Silves | Executivo Toma Posse

Regionais
Typography

Rosa Palma inicia novo mandato com «Sentimentos de Gratidão e de Responsabilidade». «Iremos prosseguir com a mesma linha de atuação, visando uma gestão autárquica mais eficaz, positiva e transparente, feita com o contributo fundamental dos cidadãos e a colaboração das restantes forças políticas representadas na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal», disse hoje, Rosa Palma, Presidente da Câmara Municipal de Silves, no discurso proferido durante a cerimónia de instalação deste órgão autárquico e da Assembleia Municipal.

«Queremos um concelho solidário, um lugar de oportunidades», definiu assim, a edil, o novo mandato que agora inicia e que pretende que transforme Silves num «concelho dinâmico, onde todos sejam capazes de trabalhar em conjunto para nos realizarmos enquanto território e enquanto pessoas».

Descentralizar, reforçar o apoio ao movimento associativo e instituições do concelho e investir em novas obras serão algumas das prioridades deste executivo, em que a CDU tem a maioria dos vereadores (quatro, sendo os restantes distribuídos da seguinte forma: dois do PSD e um do PS).

Pretende-se concluir e iniciar obras importantes nas freguesias, «aproveitando ao máximo as oportunidades dos fundos comunitários», disse Rosa Palma, salientando que neste momento o Município tem «30 candidaturas aprovadas, num total de 6,5 milhões de euros», sendo esta verba decisiva para a concretização de «obras estruturantes que, com certeza, irão contribuir decisivamente para a qualidade de vida das populações». E a autarca enumerou algumas dessas obras que estão em preparação: «A Reabilitação do Centro Histórico de Silves (3.ª fase), a construção da sede da Junta de Freguesia de Armação de Pêra, a conclusão do Parque de Feiras de S. Bartolomeu de Messines, do arruamento entre o Jardim de Infância e o Centro de Saúde do Algoz, do Espaço Multiusos em São Marcos da Serra, do Parque de Feiras de Alcantarilha, do Polidesportivo de Tunes, a pavimentação e requalificação de ruas de Pêra e Alcantarilha, a Reabilitação do Jardim do Largo da República, a Requalificação da Rua Atrás dos Muros, a execução do ambicioso plano geral de drenagem de águas pluviais em Armação de Pêra, a pavimentação de caminhos e estradas, a requalificação de outros espaços urbanos, a extensão das redes de abastecimento de água ao Benaciate e a vários outros locais, a requalificação gradual das redes de abastecimento de água e saneamento, a melhoria permanente do sistema de limpeza e higiene pública».

A cultura e a saúde também serão apostas para este novo mandato, com a «recuperação do património, em que destacamos a ponte velha de Silves e as muralhas do castelo» e a «a aquisição de uma unidade móvel de saúde», através de uma candidatura já aprovada e da manutenção da pressão sobre «o Governo no sentido de dotar os Centros de Saúde do pessoal médico necessário e de horários de funcionamento decentes com vista a assegurar o Direito à Saúde de todos os cidadãos».

A reabilitação e reabertura da Fábrica do Inglês e o desassoreamento do Rio Arade serão outros dos temas do qual o novo executivo não desistirá, bem como a implementação do Plano Diretor Municipal

Rosa Palma recordou, ainda, os mais importantes passos, nomeadamente o «arrumar a casa», com o reequilíbrio financeiro da autarquia a ser uma das grande preocupações e sucessos, bem como o investimento em «infraestruturas básicas como a pavimentação de estradas e de caminhos e o alargamento e modernização da rede de abastecimento de água e saneamento, a construção de equipamentos e a requalificação urbana», «a intervenção em todas as escolas do concelho; a promoção do património conjugado com atividades culturais, ambientais e lúdicas; a criação de programas de apoio social; a forte aposta na cultura e nas atividades juvenis, as medidas de modernização dos serviços autárquicos e a valorização dos seus trabalhadores».

A autarca salientou, ainda, que inicia este novo período de governação com «um sentimento de gratidão e de responsabilidade e com uma equipa mais completa e renovada pela confiança que nos foi concedida» e que pretende que este concelho seja, para todos um lar, onde a população «da serra ao mar», sinta que se pode perspetivar «um presente digno para os idosos e uma perspetiva de futuro para os filhos».

Tomada Posse SilvesFonte: GI do Mun Silves

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS