Albufeira | Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

0
105
Castelo-Paderne

Albufeira celebra nos próximos dias 18 e 20 de abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com um programa dedicado às “Catástrofes e conflitos à luz da Carta de Veneza”. No âmbito das celebrações, o Município prepara-se, para uma jornada de atividades e reflexões sobre o papel do património histórico no mundo atual. Por meio de experiências interativas – pedy-paper e uma visita às recentes obras de conservação e restauro do monumento (terminadas no final do ano passado), os participantes são convidados a explorar um dos melhores exemplares da arquitetura em taipa militar islâmica na Península Ibérica. “O convite à comunidade para participar no programa visa fortalecer os laços com o passado e reafirmar o compromisso da autarquia com a preservação do património cultural do concelho”, sublinha o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Rolo.

Para celebrar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, o Município de Albufeira promove um conjunto de iniciativas que têm por objetivo realçar a importância do património cultural partilhado e o seu papel na atualidade, à luz dos princípios da Carta de Veneza.

Para o efeito, no dia 18 de abril, das 10h00 às 16h00, o Município vai levar a cabo a atividade “Descobre o Castelo”. Trata-se de uma ação interativa que promete desvendar os segredos históricos e arquitetónicos do Castelo de Paderne, “um ex-libris de Albufeira, um imóvel de interesse público que faz parte da nossa identidade”, destaca o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, através da realização de um pedy-paper que promete desafiar os participantes e proporcionar uma experiência enriquecedora. Já no dia 20 de abril, às 10h30, está programada uma visita às mais recentes obras de conservação e restauro do Castelo de Paderne, conduzida pelo Arqueólogo Luís Campos Paulo e pelo Conservador-Restaurador Pedro Gago. As obras realizaram-se ao abrigo de um Protocolo de Cooperação entre a Câmara Municipal de Albufeira e a DRCAlg – Direção Regional de Cultura do Algarve, com financiamento do CRESC Algarve 2020 – Programa Operacional Regional do Algarve. Refira-se que a intervenção passou, primeiro, pelo reforço da Torre Albarrã e, numa segunda fase, pela preservação das muralhas em taipa militar, deixando-as tal como se tivessem sido os construtores almóadas a fazê-lo nos séculos XII ou XIII. A visita às obras é organizada em parceria com a CCDR Algarve – Comissão de Coordenação da Região do Algarve, sendo que visa oferecer aos participantes a oportunidade de explorarem a história e a importância cultural deste monumento icónico do concelho de Albufeira, e mostrar  uma visão íntima do trabalho de preservação realçando o papel vital da comunidade na proteção do património cultural.

Ao celebrar os 60 anos da Carta de Veneza, o Município de Albufeira reafirma o seu compromisso com a salvaguarda dos monumentos históricos como testemunhos vivos das tradições seculares e da identidade de um povo. O tema deste ano, “Catástrofes e conflitos à luz da Carta de Veneza”, convida à reflexão sobre a importância da preservação e restauro do Património Cultural partilhado, face aos desafios contemporâneos. Num mundo marcado por emergências climáticas e conflitos, a Carta de Veneza, adotada em 1964, continua a ser uma referência fundamental para a conservação e o restauro dos monumentos históricos, destacando a necessidade de se preservar a obra e os testemunhos históricos que urge transmitir às gerações futuras.

Não perca a oportunidade de celebrar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, enquanto descobre os tesouros “escondidos” no Castelo de Paderne.

CM Albufeira