Banner Alto Página

“Já posso receber a prescrição de exames médicos eletronicamente?”

DECO - Consultório do Consumidor
Tools
Typography

A DECO INFORMA… Em breve a prescrição de exames complementares de diagnóstico vai ser feita em formato eletrónico. Tal como já acontece com as receitas médicas, os utentes poderão receber essas prescrições por sms, que vai permitir-lhes, depois, marcar os exames nos laboratórios e clínicas que tenham aderido ao projeto Exames Sem Papel.

Numa primeira fase, para as unidades de saúde privadas, a adesão será apenas voluntária.

A finalidade do procedimento é poupar tempo e recurso aos cidadãos e ao Serviço Nacional de Saúde (SNS). O exemplo apresentado pelo presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Henrique Martins, demonstra-o bem: “Se o médico conhece bem o doente e prefere que ele faça o exame antes da próxima consulta, pode, na sequência de uma conversa telefónica, enviar-lhe a prescrição por e-mail ou sms”. Assim, quando o paciente for à próxima consulta já tem o exame realizado, reduzindo assim o tempo de diagnóstico.

Outra mais-valia da medida é a possibilidade de haver uma maior partilha de resultados entre os profissionais de saúde e de contribuir para a diminuição do erro clínico.

A partilha de informação permite ainda que os exames passem a estar disponíveis a nível nacional, pelo que se um cidadão mudar de domicílio ou tiver de recorrer ao SNS fora da sua zona de residência é possível aceder ao seu histórico.

Os utentes devem estar registados na área do cidadão do Portal do SNS. Ao registar-se, sempre que fizer um exame numa unidade que tenha aderido ao projeto, recebe uma comunicação eletrónica a avisar quando o resultado estiver disponível online.

Gradualmente tem vindo a ser disponibilizada a partilha de resultados de exames dos utentes, que são enviados para o portal do profissional e para a área do cidadão do Portal do SNS. O intuito futuro é a total desmaterialização do circuito de prescrição, prestação e pagamento de um meio complementar de diagnóstico e terapêutica, disponível em formato digital.

Fonte: DECO-Delegação Regional AlgarveTransportes DECO