Silves | Festival de Dança Contemporânea "Entrelaçados"

Regionais
Tools
Typography

O Festival de Dança Contemporânea “Entrelaçados” regressará a Silves, no próximo dia 08 de fevereiro, onde subirá ao palco do Teatro Mascarenhas Gregório, pelas 21h30, com "A Universal Weakness", de Carla Jordão, pela Companhia de Dança de Almada (Ca.DA). A iniciativa resulta de uma parceria entre a Associação Cultural Dancenema e o Município de Silves.

Neste espetáculo, inspirado nas multidões sorridentes da pintura de Yue Minjun, a coreografa Carla Jordão coloca em palco dois bailarinos a dançar durante 40 minutos. Os mesmos terão a mesma expressão facial estampada, numa viagem que procura responder a questões como:

» Que humor emergirá quando o sorriso no palco se tornar a norma? Quando o nosso sorriso involuntário encontrar um sorriso arbitrário e culturalmente imposto?

» Como é que estes momentos emotivos de stress e pressão - e presumivelmente dolorosos - sob os quais o rosto é mantido, se expressam fisicamente?

Os bilhetes para este espetáculo têm um custo associado de 8 euros estando à venda em https://cmsilves.bol.pt/. Maiores de 65 anos beneficiam de um preço especial de 6 euros. Neste caso os bilhetes apenas poderão ser adquiridos no próprio dia, no local, a partir das 20h00.

+ info: Sector de Cultura da CMS | tel.: 282 440 800 | email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Classificação: M/12

A programação completa do festival poderá ser consultada no site da Dancenema em www.dancenema.com.

+ sobre Carla Jordão e a Companhia de Dança de Almada

Carla Jordão licenciou-se em Dança no Ramo de Espetáculo na Escola Superior de Dança de Lisboa e completou o seu Master em Coreografia na Folkwang Universität der Künste, na Alemanha. Desde então, tem trabalhado como bailarina e coreógrafa para numerosas companhias nacionais e estrangeiras. Durante vários anos trabalhou como bailarina e coreógrafa na Companhia de Dança de Almada. Como coreógrafa, os seus trabalhos foram apresentados em diversos festivais, tendo ganho vários prémios. Desde 2017 que é membro da equipa da rede de coreógrafos Barnes Crossing, em Colónia. Atualmente, trabalha com vários artistas como bailarina, coreógrafa e dramaturga, na Alemanha e em Portugal.

A Companhia de Dança de Almada (Ca.DA) é uma associação cultural sem fins lucrativos, que desenvolve a sua atividade essencialmente nas vertentes da criação artística e formação em dança. É constituída por um corpo de profissionais com formação especializada, com vasta experiência quer na organização e produção de eventos culturais, quer no ensino da dança, e na formação e sensibilização de públicos.

Fundada por Maria Franco, iniciou atividade como companhia profissional de dança contemporânea em 1990. Desde então, produziu mais de uma centena de peças de coreógrafos nacionais e estrangeiros, e realizou mais de mil espetáculos, que foram vistos no país e no estrangeiro, nomeadamente na Europa (Espanha, França, Suíça, Itália, Grécia, Croácia, Polónia, República Checa), África (Cabo Verde), América (Brasil) e Ásia (China).

Organiza, desde 1992, o festival internacional Quinzena de Dança de Almada, onde promove o intercâmbio entre criadores e bailarinos portugueses e a comunidade internacional.

Em 1998 fundou a Ca.DA Escola, cuja atividade desenvolve de forma continuada, com cursos de formação vocacional e cursos livres.

GRP do Mun SilvesDancaEntrelacados

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS