EDP Distribuição abraça o desafio da Transição Energética

Nacionais
Tools
Typography

A transição enérgica é cada vez mais uma questão fulcral para um Operador de Rede de Distribuição de Eletricidade, uma vez que o novo paradigma passa por uma alteração no seu papel e na resposta a novos desafios, tais como: a produção descentralizada de energia, a mobilidade elétrica e a gestão do consumo. Esse facto tem vindo a ser reconhecido quer pelas Entidades Governamentais, quer pela Comunidade Europeia.

A EDP Distribuição tem desempenhado um papel relevante para esta discussão no espaço Europeu, estando na vanguarda de muitas das soluções inovadoras que contribuíram para a promoção das redes inteligentes, como é o caso do projeto InovGrid ou o desenvolvimento de uma ampla infraestrutura digital de supervisão e controlo da rede. Esta infraestrutura integra, entre outros elementos, todas as subestações de distribuição, mais de 7 mil pontos de telecomando, cerca de 20 mil postos de transformação monitorizados, a medição remota do consumo de todos os clientes empresariais e de iluminação pública, bem como a instalação de mais de 2 milhões de energy box.

Visando estabelecer uma linha orientadora comum, a EDP Distribuição juntou em Lisboa mais de 300 pessoas, entre colaboradores, fornecedores, entidades ligadas à área da inovação, Autarquias, startups e Universidades.

Neste evento, foi apresentada a sua visão integrada para 2025, com mais de 40 medidas que traçam o roadmap do desenvolvimento tecnológico das redes elétricas inteligentes. Neste contexto, discutiram-se vários temas como: o planeamento da rede, a gestão de ativos e a importância da integração dos diferentes níveis de tensão (alta, média e baixa) na otimização e eficiência da atividade; a interação e disponibilização de novos serviços; a gestão da rede e operações; as comunicações e a cibersegurança; tendências de mercado e novas tecnologias.

O desenho e a implementação destas iniciativas contam com um vasto leque de parceiros porque a EDP Distribuição acredita que para continuar a afirmar-se como um Operador de Redes eficiente, inovador e próximo dos seus clientes, é preciso uma abordagem colaborativa, aspiracional, focada e comprometida ao longo de toda a cadeia de valor.

Fonte: GC EDP DistribuiçãoEDPDistribuicao

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS