Albufeira | Quadros Vivos, Máquinas e Engrenagens desfilam em Homenagem a Leonardo Da Vinci

Regionais
Tools
Typography

A Ciência e o Conhecimento estão em destaque em Albufeira. Ontem foi tempo de prestar homenagem a Leonardo da Vinci, num evento evocativo dos 500 anos da sua morte. A partir de hoje, e até ao próximo domingo, realiza-se o I Festival de Estátuas Vivas de Albufeira. Veja as fotos (cedidas pela CM Albufeira) na nossa galeria de Fotografias: https://www.maisalgarve.pt/fotogaleria/category/439-quadros-engrenagens-albufeira

Dezasseis estátuas vivas representativas de grandes cientistas e outras figuras relevantes vão desfilar pela Av.ª da Liberdade, Rua 5 de Outubro e Largo Eng.º Duarte Pacheco, ente as 17h00 e as 20h00, numa iniciativa que pretende dar a conhecer a residentes e turistas alguns dos maiores feitos e protagonistas que contribuíram para o avanço da nossa civilização.

Cerca de 500 jovens das escolas do 2º e 3º ciclo do concelho de Albufeira assistiram esta quinta-feira ao Desfile evocativo sobre os 500 anos da morte de Leonardo da Vinci.

O cortejo, constituído por três dezenas de figurantes caracterizados de forma a retratar alguns dos quadros mais conhecidos do Mestre, entre os quais o próprio Leonardo da Vinci, a Dama de Arminho, Mona Lisa e a Última Ceia, pelo painel com o desenho do Homem Vitruviano, máquinas e engenhocas, um simpático dragão, malabaristas, pintores, uma dançarina de fogo, acrobatas e uma divertida banda de música, partiu do Largo dos Paços do Concelho em direção ao Largo Eng.º Duarte Pacheco. Pelo caminho, residentes e turistas deixaram-se contagiar pela alegria do grupo e foram-se juntando para ver a Parada.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira estava visivelmente satisfeito pela adesão das escolas, tendo aproveitado o momento para agradecer aos professores e alunos que aceitaram o repto da Autarquia para participar na iniciativa. “Este ano assinala-se os 500 anos da morte de um dos maiores génios da humanidade e Albufeira como cidade pertencente à rede mundial de cidades educadoras não poderia deixar de se associar ao evento. Leonardo da Vinci é maioritariamente conhecido pela sua pintura, no entanto ele foi, também, um dos maiores inventores da História mundial, tendo produzido ideias muito à frente do seu tempo como os protótipos do helicóptero, do submarino e muitas outras, algumas das quais aqui representadas num dos painéis que integram o desfile”, destacou. José Carlos Rolo fez, também, questão de sublinhar a importância da educação ao longo da vida “é fundamental a aprendizagem que se faz na sala de aula, mas é igualmente importante envolver a comunidade neste processo de aprendizagem contínua, por isso este evento tem dois momentos distintos: o desfile, dirigido essencialmente à comunidade escolar e uma performance noturna com recurso a projeção de imagens na fachada da Galeria Municipal Pintor Samora Barros vocacionada para o público em geral”.

Recorde-se que Leonardo da Vinci foi descrito como o arquétipo do homem do Renascimento, alguém cuja curiosidade insaciável era igualada apenas pela sua capacidade de invenção. É considerado um dos maiores pintores de todos os tempos e possivelmente a pessoa dotada de talentos mais diversificados que alguma vez existiu.

Já no Largo Eng.º Duarte Pacheco, a Parada invadiu o palco, num momento em que figuras, máquinas e engrenagens ficaram em exposição. À semelhança do que aconteceu ao longo do percurso alguns dos artistas aproveitaram para interagir com a população e houve mesmo quem tivesse a sorte de ser retratado por um dos famosos pintores vindos diretamente da capital do Renascimento para a praça principal da cidade. “O Grande Arquiteto da Cidade Ideal”, montado na sua máquina com todos os apetrechos, ia anunciando a construção de uma Grande Catedral feita de massa e de pizza e a divertida banda musical deu o mote a uma bonita dança com fogo e a exibições acrobáticas.

À noite, “A Luz do Renascimento e o Sagrado” estiveram em destaque, novamente no Largo Eng.º Duarte Pacheco, num bonito espetáculo com recurso a mecanismos multimédia e do teatro de imagem, numa verdadeira aula de história ao vivo, dirigida a públicos de todas as idades. Homens e mulheres estátua vestidos de claro transportaram e rolaram bidons brancos, formando esculturas em movimento. A fachada da Galeria Pintor Samora Barros iluminou-se e transformou-se no centro dos acontecimentos com a projeção de videomapping a retratar imagens icónicas de Arte Sacra do Renascimento, com especial enfoque na obra do grande Mestre Leonardo da Vinci, evocando a efeméride dos 500 anos da sua morte.

O espetáculo, com locução em português e inglês, terminou com a intervenção do público numa largada de balões brancos que marcou o evento de magia e simbolismo.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira destacou o carácter pedagógico do evento e a aposta em transmitir uma visão contemporânea de Leonardo da Vinci, fazendo chegar o seu legado de forma fácil, divertida e acessível a toda a população.

Fonte: GRP da CM AlbufeiraQuadrosVivosAlbufeira25

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS