Viu os seus rendimentos reduzirem, colocando em causa o cumprimento das suas obrigações financeiras?

DECO - Consultório do Consumidor
Tools
Typography

“Viu os seus rendimentos reduzirem, colocando em causa o cumprimento das suas obrigações financeiras? Saiba quais as alternativas ao seu dispor para fazer face à situação.”

A DECO INFORMA… Com cada vez mais consumidores confrontados com a redução dos seus rendimentos, em virtude de situações de desemprego, de lay-off, do encerramento da sua atividade profissional, do corte de comissões, entre outras situações, importa saber que medidas existem e quais os comportamentos a adotar para ultrapassar estas dificuldades financeiras.

Assim, e caso se encontre numa das situações acima descritas e seja titular de créditos bancários – e sem prejuízo do regime das moratórias públicas, disponível até dia 31 março –, sugerimos que contacte a instituição bancária ou financeira onde contratou os créditos expondo a situação em que se encontra, de modo a que estas procedam à avaliação da sua atual capacidade financeira e lhe apresentem propostas de reequilíbrio financeiro, como sejam a redução temporária da prestação mensal ou da taxa de juro imputada ao contrato de crédito.

Com efeito, os bancos dispõem de programas de auxílio a quem está em situação de risco iminente de incumprimento prestacional ou já em incumprimento com as prestações mensais.

Estes mecanismos de apoio são denominados por Plano de Ação para o Risco de Incumprimento (PARI) e Plano Extrajudicial de Resolução de Situações de Incumprimento (PERSI). Ambos visam o apoio a quem não está a conseguir fazer face às suas obrigações e assim eliminar o risco de acumulação de dívida e penalizações.

Saiba ainda que, no decurso PERSI, a instituição de crédito está impedida de cessar o contrato de crédito com fundamento no incumprimento, agir judicialmente contra o cliente com vista à recuperação do crédito e ceder o crédito ou transmitir a sua posição contratual a terceiros.

Em caso de dúvida ou caso necessite de mais esclarecimentos, não hesite em contactar-nos através do número de telefone 289 863 103 ou por e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

GPI DECO-AlgarveDECO