Ervas aromáticas e especiarias

Saborear com Peso e Medida
Tools
Typography
especiariasAs Ervas Aromáticas e Especiarias enquadram-se na tradicional Dieta Mediterrânea. Esta dieta, altamente nutritiva, promove saudáveis hábitos alimentares e privilegia o uso de condimentos, principalmente as ervas aromáticas, para realçar o sabor dos alimentos, conferindo-lhes assim sabores exóticos e diferenciados.

Alguns povos da bacia o mediterrâneo (Árabes, Fenícios, Gregos…) estiveram envolvidos no comércio e utilização de especiarias desde os tempos antigos. Os egípcios, por exemplo, usavam de especiarias como o cardamo, o sésamo e o açafrão, com fins medicinais. Na Roma antiga, a prática de adicionar especiarias aos pratos de carne e peixe era comum e provavelmente desempenharam um papel importante na camuflagem do mau sabor de alimentos de frescura mais duvidosa.

As ervas aromáticas e especiarias enriquecem o sabor dos alimentos, pelo que estiveram desde sempre ligadas à arte da culinária. Actualmente elas enriquecem a nossa alimentação em aromas, sabores e cores.

As ervas aromáticas são folhas de plantas frescas ou secas, enquanto que as especiarias são as partes aromáticas: rebentos, frutos, bagas, raízes ou cascas normalmente secas, provenientes de plantas oriundas das regiões tropicais.

Mas, a função das ervas e especiarias não se singe unicamente à decoração dos pratos. Estas são constituídas por um variado conjunto de substâncias com propriedades diversificadas e com utilizações variadas. Permitem a substituição do sal e, também uma menor utilização de gorduras. Algumas são ricas em anti-oxidantes (canela, cravinho, gengibre, orégãos …) e, em substâncias não nutritivas que desempenham um papel importante na prevenção das doenças crónicas.

As ervas aromáticas e especiarias devem ser incluídas na nossa dieta como “suplemento” devido às diversas propriedades que possuem. A fitoterapia tem desenvolvido muitos medicamentos modernos derivados das plantas. Como tal, incluir sabores herbários na sua dieta diária pode fazer uma grande diferença na saúde. Estas podem ajudar a digestão, infecções respiratórias, reumático e podem ajudar a melhorar o apetite, o tracto urinário, insónias, bem como os sintomas de constipação ou gripe.

As ervas aromáticas transformam positivamente os alimentos, e algumas combinações parecem ter nascido para ser mesmo utilizadas:
•    manjericão com tomate;
•    estragão com frango;
•    tomilho e o alecrim com borrego,
•    orégãos com queijo, tomate e ovos.
Todavia, as combinações não deverão ser obrigatórias. O que é excitante na cozinha é o facto de haver sempre um grande âmbito para novas experiências e para a possibilidade de novas e bem sucedidas misturas de sabores.

Deverão ser utilizadas frescas, sempre que possível.
•    O tomilho pode ser tão bom fresco como seco, desde que tenha sido seco há pouco tempo;
•    O manjericão e a salsa, perdem por completo as suas características quando secas (se as quiser conservar, poderá congelar pequenas quantidades em cubos de gelo ou, melhor ainda, conservá-las em azeite, dentro de boiões bem vedados. Assim, depois de ter usado as ervas, o azeite aromatizado poderá ser utilizado para temperar saladas);
•    Os orégãos são a única excepção, visto que, por qualquer motivo, têm um aroma ainda melhor depois de secos.

Nada se compara à fragrância das ervas frescas em saladas ou espalhadas sobre legumes cozidos e as que têm folhas de belos formatos são excelentes para enfeitar um prato ou decorá-lo. Mesmo os melhores estufados, guisados ou sopas tornam-se mais apetitosos se se espalharem sobre eles ervas picadas, no momento antes de servir.

O mundo dos cheiros, especiarias e condimentos pode aumentar o nosso prazer gustativo com novos e excitantes pratos. Descubra-os, experimente e delicie-se!

Aqui ficam algumas ervas aromaticas e especiarias:

Açafrão
Utilização: Arroz, peixe, puré de batata, massas, sopas, caldeiradas, frutos do mar, sopas, carnes, pães, saladas, seitan, molhos de peixes.   
Propriedades: Antioxidante, antinflamatório, auxiliar no tratamento da obstipação.

Aipo
Utilização: Sopas, caril, saladas, queijo fresco, recheio de aves, peixe, marisco, guisados e como condimentos.   
Propriedades: Digestivo, indicado para flatulência (gases), diurético.

Alcaparra
Utilização: temperos para saladas, guisados, pastas de queijo, pickles, pizzas, peixe, carne.
Propriedades: Diurético, adstringente e calmante.

Alcarávia
Utilização: Pães, batatas, cogumelos, pato, ganso, sopas, recheios e vegetais
Propriedades: Digestivo, estimulante.

Alho
Utilização: Aves, carnes, molhos em geral, refogados, sopas, recheios, saladas, tofu, seitan e frutos do mar, marinadas, peixe e hortaliça.
Propriedades:    Antioxidante e digestivo, melhora a circulação sanguínea e purifica o sangue.

Alecrim

Utilização: Carnes de borrego, porco, coelho, frango e salsichas, peixes, sopas, guisados, aromatizar azeites e vinagres, bolachas, geleias, saladas de frutas, queijos, massas e molhos.
Propriedades: Digestivo, antioxidante, estimulante, activador da circulação sanguínea, antidepressivo e anti-séptico.

Anis estrelado
Utilização: Pratos de peixe, marisco, carnes, purés, licores, chás, bebidas alcoólicas.
Propriedades: Falta de apetite, dispepsias, gastrites, enterites, flatulência e espasmos gastrointestinais.

Baunilha
Utilização: Pastelarias, licores, batidos, doces, cremes, bebidas, chocolates, cafés, pudins, molhos de sobremesa.
Propriedades:    Estimulante, afrodisíaca e digestiva.

Canela
Utilização: Confeitaria, licores, sobremesas, bolachas, pudins, chocolate quente, caldas, compotas, infusões, marinadas, pães, furta e iogurte.   
Propriedades: Digestiva e antioxidante, ajuda a prevenir osteoporose, a controlar a pressão sanguínea e a aliviar sintomas da menopausa.

Caril
Utilização: Peixes, moluscos, tofu, seitan, molhos, aves, ovos, arroz, massas.
Propriedades: Antioxidante, anti bacteriano e anti-viral, reduzindo processos inflamatórios e estimulando o sistema imunológico.

Cravo-da-índia
Utilização: Caldos, ensopados, doces, pudins, bolos, maçãs, pães, vinhos, ponches quentes, licores, carnes, presuntos, doces de abóbora.   
Propriedades: Ajuda a aliviar sintomas da menopausa, a proteger contra a arterosclerose e diminuir os níveis de colesterol.

Cebola
Utilização: Todo o tipo de pratos salgados.
Propriedades: Antioxidante e digestiva.

Cebolinho
Utilização: Molhos, patés, massas, omeletas, carne, peixe, tofu, seitan, sopas, queijos e batatas assadas.
Propriedades:    Anti-helmíntica (agem para expelir os vermes do trato gastrintestinal), digestiva, diurética e hipotensora.

Coentros
Utilização: Carnes, peixes, legumes, molhos, saladas, sopas, tofu, seitan, vinagres, licores, pickles, estufados, açordas, favas, amêijoas, frutos do mar, massas, arroz, ovos e marinadas.
Propriedades: Antioxidante, digestivo, auxiliar no tratamento da ansiedade e moderador de apetite.

Colorau

Utilização: Arroz, carnes, tofu, seitan, peixes, aves, caldeiras, sopas, molhos, pães, doces, queijos, manteigas.
Propriedades: Estimulante e digestiva.

Cominhos
Utilização: Carnes, pães, molhos, saladas, sopas, arroz, aves, assados, legumes, ovos, queijos e marinadas.    
Propriedades: Diurético, auxiliar no tratamento de gases.

Estragão
Utilização: Pratos de peixe, saladas, molhos, aves, ovos, legumes, assados no forno, carnes, maionese, sopas e tomate.   
Propriedades: Estimulante de apetite, alivia reumatismo e artrite, regulariza a menstruação, diurético.

Funcho
Utilização: Peixe (grelhado, assado, caldeirada), maionese, molhos, pães, biscoitos, legumes, carne de porco, mariscos, sopas, pastéis, enchidos e vinagres.   
Propriedades: Diurético, reduz os gases intestinais.

Gengibre
Utilização: Sopas, aves, lagostins, caranguejo, carne de vaca, seitan, bolos, biscoitos, doces, geleias, pickles, molhos, pães e saladas.   
Propriedades: Antioxidante, ajuda a tratar enjoos, combater infecções, prevenir doenças cardiovasculares, auxilia na perda de peso.

Hortelã
Utilização: Sopas e pratos de carne, tisanas, chás, saladas, sumos, licores, pastéis, chocolates, molhos (carne e massa), batatas, beringela, tomate, leguminosas, pepino.   
Propriedades: Estimulante, digestiva, analgésica, anti-bacteriana, expectorante, sedativa, combater gases intestinais e náuseas.

Louro
Utilização: Carnes, peixes, aves, sopas, feijão, molhos, ovos, batatas, vinha de alhos, cozidos, assados, seitan, tofu, massas, caldos de carne e caça.   
Propriedades: Antioxidante, digestivo, estimula o apetite, é auxiliar no tratamento da gripe, alivia azia, mau hálito e indisposição estomacal.

Malagueta
Utilização: Patés, enchidos, pasteis, carne de vaca, porco e frango, crus, saladas, caldeiradas, guisados e demais onde se queira picante.
Propriedades: Antinflamatória, antioxidante, dissolve coágulos, eleva o metabolismo, cicatrizante, eleva o humor, aumenta a resistência do organismo.

Manjericão
Utilização: Beringelas, frutos do mar, frango, omeletas, massas, peixes de carne firme, tomate e molho de tomate, pizzas, saladas e sopas.
Propriedades:    Tónico, digestivo, sedativo, baixa a febre, problemas respiratórios e reumáticos, auxilia no tratamento de infecções bacterianas e parasitas.

Manjerona
Utilização: Saladas, pratos de massas, peixes gordos, carnes, tomate, batata, arroz, sopas, guisados e omeletas.   
Propriedades: Combate artrites e reumatismo, gripes e resfriados, alivia o cansaço físico e ajuda a eliminar muco e catarro, combatendo a sinusite.

Mostarda
Utilização: Conservas, pães, assados, pickles e marinadas, carne de porco, embutidos, peixe e maionese.   
Propriedades: Energética, digestiva, anti-bacteriana, antioxidante, regula o intestino e ajuda a coagulação do sangue.

Noz-moscada
Utilização: Carnes, omeletas, verduras, doces, molhos e massas, tofu, seitan, puré de batata e peixe.
Propriedades: Estimulante, afrodisíaca, antinflamatoria, digestiva e diurética. É usada para problemas hepáticos.

Orégão
Utilização: Carnes, peixes, aves, saladas, legumes, queijos, ovos, molhos de tomate, tomate, pimentão, beringela, pizzas, massas, sopas, feijão, chilli.
Propriedades:    Digestivo, antioxidante, antibacteriano, antibiótico, analgésico, sedativo, auxilia no tratamento de gripes, resfriados e cólicas menstruais.

Pimenta preta
Utilização: Legumes, carne, tofu, seitan, molhos, peixes e frango.   
Propriedades: Digestiva, estomáquica, tónica, activa o metabolismo no geral.

Pimenta branca

Utilização: Receitas salgadas.
Propriedades:    Cicatrizante, estimula a produção de endorfina no cérebro (hormona que produz a sensação de bem estar), analgésica, energética e antinflamatória.

Poejos
Utilização: Sopas, carnes e peixe.
Propriedades:    Expectorante, contra a gripe, tosse crónica, calmante para o sistema nervoso, insónias, dores reumáticas, acidez do estômago, fermentação, bronquite e asma.

Salsa
Utilização: Saladas, molhos, peixes, carnes, patés, legumes, arroz, tofu, seitan, omeletas, sopas, guisados e batatas cozidas.
Propriedades: Equilíbrio hormonal; alivia os sintomas da bronquite, asma, cólicas menstruais e cistite; auxilia no tratamento de cálculos renais e cólicas, antinflamatória, digestiva, diurética e hipotensiva.

Tominho
Utilização: Carnes (frango e porco), peixes, ovos, sopas, guisados, estufados, batatas cozidas, caça, feijão, saladas e molhos com tomate.
Propriedades:    Desinfectante, anti-séptico; é expectorante, limpa as vias respiratórias e o intestino, digestivo, cicatrizante e estimulante.

 

AnaAna Catarino

Dietista Estagiária

 

{sharethis}