Alerta para o Cancro do Pulmão| Segundo testemunho da campanha “Não há dois Pulmões iguais. Não há dois Cancros iguais.”

Consultório Médico
Tools
Typography

A Pulmonale, Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão, lança hoje, dia 15 de novembro, o segundo vídeo de testemunho da campanha “Não há dois pulmões iguais. Não há dois cancros iguais”. Esta iniciativa, que conta com a participação da embaixadora Helena Costa, apresenta hoje o segundo vídeo, com José Neno, testemunho real de doente de cancro do pulmão.

José Neno conta no seu testemunho que deixou de fumar há 10 anos e nunca teve sintomas da doença, descobriu que tinha cancro ao realizar exames para um outro problema de saúde. Para o próprio, o momento mais difícil foi quando teve conhecimento do diagnóstico, considerando “um choque”. Sempre viveu a doença de uma forma muito positiva, focando-se em viver a sua vida e o seu dia-a-dia da melhor forma possível, aproveitando cada momento, sem sofrer por antecipação. É esta a mensagem que o José Neno deixa no seu discurso final.

Aceda à conversa entre ambos aqui.

No mês de sensibilização do cancro do pulmão, novembro, o objetivo da iniciativa da Pulmonale é destacar a importância da singularidade de cada situação, incluindo as características de cada doente e de cada doença. Globalmente pretende-se salientar que as diferentes situações implicam diferentes necessidades no cuidado ao doente com cancro do pulmão. Com esta campanha, a Pulmonale apela ao envolvimento, informação e participação do doente na jornada da doença, em estreita relação e colaboração com a sua equipa de saúde. Porque existem vários tipos de cancro, com abordagens de diagnóstico e tratamento distintas, diferentes evoluções e prognósticos.

“É importante que todos estejamos informados, sejam doentes, mas também o público em geral. Um das principais objetivos que temos é informar, sensibilizar o população em geral sobre o cancro do pulmão. Alertar para a prevenção e para a importância do diagnóstico precoce, sensibilizar para a singularidade de cada cancro, com necessidades de abordagem de tratamentos diferentes. Apelar ainda para um maior envolvimento e participação do doente na gestão da sua própria doença”, afirma Isabel Magalhães, presidente da Pulmonale.

O cancro do Pulmão é o cancro responsável por 11,6% de todos os casos de cancro. Em 2020, em Portugal, de 5.400 novos diagnósticos desta doença, 4.797 resultaram em mortes.

LPMCampanhaCancroPulmao

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS