Apresentação Pública da Candidatura da CDU ao Concelho de Loulé

POLÍTICA
Typography

Perante dezenas de activistas e apoiantes, realizou-se esta manhã, dia 12 de Junho, na Avenida José da Costa Mealha, na cidade de Loulé, uma sessão de apresentação pública da candidatura da CDU ao concelho de Loulé para as eleições autárquicas que irão ter lugar este ano. A sessão foi apresentada e dirigida por António Vairinhos, candidato à câmara municipal nas eleições autárquicas de 2017, e contou com as intervenções de Vergílio Ambrósio e Carla Gomes, actuais cabeças-de-lista da CDU à Câmara e Assembleia municipais de Loulé, e António Mendonça, membro do Executivo da Direcção da Organização Regional do Algarve do PCP.

Carla Gomes referiu que “Loulé, o maior concelho do Algarve, com a gestão do actual e anteriores executivos do PS e PSD, cúmplices do ataque ao Poder Local Democrático, é hoje um território onde predomina a especulação imobiliária, onde os direitos dos trabalhadores são negligenciados e onde se verifica uma enorme desigualdade de oportunidades entre o litoral e a serra.”

Vergílio Ambrósio começou por prestar uma homenagem a todos os que o antecederam nestas funções, nomeadamente, João dos Santos Simões, mais conhecido por Guonito, que exerceu as funções de vereador durante 3 mandatos pela FEPU, a APU e depois pela CDU, João Guerra, Joaquim Mealha Costa, José Maria, fundador da Brigada Victor Jara, e António Vairinhos. Disse que está “nesta luta com objectivos muito concretos de participação activa, na tentativa de contrariar a alternância entre PS e PSD a que este grande concelho tem estado submetido.”, acusando estes partidos de terem “muita falta de atenção para com os louletanos.” Criticou a falta de uma política de ordenamento do território que contrarie a especulação imobiliária e garanta o equilíbrio urbanístico e ambiental, a falta de habitação a preços acessíveis, de uma rede de transportes eficiente que responda às necessidades das populações, de espaços verdes e de parques de estacionamento, os problemas causados pela ciclovia na cidade de Quarteira, a desvalorização do comércio local e a falta de uma efectiva valorização da produção de produtos endógenos do barrocal de Loulé, a falta de água canalizada e saneamento básico em muitos lugares do concelho, a proliferação de parques de estacionamento pago junto às praias dificultando ou impedindo o acesso da população mais necessitada, entre outros problemas.

António Mendonça destacou a falta que a CDU faz aos trabalhadores e à população do concelho de Loulé, dando como exemplo o trabalho realizado pela CDU na freguesia de Santa Bárbara de Nexe e no concelho de Silves, realçando os valores e princípios pelos os quais os candidatos da CDU se batem permanentemente – trabalho, honestidade e competência. Pediu a confiança e o voto dos louletanos na CDU afirmando que os louletanos podem contar com o empenho e a dedicação dos eleitos da Coligação Democrática Unitária para a resolução dos seus problemas e para juntos construirem um concelho melhor para trabalhar e viver.

CDU LouléAutarquicasCDULoule