Tempo de Crónicas | Por Cá, das Eleições e pela Natureza

Tempo de Crónicas
Tools
Typography

Nevou por cá no último dia do mês passado, a primeira neve a valer tão cedo desta vez. A manhã do primeiro de Novembro brilhava pela natureza, não cruzei os braços e decidi por novos pneus no SUV. Postos no dia das eleições, assim com mais segurança para a inverno que vem no horizonte.

Estas eleições consideradas históricas para esta América dando a vitória a Joe Biden, enquanto Donald Trump perdeu dos dois lados, isto é do obsoleto colégio eleitoral, e do voto popular nestes votos também perdeu há quatro anos. Não houvesse o colégio eleitoral composto por quinhentas e tal pessoas Trump nunca teria sido Presidente.

Um Presidente visto por cá e por todo o mundo por muita gente com uma presidência desordenada, e não lidando bem com a verdade de tal forma que ainda a semana passada a sua preferida televisão a Foxnews viu-se obrigada a não deixar ir para o ar o palavriado do homen quanto aos resultados eleitorais, assim como a prestigiada CNN, e mais a que eu classifico de Primaveril MSNBC. Para chegar a este ponto não é preciso ser muito inteligente para perceber quanto danosas têm sido muitas das suas intervenções para com o povo e denegrindo o carácter da América.

Com este resultado eleitoral, daqui a quatro anos uma espécie de Putinismo como se poderia adivinhar já não terá princípio nos Estados Unidos da América. A inovadora Europa pode sentir-se mais aliviada, e julgo que o novo quadro da governação norte-americana que aí vem bem mais sonante será animadora, melhor compreensível. Acreditamos que é do século XXI dando crédito á ciência, e a valorizar a natureza.

Este momento da política americana tem sido crucial e este algarvio por cá na Nova Inglaterra, sentiu-se no dever de escrever acerca dele, esperemos que vá para melhor, a evolução desta situação, e com o virus que continua afetando o mundo.

Continuaremos com os cuidados devidos, e com estes tempos das baixas temperaturas que virão brevemente, quanto podemos vamos ingerindo o quanto saudável possivel, e que nos aqueça a alma como se costuma dizer.

Ireneu Vidal da Fonseca, Massachusetts EUANaturezaEUA

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS