Profissionais da Cultura exigem mais tempo ao Governo para avaliar a proposta de Estatuto

POLÍTICA
Typography

Reuniu no passado dia 28 de Março um conjunto de organizações que integram o chamado grupo de trabalho do Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura. Estas organizações onde se incluem CENA-STE, APEAC, APTA, APR, Ação Cooperativista, Performart, Plateia e a Rede, a que se juntou a AAVP e, de forma solidária, o STARQ entenderam vir, por esta via, solicitar ao Governo um período não inferior a três meses para análise do terceiro capítulo que está ainda por apresentar e que integra o pacote legislativo proposto pelo Governo para o sector.

Esse prazo permitir-nos-á fazer, com a necessária detenção, a análise das propostas que o Governo irá apresentar, suscitar os estudos que se impõem, contribuir com a nossa avaliação e as nossas propostas.

A discussão deste terceiro capítulo, irá certamente obrigar à retoma de questões já analisadas nos dois capítulos anteriores, e que nos suscitam acrescidas dúvidas.

Durante os já extensos trabalhos da discussão deste documento foram feitas várias contribuições, com consequências para um maior conhecimento por parte do Governo da situação dos profissionais da Cultura, da sua condição laboral e dos seus vínculos. Entendemos que precipitar a conclusão deste debate apenas para cumprir calendários pouco relevantes, não trará qualquer contributo a que se conclua com um estatuto que seja efectivamente proveitoso para os profissionais da área da cultura.

CENA-STESindicatoAudioVisuais