GNR: Operação "Africa Car"

Nacionais
Typography

O Comando Territorial de Lisboa, através do Destacamento Territorial de Sintra, ontem, dia 6 de novembro, desenvolveu uma operação policial dirigida a uma rede internacional de furto, desmantelamento e envio de veículos para o continente africano.

A operação foi o culminar de uma investigação de sete meses, que visava a prática do crime de furto qualificado de mais de 40 veículos ligeiros de mercadorias e ligeiros mistos.

A área de ação dos suspeitos visava toda a grande Lisboa, sendo pontualmente alargada para distritos periféricos como Santarém e Setúbal, onde furtavam os veículos que, depois de desmantelados, vendiam as suas peças em território nacional. Contudo, as partes mais valiosas, como o motor e as caixas de velocidades, eram enviadas para África, através de contentores, designadamente para Cabo Verde. O material considerado inútil ou sem valor comercial era depositado em sucateiras, para destruição, garantindo desta forma o lucro total em todas as partes dos veículos furtados.

No âmbito da operação foram efetuadas 15 buscas domiciliárias, 16 buscas não domiciliárias (cafés, lojas de peças, bares, oficinas, sucateiras) e 21 mandados de busca a veículos, tendo resultado em:

Detenções - 17 detidos, dos quais:

  • 14 por furto qualificado;
  • Dois por permanência ilegal no território nacional;
  • Um por posse de arma proibida.

Apreensões:

  • Cerca de uma centena de chaves automóvel;
  • 47 documentos de identificação de veículo;
  • Oito veículos ligeiros;
  • Três motociclos;
  • Centenas de documentos;
  • Seis canhões de automóveis;
  • Cinco chapas de matrícula;
  • Um cartão de segurança privada;
  • 188 doses de haxixe;
  • 17 computadores;
  • 42 telemóveis;
  • 31 cartões SIM;
  • Uma caçadeira de canos serrados;
  • Uma pistola 6,35mm;
  • 18 cartuchos Cal. 12;
  • Uma soqueira;
  • Um aerossol de defesa;
  • Dezenas de peças auto, ferramentas e autorrádios;
  • Cinco notas falsa de 20 euros;
  • 1 734 euros em monetário;

Contraordenações – no valor de 232 mil euros, destacando-se:

  • Oito por incorreta gestão de resíduos;
  • Seis referentes a matéria de condições no trabalho;
  • Três por falta de licenciamento;
  • Um para suspensão da atividade.

Registou-se ainda um crime de maus tratos a animais de companhia, tendo sido recuperados 34 canídeos, dois dos quais de raça potencialmente perigosa, todos eles entregues ao Gabinete Médico-Veterinário Municipal de Sintra;

Os 17 indivíduos detidos têm na sua maioria cadastro, sendo este relacionado com o mesmo tipo de crime, estão neste momento a ser presentes ao Tribunal da Comarca de Lisboa Oeste – Sintra.

Esta operação envolveu 320 militares e civis, contando com o apoio da Polícia de Segurança Pública, Autoridade Tributária, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, Autoridade para as Condições do Trabalho e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O material apreendido estará exposto para recolha de imagens, no Subdestacamento Territorial de Alcabideche (Estrada das Tojas, 2645-091 Alcabideche), a partir das 15:00 horas do dia de hoje.GNR Lis Apreensao PCarrosGNR Comando T LisboaFonte: GNR-DCRP

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS