fbpx

Artistas nos Eventos da Época

Tempo de Crónicas
Tools
Typography

Aproveito para recordar aqui sobretudo de anos sessenta, os bailes nas esplanadas entremeados com espetáculos de variedades no Algarve, nesse aspeto e não tirando valor a outros lugares, a esplanada de António Refina em Bela Salema, foi exemplar no Concelho de Faro.
                                                                                                                               
Esses eventos ao ar livre, deram oportunidade para muita gente ver e ouvir ao vivo os afamados artistas desse tempo, vocais da canção e do fado, e dos instrumentistas, muito em voga foram os mestres do acordeon do Agarve, como João Barra Bexiga, e Filipe de Brito. Enquanto hoje em dia Tino Costa é grande celebridade do acordeão.          
            
Nomes perpetuados da musica portuguesa, também temos neste lado do Atlântico, como por toda a parte ficou-lhes temas de sucesso que a nova geração de artistas mistura nos seus repertórios.          

A época do verão muito favorável a festivas refeições no campo, muitas vezes feitas por  organizações. Por cá, no dia 12 de agosto , a Sucursal 12, da União Portuguesa Beneficente de Pawtucket, estado de Rhode Island, realizou o seu anual picnic nos terrenos da igreja de Nossa Senhora de Fátima em Cumberland. O Vice Presidente desta sucursal, Alberto da Silva, é natural da Mesquita Alta, S. Brás de Alportel, e o Secretário das Relações Publicas da Geral, seu filho Daniel da Silva, embora nascido aqui nos Estados Unidos, manifesta grande afeição pela terra das origens de seu pai e da sua mãe Orentina da Silva, muito ativa nesta Organização.             
                                                                
Em anos passados mais dois algarvios muito contribuiram para a realização deste picnic. Salvador Custódio, natural de São Romão, e José das Neves da Conceição, natural do sitio do Medronhal, ambos foram fiscais da 12 e membros ativos nesta Sucursal.     
      
Quando nos encontranmos nestes convivios, naturalmente que entre algarvios, na con-versação hà os de opinião que vem aí uma boa altura para ir à terra, com a vinda do mês de setembro , tempo mais fresco, ainda há eventos da época, um pouco menos cir-culação, e nas praias hà mais espaço. À tardinha até pode dar para comtemplar esse magnífico evento da natureza,o pôr do Sol, para ajudar a redobrar lembranças.

Ireneu Vidal da Fonseca   
Massachusetts
U.S.A.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS