Pequena Aldeia no Algarve quer ser a mais autêntica de Portugal

Nacionais
Tools
Typography

A pequena Aldeia da Senhora do Forte é uma das participantes nas 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, na categoria de “aldeias autênticas” e tem muita fé na sua candidatura.

Sente que a categoria a que concorre lhe assenta perfeitamente, pois “o passar do tempo não alterou a sua identidade e as suas caraterísticas construtivas, sendo possível ainda hoje identificar modos de vida arcaicos e caraterísticos de outros tempos”.

Pedro Reis, seu arquitecto e construtor, propôs-se criar a Aldeia da Senhora do Forte precisamente com este propósito e, nesse trabalho, gastou 5.300 horas, ao logo de três anos e meio. Depois, ofereceu-a ao Museu de Lagos, para que os seus visitantes mantivessem sempre o contacto com tudo o que era próprio de uma aldeia algarvia situada junto ao mar, com vida, história, tradições e, principalmente, muito orgulho na pureza da sua arquitectura e nos usos e costumes da sua população. Anualmente é visitada por mais de 50.000 turistas.

A aldeia foi construída com a preocupação de conjugar, em perfeita harmonia, a paisagem, a volumetria dos edifícios (133 particulares e 129 públicos), os arruamentos e os espaços verdes, onde se destaca um jardim central, com o seu tradicional coreto. Com boas praias, locais de desporto e recreio, pequena indústria, muito artesanato e cuidada oferta turística, é bem um local de sonho, “onde muitos gostariam de viver”.

Inaugurada em 1993, a Aldeia da Senhora do Forte tem sabido manter uma imagem e uma forma de viver que quase já não existem e que preenchem o imaginário de todos nós. A sua tradicional festa, no penúltimo sábado de Junho, no Museu de Lagos, inclui cerimónia de boas-vindas, Assembleia do Povo da Aldeia, pequeno concerto, lançamento e oferta de livro aos participantes, atribuição de diplomas aos novos Amigos da Aldeia, curiosidades populares e partilha do Bolo da Festa. Paralelamente e noutros locais, decorrem exposições, jogos florais e outras iniciativas com participação de crianças, estudantes e demais população. Em 2012 promoveu o I Congresso das Aldeias do Algarve e, desde 2013, começa de véspera os seus festejos, com a Recepção ao Verão IN Lagos, evento que pretende marcar o início da época estival no Algarve.

Embora seja a mais pequena de Portugal, faz gala da sua vivacidade e atreve-se a ombrear com outras realidades. Em 2011, ganhou o primeiro prémio da Paisagem Mediterrânica, passando a constar do Catálogo de Boas Práticas do PAYS-MED-URBAN.

O Grupo dos Amigos de Lagos patrocinou esta candidatura às 7 Maravilhas de Portugal e confia que, depois de ter sido reconhecida entre outras boas práticas mediterrânicas, a Aldeia da Senhora do Forte seja agora escolhida como exemplo de autenticidade no Algarve.AldeiaNSForte 7Fonte: Grupo de Amigos de Lagos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS