Alimentos Termogénicos

Saborear com Peso e Medida
Typography

O metabolismo é aquilo que define o ritmo segundo o qual o corpo queima a energia. Apesar de o metabolismo ser algo único em cada um de nós existem fatores que se aplicam a todos nós. Durante a noite queimamos menos calorias e dai ser recomendado ingerir menos ou alimentos mais leves na reta final do dia, pelo contrario no inicio do dia e até 12 horas depois de acordarmos queima-mos mais calorias. O nosso dia deve começar sempre com um pequeno-almoço equilibrado, uma vez que é ele que marca o arranque e o ritmo do metabolismo ao longo de todo o dia.

Depois dos 30 anos de idade o nosso metabolismo começa a abrandar, tornando mais difícil o emagrecimento e por isso é sempre recomendada uma alimentação saudável e a prática de atividade física ao longo da vida.

Por isso para acelerar-mos, o nosso metabolismo devemos mexer-nos mais, aumentar a nossa massa muscular, beber água, dormir bem, fazer uma alimentação saudável (variada, completa e equilibrada), fazer várias refeições ao longo do dia e podemos ainda incluir no nosso plano alimentar os alimentos termogénicos que ajudam a acelerar o metabolismo.

Os alimentos termogénicos são alimentos que auxiliam no processo de emagrecimento porque aumentam o nosso metabolismo, ou seja exigem que o nosso organismo produza muito calor, potencializando o gasto energético do organismo.

Feitas as explicações, vamos então conhecer alguns destes alimentos termogénicos:

1. Chá verde
É provavelmente, um dos mais conhecidos e também mais simples de usar. Ao conter cafeína, ou sob a forma de teína, vai funcionar como estimulante, pelo que beber uma chávena de chá sem adição de açúcar, depois das principais refeições, 2 a 3 por dia, de forma regular e consistente, faz com que se consiga o efeito desejado.

Por ser drenante, deve ser complementado pela ingestão de água pura. Não deve ser consumido por pessoas com tendência para a formação de cálculos renais, por quem toma diuréticos ou drenantes, insuficientes renais, grávidas, mulheres a amamentar, pessoas em convalescença de uma operação ou pessoas que sofrem de enxaquecas.

2. Matcha
É um superalimento que provém do chá verde. Tem cinco vezes mais cafeína do que um café, setenta vezes mais antioxidantes do que um sumo de laranja, ou seja, quando consumido com regularidade permite um aumento de 25% de gasto calórico. Para o efeito, basta 2 colheres de sobremesa de matcha diluída num litro e meio de água e ir bebendo ao longo do dia, ou adicionando aos sumos, iogurtes ou sopa.

Tem maior concentração de cafeína do que o chá verde e, tal como este, o seu consumo deve ser moderado.

3. Cardamomo
É um “primo” do gengibre com um sabor mais suave, e é conhecido no caril. A vantagem deste alimento é que tem vários compostos ativos, que aumentam ainda mais o metabolismo que o próprio gengibre. Este alimento pode ser usado no chá, para aromatizar o café (em pó) em vez do açúcar, em sumos detox, etc. Não tem valor calórico e ajuda a diversificar o paladar.

A ingestão de grandes quantidades pode provocar instabilidade e aquecimento excessivo do organismo e do sistema digestivo, com consequentes cólicas e irritação. Entre outros grupos, não deve ser consumido por grávidas ou mulheres a amamentar, dado que pode prejudicar a saúde do bebé.

4. Gengibre
É um dos alimentos que tem um efeito milagroso! Esta raiz, com ação antibacteriana e anti-inflamatória, é uma aliada do sistema imunitário. Atua contra constipações, ajuda na digestão e provoca aquecimento celular.
Vários estudos indicam que pode aumentar até 10 por cento o gasto energético do organismo, quando consumido com regularidade.

Pode ser utilizado para temperar carnes e peixe, Ralado sobre as saladas, sumos, ou ainda em infusões.

A melhor opção é cortar duas ou três rodelas da raíz, ferver em água, juntar canela e limão e beber ao longo do dia. Apesar de ter um sabor intenso, a canela e o limão ajudam a disfarçar e os benefícios serão ao nível diurético e também anti-inflamatório.
Não deve ser consumido por quem pertencer aos grupos de risco.

5. Canela
É uma especiaria com um efeito bastante estimulante, que apresenta uma dupla ação: não só ajuda a aquecer o corpo, reforçando a queima de calorias, como estimula o controlo glicémico, ou seja, ajuda a manter o açúcar estável no sangue! Duas colheres de sobremesa por dia são o suficiente, use-a polvilhada numa peça de fruta, num iogurte, no leite, no café ou noutros alimentos da sua preferência, na forma de chá, nas papas de aveia etc.

Este alimento não deve, contudo, ser consumido por quem pertence ao grupo de risco, grávidas, crianças, pessoas com hipertiroidismo ou que sofram de cardiopatias, hipertensos, doentes com úlceras, por quem sofre de enxaquecas ou caso se seja alérgico ou se tenha sensibilidade a especiarias.

6. Pimenta Cayenne
O sabor muito picante deste alimento faz logo transpirar isto porque o efeito termogénico do organismo tenta tolerar a pimenta. Desta forma é de todas as pimentas a que tem maior efeito termogénico. Mas atenção! O sabor intenso pode queimar a língua ou o esófago se for utilizada em excesso.

É ideal para temperar carne e peixe, e combina bem com sumos detox ou batidos, e em algumas sobremesas.
Não deve ser ingerida por quem sofre de gastrite, úlceras, azia ou refluxo gástrico. Pessoas em fase de convalescença também não devem consumi-la, assim como doentes oncológicos. Quem toma medicação para a hipertensão também a deve evitar.

7. Mostarda
Mas não uma qualquer, estamos a falar do grão de mostarda, mostarda Dijon ou mostarda Velha. Estas sementes contêm fitonutrientes que contrariam o crescimento de células cancerígenas. São fonte de selénio, magnésio, ómega 3, ferro, cálcio, zinco, manganês, proteínas, niacina e fibras.

Basta uma colher de sobremesa a qualquer proteína, um bife de frango grelhado por exemplo, ou para fazer um molho de iogurte, para ter o resultado pretendido. Estas mostardas têm um composto ativo chamado “turmérico” que tem um efeito positivo na queima de gordura, ou seja, ao mesmo tempo que aumenta o efeito de gasto calórico, ajuda a queimar gordura. Não deve ser consumida por quem pertencer ao grupo de risco.

Mas lembre-se para mantermos um estilo de vida saudável, preservarmos a saúde e prevenir- mos a doença, devemos apostar no consumo variado, equilibrado e completo de alimentos.

NOTA: Para saber mais sobre nutrição, pode seguir a nossa página de facebook: Saúde para todos.

Para contactar com o serviço de nutrição, pode usar o email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Sofia Cardeira (1556NE - Nutricionista Estagiária à Ordem dos Nutricionistas)
                                                                                                                                                                     

Serviço de Saúde de Apoio à População da Freguesia de Faro

ufaro brasao

Freguesia de Faro (Sé e S. Pedro)
Rua Reitor Teixeira Guedes nº2
Tel: 289 803 416
Fax: 289 803 417
www.uf-faro.pt