SHA | Trabalhadores da Pastelaria Gardy em Dificuldades pelo Atraso no pagamento de Salários e Subsídios

POLÍTICA
Typography

Os trabalhadores da Pastelaria e Croissanteria Gardy estão a passar grandes dificuldades devido aos facto de não estarem a receber salário desde Outubro. Além dos salários estão também por pagar os subsídios de férias e de Natal do ano passado, entre outros incumprimentos, como o pagamento do trabalho prestado em dia feriado com o acréscimo de 200% e do abono para falhas.

Os trabalhadores estiveram reunidos com o sindicato esta tarde à porta do estabelecimento para analisar a situação e as medidas a tomar. Ontem o sindicato enviou um pedido de esclarecimento à empresa mas até ao momento ainda não obteve resposta. Ficou decidido na reunião de hoje esperar mais uns dias para ver se há alguma resposta e fazer uma nova reunião na próxima segunda-feira para avaliar a situação. Entretanto, no seguimento do pedido de esclarecimento enviado pelo sindicato, alguns trabalhadores receberem na conta bancária alguns valores que variam entre os 75€ e os 200€.

Esta situação está a empurrar estes trabalhadores para uma situação de carência total de meios para fazer face às suas necessidades mais básicas, havendo já pagamento de rendas em atraso e enormes dificuldades de alimentação.

Ao que o sindicato apurou junto dos trabalhadores o patrão não terá recorrido às ajudas do Estado para fazer face à actual situação de confinamento e encerramento obrigatório da restauração imposto pelo Governo. O sindicato já fez um pedido de intervenção inspectiva à Autoridade para as Condições do Trabalho.

O Sindicato da Hotelaria do Algarve não está indiferente à actual situação de saúde pública e aos impactos que as medidas desproporcionais e insuficientes do Presidente da República e do Governo estão a ter no sector do Turismo, mas não esquecemos os “anos de ouro” em que os patrões do sector viram os proveitos e os lucros aumentar exponencialmente, período durante o qual os trabalhadores do sector viram os seus direitos postos em causa e o seu poder de compra diminui.

O Sindicato da Hotelaria do Algarve exige a regularização urgente da situação e reafirma a sua total disponibilidade para dar todo o apoio possível aos trabalhadores.

SHAPastelariaGardy