Diabetes: Plano de Ação Apresenta Prioridades para Combater a Ascensão desta Pandemia

Consultório Médico
Tools
Typography

As prioridades a serem abordadas nos próximos dez anos para travar a ascensão da pandemia da diabetes vão ser discutidas amanhã, das 7h às 8h, no webinar “Blueprint for Action on Diabetes in the European Union by 2030”. Esta é uma iniciativa do recém-criado Grupo de Interesse sobre Diabetes “MEPs Mobilizing for Diabetes”, com o apoio da Federação Internacional da Diabetes – região Europa, que procura melhorar a vida das pessoas que vivem com esta doença e reduzir as desigualdades na saúde, bem como os encargos sociais e financeiros para todos.

Este webinar conta com a participação da eurodeputada Marisa Matias, com o diretor clínicoda Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), João Filipe Raposo e com uma mensagem em vídeo da Ministra da Saúde, Marta Temido. O objetivo é apresentar um plano que apoia a criação de uma União Europeia da Saúde, o reforço dos mandatos do Centro Europeu para a Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) e a Agência Europeia dos Medicamentos (EMA) e o alinhamento com as prioridades do Programa EU4Health no que diz respeito às doenças não transmissíveis.

“Na União Europeia cerca de 32 milhões de pessoas vivem com diabetes e, em toda a Europa, os números rondam os 59 milhões. Além deste impacto, é importante frisar que a diabetes também representa 9% do total de despesas europeias com saúde, registos avassaladores que continuam a aumentar. É assim fundamental destacar as prioridades definidas no plano de ação da diabetes para travar a ascensão de uma pandemia que preocupa cada vez mais os especialistas e é um importante fator de risco para outras doenças não transmissíveis, como, por exemplo, o cancro e as doenças cardiovasculares.” destaca João Filipe Raposo. 

Com o intuito de reforçar a importância de uma resposta rápida e prioridades na área da diabetes, o plano de ação contempla ainda uma transformação digital do setor da saúde, estimular a adoção de ferramentas e tecnologias inovadoras para apoiar as pessoas com diabetes e promover o desenvolvimento de sistemas de dados padronizados em toda a União Europeia, incluindo registos da diabetes.

“A tecnologia e a digitalização são ferramentas naturais no apoio à pessoa com diabetes, pois trata-se de uma doença que requer muitos cálculos, dados e autogestão para toda a vida. Junte-se a este cenário os avanços recentes em medicamentos e novas tecnologias e percebemos que temos de capacitar os doentes e os nossos serviços ligados à saúde, para que possamos proporcionar ganhos significativos para a saúde e bem-estar das pessoas com diabetes.” refere João Filipe Raposo.

Esta iniciativa reforça ainda a importância do acesso a medicamentos e dispositivos, seguindo um modelo justo e adequado às tecnologias de saúde. E tem também um grande foco na saúde mental, com apoio psicológico integrado como componente fundamental do tratamento da diabetes, apostando em força no investimento para a investigação e inovação para melhorias futuras na prevenção e gestão da diabetes. 

Sobre a APDP  

Fundada em 1926, a APDP é a associação de pessoas com diabetes mais antiga do mundo. Com cerca de 15 mil associados, desenvolve a sua atividade na luta contra a diabetes e no apoio à pessoa com esta doença, tendo sempre como meta a integração das pessoas com diabetes enquanto elementos ativos na sociedade. A APDP tem sido pioneira na prevenção, na educação e no acompanhamento personalizado. Conhecer melhor a doença e explorar novas formas de tratamento são os seus principais objetivos, a par da criação de estruturas capazes de dar resposta aos diversos problemas que envolvem a diabetes.

www.apdp.pt

HK StrategiesAssociacaoDiabetesAPDP

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS