estão os membros do Comité Organizador Diocesano e dos Comités Organizadores Paroquiais de Faro, Loulé, Tavira e Ferreiras, do Setor Diocesano da Pastoral Juvenil, 12 paróquias, 13 câmaras municipais, a Administração Regional de Saúde do Algarve, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, o Estádio Algarve, o Comando Distrital da GNR, a Proteção Civil, a Junta Regional do Algarve do Corpo Nacional de Escutas, as Cooperadoras da Família, o Colégio de Nossa Senhora do Alto, o Seminário de São José de Faro, a Cáritas Diocesana do Algarve e os cinco cantores algarvios do coro da JMJ.

Estas entidades colaboraram no acolhimento a mais de 7.000 jovens estrangeiros que escolheram o Algarve para viver a semana que antecedeu a JMJ, designada como ‘Dias na Diocese’, bem como os bispos, padres, religiosos e animadores que os acompanharam. O concelho de Portimão acolheu cerca de 4.200 jovens estrangeiros de cerca de 60 países e os concelhos de Albufeira, Faro, Loulé e Tavira acolheram cerca de 3.000 de cerca de 20 países.

Entre os distinguidos estão também o Folha do Domingo e a Mais Algarve pelo trabalho informativo em parceria que levaram a cabo no âmbito da JMJ. Para além das transmissões realizadas nos ‘Dias na Diocese’ – entre as quais a da Missa de envio no Estádio Algarve em que foram alcançadas mais de 70 mil pessoas – durante a semana da JMJ foram realizados diretos e blocos informativos diários da participação dos algarvios naquele encontro com o Papa Francisco.

A medalha apresenta ao centro, entalhada na esfera armilar, a Catedral Patriarcal de Santa Maria Maior, igreja matriz e principal local de culto católico da cidade de Lisboa. À volta, em sentido circular, desenvolve-se a expressão latina “DIES MVNDIALIS IVVENTVTIS LISBONAE MMXXIII” e acima, entre as duas torres, destaca-se o logotipo da JMJ Lisboa 2023. Em círculo, em direção ao lado externo, estão representados os 13 patronos da Jornada Mundial da Juventude, “todos Santos ou Beatos, que dedicaram suas vidas ao serviço dos jovens”.

Com a devida vénia, transcrevemos o artigo de Samuel Mendonça na Folha do Domingo de 30.11.23