São Brás de Alportel | Revelada a segunda fase do Monumento à Aleluia

0
61
Monumento-Aleluia-SBA-6

A segunda fase do monumento à Procissão de Aleluia foi inaugurada na passada sexta-feira, 17 de maio, revelando mais um novo elemento deste monumento que perpetua a Procissão de Aleluia, tesouro do património cultural imaterial são-brasense e presta homenagem a todos quantos, ao longo dos séculos, a mantêm viva. A terceira e última fase do monumento deverá ser apresentada na Páscoa de 2025

O Município de São Brás de Alportel deu a conhecer o segundo elemento que vem assim dar mais força ao Monumento à Aleluia que está a ser instalado em três fases no início do troço sul da Avenida da Liberdade.
A inauguração do segundo elemento decorreu ao final da tarde de 17 de maio, na presença de entidades regionais e locais, associações locais e dos são-brasenses.

Aos presentes, o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, sublinhou que a Procissão da Aleluia é muito mais do que a sua faceta de atratividade turística porque está no ADN dos são-brasenses o que é facilmente comprovado pela forma intensa como esta tradição é vivida por toda a comunidade.
Para Vitor Guerreiro, este novo passo de revelação do monumento é: “Acima de tudo uma homenagem à gente são-brasense”.

Convidado para a inauguração, o Diretor da Unidade de Cultura da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, Frederico Tatá Regala considerou absolutamente notável a forma como a tradição da Festa da Aleluia passa de geração em geração. Uma festa que “merece um reconhecimento muito mais amplo ao nível nacional” pela forma como se diferencia das demais procissões, defendeu congratulando o Município de São Brás de Alportel por assumir e cumprir a sua missão de defesa e valorização do património através do seu empenho na garantia de que esta festa e esta tradição tem futuro.

Desde a inauguração do primeiro elemento do monumento, a 21 de janeiro deste ano, que este é um novo ponto de atratividade turística do concelho que procura valorizar a cultura e o património imaterial local, ao mesmo tempo que se assume uma homenagem à Procissão da Aleluia, momento maior da comunidade são-brasense que é celebrado anualmente no domingo de Páscoa e que junta todos os filhos seus, dispersos pelo mundo e atrai milhares de visitantes.

Os dois elementos artísticos já expostos foram produzidos em bronze e ilustra em tamanho real a figura de dois homens são-brasenses (pai e filho), a participar na Procissão da Aleluia.
O terceiro elemento que será dado a conhecer na Páscoa de 2025, representa o neto do primeiro elemento do monumento.

Um conjunto que alude à passagem de testemunho das tradições entre gerações e ao envolvimento das entidades e associações parceiras e de toda a comunidade nesta festa.
“Somos uma terra com memória”, destacou a vice-presidente da Câmara Municipal, Marlene Guerreiro, definindo este monumento como um justo tributo à alma são-brasense.
Um monumento erguido com a convicção de que preservar a cultura é “cuidar das nossas raízes e é cuidar do nosso futuro”.
Com responsabilidade na área do turismo, Marlene Guerreiro recordou ainda que este monumento tem sido desde a primeira hora em que começou a ser revelado um elemento de atração turística e que contribui para valorizar São Brás de Alportel.

Importa recordar que os três elementos artísticos são da autoria de Manuel Belchior e Teresa Paulino e resultam de um projeto artístico, de valorização cultural, patrimonial e turística do concelho que perpetua ao longo de todo o ano este momento especial da comunidade são-brasense.

Esta obra de arte urbana instalada no troço sul da Avenida da Liberdade, alvo de um projeto de reabilitação que integrou também a reabilitação do Largo de São Sebastião e da Rua Gago Coutinho, projeto que incluiu a criação de elementos de caçada artística que evocam a passadeira de flores que é elaborada pela comunidade são-brasense, para receber a Procissão da Aleluia.

É justamente neste cenário que o monumento se insere, permitindo que o domingo de Páscoa se eternize todos os dias do ano.

CM SBA