Solta-Mente: Imbróglios, Emaranhados e Heroísmos

Solta-mente
Tools
Typography

Dizem que um dos indicadores deste país estar de mal a pior é a confusão em torno da vacinação de pessoas não prioritárias, tema que discordo em absoluto: o chico-espertismo não é uma ciência portuguesa, como os descontentes de tudo querem fazer acreditar. Deve é ser combatido com mecanismos que travem a tendência.

Em boa verdade, acontece em vários países, dentro e fora da U.E. Não quero com isto normalizar ou desculpar a má acção, pois concordo que seja hediondo que algumas pessoas utilizem do privilégio de funções, ou cargos, para se sobreporem (a si e a familiares) à lista prioritária que, essa sim, urge vacinar. Algumas destas pessoas acreditam perpetrar actos de rectidão moral, em linha com os seus valores pessoais. Estão nas profissões erradas e a meu ver, são erros de casting. Na outra mão temos o contexto: uma pandemia endurance de um ano a roer as fibras do juízo, com inúmeras vagas, vítimas… e um constante martelar em todos os meios de comunicação que levam a ansiedade aos píncaros do alerta mais do que vermelho, à insegurança e à discórdia. 

Se pensarmos bem, é nestas alturas de desalento e confusão gerais que se testam os valores e a vontade de fibra de cada pessoa. É em tempos desses que se encontram heróis e heroínas do dia-a-dia, a contrastar com quem age de maneira contrária. Na dúvida: pessoas que executem acções excepcionais, corajosas, tendo como base princípios éticos e morais, agindo de forma altruísta. Deverão, a meu ver, ser afastadas as pessoas que se mostram incapazes de lidar com as pressões do próprio umbigo, ou com valores diferentes, não por vingança justiceira, mas por estarem à vista as suas inaptidões, isenções de compromisso, ou espírito de missão para com a causa comum. Na impossibilidade de se adivinhar quem é quem, como prevenção, há que planear, acompanhar e auditar melhor e é aí que está o erro.

Selma NunesImbrogliosSoltaMente

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS