Banner Alto Página

Dia Mundial da Música no Auditório do Solar da Música Nova em Loulé com Lotação Esgotada

Regionais
Tools
Typography

Lotação esgotada no Auditório do Solar para acolher a encomenda a Paulinho Lêmos para que no Dia Mundial da Música, 1 de outubro, pela primeira vez na sua longa e reconhecida carreira, revisitasse canções intemporais da música cantada em português.

Acompanhado de um coletivo de luxo, com Adriano Alves "Dinga" no baixo, Ricardo Martins na guitarra portuguesa e Vasco Ramalho na marimba - Lêmos nunca tocara com estes dois últimos convidados -, o prestigiado músico brasileiro mostrou como é possível reinventar temas que por vezes pensamos serem intocáveis. Para Paulinho Lêmos, e nas suas palavras, esta experiência significou sobretudo uma enorme descoberta, um "presente": poder apresentar um concerto inteiramente com temas que nunca abordara desde que está em Portugal.

Juntou-se ainda um ingrediente muito especial: a participação da sua filha Natália Boechat, na voz e pandeiro, que contagiou também toda a plateia.

Num alinhamento que incluiu composições imortalizadas por Amália Rodrigues, Dulce Pontes, Carlos do Carmo, Carlos Paredes ou Vinicius de Moraes, entre outros, sobressaiu a qualidade dos arranjos, o arrojo de algumas abordagens, o investimento notório e bem conseguido na dimensão instrumental, o cativante cruzamento tímbrico entre os vários instrumentos, a fusão de elementos do universo da bossa nova e da música popular brasileira com as sonoridades da nossa portugalidade, bem como uma cumplicidade bonita entre todos os intervenientes.

No final o público aplaudiu de pé os artistas e ainda houve tempo para um encore com dois temas, com "Foi Deus" em destaque (interpretado a solo por Lêmos) e uma "Menina estás à Janela" cantada em uníssono pela plateia, em ambiente de grande empatia com os diversos músicos.

Mais uma vez, com esta iniciativa o Cine-Teatro Louletano sublinhou a sua estratégia programática na qual um dos principais eixos é o envolvimento, valorização e promoção de artistas sediados na região, estimulando-os para desafios criativos que possam ser inovadores e, ao mesmo tempo, surpreendentes para os vários públicos.

Fonte: GAP da CM LouléMusicaPaulinhoLemos1MusicaPaulinhoLemos2MusicaPaulinhoLemos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS