Semana Cultural "Lugares de Globalização"

Regionais
Tools
Typography

A 15 de maio, às 18h30, realiza-se em Lagos, o concerto “Batuko Sta na Moda” que trabalha o legado de Orlando Pantera, o artista que reinventou a música tradicional de Cabo Verde e que deixou um legado inquestionável, influenciando toda uma nova geração de músicos e cantores de Cabo Verde (como Mayra Andrade ou Lura).

Numa homenagem ao artista que transpôs para a voz e para a guitarra os ritmos do Batuko, Tabanka e Funaná juntam-se pela primeira vez, neste espetáculo original, Darlene e Arlindo Barreto, filha e irmão de Orlando Pantera, o músico português Edgar Valente, o músico brasileiro Luiz Gabriel Lopes, o produtor algarvio Sickonce, as batucadeiras Finka Pé e o artista convidado Dino D’ Santiago.

No dia 16 de maio, o programa começa às 15h00, em Monchique, com a palestra “As Árvores são Património”, onde será abordada a ligação entre a construção naval e as florestas no reconhecimento do Atlântico sul, e ainda as Árvores “monumentais” de Monchique. A palestra é seguida de saída de campo integrada na Rota Árvores Monumentais.

Em cada edição, é deixada uma obra artística pública num dos concelhos. No ano passado, foi um mural da jovem artista Kruella d’Enfer em Vila do Bispo.

Para esta edição, foi convidada uma jovem artista de Lagos, Rita Pereira, mentora do projeto RoMP “Rita os Meus Pés”, que deixará uma escultura em Monchique. Um trabalho inspirado na Araucária, árvore que é um dos mais importantes marcos, que se encontra no centro da Vila de Monchique.

Pelas 17h:30 terá lugar a inauguração da escultura que ficará numa praça central de Monchique. À noite, pelas 21h:30, no lugar das Caldas de Monchique, o concerto de Morna com Nancy Vieira (género musical que também é candidato a Património Imaterial da Humanidade).

A 17 de maio, a Semana Cultural regressa ao concelho de Vila do Bispo. Na Fortaleza de Sagres, às 19h30, decorre o evento “Do Algarve aos Açores, a viagem dos Sabores” um showcooking documentado, com o chef André Magalhães. Uma demonstração gastronómica que une os Açores e o Algarve, com partilha de conhecimento e degustação dos pratos confecionados.

O que terão em comum e como enriquecem a história da gastronomia do atlântico? É a pergunta com reposta prometida.

A partir das 21h30 e até às 23h00, de meia em meia hora, haverá quatro apresentações do espetáculo em videomappingfeito de propósito para ser visto nos 80 metros de muralha da Fortaleza de Sagres. Uma criação multimédia focada na sua história, no seu contexto geográfico e na sua colossal monumentalidade.  

A 18 de maio, chega a vez de Silves, onde Dino D’Santiago, o consagrado músico, vencedor da primeira edição dos PLAY – Prémios da Música Portuguesa, que vai dar um concerto para os 150 lugares do Teatro Mascarenhas Gregório.

Será um espetáculo único para os que conseguiram lugar, tendo em conta que o concerto esgotou em menos de 24 horas.

Os que não conseguiram bilhetes terão, no entanto, a oportunidade de ver o Dino D´Santiago, como artista convidado no dia 15 de maio, em Lagos, no espetáculo Batuko Sta na Moda.

O evento Semana Cultural Lugares de Globalização, termina no dia 19 de maio, no Castelo de Aljezur. Às 19h00, terá lugar, no Castelo de Aljezur, a performance cine-musical “Quem Manda Aqui sou Eu!”, uma criação e produção do projeto A Música Portuguesa a Gostar dela Própria, feita a partir da tradição oral que mistura os bailes mandados Algarvios, a Chamarrita dos Açores e o ritmo dos cantares ao desafio da Madeira.

Por fim, um espetáculo multimédia “Mar Global” criado para o Castelo de Aljezur, que entre as 21h30 e as 23h00, exibe um filme com vários momentos históricos de Aljezur, que vão desde o período islâmico até à época em que o rio era navegável.

Faz-se nota que a entrada é gratuita em todos os espetáculos e atividades. No entanto há algumas atividades que exigem inscrição prévia a partir do site:

http://semanacultural-lugaresdeglobalizacao.pt/

Esta é uma iniciativa promovida pela Vicentina - Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste, em parceria com a Direção Regional de Cultura do Algarve, Região de Turismo do Algarve, Município de Aljezur, Município de Monchique, Municipio de Lagos, Municipio Silves, Município de Vila do Bispo e a Associação Cultural LAC - Laboratório Actividades Criativas

Projeto cofinanciado pelo CRESC ALGARVE 2020, e a reposição dos filmes MAR GLOBAL integram o programa cultural 365 Algarve.

Fonte: Associação VicentinaLugaresCaboVerde

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS