MotoGP acelera faturação dos negócios no Algarve

0
61
MotoGP-Algarve-Faturação

· Entre os dias 22 e 24 de março de 2024, a faturação dos negócios no distrito de Faro cresceu 13% face ao período do evento do ano passado;

· Reino Unido representa 11% do total de faturação estrangeira no Algarve no fim de semana da competição;

· Valor da compra média dos consumidores irlandeses chegou a aproximadamente 102€.

A faturação dos negócios no distrito de Faro aumentou 13% durante a realização do Grande Prémio de Portugal de MotoGP, que decorreu no Autódromo Nacional do Algarve no último fim de semana. Esta é a principal conclusão do REDUNIQ Insights, relatório da REDUNIQ, a maior rede nacional de aceitação de cartões nacionais e estrangeiros e marca da UNICRE, que conclui que entre 22 e 24 de março de 2024, e face ao período do evento do ano passado (de 24 a 26 de março de 2023), a faturação dos negócios no Algarve cresceu, tendo esta subida sido mais expressiva na faturação estrangeira (+ 16%), do que na faturação nacional (+ 11%).

Quando analisadas as datas de maior consumo neste período, o acquirer português concluiu que no domingo da corrida (24 de março de 2024), e comparativamente ao domingo da corrida do ano passado (26 de março de 2023), registou-se um aumento da faturação e do número de transações de 22% e 21%, respetivamente. Para Tiago Oom, Chief Commercial Officer da UNICRE e porta-voz oficial do REDUNIQ Insights “esta performance positiva vem corroborar as estimativas de impacto económico de cerca de 80 milhões de euros e perto de 200 mil pessoas na assistência partilhadas pelo Turismo do Algarve e pelo Autódromo Internacional do Algarve (AIA) aquando da realização desta que é a segunda etapa do Campeonato do Mundo de Moto GP”.

Durante o período em análise, o REDUNIQ Insights revela que, do lado da faturação estrangeira, o maior contributo veio do Reino Unido, que representa 11% do total de faturação em Faro no fim de semana da competição. Atrás surgem a Irlanda e a Alemanha com 8% e 5%, respetivamente, que revalidam o top de nacionalidades registado também no evento do ano passado. Em relação ao valor da compra média, destaque para a Irlanda com um valor de aproximadamente 102€. Segundo explica Tiago Oom, “a realização deste género de eventos, e particularmente uma semana antes da Páscoa, acaba por atrair muitos consumidores estrangeiros para a região do Algarve, mas também uma elevada afluência, tanto nacional, como internacional, de interessados por esta competição, que é tão reconhecida a nível mundial”.

No que diz respeito à faturação total por setor de atividade, destacam-se as categorias da restauração (+17%), do retalho alimentar tradicional (+17%) e da hotelaria e atividades turísticas (+12) – com a faturação estrangeira a aumentar 19%, 18% e 14% nestas categorias, respetivamente.

Os dados recolhidos têm como base o REDUNIQ Insights, a solução de conhecimento que analisa as transações registadas pela rede de aceitação de pagamentos da REDUNIQ.

LIFT