Asseco PST adquire maioria do capital da Finantech

Nacionais
Tools
Typography

A Asseco PST, especialista no desenvolvimento de software bancário, acaba de adquirir a maioria do capital da Finantech, empresa especializada em soluções para o mercado de capitais, sediada no Porto.  

O negócio envolveu a compra de 76% do capital da Finantech – Sistemas de Informação, SA, aos três acionistas fundadores da empresa (João Marta da Cruz, António Jesus Ferreira e António Silva) que se manterão à frente dos destinos da empresa. A Finantech continuará a operar no mercado com a sua marca e a sua rede consolidada de parceiros, onde se incluem empresas como a Oracle, Microsoft, Six Group, Reuters, Morningstar e Euronext, entre outras.

Com mais de 20 anos de experiência na criação de soluções para as diferentes áreas no mercado de capitais, a história da Finantech remonta a setembro de 1994, com a constituição de uma startup já então dedicada ao desenvolvimento de software para a negociação em Bolsa.

Para Daniel Araújo, CEO da Asseco PST, esta operação enquadra-se nos objetivos estratégicos de crescimento e diversificação que a empresa tem procurado implementar nos últimos dois anos nas várias geografias onde opera. “Trata-se do culminar de um processo negocial que nos permite assumir uma posição de controlo numa empresa de referência e líder de mercado na sua área de atividade”, afirma o gestor.

Na base desta aquisição, explica Daniel Araújo, está o potencial de sinergias cruzadas entre a Asseco PST e a Finantech, existindo uma grande complementaridade na oferta das duas empresas. “Uma realidade que, estamos certos, iremos aprofundar e capitalizar de ora em diante”.

A Finantech conta atualmente com mais de 90 colaboradores e cerca de duas dezenas de clientes em Portugal, incluindo os cinco maiores grupos bancários a operar no nosso mercado. Está igualmente presente em Angola e Cabo Verde, onde detém 10 clientes no conjunto destas duas geografias. Em 2020, registou um volume de negócios da ordem dos 5 milhões de euros.

De acordo com João Marta da Cruz, presidente do conselho de administração da Finantech, esta cedência da maioria do capital é também uma oportunidade de crescimento para a empresa: “Estamos agora mais bem preparados para reforçar a oferta a clientes, solidificar a liderança neste segmento de negócio e beneficiar do know-how e experiência, nacional e internacional, de uma grande organização como a Asseco PST”.

Presente em oito mercados em três continentes, a Asseco PST é hoje uma referência em sistemas de informação aplicados ao setor bancário, contando com mais de 60 bancos na sua carteira de clientes. Além da presença no universo dos mercados lusófonos, incluindo Portugal (onde está sediada), Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, está também presente na Namíbia e Malta. De raiz madeirense, onde nasceu há mais de 30 anos e ainda hoje está instalado o seu centro de desenvolvimento de software, é uma empresa tradicionalmente exportadora, com 80% da faturação a ser gerada fora de Portugal.

Em 2020, a Asseco PST fechou o exercício com um volume de negócios de 37,4 milhões de euros, empregando cerca de 420 colaboradores, dos quais 85% estão em Portugal. Integra desde 2015 a multinacional Asseco Group, um dos maiores fornecedores europeus de software, cotado internacionalmente nas Bolsas de Varsóvia, Tel Aviv e NASDAQ, em Nova Iorque.

BIG AssecoFinantechAssecoDanielAraujo

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS