APAV: 29 anos no apoio diário às vítimas de crime

Nacionais
Tools
Typography

A APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima celebra hoje, dia 25 de junho, 29 anos.

Desde 1990, a missão da APAV mantém-se: apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos/as, prestando um apoio especializado, profissional e personalizado. A APAV apoia cada vez mais vítimas de crime, num universo estimado de 326.000 pessoas.

Em 2018, a APAV apoiou 9.344 vítimas de crime, oriundas de 276 concelhos (de um total de 308 concelhos). Realizaram-se, no mesmo ano, 46.371 atendimentos (um aumento de 31% face a 2016), que se refletiram em 11.795 novos processos de apoio e processos em acompanhamento. Os crimes contra as pessoas representaram 96 % do total de crimes e outras formas de violência assinalados à APAV, com especial relevo para os crimes de violência doméstica (77,5%).

Em 2018, foram 926 as pessoas idosas vítimas de crime apoiadas pela APAV (+65 anos - em média, 3 por dia e 18 por semana); 941 as crianças e jovens (em média, 3 por dia 18 por semana); 5.173 as mulheres adultas (em média, 14 por dia e 99 por semana); e 854 os homens adultos apoiados (em média, 2 por dia e 16 por semana).

A Associação pretende apoiar cada vez melhor, de diferentes formas, quem mais precisa.

Neste sentido, a APAV empenha-se cada vez mais no desenvolvimento de projetos de inovação social - como o projeto Portugal Mais Velho, direcionado à pessoa idosa, ou a Rede CARE, de apoio a crianças e jovens vítimas de violência sexual -, financiados e incrementados com o apoio de diversas entidades, como a Fundação Calouste Gulbenkian.

A APAV está presente no território nacional através de uma rede 64 serviços de proximidade, que compreende 20 Gabinetes de Apoio à Vítima e outros Polos de Atendimento em Itinerância, três estruturas de acolhimento (duas para mulheres vítimas de violência doméstica e uma para mulheres vítimas de tráfico de seres humanos e seus/suas filhos/as), o Sistema Integrado de Apoio à Distância, a Linha Internet Segura, e três redes de apoio especializado (Rede CARE; RAFAVHVT – Rede de Apoio a Familiares e Amigos de Vítimas de Homicídio e Vítimas de Terrorismo; Rede UAVMD – Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação).

Ao longo de 29 anos, a Associação tem ainda contado com a entrega de centenas de voluntários e voluntárias, fundamentais para o cumprimento da missão social da APAV.

Porque, em 2018, 55,9 % dos atendimentos foram feitos via telefone e 10,2 % via e-mail e redes sociais, a APAV relembra os seguintes contactos:

Linha de Apoio à Vítima: 116 006 (chamada gratuita, dias úteis, 9h-21h)  Apoio online: facebook.com/APAV.Portugal

Fonte: APAVAPAV29Anos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS