GNR: Portugal assume a presidência da EUROGENDFOR

Internacionais
Typography

Portugal, através da Guarda Nacional Republicana, assumiu ontem, dia 14 de dezembro, a Presidência da Força de Gendarmerie Europeia (EUROGENDFOR), numa cerimónia que se realiza em Aranjuez, Espanha.

A cerimónia da assunção da Presidência da EUROGENDFOR, decorre durante a reunião do Comité Interministerial de Alto Nível (CIMIN), a qual conta com a presença da Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, e do Comandante Geral da GNR, Tenente-General Manuel Mateus Costa da Silva Couto. O CIMIN é o órgão político-estratégico da EUROGENDFOR no qual cada Estado membro da organização se faz representar por um membro do Governo e pelo respetivo Comandante da Força de Gendarmerie. Cada Membro assegura a Presidência do CIMIN por um ano, de acordo com um processo de rotação, papel que cabe à Guarda Nacional Republicana, em representação de Portugal, após o términus da presidência espanhola.

A EUROGENDFOR, que comemorou ontem o seu 10.º aniversário, é uma Força multinacional de polícia, operacional, pré-estruturada (modular), robusta e de projeção rápida, constituída exclusivamente por efetivos de forças de segurança com estatuto militar. Resultou de uma iniciativa de Portugal (Guarda Nacional Republicana), França (Gendarmerie Nationale), Itália (Carabinieri), Holanda (Koninklijke Marechaussee) e Espanha (Guardia Civil), com o objetivo de melhorar a capacidade para conduzir operações de gestão civil de crises em áreas vulneráveis, atuando em cenários como a Bósnia, o Haiti, a Líbia, o Mali e a República Centro Africana. Atualmente, a EUROGENDFOR conta ainda com a participação da Roménia (Jandarmeria Română) e da Polónia (Żandarmeria Wojskow), perfazendo um total de sete membros efetivos, um país parceiro (Vieŝojo Saugumo da Lituânia) e um país observador (Jandarma da Tuquia).GNR Div Com Rel PublicasFonte: GNR-DCRP

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS