“Como viajar em segurança durante a pandemia?”

DECO - Consultório do Consumidor
Tools
Typography

A DECO INFORMA… Até há bem pouco tempo, viajar era um dado adquirido. Dar a volta ao mundo parecia ser possível em algumas horas, as distâncias estava cada vez mais reduzidas e visitar familiares e amigos que moram a oceanos e fronteiras de distância era quase rotina. No entanto, com a pandemia, tudo mudou.

De um momento para o outro, os aviões deixaram de voar e os aeroportos ficaram desertos. Ainda assim, existem deslocações inevitáveis. Por motivos de saúde, de lazer e familiares, de trabalho ou académicos, há sempre quem precise de sair do País. Saber que cuidados deve ter antes e durante a viagem é a melhor forma de se sentir mais seguro.

Estão desaconselhadas as férias no estrangeiro, sobretudo fora da Europa, em destinos sem ligações fáceis e frequentes a Portugal ou destinos exóticos. O Governo pretende estimular o turismo no país e proteger os portugueses não só do vírus, como também de eventuais dificuldades em regressar a casa, visto que há fortes restrições de circulação de pessoas. Contudo, poderá existir necessidade de realizar viagens inadiáveis e, por isso, é aconselhável que o viajante as cumpra forma consciente determinadas regras. Deste modo, antes de viajar, deve.

  • Avaliar a situação epidémica do país de destino, bem como a cobertura dos cuidados de saúde;
  • Verificar se há presença consular portuguesa na zona para onde pretende ir;
  • Confirmar se a entrada no país de destino está autorizada;
  • Adquirir atempadamente os bilhetes;
  • Garantir que têm condições de prolongar a permanência no país de destino ou de adquirir novos bilhetes de regresso, se for necessário.

Convém ainda consultar previamente o Portal das Comunidades Portuguesas, bem como verificar constantemente as notícias do Ministério dos Negócios Estrangeiros e contactar a embaixada do país de destino para que a viagem corra sem percalços.

GPI DECO-AlgarveViajarSeguranca