Cruz Vermelha Portuguesa alerta para aumento dos pedidos de ajuda e apela à Consignação do IRS

0
56
Cruz-Vermelha-Doação-IRS

Já imaginou sentar-se à mesa e não ter jantar para toda a família? Alguma vez pensou que o ordenado não é suficiente para pagar a renda? E alguma vez precisou de ajuda e não teve ninguém com quem falar? Estas histórias reais inspiram a campanha de consignação da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP).

Com música original do grupo Bicho Carpinteiro, “500 745 749. O número que nos move”, recorda o NIF que os contribuintes deverão preencher caso pretendam consignar 0,5% do seu IRS (sem qualquer custo) à instituição, contribuindo desta forma para que a CVP continue a cumprir a sua missão humanitária.

Graças às suas 159 estruturas locais em todo o território nacional, a CVP ajuda famílias em situação de grande vulnerabilidade, idosos isolados, vítimas de violência doméstica e os seus filhos, pessoas em situação de sem-abrigo, migrantes e refugiados. A CVP tem vindo a registar consistentemente, nos últimos anos, um aumento no número pessoas que procuram o seu sistema de ação social. Em 2023, foram mais 73% os pedidos, que chegaram via o seu programa Mais Feliz, que presta apoio a famílias em situação de grande vulnerabilidade.

Este aumento registado pela CVP confirma o agravamento do ciclo de pobreza em Portugal e reforça a necessidade de todos contribuírem para evitar que histórias como estas da campanha sejam uma realidade recorrente.

“No cumprimento da sua missão humanitária, a Cruz Vermelha Portuguesa contribui para que todas as pessoas tenham a oportunidade de viver de forma mais justa e digna. Essa é a nossa função. Apoiamos centenas de milhares de pessoas, tanto na área social, com uma multiplicidade de respostas (apoio alimentar, pagamento de despesas básicas), como no apoio em saúde mental, que é uma área que está a crescer no número de solicitações. A consignação do IRS, que é gratuita para cada contribuinte, vai permitir-nos prosseguir esta nossa missão”, reconhece o Presidente Nacional, António Saraiva. 

O conceito da campanha de consignação do IRS da CVP para este ano define também o momento de viragem para o reposicionamento da marca Cruz Vermelha Portuguesa, que mostra assim uma nova abordagem à comunicação com um tom de voz de maior proximidade e uma presença mais enérgica e criativa. Com a voz da atriz Inês Castel-Branco, “500 745 749. O número que nos move” foi desenvolvida pela KOBU Agency e produzida pela produtora Krypton

Mais informações sobre a campanha: http://apoiar.cruzvermelha.pt/IRS2024.html

Vídeo completo: https://www.youtube.com/watch?v=rCTBpmiEWB4

WLP