Tempo de Crónicas: "Mais um Natal"!

Tempo de Crónicas
Tools
Typography

Nos presépios, o Menino Jesus, Maria, José, e mais os Reis Magos, que a contar pela história, lá chegaram orientados por uma, de entre tantas estrelas no firmamento. Além dos presépios clássicos, como eu gosto de dizer há mais os contemporâneos com coisas do nosso tempo, juntadas às daquele tempo.

Mais um Natal, com a inspiradora invenção do imaginário humano, que são as Renas a puxarem o Trenó, que lá vem da Lapónia com o Pái Natal carregado de prendas. Em pequenos, acreditavamos, e nem queriamos saber como o Pai Natal, a vir lá do alto de noite, se podia entrar e se realmente iria caber pelo espaço interior da chaminé. Seja como for, agora o Pai Natal, também tráz prendas para a gente adulta. Mais uma vez anda-se de um lado a outro na procura do mais ideal para oferecer.

Com as novas tecnologias, os Natais do nosso tempo continuam parecidos como sempre, dobrado de saudade e emoções. O espírito desta época põe muita gente a visitar familiares - o lugar das origens tão na memória, e muito no pulsar do mundo da emigração. Nem toda a gente irá viajar, mas as mensagens natalícias não fogem do pensamento de quem está ausente, porque é mais um Natal.

Para nós gente Algarvia, o bacalhau na mesa também faz a consoada mais perfeita, e se possível, com o das orientais águas atlânticas do norte. O melhor do mundo, sempre assim ouvi dizer desde a infância. Uma delícia não faltando verdura e um pouco do bom tinto.

Esta época tão solidária na humanidade, com as Árvores de Natal que ajudam a que isso aconteça. São o símbolo mais marcante a celebrar esta altura de cada ano. Das mais pequenas às maiores há-as por todo o lado. E na alegria e no sentimento de músicas de Natal - Gente em irmandade de Coros cantam à tradição.

Com seu próprio dia a 25 de Dezembro, é mais um Natal que por cá e como sempre, preferem-no muito com flocos de neve a cair, tudo branco, natureza e roofs das casas. Vamos a ver o que a meteorologia nos vai prevendo, e olhando esta época do ano a jeito, tão ligada às pessoas. Assim é mesmo tempo das melhores saudações a preencherem esta quadra festiva.

Ireneu Vidal da Fonseca  massachusetts  E.U.A.

 

 

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS