Fundação Galp | Ajuda humanitária a Moçambique

Internacionais
Typography
  • Fundação Galp vai disponibilizar bens de emergência à Cruz Vermelha para apoiar nas operações de socorro
  • Colaboradores da Galp dinamizam ações de recolha de alimentos e bens de primeira necessidade

Presente no país há mais de 60 anos, a Galp está a mobilizar ajuda às vítimas do ciclone Idai, em articulação com a Cruz Vermelha, no apoio humanitário para bens de primeira necessidade.

Em face da situação de calamidade que se está a viver no país, a Fundação Galp vai disponibilizar bens de emergência à Cruz Vermelha no valor de EUR150.000 para apoiar as operações de socorro às vítimas em Moçambique com foco na província de Sofala.  

Consciente que a disponibilidade de combustível é fundamental para as operações de socorro e de reconstrução, a Galp está concentrada em assegurar a normalidade das operações nos seus postos de abastecimento nas zonas afetadas.

Paralelamente, a Galp está a mobilizar os seus colaboradores em diversas geografias para a recolha de bens identificados pela Cruz Vermelha e que serão enviados para Moçambique por avião nos próximos dias.

Sobre a Galp

A Galp é uma empresa de energia de base portuguesa, de capital aberto com presença internacional. As nossas atividades abrangem todas as fases da cadeia de valor do setor energético, da prospeção e extração de petróleo e gás natural, a partir de reservatórios situados quilómetros abaixo da superfície marítima, até ao desenvolvimento de soluções energéticas eficientes e ambientalmente sustentáveis para os nossos clientes. Ajudamos grandes indústrias a aumentarem a sua competitividade, ou consumidores individuais que buscam as soluções mais flexíveis para as suas habitações e necessidades de mobilidade. Integramos todos os tipos de energia, para casa e para a estrada: da eletricidade, ao gás, aos combustíveis líquidos. Contribuímos para o desenvolvimento económico dos 11 países em que operamos e para o progresso social das comunidades que nos acolhem. A Galp emprega 6.389 pessoas. Mais informações em www.galp.com.

Fonte: M P RAjudaMocambique

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS