Dia Mundial da Diabetes - 14 de novembro

Consultório Médico
Tools
Typography

A Diabetes ainda está Subdiagnosticada em Portugal. Perto de um Milhão de Portugueses sofre de Diabetes mas há 5,4% da População que não está Diagnosticada. Em Portugal a prevalência desta doença tem apresentado um crescimento marcado e estima-se que 12,4% dos portugueses sofra desta doença, apesar de só 7% estarem diagnosticados. Apesar da maioria desconhecer, um indivíduo com diabetes tem até oito vezes maior probabilidade de desenvolver uma doença cardíaca, do que a população em geral.

Nas últimas décadas têm-se observado níveis crescentes de obesidade infantil e juvenil, verificando-se, também, o aumento da incidência de Diabetes Mellitus tipo II abaixo dos 18 anos. Esta realidade é decorrente do aumento global da prevalência de obesidade, sedentarismo e de um maior consumo de calorias, factos que predispõem ao desenvolvimento de Diabetes. 1 em cada 10 mulheres e 1,5 em cada 10 homens tem diabetes. Ou seja, mais de 1 milhão de portugueses, com idades entre os 20 e os 79 anos, sofre desta patologia. Estima-se que em 2025 existirão cerca de 300 milhões de diabéticos em todo o mundo.

É considerado um grave problema de Saúde Pública devido à elevada morbilidade e mortalidade relacionadas com as suas complicações, das quais se destacam as doenças cardiovasculares que são a principal causa de morte num diabético.

Diversos fatores de risco cardiovasculares, como a hipertensão arterial, a dislipidemia e a obesidade, estão habitualmente associadas à Diabetes que, por sua vez, potencia o risco atribuído a estes mesmos fatores. No diabético a probabilidade de ocorrência de eventos cardiovasculares, tais como Insuficiência Cardíaca, Enfarte Agudo do Miocárdio, Acidente Vascular Cerebral e Doença Arterial Periférica (o atingimento das artérias dos membros inferiores por aterosclerose).

A maioria dos casos de Diabetes resultam da incapacidade do organismo utilizar corretamente esta hormona, pois existe resistência à sua ação, o que é potenciado pela obesidade e pelo sedentarismo. É a insulina que permite a entrada de glicose (açúcar no sangue) para o interior das células, fornecendo-lhes assim a energia necessária ao seu funcionamento. A falta de insulina ou a resistência à sua ação aumenta os níveis de glicemia no sangue, com repercussão ao nível de todos os órgãos e sistemas do organismo.

No Dia Mundial da Diabetes, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia alerta para a importância de manter um estilo de vida saudável, baseado em atividade física regular, alimentação saudável e controlo do peso corporal. Além destes cuidados, é também necessário o controlo de outros fatores de risco associados às doenças cardiovasculares, como tabagismo, hipertensão e hipercolesterolemia. Tudo isto é necessário para diminuir a prevalência de Diabetes Mellitus na população em geral e para melhorar os níveis elevados de glicemia nos diabéticos, reduzindo desta forma a morbilidade e a mortalidade associada.

Para a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, "a diminuição da prevalência da Diabetes Mellitus na população portuguesa, particularmente em jovens adolescentes, deve ser um desígnio nacional, para evitar um aumento da mortalidade cardiovascular nas futuras gerações".

Fonte: S ConsultingDiaDiabetes

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS