Segurança Alimentar no Verão

Saborear com Peso e Medida
Tools
Typography

O aumento da temperatura durante o verão é uma condição que favorece o crescimento dos microrganismos, particularmente das bactérias patogénicas. Por esta razão o risco de intoxicação alimentar aumenta nesta altura do ano.

Para melhor saborear as suas refeições de verão sem perigo, aqui vão alguns conselhos.

Lavar
As bactérias podem espalhar-se por toda a cozinha e pega-se às mãos, tábua de corte, facas e às bancadas. A Limpeza frequente pode evitar que isso aconteça. Lave frequentemente as mãos com água morna e sabão durante 20 segundos antes e depois de manusear os alimentos crus e os utensílios.

Separar
Separe os alimentos crus de alimentos cozinhados. As bactérias espalham-se por contaminação cruzada (passagem de bactéria de uns alimentos crus para cozidos, de equipamentos e utensílios para superfícies e etc….).
Mantenha as carnes cruas e mariscos não cozinhados e os seus sucos longe de outros alimentos já preparados e prontos a comer.

Aquecer
Cozinhe os alimentos por tempos e temperaturas suficientes (todas as partes dos alimentos devem atingir pelo menos 70ºC). A cor do alimento não é um indicador confiável de cozimento. As bactérias patogénicas são destruídas a temperaturas elevadas!

Arrefecer
As bactérias proliferam em temperaturas entre 5ºC e 60ºC, por isso a refrigeração de alimentos de forma adequada é uma das formas mais eficazes para diminuir o risco de contaminação.

Os alimentos cozinhados que vão ser guardados para refeições posteriores devem ser arrefecidos no menor espaço de tempo possível (por exemplo: colocar a panela dentro de um alguidar ou da pia com água fria para acelerar o arrefecimento antes de armazenar e colocar no frigorífico).

As marinadas devem ser mantidas no frigorífico e nunca deixadas à temperatura ambiente.
Descongele os alimentos no frigorífico, ou no micro-ondas .

Os alimentos devem ser cozinhados imediatamente depois da descongelação.

Use água e matérias-primas seguras.
Use água tratada ou água potável para cozinhar (da corrente ou furos com água analisada).
Não use alimentos fora do prazo de validade.

Grelhados
Não tostar a carne (evitar as partes queimadas). Carnes demasiado cozinhadas podem levar à formação de substâncias prejudiciais à saúde.

Sirva os alimentos grelhados ainda quentes.
Use diferentes utensílios e panos para cada um dos tipos de alimentos (uns para os crus, outros para cozidos).

Piqueniques
Leve apenas a quantidade de comida que vai precisar.
Prepare os alimentos, de preferência, no próprio dia.

Leve os alimentos mais perecíveis (ex. queijo, fiambre, iogurtes, etc…) de forma segura, utilizando geleiras, sacos e malas térmicas com cuvetes de gelo ou placas frias.

Se não tem estes equipamentos, prefira alimentos que não se alterem com calor (ex. pão, bolachas, frutos secos, etc….).
Quando chegar ao destino, coloque a geleira numa sombra. Se for na praia, enterrar na areia até metade.

Mª Joselita Bandeira
Estagiária do Curso de Dietética e Nutrição da Universidade do Algarve
 
jfsJunta de Freguesia da Sé - Faro
Delegação da Penha
Rua Jornal "O Algarve" nº 39  8005-243 Faro
Tel: 289 803 416
Fax: 289 803 417
www.jf-se.pt