IPAM | Análise do Impacto Económico e Mediático da Final 8 da Liga dos Campeões

Desporto
Typography

IPAM estima impacto económico de 50,4 milhões de euros da final da Liga dos Campeões em Lisboa

  • 49% do impacto económico beneficiará refeições in home e outdoor;
  • A final de 2019 teve uma audiência televisiva de 400.000.000 espetadores e 1.000.000.000 interações nas redes sociais;  
  • Mesmo sem a existência de público nos estádios, são esperados 16 000 adeptos sem bilhete e 3.300 visitantes na Final. 

50,4 milhões de euros é o impacto económico da final da Liga dos Campeões em Lisboa estimado pelo estudo do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM). 

Lisboa foi a cidade escolhida pela UEFA para acolher sete jogos, envolvendo oito equipas na competição, entre 12 e 23 de agosto – uma competição que pela primeira vez realizar-se-á sem a assistência de público nas bancadas dos estádios, mas com 16 000 adeptos sem bilhete e 3.300 visitantes na Final. Um número que integra os 600 elementos das comitivas das equipas, 400 jornalistas, 1.000 pessoas de staff de apoio à competição, a par de 1.000 convidados da UEFA, 200 elementos de produção de televisão e 42 elementos das equipas de arbitragem.

Perante este contexto, o estudo do IPAM propôs-se a avaliar e caracterizar o potencial impacto económico em Portugal da final 8 da Liga dos Campeões 2019/20 a disputar em Lisboa, assim como compreender a origem deste impacto e a sua influência nos diferentes setores de atividade, bem como analisar o alcance mediático global da final da Liga dos Campeões.

Para a cidade que acolhe a final da Liga dos Campeões as vantagens serão várias. Para além do potencial de visibilidade que a cidade e o país beneficiam, existe um conjunto de impactos económicos diretos devido a estes sete jogos. Ao nível do impacto económico, está previsto que 49% seja atribuído ao in home e outdoor eating and drinking. Destaca-se ainda a accomodation 13%, traveling 9%, turism activities 5%, hospitality 4%, shopping 3%, fun 3%, catering 3%, sponsor activation 3%, e special events 3%, Logistics, other services e security, combinados, representam 5% do impacto económico para o país.

Também devido ao atual contexto, a Final da Champions League deste ano terá um formato inédito que originará estadias mais longas do que a final tradicional de um dia, o que implicará que as comitivas das equipas finalistas fiquem alojadas em Lisboa durante um período de 15 dias ininterruptos.

O impacto mediático dos jogos será muito forte e representa uma extraordinária campanha de promoção para Portugal, uma vez que a final de 2019 teve uma audiência de 400.000.000 espetadores em 217 países e gerou 1.000.000.000 de interações nas redes sociais, um recorde de performance digital. A Televisão continua a assegurar mais de 70% da audiência total, apesar da forte procura pelos serviços de streaming pelo público desportivo em todo o mundo, constituindo a final da Liga dos Campeões uma oportunidade muito positiva para os anunciantes alcançarem o público de futebol em grande escala. Em média, os telespectadores da Liga dos Campeões assistem a mais de uma hora da final, embora a tendência nos últimos anos tenha vindo a diminuir.

Em termos comparativos, a final de 2014 da Champions gerou 46 milhões de euros de impacto económico em Lisboa, enquanto que a Final 8 de 2020 com 7 jogos sem público pode atingir os 51 milhões de euros.

Ficha Técnica do Estudo     

O Estudo foi realizado pelo Gabinete de Estudos de Marketing para Desporto do IPAM, sob a coordenação do Prof. Daniel Sá.

O modelo científico utilizado pelo IPAM neste estudo assenta na definição de seis momentos distintos de impacto, caracterização e quantificação dos indicadores económicos, relação com a realidade social e económica do país, introdução do fator de relação associado ao poder de compra do país.

Daniel Sá, responsável técnico do estudo, é Director Executivo do IPAM.  Autor dos livros "Marketing para Desporto Um Jogo Empresarial" e "Sports Marketing As Novas Regras do Jogo", Doutorado em Ciências Empresariais pela Universidad Rey Juan Carlos de Madrid Mestre em Gestão Desportiva pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Licenciado em Gestão de Marketing pelo IPAM.

CV&ALigaCampioes

           

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS