VRSA | CDU afirma-se como alternativa à política de desastre do PSD

POLÍTICA
Typography

1- A poucos meses de se finalizar mais um mandato autárquico e ao fim de quase 16 anos de gestão PSD no município de Vila Real de Santo António confirma-se que a resolução dos profundos e graves problemas que o concelho enfrenta não passa por esta força política.

Depois de anos de promessas e ilusões, que foram sendo sucessivamente renovadas, a realidade do nosso concelho não poderia ser mais preocupante. Não se trata apenas dos impactos da epidemia que são graves, Vila Real de Santo António já enfrentava antes as consequências da política de desastre do PSD no concelho.

Em vez da valorização dos serviços públicos impôs-se a privatização da recolha e distribuição da água, da recolha do lixo e de outros serviços. A água ficou mais cara e o concelho ficou mais sujo.

Em vez da boa gestão das contas públicas, Vila Real de Santo António tem hoje uma das maiores dívidas municipais do País. Os vila-realenses pagam as taxas e tarifas municipais mais altas do País e o seu património público foi vendido ao desbarato.

Em vez da diversificação da actividade económica, o concelho virou-se exclusivamente para o Turismo, desprezou a indústria e tem hoje uma das mais elevadas taxas de desemprego do Algarve.

Em vez da gestão equilibrada do território, o concelho tem vindo a ser arrastado para sucessivos atentados urbanísticos, para o indisfarçável desleixo e para o estacionamento pago num negócio ruinoso para todos.

Em vez da valorização dos direitos dos trabalhadores da autarquia assistimos à sua desvalorização e à degradação das suas condições de trabalho.

2- A CDU chama a atenção de que a anunciada candidatura de Luís Gomes (PSD) à presidência da Câmara Municipal deverá despertar um sobressalto aos vila-realenses. Uma figura que nunca respeitou a confiança que lhe foi entregue pelos eleitores, tratando o município como se fosse seu, deixando a situação financeira da câmara sob os cuidados intensivos do FAM e os vila-realenses a pagarem as taxas mais elevadas que é possível uma autarquia cobrar aos seus munícipes. O IMI é o mais alto do país.

Vila Real de Santo António não precisa de Luís Gomes, Luís Gomes é que precisa de Vila Real de Santo António. Não para servir o concelho mas para prosseguir a política de privatizações, de ajustes directos pouco claros e de concessões escandalosas com cláusulas de quase eternidade.

3 - É hoje, mais claro, passadas quase duas décadas de PSD no concelho, que 2021 terá de ser um ano de mudança. Uma mudança a sério, que traga para o nosso concelho o trabalho, a honestidade e a competência que só a CDU pode trazer.

A intervenção da CDU seja na Câmara Municipal, seja na Assembleia Municipal, seja nas três freguesias do concelho marca a diferença. A título de exemplo, a proposta do vereador da CDU - Álvaro Leal - em reunião de Câmara exigindo a atribuição aos trabalhadores dos serviços operacionais do município do chamado Suplemento de Penosidade e Insalubridade (que foi consagrado no último Orçamento do Estado), contrasta com a acção demagógica do PS, cujo 1º candidato veio recentemente exigir da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António aquilo que nenhuma câmara PS implementou - a testagem massiva da população – e que é da responsabilidade, isso sim, do Governo PS.

4 – A partir do seu próprio calendário e das suas prioridades, a CDU está a preparar-se para enfrentar as próximas eleições autárquicas. Pelo seu percurso neste concelho, a CDU afirma-se como alternativa real e credível, como grande força de esquerda no poder local e como espaço de convergência de todos os democratas que querem virar a página neste concelho.

Há muito para fazer em Vila Real de Santo António e a CDU está pronta para o que é preciso.

A CDU está pronta:

Para sanear as contas do concelho e permitir o desagravamento das taxas e tarifas municipais.

Para enfrentar as concessões, privatizações e negociatas feitas e defender os interesses das populações.

Para valorizar os direitos dos trabalhadores da autarquia e melhorar a resposta dos serviços públicos.

Para apoiar as associações, as colectividades, as empresas, os empresários e as forças vivas do concelho a ultrapassarem os impactos da epidemia.

Para promover a cultura e o desporto, apoiar as crianças, a juventude e a população mais idosa.

Para fazer obra e investimento públicos e romper com o marasmo e atraso no concelho.

A CDU, o seu projecto, os seus candidatos e, seguramente, os seus eleitos são factores de confiança nos tempos difíceis que o País atravessa.

E como sempre, estará nas mãos do Povo fazer as lutas e as escolhas que melhor sirvam os seus interesses.

CDU - VRSACDUVRSA