FNAC | Livros, Conversas, Música e Fotografia assinalam os 50 anos de Liberdade

0
46
FNAV-50anos-Liberdade

A FNAC associa-se às comemorações dos 50 anos do 25 de abril com um programa extenso de atividades durante todo o mês, subordinado ao tema da liberdade. A iniciativa inclui lançamentos de livros, talks, workshops e outras dinâmicas que pretendem promover a reflexão e o debate sobre a importância da Revolução dos Cravos na história de Portugal. Este mês marca ainda a abertura das inscrições para as Maratonas Fotográficas da FNAC que terão também como ponto de partida os 50 anos da liberdade em Portugal.

Na área de Lisboa, destacam-se as Conversas de Abril, em que  jovens jornalistas do Expresso, Gerador, SIC Notícias e outros, se juntam na FNAC Av. de Roma, dia 5 às 18h30, e na FNAC Vasco da Gama, dia 13 às 16h00, para falar sobre liberdade de imprensa. No dia 18 de abril, pelas 18h30 na FNAC Chiado, o pianista Júlio Resende apresenta o seu décimo álbum ‘Filhos da Revolução’ uma celebração da Liberdade, dos 50 anos do 25 de abril e da relação de Portugal com África.

Revolução Inacabada: O Que Não Mudou Com o 25 de Abril, livro da autoria de João Pedro Henriques, é apresentado no dia 11 às 18h30 na FNAC Norte Shopping e 12 abril às 18h30 na FNAC Santa Catarina, e será o mote para uma reflexão sobre características que se mantêm quase inalteradas na sociedade portuguesa desde a Revolução dos Cravos. No dia 26, pelas 18h30, na FNAC Santa Catarina, o escritor António Louçã apresenta o seu novo livro Uma Ingerência Discreta, um relato passado no ano de 1975, quando nas paredes das vilas e cidades de Portugal se multiplicavam os graffiti contra a ingerência do imperialismo. Já no dia 27, na FNAC de Braga às 17h30, Raquel Costa fala sobre o livro 25 mulheres que, a partir das histórias de 25 mulheres, faz uma viagem à sociedade portuguesa do início dos anos 70, que espelha contradições da condição feminina, que ainda hoje perduram. Este livro também será apresentado na FNAC Norte Shopping e na FNAC Santa Catarina, no dia 20 às 16h30 e 23 às 18h30, respetivamente.

E porque é de pequenino que se incutem princípios e valores, o tema da importância da liberdade é também levado aos mais novos através de eventos FNAC Kids, como os contos da Leni, no dia 25 às 10h30, na FNAC Aveiro, onde os mais pequenos serão desafiados a entrar no mundo mágico da Leni e a celebrar o Dia da Liberdade com contos mágicos. Também no dia 25 às 11h30, na FNAC Norte Shopping, todas as crianças são convidadas a celebrar os 50 anos do 25 de Abril, aprendendo a fazer um cravos em Origami. Por fim, na Hora do Conto na FNAC Madeira,no dia 28 às 11h30, será lido o livro Avó, Onde é que Estavas no 25 de Abril?, de forma a sensibilizar os mais pequenos para a importância deste marco histórico.

Ainda durante todo o mês de abril, a FNAC terá patentes duas exposições. Na FNAC Almada, ‘ReConstituição Portuguesa’, um exercício de liberdade poética, em que um coletivo de poetas e ilustradores, liderado por Viton Araújo e Diego Tórgo, aplicou o infame lápis azul sobre as palavras da Constituição fascista de 1933 até que dela se erguessem apenas, poemas e ilustrações exaltando os valores de abril. Já na FNAC Cascais Shopping e na FNAC Aveiro será possível conhecer uma seleção de imagens de peças do arquivo de José-Santa Bárbara ligadas ao processo criativo das capas dos discos que desenhou para a discografia de José Afonso. E outras exposições dentro desta temática um pouco por todo o país.

A agenda de eventos completa pode ser consultada online ou através da app Cartão FNAC.

H&K

FNAC-Logotipo