fbpx

Observador | Estudo revela que Jovens Residentes no Interior de Portugal, consideram mudar-se para o Litoral

Nacionais
Tools
Typography

60% dos jovens entre os 15 e os 25 anos, residentes no interior de Portugal, consideram mudar-se para o litoral

  • Estudo realizado à população portuguesa identifica as oportunidades de emprego e de educação como as razões mais apontadas para essa eventual mudança;

  • 53% dos jovens entre os 25 e os 34 anos residentes no interior consideram que a oferta cultural não está pensada para eles, enquanto que apenas 37% dos jovens com a mesma idade no litoral pensam o mesmo;

  • O estudo faz parte do conteúdo do "Pequeno Livro Aberto Sobre o Interior", lançado hoje pelo Gerador; 

O Gerador, plataforma independente de jornalismo, cultura e educação, lança hoje o “Pequeno Livro Aberto sobre o interior”. Este ensaio  surge na sequência da análise dos resultados de uma sondagem de opinião que o Gerador realizou entre março e abril de 2021, com uma amostra de 1200 entrevistas, e das reflexões que resultaram da primeira edição do festival “Visit Portugal Descobre o Teu Interior”, um fórum de debate alargado sobre o futuro do interior do país. A segunda edição do festival irá realizar-se no próximo ano.

Cerca de 25% dos portugueses que responderam à sondagem afirmaram viver no interior, apesar de apenas 17% viver nos concelhos identificados pelo Programa Nacional para a Coesão Territorial como territórios do interior. Dentro do grupo de pessoas que afirmaram viver no interior do país, cerca de 25% responderam que considerariam a possibilidade de se mudarem para uma localidade no litoral. Esse valor é ainda mais significativo na faixa etária mais jovem, onde 60% das pessoas entre os 15 e os 24 anos consideram fazer essa mudança.

Já na faixa etária dos 45-54 anos, 32% considera mudar-se  para o litoral, sendo a  vida cultural mais ativa e maior variedade de entretenimento as principais razões apontadas. A procura pelo entretenimento e pela vida cultural é mais relevante para a faixa etária entre os 25 e os 34 anos, não parecendo significativa para os restantes grupos etários. 53% dos jovens entre os 25 e os 34 anos residentes no interior consideram que a cultura não está pensada para eles, enquanto que apenas 37% dos jovens com a mesma idade no litoral pensam o mesmo.

No estudo é ainda avaliada a relação dos portugueses com os meios de comunicação social.  A televisão continua a ser o meio através do qual a esmagadora maioria da população portuguesa obtém informação, com uma percentagem de mais de 90%, mesmo entre os mais jovens. Os sites de notícias ocupam o segundo lugar, sendo os indivíduos entre os 25-34 anos quem  mais utiliza esse meio. Em terceiro lugar, para todas as faixas etárias, exceto a mais nova, surge a palavra de amigos ou familiares. Para os mais jovens, entre os 15 e os 24 anos, independentemente de residirem no interior ou litoral, este lugar é ocupado pelo Instagram. Também o Facebook é bastante utilizado como meio para obter informação entre aqueles que possuem 25-34 anos (com 77,8%), sendo ainda mais utilizado, dentro deste intervalo de faixa etária, por aqueles que consideram viver no interior, 84,4%.

O “Pequeno Livro Aberto Sobre o Interior” está organizado em quatro secções, entre uma análise ao estudo, textos de Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial e de Luís Araújo, Presidente do Turismo de Portugal, uma reportagem de investigação sobre o interior e entrevistas com personalidades como António Bento Caleiro, professor da Universidade de Évora, a antropóloga Ana Carolina Gomes, Catarina Sales Oliveira, Professora Auxiliar no Departamento de Sociologia da Universidade da Beira Interior e Rita Lucas Narra, bolseira de doutoramento no Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa.

Desde o último trimestre de 2020 que o Gerador passou a dedicar parte da sua atividade de investigação, jornalismo e iniciativas ao interior do país e aos territórios de baixa densidade populacional.

Sobre o Gerador: 

O Gerador é uma plataforma independente de jornalismo, cultura e educação. Mais informações em gerador.eu 

Síntese Ficha Técnica
O universo do estudo é constituído por indivíduos com idade igual ou superior a 15 anos, residentes em Portugal Continental e Ilhas. A amostra, com 1200 entrevistas validadas, foi estratificada por região, sexo e escalão etário, em Portugal Continental, e por Ilhas, e distribuída em cada estrato de acordo com a repartição da população-alvo em cada estrato. As entrevistas foram realizadas de 22 de março a 27 de abril de 2021, através de um questionário feito online utilizando o método CAWI (Computer Assisted Web Interview). Os resultados são apresentados com um nível de confiança de 95 %. A margem de erro para a média na escala 1 a 10 é de 0,13 pontos e a margem de erro para a proporção é de 2,12 pontos percentuais. A supervisão técnica do estudo foi feita pela Qmetrics.

ObservadorLivroSobreInterior

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS