Portugal assinala pela primeira vez a Semana da Sensibilização para a "Malnutrição"

Nacionais
Tools
Typography

Portugal vai celebrar pela primeira vez a Semana da Sensibilização para a Malnutrição entre os dias 14 e 20 de outubro. Trata-se de uma iniciativa de consciencialização para os elevados números da malnutrição promovida pela Associação Portuguesa de Nutrição Entérica e Parentérica (APNEP). Tem como parceiro científico a congénere britânica BAPEN (British Association for Parenteral and Enteral Nutrition) e encontra-se integrada na campanha internacional ONCA (Optimal Nutritional Care for All).

O principal objetivo desta ação será alertar os profissionais de saúde, os doentes e os cuidadores para as graves carências na área da malnutrição, seja em ambiente hospitalar, seja em ambulatório e no domicílio e que atingem cerca de 115 mil doentes, 1% da população portuguesa. Pretende ainda, educar para a identificação e tratamento precoces da malnutrição; educar os doentes/cuidadores para que possam discutir o seu estado nutricional com o seu profissional de saúde e aumentar a sensibilização para o papel da nutrição clínica na recuperação do doente.

Para o presidente da APNEP, Anibal Marinho, “é uma honra colocar Portugal no mapa dos países que assinalam a semana de sensibilização para a malnutrição. A parceria com a BAPEN e o ONCA, são a prova de como Portugal está a dar um importante passo para a melhoria do rastreio nutricional e acesso equitativo à terapêutica nutricional”.

O principal veículo de divulgação da Semana da Sensibilização para a Malnutrição será a página da APNEP e os meios de comunicação digitais e redes sociais de todos aqueles que se quiserem juntar a esta ação e partilhar as mensagens: profissionais de saúde, cuidadores, doentes e população em geral.

Esta iniciativa surge no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Alimentação promovida pela FAO, que no presente ano tem como tema “Achieving Zero Hunger”.

Em Portugal, 2 em cada 4 dos doentes internados estão em risco nutricional, condição que está fortemente associada ao aumento da mortalidade e morbilidade, ao declínio funcional, e à permanência hospitalar prolongada, levando a um aumento dos custos em saúde para o estado.

Fonte: LPMMalnutrio

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS