Canoagem | KCCA - Campeonato Nacional de Esperanças

Desporto
Typography

Os Castores do Arade regressaram às grandes competições nacionais, no dia 11 de julho, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, no Campeonato Nacional de Esperanças de Canoagem, onde conseguiram conquistar o 7º lugar coletivo entre 40 clubes nacionais em competição.

O Nacional de Esperanças é uma competição dedicada aos escalões mais jovens da canoagem, de idade compreendidas entre os 9 e os 16 anos de idade. Entraram em competição mais de 400 atletas em representação de 40 clubes nacionais de norte a sul do país. 

As provas de K1 Iniciados masculinos e femininos têm a distância de dois quilómetros, uma volta. Quanto às provas de K1 Infantis masculinos e femininos os atletas percorrem duas voltas no total de quatro quilómetros. Na competição de K1 Cadetes masculinos e femininos, os canoístas cumprem seis quilómetros distribuídos por três voltas.

Fazendo-se representar por uma equipa de apenas 18 atletas, os Castores conseguiram várias classificações individuais no top-10, destacando-se a medalha de 2º lugar conquistada por Iara Bebiano em K1 (kayak individual) infantil feminino “A” e 6ª da classificação geral. Realce ainda para as classificações entre os 10 primeiros com Ianis Bebiano a alcançar o 5º lugar em K1 iniciado, Clélia Santos também em 5º lugar em K1 iniciado feminino, Rúben Luís em 8º K1 infantil, Filipe Libório também em 8º em K1 cadete e muito próxima do top-10, Leonor Ramos, terminou em 11º lugar em K1 infantil feminino.

FORTES MEDIDAS DE SEGURANÇA 

Marcado por rigorosas medidas de segurança, devido à pandemia de COVID-19, o Centro de Alto Rendimento viu serem atribuídos apenas os títulos em embarcações individuais (K1 e C1), uma vez que dada a distância de segurança determinada pela Direção-Geral de Saúde, não é possível a realização de provas em embarcações bilugares de K2 e C2. As regatas estavam também limitadas à participação de 65 atletas nacionais por escalão e 400 atletas no total. O número de inscritos ultrapassou em cerca de 200 atletas, o escalão de infantis com cerca de 150 atletas inscritos foi o mais prejudicado, 60% dos atletas não puderam participar na competição, o nosso atleta Filipe Busel teve de ficar fora da competição apesar de ser um dos infantis A com hipóteses de ficar nos primeiros lugares. A competição foi dividida em dois blocos de 200 atletas e com toda a higienização entre as competições. A Federação Portuguesa de Canoagem está de parabéns por permitir o regresso das competições neste momento difícil, a marcar a diferença, relativamente aos outros desportos que cancelaram a maioria das competições dos escalões de formação. 

ACESSOS LIMITADOS E TRANSMISSÃO EM DIRETO

A competição realizou-se à porta fechada, fruto das limitações impostas pela pandemia, só sendo permitida a entrada a agentes da canoagem no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho e a Federação Portuguesa de Canoagem disponibilizou a transmissão em direto da prova através do seu canal no youtube, permitindo que os adeptos da modalidade e os familiares e amigos dos jovens atletas pudessem acompanhar a competição à distância.

Classificações completas:

K1 Infantil feminino – 65 atletas em prova

6º Iara Bebiano (2º sub-categoria “A”)

11º Leonor Ramos 

18º Íris Rietkerk (8º sub-categoria “A”)

19º Isabella Wilkinson

24º Maria Wilkinson

25º Inês Carapinha

39º Maria Costa 

K1 Cadete feminino – 39 atletas a competir

24º Inês Luís (no arranque virou a embarcação e recuperou 14 posições) 

K1 Infantil – 65 atletas a competir

8º Ruben Luís 

K1 Cadete – 65 atletas a competir

8º Filipe Libório 

16º Bernardo Verdades

20º Rodrigo Gabriel (atleta cadete de 1º ano)

K1 Iniciado – 65 atletas a competir

5º Ianis Bebiano

27º Dinis Carrasco

K1 iniciado feminino – 48 atletas a competir

5º Clélia Santos 

18º Leonor Silva de Matos

28º Júlia Luís

30º Lara Carapinha

KCCA
CanoagemIanisCanoagemIniciadasCanoagemPodioIaraCanoagemClelia

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS