Clínica APIC vence a 8.ª edição do Prémio Healthcare Excellence

Nacionais
Tools
Typography

A Clínica APIC, unidade de admissão centralizada de doentes para cirurgia convencional programada no Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, foi o grande vencedor da 8.ª edição do Prémio Healthcare Excellence. A iniciativa da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), em parceria com a biofarmacêutica AbbVie, distingue projetos de melhoria da qualidade dos serviços de cuidados de saúde prestados aos utentes.

Com o objetivo de melhorar todo o processo de admissão pré-internamento cirúrgico foi implementada a Clínica APIC no Centro Hospitalar Tâmega e Sousa em setembro de 2020, sendo assegurada por uma equipa composta por três enfermeiros, quatro assistentes operacionais a e um assistente técnico. Esta unidade veio possibilitar uma maior agilidade e eficácia no processo de admissão e preparação dos doentes de cirurgia convencional programada, numa visão centrada no doente, contribuindo para uma diminuição de custos e promovendo uma maior humanização e satisfação dos doentes.

A primeira menção honrosa foi para o projeto “Cirurgia de ambulatório & hospitalização domiciliária em doentes em idade geriátrica com cancro da mama”, do Centro Hospitalar Universitário de São João. Este projeto representa uma nova e inovadora abordagem ao doente oncológico em idade geriátrica, a nível nacional, e permitirá desmistificar paradigmas e limites respeitantes à idade cronológica e à cirurgia oncológica em regime de ambulatório.

Além disso e excecionalmente foram premiados dois projetos na segunda menção honrosa. O primeiro foi “Sistema de Rastreabilidade Têxtil”, do Centro Hospitalar Universitário de São João. Trata-se de um sistema que permite quantificar o número de peças utilizadas durante as 24h e o número de serviços realizado, fornecendo roupa hospitalar de forma atempada, segura, flexível, consistente e adequada às necessidades.

“Prevenção de Quedas” foi igualmente reconhecido com a segunda menção honrosa. O projeto da Unidade Local de Saúde de Matosinhos assenta numa estratégia voltada para o envelhecimento ativo e saudável, em que o principal objetivo é capacitar as pessoas com episódios de queda e ou em risco, para a prevenção de quedas e gestão da sua condição, através de estratégias educativas e de exercício físico centrado na melhoria das qualidades físicas, força e equilíbrio.

“Vivemos tempos de dificuldades, mas sabemos que temos competências e capacidades para fazer melhor e fazer com excelência. É isto que pretendemos com esta iniciativa, enaltecer o que já se faz no nosso país e estimular os nossos profissionais a fazer cada vez melhor”, concluiu Alexandre Lourenço, presidente da APAH.

Para Antonio Della Croce, Diretor Geral da AbbVie Portugal, “esta iniciativa simboliza o dinamismo, a capacidade de resiliência da organização em Portugal, principalmente em tempo de pandemia. Este Prémio pretende distinguir instituições que procuram implementar boas práticas e têm uma boa gestão na saúde, regendo-se por valores como a criatividade, resiliência e inovação”. E reforçou também “a necessidade de se realizar uma reflexão profundada sobre a sustentabilidade do setor da saúde e a necessidade de maiores investimentos nesta área”.

Entre os finalistas estavam ainda outros quatro projetos: “Chegar mais longe” da ANDAR – Associação Nacional de Doentes com Artrite Reumatoide; “Portal de Agendamento Online Para Vacinação Contra a Covid-19” dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS); “Programa de Recondicionamento ao Esforço para Doentes Pós-Covid-19” da Unidade Local de Saúde de Matosinhos e “Just in Time” do Centro Hospitalar de Setúbal.

A 8ª. edição do Prémio Healthcare Excellence decorreu esta quarta-feira, no Hotel Vila Galé Coimbra, onde foi ainda apresentado o livro comemorativo da iniciativa “A Excelência da Saúde em Portugal”.

LPMPremioHealthcareAPIC

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS