‘GALP’ Distingue Alunos de Mérito de Alcoutim com Bolsas de Estudo para Licenciatura

0
129
GALP-Bolsas-Estudo-2
  • Apoios inserem-se no âmbito da participação da empresa no Programa de Bolsas Sociais EPIS – Empresários para a Inclusão Social.
  • Galp é o maior investidor social da EPIS sendo responsável por uma em cada cinco bolsas de licenciatura ou mestrado atribuídas.
  • A Galp, através da sua Fundação, distinguiu este ano cinco alunos de Alcoutim com bolsas de mérito para estudos no ensino superior. 

Cada uma das quatro bolsas de licenciatura e uma de mestrado têm um valor anual de 850€ e 1000€, respetivamente, e são válidas para um período de três anos no caso da licenciatura e dois anos para a obtenção do mestrado. Uma medida importante num contexto de dificuldades crescentes para as famílias portuguesas com encargos associados à educação. 

“A Educação é o mais potente motor de inclusão, de criação de oportunidades e de expressão de igualdade e democracia. Todos os dias criamos energia. E não há melhor maneira de criar energia do que aquela que se materializa no direito dos jovens à sua educação e ao seu futuro”, afirmou Maria João Carioca, CFO da Galp.  

A cerimónia do Programa de Bolsas Sociais EPIS – Empresários para Inclusão Social, decorreu na Culturgest, em Lisboa, na qual se juntaram 49 empresas e doadores individuais para atribuir um número record de 208 bolsas sociais a jovens, num total de 454.000€ de apoios à inclusão. 

A Galp é pelo segundo ano consecutivo o maior investidor social da EPIS, sendo responsável por mais de 20% do investimento total da associação em 2023 e por 40 das 208 bolsas atribuídas a nível nacional. A Educação, um dos objetivos do desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, é um dos pilares estratégicos da Fundação Galp, que tem apostado sustentadamente no reforço do combate ao insucesso e abandono escolar em Portugal. Em Alcoutim, a Galp apoia um total de 12 bolseiros no ensino superior no corrente ano letivo. 

“A Galp assume uma presença duradoura nas comunidades e a melhor expressão desse compromisso que temos com o futuro é o apoio aos alunos de mérito das vilas e cidades em que operamos”, concluiu Maria João Carioca.   

Mantendo sempre em vista a coesão territorial, a Fundação Galp deu particular atenção aos alunos de sete concelhos onde a empresa tem projetos relevantes no contexto da transição energética: Alcoutim, Odemira e Ourique produzem os eletrões verdes essenciais para a descarbonização dos produtos energéticos; Sines e Santiago do Cacém estão na zona de influência da refinaria da Galp, garante da segurança energética do país e centro produtor das energias do futuro; Matosinhos passa por um processo de reconversão que visa de criar um polo de referência na inovação e sustentabilidade; e Setúbal, concelho de grande tradição industrial, para onde se perspetiva a instalação de uma unidade de conversão de lítio que criará em Portugal uma nova cadeia de valor no setor energético.

A Galp é membro da EPIS desde 2014. A Associação EPIS foi criada em 2006 por empresários e gestores portugueses que escolheram a educação como forma de concretizar a sua missão de inclusão social em Portugal.

MPR

GALP-Bolsas-Estudo-1