GNR no combate internacional ao Tráfico de Seres Humanos

Internacionais
Typography

A Guarda Nacional Republicana (GNR), no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (FRONTEX), participa ativamente na garantia dos direitos humanos, promovendo a proteção de vítimas de Tráfico de Seres Humanos, tendo este ano auxiliado diretamente mais de 2 500 migrantes, aos quais se acrescentam cerca de 1 400 migrantes detetados e encaminhados para as autoridades competentes.

Neste esforço, a GNR tem militares destacados na Grécia, Croácia, Polónia, Itália, Bulgária e Espanha, com as atribuições de vigilância terrestre e da orla costeira, apoio ao controlo de fronteiras, investigação criminal e, com grande relevo, de busca e resgate marítimo.

Para o cumprimento das missões de vigilância, controlo das fronteiras e de busca e regate marítimo, desde o dia 1 de maio de 2018, a GNR dispõe da embarcação "Mar Egeu", a qual foi adquirida com o cofinanciamento comunitário do Fundo para a Segurança Interna.

A embarcação "Mar Egeu", atualmente empenhada na ilha de Samos – Grécia, já efetuou 160 patrulhas, cerca de 1 100 horas de serviço e percorreu 9 900 milhas náuticas, o que permitiu detetar e resgatar 334 migrantes, dos quais 111 crianças e 81 mulheres.

A aquisição desta embarcação contribui, fundamentalmente, para a salvaguarda de vidas humanas no mar e para a prevenção, deteção e repressão de ilícitos transfronteiriços, com principal enforque no combate ao Tráfico de Seres Humanos, cujo dia Europeu é hoje assinalado.

Fonte: GNR-DCRPGNRBarcoMarEgeu

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS