Banner Alto Página

Aprovados 1.800.000 euros para a Rede de Rega da Várzea de Odeleite

Regionais
Tools
Typography

O Município de Castro Marim e a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DrapAlgarve) assinaram o contrato-programa que dará início à construção da almejada Rega da Várzea de Odeleite, homologado pelo ministro de Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos.

O sistema da rede de rega da Várzea de Odeleite é uma obra ambicionada há mais de 20 anos, desde a inauguração da Barragem de Odeleite, em 1997, que estava destinada ao abastecimento de água para consumo humano, função que sobejamente tem assumido nestas décadas, e para sistemas de rega. Da Barragem depende o Aproveitamento Hidroagrícola do Sotavento Algarvio, que beneficia uma área de cerca de 8.600 hectares de terrenos agrícolas dos concelhos de Castro Marim, Tavira, Vila Real de Santo António e Olhão, mas paradoxalmente não integra os terrenos a jusante da ribeira.

Desde então, que Odeleite idealiza um sistema de rega para os terrenos na margem da ribeira a jusante. Iniciou-se em março de 2017 um processo de candidatura a apoio comunitário, numa estreita parceria entre a Direção Regional de Agricultura, a Cooperativa Agrícola e de Rega de Odeleite, e a DGRADR -Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, assumindo-se o Município de Castro Marim, por impossibilidade dos demais reunirem condições mínimas para a sua concretização e operacionalização.

A área total a beneficiar pelo sistema será aproximadamente de 132 hectares, de acordo com o delimitado pelas entidades competentes, situando-se a jusante da Barragem e desenvolvendo-se ao longo da Ribeira de Odeleite. A construção da rede de rega permitirá melhorar as condições de produção dos agricultores daquela área, permitindo inclusivamente a diversificação de culturas.

Esta obra representa um investimento de 1.717.170,20 euros, enquadrado na operação 3.4.1 “Desenvolvimento do regadio eficiente”, do programa PDR2020, e financiado a 100% (cofinanciado pelo FEADER, no âmbito do Portugal 2020).

O executivo da Câmara Municipal de Castro Marim acredita que, embora tarde, esta obra trará uma nova dinâmica económica, social e até empresarial à freguesia de Odeleite, mas acima de tudo ao Baixo Guadiana. Este investimento beneficia os terrenos com melhor aptidão agrícola do concelho de Castro Marim.

Fonte: GC da CM Castro MarimRegaVarzeaOdeleite

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS