AI | Governo assina Acordos com Municípios de Silves, Sousel e Vila Real de Santo António

0
129
MAI-Assina-Acordos-Municípios
  1. O Ministério da Administração Interna (MAI) homologou acordos entre os Municípios de Silves, Sousel e Vila Real de Santo António, numa cerimónia presidida pela Secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto.
  2. Através do Contrato interadministrativo assinado com o Município de Sousel o Estado irá financiar a construção do novo Posto Territorial da GNR com 1,2 milhões de euros (acrescidos de IVA).
  3. O protocolo formalizado com o Município de Silves cede ao Ministério da Administração Interna um terreno para a construção de um novo Posto Territorial da GNR em São Bartolomeu de Messines.
  4. O protocolo formalizado com o Município de Vila Real de Santo António cede ao Ministério da Administração Interna um terreno para a construção de um novo Posto Territorial da GNR naquele concelho.
  5. A Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna tem curso a elaboração dos projetos de execução para os Postos Territoriais da GNR em Alijó, em Freamunde (Paços de Ferreira), em Matosinhos e a breve prazo ficará disponível o contrato
    interadministrativo para a Esquadra da PSP na Cruz de Pau (Seixal).

NO ATUAL PLANO DE INVESTIMENTOS NAS FORÇAS DE SEGURANÇA JÁ FORAM ASSUMIDOS COMPROMISSOS DE 130 MILHÕES DE EUROS EM INFRAESTRUTURAS, EQUIPAMENTOS, VEÍCULOS E ARMAMENTO

  • A Secretária de Administração Interna, Isabel Oneto, afirmou que “a execução do nosso programa de investimentos tem decorrido a bom ritmo. Esperemos que assim continue no futuro, porque estes programas são essenciais para que as forças de segurança tenham condições de trabalho e de operacionalidade para garantir a segurança dos cidadãos. Concretizamos hoje estes passos
    porque o poder local é um parceiro essencial nas políticas de segurança e de administração interna. E gostaria de salientar que os territórios menos densamente povoados, ou com povoamento mais disperso, merecem o mesmo respeito da parte do Governo que os territórios urbanos. Todos carecem da mesma proteção e do mesmo investimento”.

MAI