Notícias

Grid List

A Câmara Municipal de Silves, em reunião realizada a 18 de maio, deliberou suspender o prazo para a conclusão do procedimento de revisão do PDM de Silves e dos procedimentos de elaboração dos Planos de Pormenor (PP) em curso, nomeadamente do PP da Cerca da Feira, PP do Ribeiro Meirinho, PP de Pêra Sul, PP da Feitoria Fenícia e PP de Vales de Algoz. 

Esta suspensão de prazos produz efeitos a partir de 9 de março de 2020 e vigorará enquanto a situação excecional de prevenção, contenção, mitigação e tratamento da infeção epidemiológica pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), motivador da doença COVID-19, se mantiver, e não impede a prossecução dos trabalhos de revisão do PDM e de elaboração dos referidos Planos de Pormenor, enquanto decorrer o período de suspensão.

As deliberações que aprovaram as suspensões referidas anteriormente poderão ser consultadas no portal do Município de Silves, nas áreas destinadas a cada um dos planos territoriais em causa em https://www.cm-silves.pt/pt/noticias/6699/municipio-de-silves-suspende-prazos-de-conclusao-do-procedimento-de-revisao-e-de-elaboracao-de-planos-de-pormenor.aspx.

GRP do Mun SilvesCamaraMunSilves

 

O portal principal da Ermida de Santo António do Alto está a ser alvo de trabalhos de restauro por parte da equipa de conservação e restauro municipal.

A intervenção tem como principal objetivo a limpeza e tratamento da cantaria em pedra e a remoção das excessivas camadas de cal que sobrepõem o elemento que encima o portal, tendo em conta que a espessura de centenas de caiações efetuadas ao longo dos anos nos motivos de argamassa escondem a volumetria original dos elementos, a sua cor original (ocre) e o estado de degradação do suporte.

Já no ano passado, a Ermida de Santo António do Alto tinha recebido obras de conservação e restauro, que compreenderam a recuperação de fachadas, do pátio interior e da emblemática torre e miradouro, de onde se pode usufruir de uma vista privilegiada para a Ria Formosa e para todo o concelho de Faro.

A Ermida de Santo António do Alto, um dos mais carismáticos monumentos da cidade de Faro, remonta à segunda metade do século XV, sendo um dos mais antigos templos da cidade. Património da autarquia, este monumento sofreu importantes transformações no século XVIII da responsabilidade do famoso arquiteto Diogo Tavares e do entalhador Manuel Martins, tendo recebido a visita real no século XIX e acolhido, no século XX, o Museu Antonino.

Além de um importante património de cariz religioso, este é também um ponto de interesse cultural e turístico cada vez mais destacado na cidade e na região. Nesse sentido, o Município de Faro e a Direção Regional de Cultura do Algarve celebraram um protocolo, em junho de 2019, com vista à colaboração na organização da oferta de serviços culturais e turísticos associados à dinamização daquele espaço.

O terraço da Ermida foi, aliás, um dos pontos de interesse do Açoteia - Faro Rooftop Festival, que se realizou nos dias 21 e 22 de junho de 2019.

Mun de FaroErmidaStoAntonioAlto

Após um período de pausa, provocado pelo período de isolamento social resultante da pandemia provocada pelo coronavírus COVID19, o Município de São Brás de Alportel reiniciou as obras de requalificação do troço sul da Avenida da Liberdade e prepara a sua reabertura em julho.

A obra de Requalificação do troço Sul da Avenida da Liberdade, iniciada em janeiro de 2020, foi interrompida durante os meses de março e abril, mas foi retomada no início de maio. O prazo de conclusão, agravado por esta pausa, deverá ocorrer durante o mês de julho.

Esta é uma obra abrangida pelo Plano de Ação e Renovação Urbana de São Brás de Alportel, essencial na estratégia de renovação urbana, ao nível infraestrutural e na promoção do desenvolvimento económico do Concelho, que dá continuidade às anteriores ações ocorridas na Renovação do Largo de Sebastião e da Rua Gago Coutinho.

Os trabalhos a executar integram a renovação das redes de abastecimento de água e drenagem de águas pluviais, a renovação da iluminação pública; a remodelação e requalificação de passeios e calcetamento da faixa de rodagem, a plantação de árvores; e a renovação de mobiliário urbano.

O investimento total desta obra é de 257.603,94 euros acrescidos de IVA, integrado em parte na candidatura a fundos comunitários, com financiamento aprovado, a 65%. A empreitada foi adjudicada, por concurso público, à empresa Martins Gago & Filhos, Lda.

A renovação da artéria principal do centro urbano pretende criar melhores acessibilidades garantindo mais segurança para pessoas e veículos, criando passeios mais amplos e mantendo-se a zona de estacionamento longitudinal e garantindo áreas de cargas e descargas. 

Esta é uma obra que se rege pelo programa “São Brás Acessível” sendo uma prioridade da Autarquia garantir que a acessibilidade e mobilidade são direitos de todos os munícipes, independentemente da condição física, da idade ou dos condicionamentos de locomoção. 

Com este objetivo, esta obra inclui a conversão de zonas de calçada num circuito acessível em lajes de pedra. Pretende-se assim alargar o circuito acessível e continuar a interligação de edifícios e espaços públicos da Vila, diminuindo dessa forma as dificuldades sentidas pelas pessoas com mobilidade condicionada. 

O conceito de mobilidade condicionada não está relacionado unicamente com as pessoas portadoras de deficiência, mas também com todos aqueles que têm maior dificuldade de locomoção tais como os idosos, as crianças ou quem transporta por exemplo um carrinho de bebé. 

Na definição destas vias de acessibilidade serão sempre garantidas as condições de segurança para os peões e demais utilizadores destas vias, enquadrando-se nos arruamentos já existentes e tendo o afastamento necessário em relação á entrada dos edifícios.

Trata-se de trabalhos estruturantes, que procuram criar melhores condições de segurança e de acesso para residentes, comerciantes e visitantes, a quem o Município agradece toda a compreensão e esforço desenvolvido face aos condicionalismos e incómodos causados. 

O Município agradece também todos os contributos e a participação ativa da comunidade, que leva a que sejam encontradas as melhores soluções para a renovação da Avenida da Liberdade.

A excelência na qualidade de vias de circulação e infraestruturas depende de todos e são fundamentais para projetar São Brás de Alportel como um Concelho projetado e preparado para o futuro com qualidade de vida.

GI da CM SBAAvenidaLiberdadeSBA1AvenidaLiberdadeSBA2

 

Os primeiros 20 ventiladores e outros equipamentos adquiridos pela Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) foram ontem, dia 26 de maio, entregues ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA). A ocasião contou com a presença de vários autarcas da região, dos membros do Conselho de Administração do CHUA, de representantes do Algarve Biomedical Center (ABC), da ARS Algarve e do Reitor da Universidade do Algarve.

"O momento é simbólico e cheio de significado. É o cumprir da nossa promessa", começou por dizer o presidente da AMAL, António Pina, para quem "se é verdade que os ventiladores não chegaram na altura em que a entrega estava acordada, o mais importante é que ainda não foram necessários". Segundo o autarca, "este é um exemplo de cooperação e colaboração dos 16 municípios do Algarve, que, desde a primeira hora, se mostraram disponíveis para apoiar o CHUA e a Administração Regional de Saúde do Algarve no combate à pandemia".

Agradecendo aos restantes autarcas o empenho nesta causa, o presidente da AMAL não quis também deixar de dirigir umas palavras a Nuno Marques, Presidente do ABC, "pela ajuda e apoio fundamentais em todo o processo de compra dos equipamentos e materiais necessários".

Já Nuno Marques, considerou o apoio dos 16 municípios e da própria AMAL "crucial para que o Algarve se pudesse apetrechar para o combate a esta pandemia", confessando que a compra dos ventiladores foi uma "negociação especialmente difícil, a exigir decisões tomadas ao minuto, resultado da variação constante dos preços".

Também Ana Paula Gonçalves, Presidente do Conselho de Administração do CHUA, agradeceu a "generosa iniciativa da AMAL, que contribuiu para que o problema da ventilação no Algarve ficasse resolvido". E acrescentou: "o nosso mandato, que está a terminar, ficará marcado por este momento, em que nunca se sentiu tanta preocupação com o SNS, uma colaboração tão forte entre instituições da área da saúde e uma articulação com outras entidades públicas. E também o envolvimento de entidades privadas, que também doaram materiais".

Recorde-se que as 16 Câmaras Municipais do Algarve transferiram para o ABC cerca de dois milhões de euros (1.980.000,00€) para a aquisição de equipamentos e materiais necessários às unidades hospitalares da região no combate à COVID-19. Faziam parte da lista 30 ventiladores invasivos e material de proteção individual, como máscaras, luvas e fatos (que já tinham sido entregues). Também chegaram ontem bombas e seringas infusoras, monitores cardíacos e vídeolaringoscópios, que serão agora distribuídos pelos núcleos do CHUA - Faro e Portimão, de acordo com as necessidades.

Os 10 ventiladores que ficaram em falta deverão chegar a Portugal no próximo voo vindo da China.

WL PartnersVentiladoresAmalCHUA1

Entrou hoje em funcionamento a nova Estação Salva-Vidas de Quarteira, um equipamento que irá reforçar a segurança marítima nas águas algarvias, sobretudo no que diz respeito ao salvamento e socorro a náufragos.

Criado ao abrigo de um protocolo celebrado em 2019 entre a Autoridade Marítima Nacional, Câmara Municipal de Loulé e Docapesca, esta estação localiza-se no antigo armazém nº 10 do edifício da Lota de Quarteira. Em termos operacionais integra quatro tripulantes de embarcações salva-vidas, apoiados por uma embarcação semirrígida e uma mota de água. Destina-se a cobrir um espaço de 30 milhas, colmatando uma lacuna que existe entre Portimão e Olhão.

Numa cidade que triplica a sua população nos meses de verão, com uma importante comunidade piscatória (com cerca de 250 embarcações) e uma intensa atividade náutica de recreio, proveniente de uma das mais conceituadas marinas da Europa, a Marina de Vilamoura, a criação desta Estação reveste-se de grande importância.

Refira-se que esta é a sexta Estação Salva-Vidas do Algarve, juntando-se às de Sagres, Ferragudo, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António. A poucos dias do arranque da época balnear, numa altura em que já se registam ocorrências como a que vitimou duas pessoas, ontem, numa praia do Algarve, este equipamento constitui um reforço importante do dispositivo na zona central desta região.

Recorde-se que os protocolos que foram celebrados em maio do ano passado previam, para além deste equipamento, a instalação do Posto Marítimo da Polícia Marítima de Quarteira e a Delegação Marítima de Quarteira, a criação de um espaço de armazenamento de material de combate à poluição, a requalificação da ex-casa dos faroleiros, localizada no centro de Quarteira, para a edificação de 5 fogos famílias de funcionários da Marinha e a conservação e promoção da torre do antigo farolim de Quarteira.

O apoio do Município Loulé traduziu-se num investimento de 725 mil euros para a recuperação e adaptação das infraestruturas, na aquisição de equipamentos como a ponte e o cais flutuante para atracação exclusiva das embarcações da Autoridade, e o mastro de sinais para avisos da ocorrência de mau tempo e do fecho/condicionamento à navegação na Estação Salva-Vidas. 

GAP da CM LouléEstacaoSalvaVidasQuarteira

A Câmara Municipal de Silves, reunida a 14 de abril último, deliberou prorrogar o prazo de elaboração do Plano de Pormenor (PP) de Pêra Sul, por mais 330 dias úteis. A prorrogação, que mereceu publicação em Diário da República, de 25 de maio, tem efeitos a partir de 25 de janeiro de 2020.

De salientar que a elaboração do PP de Pêra Sul possibilitará a introdução de melhorias no ordenamento do território nesta área, sendo objetivo deste plano promover a atratividade do aglomerado urbano e a sua competitividade, por via do reforço da oferta de área urbana qualificada. Procura, igualmente, promover um aproveitamento do potencial da localização do território, rentabilizando e otimizando o investimento efetuado no mesmo, bem como desenvolver um remate qualificado da malha urbana valorizando os recursos existentes.

Toda a informação sobre o Plano de Pormenor (PP) de Pêra Sul está disponível para consulta e download no portal do Município de Silves em https://www.cm-silves.pt/pt/menu/1021/pp-de-pera-sul-elaboracao.aspx

GRP do Mun SilvesPeraSulPP

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) concluiu os testes de despiste à COVID-19 a todos os utentes e colaboradores de estruturas residenciais das Misericórdias de todo o país, tendo realizado um total de cerca de 64 mil testes. Para apoiar a reabertura segura de visitas às Misericórdias, inclusive aos Lares, a UMP desenvolveu ainda planos de operacionalização com guiões para as diferentes estruturas das Santas Casas. 

O novo relatório epidemiológico, da semana de 18 a 24 de maio, mantém a taxa de letalidade da doença em 0,4% nas Santas Casas. Num universo com cerca de 35.000 utentes e de cerca de 29.000 colaboradores, as Misericórdias Portuguesas mantêm o número total de mortes (128 casos) desde o início da pandemia em Portugal. Do total de óbitos ocorridos, 96 ocorreram em hospitais e 32 em unidades das Misericórdias.

O relatório da UMP, destaca, mais uma vez, uma recuperação significativa de um total de 901 pessoas, das quais 508 são utentes e 393 colaboradores, um crescimento significativo em comparação com o relatório anterior (que totalizava 724 pessoas recuperadas). 

Com a conclusão da testagem aos seus utentes e colaboradores, desenvolvida em articulação com os Secretários de Estado das cinco regiões do país, e no seguimento do plano de desconfinamento gradual que está a ser implementado, a UMP preparou também um conjunto de Guiões de apoio à Reabertura Programada e Segura de Visitas para Estruturas Residenciais Para Pessoas Idosas (ERPI), Lares Residenciais e Casas de Acolhimento Residencial Especializadas (CARES) com os respetivos Planos de Operacionalização de Visitas, a adaptar à realidade de cada estrutura, de acordo com as últimas orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS). 

CV&A

UniaoMisericordiaPort

 

O Instituto Piaget promove esta quinta-feira, dia 28 de maio, um webinar dedicado ao tema da educação à distância e educação inclusiva, integrado no ciclo Piaget Digital Talks. O acesso é livre a todos os interessados, mediante inscrição prévia que pode ser feita através da notícia publicada no site do Instituto, decorrendo o evento a partir das 18 horas.

Com o encerramento das escolas em consequência da pandemia da Covid-19 ficou patente o papel central da escola na vida das comunidades e da sociedade em geral, bem como a importância da educação como um bem público que vai muito para além das aprendizagens académicas. O objetivo do evento desta quinta-feira é fazer um balanço das dificuldades sentidas, das experiências vividas, das oportunidades e das soluções que se criaram para a educação inclusiva em ambiente não presencial. 

Tudo isto sucedeu num contexto em que, ao ser alterada em muito a vida de todos, em Portugal e no mundo, a generalidade dos intervenientes se mobilizou para que a escola pudesse continuar presente no quotidiano dos alunos, tanto crianças como jovens, evitando maiores desigualdades.

O evento contará com a participação de David Rodrigues, presidente da Pró-Inclusão – Associação Nacional de Educação Especial; Raquel Raimundo, presidente da Delegação Regional Sul da Ordem dos Psicólogos Portugueses; e Carlota Brazileiro, professora da pós-graduação de Educação Especial: Domínio da Intervenção Precoce na Infância.

Esta mesa redonda virtual será moderada pelo coordenador da pós-graduação de Educação Especial: Domínio Cognitivo e Motor, do Instituto Piaget de Almada, Domingos Rasteiro.

O ciclo de webinars Piaget Digital Talks iniciou-se na semana passada e pretende assumir-se como um debate alargado sobre temas atuais e relevantes do mundo digital, aberto à intervenção do público. Os eventos acontecem sempre às quintas-feiras.

O primeiro webinar debateu o tema da emergência da transformação digital, tendo como convidado especial o secretário de Estado para a Transição DigitalAndré de Aragão Azevedo. No debate participaram também Filipe Frasquilho, diretor de negócio da IP Telecom e coordenador do CTeSP de Cibersegurança, Redes e Sistemas Informáticos, no Instituto Piaget de Almada, e Rui Tomás, secretário-geral do Instituto Piaget.

LF BIG

PiagetDigital1PiagetDigital2PiagetDigital3

A Guarda Nacional Republicana, face ao agravamento do risco de ocorrência incêndios rurais previsto para os próximos dias, irá reforçar o patrulhamento e vigilância terrestre em todo o Território Nacional, em coordenação com as demais entidades, no intuito de prevenir a ocorrência de ignições.

A grande maioria dos incêndios registados no último ano teve origem na realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração, pelo que se torna necessário sensibilizar os cidadãos sobre os devidos cuidados a ter neste tipo de ações.

A GNR alerta que é proibido fazer queimadas extensivas, sem autorização e sem acompanhamento de um técnico credenciado em fogo controlado, operacional de queima ou equipas de sapadores ou bombeiros, situação que é considerada "uso intencional de fogo" e está sujeita a coimas. Também para se proceder à queima de matos cortados e amontoadas e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal e agrícola é exigida uma comunicação prévia à câmara municipal ou à junta de freguesia.

O uso do fogo exige atenção às condições meteorológicas, pelo que a GNR aconselha:

·         Não queime com tempo quente e seco ou com vento;

·         Escolha dias nublados e húmidos;

·         Leve sempre consigo o telemóvel para dar o alerta em caso de incêndio;

·         Faça a queima acompanhado.

Por força das circunstâncias meteorológicas, a GNR irá adotar medidas e ações especiais de prevenção de incêndios rurais, sensibilizando a população para os cuidados a adotar na realização de queimadas e queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais e de outras ações de gestão de combustível. A Guarda disponibiliza ainda um serviço de atendimento telefónico SOS ambiente e território – 808 200 520, disponível 24 horas por dia, durante todo o ano, através do qual poderão ser expostas situações e colocadas dúvidas.

Nos espaços florestais e agrícolas, para além de alertar para o cuidado a ter na execução de queimas e queimadas, a GNR reitera os seguintes conselhos à população:

·         Evite fumar, fazer lume ou fogueiras;

·         Evite fumigar ou desinfestar apiários, a não ser com uso de fumigadores equipados com dispositivos de retenção de faúlhas;

·         Utilize tratores, máquinas e veículos pesados de transporte que possuam extintor, sistema de retenção de faúlhas ou faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés;

·         Em caso de incêndio, ligue de imediato para o 112, transmitindo de forma sucinta e precisa a localização, a dimensão estimada e a forma de acesso mais rápida ao local.

Se notar a presença de pessoas com comportamentos de risco, contacte de imediato as autoridades.

A proteção da nossa floresta e de todo o meio ambiente depende de todos nós, sendo decisivo o papel de cada cidadão. Colabore para um Portugal sem fogos.

GNR -DCRP

GNRPatrulhaFlorestal

Regras legais para utilização das praias - Foi publicado ontem o diploma legal que vem regular o acesso, a ocupação e a utilização das praias de banhos, no contexto da pandemia da doença COVID-19, para a época balnear de 2020. O diploma incide sobre diversas matérias, nomeadamente, os acessos às praias, os deveres dos utentes e das entidades concessionárias, as regras de higiene e segurança, a gestão dos estacionamentos, o acesso e funcionamento dos estabelecimentos de praia, e a assistência à praia. Consulte o Site AHRESP.

Fim da lotação limitada nos aviões - O Governo anunciou que os aviões vão deixar de ter lotação de reduzida a dois terços a partir de 1 de junho. O anúncio foi feito por comunicado do gabinete do ministro das Infraestruturas e da Habitação. O uso de máscara comunitária será, por seu turno, obrigatória. Com esta decisão vai ficar revogada a portaria n.º 106/2020, de 02 de maio, com efeitos a partir do dia 1 de junho. Consulte o Site AHRESP.

Atividade Turística do 1º Trimestre 2020 com resultados negativos - O INE divulgou os resultados da atividade turística do 1º trimestre de 2020, em que alojamento turístico registou 3,7 milhões de hóspedes e 9,0 milhões de dormidas, com variações homólogas de -17,6% e -18,0%, respetivamente. Os proveitos totais ascenderam a 469,5 milhões de euros (-19,7% face ao 1º trimestre de 2019) e o RevPar fixou-se nos 22,6 €, uma quebra homóloga de -20,6%. Estes resultados são influenciados pela queda abrupta que se registou no mês de março. Consulte o Site AHRESP.

Medidas AHRESP 

Prolongamento da Moratória das Rendas – A AHRESP defende a redução das rendas a 50% para todos os estabelecimentos de rua. Nas lojas localizadas em centros comercias apenas deve haver lugar à componente variável do arrendamento e a 50% dos valores do condomínio. Por essa razão, estranha-se o diploma agora aprovado que vem prever, apenas, o alargamento da moratória no pagamento das rendas dos estabelecimentos que sejam obrigados a manter-se encerrados, o que implica sempre o pagamento integral num futuro próximo em que a verdadeira retoma ainda não se fará sentir.

Seguros de Crédito - O Estado tem de garantir uma cobertura de risco às seguradoras de crédito, como acontece nas linhas de financiamento bancárias, através das Sociedades de Garantia Mútua. Com a inevitável dilação dos prazos de pagamento a fornecedores, as Seguradoras de Crédito estão a reduzir drasticamente a percentagem de cobertura nos créditos.

TURISMO FUNDOS (Fundo de Investimento Imobiliário) – A AHRESP defende a disponibilização de um mecanismo de injeção de liquidez imediata, através da aquisição do património pertencente à empresa, que dependerá apenas do tempo necessário ao regresso de determinados hábitos de consumo (max. 5 anos ou período tido por conveniente). A aquisição assume desde logo as condições de recompra do imóvel por parte da empresa, que continua a usufruir do imóvel durante o período definido, mediante o pagamento de uma renda.

AHRESP

AHRESP

A Guarda Nacional Republicana, realizou, no dia 22 de maio, uma operação de fiscalização intensiva de veículos de transporte de mercadorias, orientando as ações para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifica um maior volume de tráfego deste tipo de veículos.

O objetivo da operação foi promover a segurança rodoviária e o cumprimento dos normativos legais aplicáveis ao transporte rodoviário de mercadorias, evitando que, após as restrições causadas pela pandemia COVID-19, se realizem práticas irregulares que colocam em causa a segurança dos condutores e demais utentes da via pública.

Desta forma, os militares das subunidades de trânsito dos Comandos Territoriais do continente e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT), com o apoio da Unidade de Ação Fiscal (UAF), fiscalizaram 1 096 condutores de veículos de mercadorias, registando 649 contraordenações, destacando-se:

  • 371 por excesso de peso;
  • 40 relacionadas com o tacógrafo;
  • 33 relacionadas com iluminação e sinalização;
  • 18 por irregularidades nos pneus;
  • 14 por acondicionamento e disposição da carga.

Foram ainda realizados 621 testes de álcool, dos quais resultaram dois excessos de álcool no sangue.

A nível fiscal, salienta-se:

  • 38 autos de contraordenação relacionados com o Regime de Bens em Circulação;
  • 11 autos de contraordenação relacionados com o imposto sobre veículos;
  • 11 viaturas apreendidas, avaliadas em 155 mil euros.

GNR-DCRP

GNRDcrp

A Guarda Nacional Republicana comemora hoje, dia 25 de maio, o dia do Guarda-Florestal, adaptando este evento devido às restrições resultantes da pandemia COVID-19, garantindo a devida solenidade e dignidade de que são plenamente merecedores todos os elementos desta carreira profissional, reforçando a sua imagem institucional.

Os Guardas-Florestais foram integrados na Guarda Nacional Republicana no ano de 2006, sendo considerados Órgãos de Polícia Criminal (OPC), cujas funções e qualificações são uma mais-valia que tem acrescido a qualidade específica nas temáticas que visam a proteção do património florestal, da riqueza cinegética e piscícola. Constituem-se um recurso essencial para o cumprimento das missões que, por sua vez, foram transferidas para a GNR, nomeadamente, carreando o conhecimento consolidado e as técnicas sempre atualizadas de que são detentores, especialmente na investigação das causas de incêndios florestais, habilitação, essa, que acarreta um enorme impacto social e responsabilidade institucional.

Saliente-se que a ligação mais antiga que se conhece, como génese da missão da Guarda-Florestal, remonta a 1385, com a nomeação por D. João I do 1.º Monteiro-Mor do Reino (também chamado de couteiro-mor), uma vez que este era um Oficial da casa real encarregado de governar e dirigir as coutadas, as caçadas reais e as pessoas que nelas participavam.

A comemoração desta efeméride irá incluir uma exposição temporária alusiva ao Dia do Guarda-Florestal, patente no Museu da GNR, no Largo do Carmo - Lisboa, e que poderá ser visitada, de 25 de maio a 30 de junho, de segunda a sábado, das 10:00 às 18:00 horas, com a última entrada às 17:30 horas, assim como a divulgação de um vídeo de homenagem à carreira de Guarda-Florestal, hoje, pelas 09H00, através da página oficial de Facebook da GNR.

GNR-DCRP

GuardaFlorestalGNR

  • Nomeação do académico Aladje Baldé é válida por seis meses e tem em conta o elevado risco de propagação da pandemia no país que tem atualmente 36 casos confirmados de Covid-19.

O Professor Aladje Baldé, Reitor da Universidade Jean Piaget da Guiné-Bissau (UniPiaget), acaba de ser nomeado Alto Comissário para o Covid-19 naquele país lusófono.

A nomeação, válida por um período de seis meses, foi efetuada por despacho do Instituto Nacional da Saúde Pública (INSP) da Guiné-Bissau, a entidade responsável pela gestão do Sistema Nacional de Vigilância em Saúde. O despacho de nomeação chama também a atenção para o alto risco de propagação da pandemia no país.

O Professor Baldé é doutorado em Biotecnologia, desempenhando as funções de Reitor da UniPiaget desde 2014. Com 55 anos, e uma carreira internacional ligada a vários países, é um dos mais conceituados quadros guineenses, com um trabalho vasto na área da biologia.

A Universidade Jean Piaget da Guiné-Bissau (UniPiaget) faz parte do universo mais vasto e dinâmico do Instituto Piaget, com presença nos vários países de expressão portuguesa, como Angola, Moçambique, Cabo Verde e Brasil, além de Portugal. Dotada de instalações próprias e bem equipadas, disponibiliza formação universitária em áreas tão diversas como a Medicina, Engenharia e Ensino, contribuindo para a criação de uma nova bolsa de quadros capazes de liderar o processo de desenvolvimento do país.

Além da preocupação com uma formação de qualidade, estas várias instituições do Ensino Superior em Língua Portuguesa destacam-se pelo seu papel ativo ao lado das comunidades onde estão inseridas, em convergência com um dos eixos estratégicos de intervenção do Instituto Piaget.

No âmbito do combate ao Covid-19, as autoridades guineenses declararam o estado de emergência e o encerramento das fronteiras aéreas, terrestres e marítimas no país, sendo estas medidas acompanhadas de um conjunto mais amplo de restrições, a exemplo do que já acontece em muitos outros países africanos.

Nos últimos dias, as autoridades sanitárias têm insistido para que os guineenses cumpram com as recomendações e evitem sair de casa. Entre as restrições impostas destaca-se a que só permite que as pessoas circulem entre as 7 e as 11 da manhã. A população tem igualmente sido incentivada a usar máscaras nas suas deslocações aos mercados para comprar alimentos e a criar as suas próprias máscaras de proteção, tendo em conta o custo elevado deste material.

De acordo com os últimos dados, a Guiné-Bissau regista 38 casos confirmados de Covid-19, sendo 58% homens e 42% mulheres, quase todos concentrados na capital, enquanto aguarda o resultado de análises feitas a vários casos considerados suspeitos. Entretanto, 3 casos já foram dados como recuperados.

No total, o novo coronavírus já provocou 630 mortos em África, havendo o registo de 12.219 casos em 52 países, enquanto 1.313 pessoas já recuperaram.

Sobre o Instituto Piaget

O Instituto Piaget tem consolidado, ao longo dos seus 40 anos de existência, o ensino superior, a investigação e as áreas de intervenção nas comunidades onde tem os seus campi (4), através das suas Escolas e Institutos (num total de 7 instituições de Ensino Superior em Portugal). O projeto do Instituto Piaget está presente, desde 1999, nos países lusófonos, tais como: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Moçambique. Atento aos problemas das comunidades envolventes nos seus polos de atuação, tem vindo a estabelecer medidas de intervenção com instituições da sociedade civil, criando outras entidades — por sua iniciativa — para agilizar as suas ações e estabelecer pontes entre o Instituto Piaget e a comunidade, através de projetos associados. É o caso da ONGD Agência Piaget para o Desenvolvimento, da NucliSol Jean Piaget, das Edições Piaget, entre outros projetos.

BIG Question

ReitorUniversidadeGuineReitorUniversidadeGuine1ReitorUniversidadeGuine2

A Guarda Nacional Republicana (GNR) contribuiu ativamente, através de quatro Oficiais formadores, para a realização do 1.º Curso de Promoção a Oficial Inspetor (CPOI) da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), que terminou no passado dia 09 de março de 2020, no Centro de Formação da Polícia, na cidade de Díli, em Timor-Leste.

Os referidos Oficiais da GNR, especialistas nas áreas Jurídica, Técnico-Profissional, Liderança e de Operações e Informações, encontram-se em Timor-Leste ao abrigo do Acordo de Cooperação entre a República Portuguesa e a República Democrática de Timor-Leste em matéria de Segurança Interna, e ainda de um Protocolo de Cooperação Técnico-Policial estabelecido entre a GNR e a PNTL. 

O CPOI teve por objetivo ministrar formação a 53 Sargentos da PNTL que, ao concluírem o curso com aproveitamento, foram promovidos ao posto de Inspetor Assistente e, por conseguinte, considerados aptos ao desempenho de funções de comando e chefia, com destaque para a função de Comandante de Esquadra.

Os recém-promovidos Oficiais da PNTL receberam formação em diversas áreas de especialização com o objetivo de prestarem um serviço de qualidade aos cidadãos. Desta forma, e com a duração de nove meses, o CPOI constituiu-se como uma inovação formativa e inédita para o Corpo de Oficiais da PNTL, representando um salto qualitativo para a Instituição que se pretende moderna e de excelência.

A GNR vem apoiando a PNTL, desde o ano de 2011, em várias vertentes, designadamente na admissão a cursos de formação e a cursos de promoção das diferentes categorias profissionais, tendo até à atualidade contribuído para a execução de cinco Cursos de Formação de Agentes, um Curso de Formação de Sargentos, vários cursos de especialização e, agora, o 1.º Curso de Promoção a Oficial Inspetor.

GNR-DCRPGNRFormaTimorLeste

Sanofi colabora com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos no lançamento de uma vacina contra o coronavírus.

O trabalho com a Autoridade Biomédica de Investigação e Desenvolvimento Avançado (BARDA) utilizará a plataforma de tecnologia recombinante da Sanofi para acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra o COVID-19

A Sanofi Pasteur, unidade de vacinas da Sanofi, vai recorrer ao know-how já existente no desenvolvimento de uma  vacina contra a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) para acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra o COVID-19. A Sanofi colaborará com a BARDA, parte do Gabinete de Resposta do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, ampliando a parceria de longa data entre ambas.

O COVID-19 pertence a uma família de coronavírus que pode causar doenças respiratórias. No final de 2002, surgiu o coronavírus SARS e em 2004, praticamente desapareceu.  Sanofi pretende investigar uma vacina pré-clínica para a SARS que poderá proteger contra o COVID-19. “O mais recente coronavírus vai exigir um esforço colaborativo,  por isso estamos a trabalhar com a BARDA, para avançar rapidamente com um potencial candidato à vacina", afirma David Loew, Global Head da divisão de vacinas da Sanofi. "Ao partilharmos o nosso conhecimento, acreditamos que a colaboração com a BARDA pode fornecer resultados mais significativos para proteger a população deste recente surto".

Sanofi utiliza plataforma inovadora de tecnologia recombinante 

A Sanofi vai usar a sua plataforma de ADN recombinante para produzir uma nova vacina contra o coronavírus de 2019. A tecnologia recombinante produz uma correspondência genética exata com as proteínas encontradas na superfície do vírus. A sequência de ADN que codifica esse antigénio será combinada com o ADN da plataforma de expressão do baculovírus, a base do produto recombinante para o vírus influenza licenciado pela Sanofi, e usada para produzir rapidamente grandes quantidades do antigénio do coronavírus, que serão formuladas para estimular o sistema imunológico e proteger contra o vírus.

"As ameaças à saúde que surgem a nível global, como o novo coronavírus de 2019, exigem uma resposta rápida", referiu o diretor da BARDA, Rick A. Bright, Ph.D. "Ao expandir a nossa parceria com a Sanofi Pasteur e aproveitando a vantagem da utilização de uma plataforma de vacina recombinante licenciada, esperamos acelerar o desenvolvimento de uma vacina para proteção contra o novo vírus".

Sanofi posiciona-se de forma única na investigação de vacina contra o coronavírus 

Em estudos não clínicos, a vacina desenvolvida contra a SARS era imunogénica e oferecia proteção parcial, conforme avaliado em modelos animais. Este trabalho desenvolvido pela Protein Sciences (adquirida pela Sanofi em 2017) fornece um avanço na procura de uma vacina para o COVID-19. Uma vez que existe uma vacina licenciada com base nessa plataforma, tal irá permitir uma investigação e produção de materiais rápidas para uso em testes clínicos. Além disso, a plataforma da Sanofi também tem  potencial para produzir grandes quantidades da vacina desenvolvida.

O compromisso de longa data da Sanofi para a proteção da saúde pública

Este acordo com a BARDA assinala outro marco no compromisso contínuo da Sanofi no combate às ameaças à saúde pública. A Sanofi continua a explorar ativamente oportunidades nas quais a sua vasta experiência em vacinas e as suas tecnologias inovadoras possam contribuir para enfrentar a situação de saúde pública provocada pelo coronavírus, incluindo a partilha da experiência em Investigação & Desenvolvimento de vacinas da Sanofi com a Coligação para Inovações de Preparação para Epidemias (CEPI, na sigla original).

Em dezembro de 2019, a Sanofi assinou um acordo com a BARDA para a criação de instalações de ponta nos EUA para a produção sustentável de uma vacina recombinante adjuvada para uso no caso de uma pandemia de gripe e com base na mesma plataforma tecnológica que será utilizada para o programa COVID-19.

*Nota: Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (United States Department of Health and Human Services)

RN BEESanofi

A ATA participa no "The Meetings Space Spring 2020", de 5 a 8 de março, um dos principais eventos europeus do produto MI, que este ano terá lugar no Grand Hyatt Abu Dhabi Hotel and Residences Emirates Pearl, em Abu Dhabi, nos UAE.

Esta edição contará com a presença de cerca de 90 buyers oriundos de diversos países Europeus (maioritariamente do Reino Unido e Alemanha), proporcionando à ATA apresentar a oferta do Algarve aos diversos agentes deste sector e também a oportunidade de participar em diversas atividades de networking coordenadas pela organização.

Para informação suplementar deverão consultar o site oficial: www.themeetingsspace.com/spring-2020

Produto: Meeting Industry
Mercado: Europeu

ATAAbuDhabi

ATA

  • 14 de fevereiro foi o dia escolhido para mostrar na passarela do CODE 41 Trending Day uma seleção de propostas de empresárias do mundo da moda que trabalham em Portugal e em Espanha. O desfile teve lugar no FIBES Sevilha – Centro de Conferências e Exposições de Sevilha.
  • A Fundação Três Culturas do Mediterrâneo participa, pelo segundo ano consecutivo, no CODE 41 Trending Day graças ao projeto INTREPIDA, que conta com o apoio financeiro do Fundo FEDER no programa Interreg POCTEP Espanha-Portugal.
  • Cecília Povoas, Denice Rydenfors. Daily Elegance, Ovelha Mãe e Sigues são as quatro empresas apoiadas pela Fundação Três Culturas do Mediterrâneo no CODE 41 Trending Day, para além da desenhadora de calçado portuguesa Maria João Catumba, da empresa Catumba, e da empresa AbotaSadi, ambas caracterizadas pela confeção artesanal e pela qualidade do calçado português.

A Fundação Três Culturas do Mediterrâneo participou, pelo segundo ano consecutivo, com sucesso, na Semana da Moda de Sevilha. A presença das empresárias convidadas duplicou em relação ao ano passado, em que participaram apenas duas empresárias, e este ano foram quatro: Cecília Povoas (Sabugal) Denice Rydenfors. Daily Elegance (Sevilha), Ovelha Mãe (Aveiro) e Sigues (Loulé). Para além destas empresas, os modelos da marca Ovelha Mãe desfilaram com calçado “made in Portugal” graças à colaboração de Maria João Catumba (Braga), fundadora e designer freelancer da empresa de calçado Catumba, bem como de modelos da empresa AbotaSadi, uma marca de referência no mercado de calçado fabricado artesanalmente em Portugal.

Cecília Povoas, sediada no Sabugal, e com uma vasta experiência em moda após a sua formação em Paris, apresentou no CODE 41 Trending Day propostas muito femininas, com excelentes acabamentos e tecidos requintadamente escolhidos. Nas suas propostas há uma constante referência à tradição portuguesa, com casacos para homens de influência vitoriana, acessórios e joias com a tradição da filigrana. Ares românticos em acessórios, como chapéus e bolsas, também criadas por ela.

 

Denice Rydenfors, de nacionalidade sueca, a trabalhar num espaço de co-working em Sevilha, onde vive com a sua família e a partir do qual partilha os seus desenhos para qualquer parte do mundo. A sua coleção “Elegância Sustentável” foi recebida com grande entusiasmo, sabendo manter o difícil equilíbrio entre elegância, feminilidade e um toque arrojado em tecidos vaporosos, decotes sugestivos cuidadosamente elaborados. Juntamente com as suas roupas, as modelos desfilaram com acessórios e joias de alta qualidade, bem como carteiras e bolsas de couro.

A coleção IBÉRIA da marca Ovelha Mãe marcou pelo contraste, numa passarela em que habitualmente predominam coleções de roupas para cerimónias e ocasiões especiais. Ovelha Mãe foi capaz de trazer o calor do ambiente natural em que as suas ovelhas vivem, através de modelos confortáveis, livres e despreocupados, com uma presença sempre ousada de lã através do feltro de lã, presente também no mundo dos acessórios. Uma moda inclusiva, respeitosa e com adereços muito originais, em que se utiliza diretamente a lã de ovelha.

Destacar nesta edição do CODE 42 Trending Day, a generosa colaboração de Carlos Gago, profissional do mundo dos cabeleireiros e embaixador da marca L’Oréal em Portugal, que esteve em Sevilha especialmente para apoiar as empresas portuguesas e para trabalhar em conjunto com a equipa de cabeleireiro do CODE 41 Trending Day.

A seção de acessórios foi extraordinariamente representada pela empresa Sigues, de Sílvia Rodrigues com a sua coleção “Amar Cássima”. Uma coleção que tem uma linha prêt-à-porter e propostas especialmente projetadas para serem apreciadas numa passarela na qual as suas peças brilharam como obras próximas à arte e à escultura contemporânea. Genialmente produzidos a partir de bronze e jornal e graças à colaboração de Jürgen Cramer, artesão da Oficina de Caldeireiros do Loulé Criativo.

Uma das linhas de ação do projeto INTREPIDA é baseado na formação para a internacionalização, tarefa que é abordada tanto na vertente teórica como prática com especialistas e formações nos dois países. A presença no CODE 41 Trending Day e a mobilidade das empresárias foram um grande contributo para colocar em prática uma das seções mais relevantes do projeto, promovendo a internacionalização, especialmente entre Espanha e Portugal.

O projeto INTREPIDA (Internacionalização das Empresárias de Espanha e Portugal para a Inserção, Desenvolvimento e Alianças) é uma iniciativa inserida no INTERREG Espanha-Portugal (POCTEP 2014-2020) e financiada com Fundos FEDER da União Europeia. O seu objetivo é aumentar a competitividade empresarial das PME geridas por mulheres no território transfronteiriço da Andaluzia, Algarve e Alentejo, promovendo a sua internacionalização através de novos modelos de cooperação e desenvolvimento de negócios. A Fundação Três Culturas do Mediterrâneo é o principal promotor deste projeto, em conjunto com diversos parceiros em Espanha e em Portugal: FUECA – Fundação Universitária Empresa da Província de Cádis, Disputación de Huelva, REGIOTIC – Ninho de Empresas de Loulé, NERPOR – Associação Empresarial da Região de Portalegre e do NERE – Núcleo Empresarial da Região de Évora.

INFORMAÇÕES SOBRE OS PROJETOS 

Cecília Povoas Slow Fashion                Ovelha Mãe

Denice Rydenfors. Daily Elegance        • Sigues

LE MCModaPortugalEspanha1ModaPortugalEspanha3ModaPortugalEspanha2

 

 

 

 

 

A Associação Turismo do Algarve irá marcar presença em mais uma edição da feira F.re.e que decorrerá de 19 a 23 de fevereiro, em Munique, na Alemanha.

A F.R.E.E Munique é um dos maiores eventos turísticos do norte da Europa, com cerca de 1300 expositores de mais de 70 países e mais de 14.000 visitantes na edição de 2019, o local perfeito para estabelecer contacto com profissionais do sector e a plataforma ideal para apresentar novos produtos e serviços a profissionais especializados.

Este certame apresenta, para além dos destinos mais populares, os melhores meios recomendados para viajar, actividades de lazer bastante diversificadas, férias tailor-made, programas especiais e destaques para crianças.

Para informações adicionais consultar o website da feira: www.free-muenchen.de

Produto: Natureza
Mercado: Alemanha

ATAATA

 

Um dos maiores e mais importantes eventos de educação desportiva em Portugal, o “Loulé Sports Meeting’20”, acontece nos dias 13 e 14 de junho, em mais uma iniciativa online da Câmara Municipal de Loulé na área do desporto-.

O atual contexto pandémico em que o mundo e o país enfrenta obrigou a Autarquia e a Unique’s a adaptar o evento, inicialmente agendado para o Cineteatro Louletano, ao espaço virtual, indo ao encontro das expectativas dos cerca de 250 inscritos no referido nesta iniciativa.

Assim, o evento “Loulé Sports Meeting’20” será online e conta com um painel de luxo ao nível dos preletores. É o caso do alpinista João Garcia, Vanessa Fernandes (triatlo), Carlos Resende (andebol), Emanuel Silva (canoagem), Orlando Duarte e Pedro Cary (futsal), Duarte Gomes (ex-árbitro internacional), Manuel Cajuda e Miguel Cardoso (futebol), Jorge Pina (boxe), Bilro (futebol de praia), Custódio Moreno (diretor regional do IPDJ Algarve), entre outros.

Trata-se de uma ação formativa creditada pelo IPDJ com 3 UC para a renovação do título de treinador de desporto, de qualquer modalidade, e técnico de exercício físico. É creditada também para a formação contínua de professores.

Em 2021, o Cineteatro Louletano irá receber o “Loulé Sports Meeting” em data a anunciar pelo presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, na abertura da edição de 2020.

As inscrições disponíveis podem ser realizadas em http://loule.sportsmeeting.pt/

GAP da CM Loulé

LouleSportsMeeting

Os campos de golfe do Algarve estão de regresso à atividade desde o início do mês, esperando atrair os habituais praticantes da modalidade com a retoma das viagens e a abertura gradual das fronteiras. Com rigorosos protocolos sanitários em vigor, os mais de 40 campos da região querem provar que é seguro jogar naquele que foi considerado o melhor destino de golfe da Europa em 2020 pela revista britânica Today’s Golfer.

Numa altura que corresponderia ao pico da procura pela modalidade – os meses de março, abril e maio são os que habitualmente concentram o maior número de voltas nos golfes algarvios, além de setembro e outubro –, os campos do Algarve reabrem em condições plenas de segurança para os praticantes e funcionários das instalações desportivas. Garantia disso é o cumprimento, por cada campo, das linhas orientadoras definidas no plano da Federação Portuguesa de Golfe para a reabertura do negócio.

Para o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, «este é um sinal do esforço da indústria do golfe da região, e da sua resiliência, em acompanhar a exigente dinâmica que a situação de pandemia criou desde que foi decretada. Seguindo as recomendações da Federação, do Conselho Nacional da Indústria do Golfe e da Direção-Geral de Saúde, passamos a mensagem de que é possível voltar a jogar com confiança nos nossos campos, que em 2019 contabilizaram mais de um milhão de voltas».

Mas o golfe não é o único exemplo da retoma da atividade económica e social no Algarve. Aos poucos, a região vai saindo do confinamento imposto pela pandemia e já se veem marinas e empresas de rent-a-car a funcionar. Este mês, 33% das unidades hoteleiras também já estão abertas, subindo a percentagem para os 75% em junho, segundo um inquérito realizado pelo Turismo do Algarve. A estes juntam-se os restaurantes, que reabriram as portas no início desta semana, os parques de campismo, as áreas de serviço de autocaravanas e ainda os mercados e feiras, polos habituais de atração no Algarve pela qualidade dos produtos e pelo típico ritual da compra de proximidade aos vendedores locais.  

«A retoma é naturalmente lenta, até porque temos de estar em cumprimento de um conjunto de normas que permitam reativar os negócios de forma responsável. Mas com o anunciado arranque da época balnear a 6 de junho, fator importante pelo óbvio impacto do produto Sol e Mar no Algarve, e com o esperado restabelecimento da liberdade de circulação no espaço Schengen há esperança de alguma vitalidade para o setor do turismo algarvio ainda este ano», conclui João Fernandes.

LPM

GolfeTurismo

“O Regime Jurídico das Sociedades Desportivas” é o tema central do webinar que a Universidade Europeia vai promover, no próximo dia 15 de maio, entre as 15 e as 16h.

Centrado no caso do Belenenses, o webinar terá como convidado Patrick Morais de Carvalho, Presidente do Clube de Futebol “Os Belenenses” que analisará, juntamente com Ricardo J. Morgado e Luís Vilar, professores da Universidade Europeia, a complexidade do regime jurídico das sociedades desportivas e, concretamente, as vantagens e desvantagens da cedência de capital maioritário dos clubes a investidores privados.

O debate da Universidade Europeia incidirá também no novo projeto para o futebol delineado pelo C.F. “Os Belenenses” e os desafios subjacentes à gestão das expetativas dos associados.

Promovido via plataforma online, o webinar decorre  no âmbito da Licenciatura em Gestão do Desporto da Faculdade de Ciências da Saúde e Desporto da Universidade Europeia, mais concretamente das Unidades Curriculares de Direito do Desporto e Gestão de Clubes Desportivos, destinando-se aos estudantes e à restante comunidade.

CV&A

SociedadesDesportivas

‘A Mulher no Desporto’ é o tema central da masterclass online que a Universidade Europeia vai realizar no próximo dia 12 de maio, terça-feira às 12h00.

Na masterclass ‘A Mulher no Desporto’ a Atleta Olímpica, Campeã Mundial de Salto em Comprimento, Naide Gomes, abordará o posicionamento das mulheres no desporto de alta competição. Partindo da experiência pessoal da atleta serão abordadas questões como a igualdade de género no desporto, o apoio ao treino e competição, oportunidades de carreira, entre outras.

Ao longo dos 20 anos de carreira, Naide Gomes conquistou 11 medalhas, em provas mundiais e europeias. Além da medalha de bronze referente à prova de salto em comprimento dos Mundiais de 2009, Naide Gomes tem entre as suas conquistas, duas medalhas de ouro nos Europeus de pista coberta, em Madrid (2005), em Birmingham (2007) e uma medalha de ouro no Mundial de 2008 em Valência.

Para Luís Vilar, Vice-Dean da Faculdade de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Europeia, é essencial dar voz aos atletas que marcaram a história do nosso desporto para desenhar políticas públicas que sustentem, por um lado, melhores resultados internacionais, e por outro, o desenvolvimento das carreiras duplas e igualdade de género.

A Faculdade de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Europeia organiza ao longo do ano várias masterclass e conferências com o objetivo de trazer o mercado de trabalho para a sala de aula, alargando a perspetiva dos estudantes acerca da indústria do desporto e promovendo o contacto com profissionais de referência na área.

Promovida no âmbito das licenciaturas em Gestão do Desporto e Ciências do Desporto e da Atividade Física da Universidade Europeia, esta masterclass dirige-se a estudantes, professores, comunidade académica e a todos os que pretendem aprofundar o panorama e os desafios na área do desporto.

Para participar na masterclass bastará aceder aqui. (Password: 666241)

CV&A

MulherDesportoNaideGomes

As câmaras municipais da Praia da Vitória e de Olhão vão solicitar, em conjunto, uma reunião com o secretário de Estado do Desporto para contestar a decisão da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de impedir o acesso dos clubes Praiense e Olhanense à II Liga de futebol.

As autarquias entendem que a decisão da FPF de dar por concluído o Campeonato de Portugal e promover à II Liga o FC Vizela e o FC Arouca, sem disputa de playoff com as restantes equipas em primeiro lugar nas séries da prova, põe em causa a verdade desportiva e afeta significativamente as ambições das equipas do Praiense e do Olhanense, ambas com classificações que lhe permitiam disputar o playoff de acesso à II Liga, conforme os regulamentos da prova.

Entendem as câmaras municipais que é de todo justo que a FPF seja contestada de viva voz e que se perceba que a sua decisão – sem precedentes legais – afeta não apenas dois clubes, mas dois concelhos e duas comunidades que merecem outro respeito.

Serão apresentados argumentos ao secretário de Estado Desporto, no sentido de que seja reposta a justiça neste caso. De acordo com os dois autarcas, “é absurdo que se crie uma situação em que passam a existir primeiros de primeira e primeiros de segunda. Justificar a decisão com os pontos das equipas do Vizela e do Arouca, líderes nas suas séries, fazendo de conta que os líderes das outras séries não são líderes com total justiça, é ferir os mais básicos princípios desportivos. Por isso, os dois municípios decidiram unir esforços em defesa dos clubes e do respeito pelos seus concelhos. A tutela tem de intervir”.

Mun de Olhão

SportingClubeOlhanense

 

A Associação dos Amigos da Cortelha viu-se forçada a ter que cancelar a prova de Motocross agendada para 17 de Maio, no Circuito de Motocross Algar, devido à situação de pandemia do COVID-19 que o país atravessa.

Seguindo todas as recomendações das entidades competentes e com um forte sentido de responsabilidade, a Associação dos Amigos da Cortelha decidiu cancelar a prova do Campeonato Nacional 50cc e Regional Centro/Sul de Motocross, agendada para o dia 17 de Maio, no Circuito Motocross Algar.

A exemplo do que se sucede há bastantes anos, o mês de Maio é sinónimo de Motocross na Cortelha, e assim seria este ano, conforme estava previsto. Contudo devido ao Estado de Emergência declarado pelo Presidente da República, e no cumprimento rigoroso das orientações explanadas no Plano de Contingência da Câmara Municipal de Loulé, a organização da prova algarvia, teve que proceder ao cancelamento da mesma.

Recorde-se que o Circuito de Motocross Algar iria receber o Campeonato Nacional de Motocross na classe de 50 cc, e o Regional Centro/Sul nas categorias Feminino, MX1, MX2, Clássicas, 85 cc e 65 cc, numa organização da Associação dos Amigos da Cortelha, em parceria com o MX Ribatejo e a Federação de Motociclismo de Portugal e com o apoio da Câmara Municipal de Loulé, da Junta de Freguesia de Salir e da Algar.

Associação Amigos da Cortelha

CortelhaMotocross1CortelhaMotocross2

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB