Banner Alto Página

Notícias

Grid List

Quinta do Lago, Ancão, Garrão Nascente, Garrão Poente, Vale do Lobo, Loulé Velho, Almargem, Forte Novo, Quarteira e Vilamoura são as 10 praias do Concelho de Loulé que, na presente época balnear, voltam a receber os galardões que atestam a sua qualidade nas diferentes vertentes.

A cerimónia de hastear das Bandeiras “Azul”, “Qualidade de Ouro”, “Praia Acessível” e “ColorADD” decorreu esta terça-feira, 25 de junho, contando com a presença de diversas entidades responsáveis: ARS Algarve, Capitania do Porto de Faro, Agência Portuguesa do Ambiente, Juntas de Freguesia, Empresas Municipais, entre outras.

Estas distinções constituem o coroar de um trabalho que a Autarquia de Loulé desenvolve na preparação e planeamento da época balnear, no que concerne à qualidade da água e à segurança das praias e áreas envolventes.

A acessibilidade é também uma das grandes apostas e preocupações do Município. Neste sentido, as praias do Concelho têm vindo crescentemente a apresentar condições privilegiadas de acessibilidade e mobilidade para todos, inclusive com a possibilidade de banhos assistidos.

Neste seguimento e com o objetivo de garantir um Município ainda mais inclusivo e acessível por todas as pessoas que vivem ou visitam Loulé, foi hasteada a Bandeira “ColorADD”, código universal de cores para daltónicos, que consiste num sistema pioneiro e transversal que permite a mais de 350 milhões de Pessoas Daltónicas em todo Mundo identificar as cores.

Assim, o Município capacitou e equipou os espaços balneares, integrando o código ColorADD nos suportes de comunicação cromáticos, nos contentores de recolha seletiva de resíduos de praia (amarelo, verde, azul e preto) e nos painéis de comunicação dos serviços e acessibilidades balneares, entre outros.

A Câmara de Loulé, conjuntamente com os demais parceiros e decisores no âmbito da Campanha Bandeira Azul, tem vindo a implementar uma estratégia com vista ao reconhecimento do litoral do Concelho como zona de excelência para a prática balnear, assente em padrões de harmonia e equilíbrio entre as diferentes praias e com uma oferta qualificada que se complementa e que se assume como referência para o turismo nacional e estrangeiro.

Refira-se que a Campanha Bandeira Azul conta com um espaço de apoio - o Centro Azul, sede do Programa Bandeira Azul, aberto ao público entre junho e setembro - de segunda a domingo, com a disponibilidade de três técnicos/animadores que acompanham e dinamizam atividades, prestam informações, sensibilizam e consciencializam os cidadãos para a importância de preservar e promover as zonas balneares.

Fonte: GAP da CM LouléBandeiraAzulLoule

De 27 a 30 de junho, o Palco MED Classic volta a apresentar um programa musical em que as sonoridades eruditas vão estar em destaque no interior da Igreja Matriz de Loulé, sendo esta uma proposta alternativa do Festival MED. Estes serão, diariamente, os primeiros concertos de cada dia do MED, com início marcado para as 19h30.

Já esta quinta-feira, 27 de junho, dia inaugural do Festival, sobe ao palco o grupo Udjat. A guitarra portuguesa, os vocalizos lírico-experimentais, acompanhados pela percussão, assumem um lugar onde a paisagem sonora se enaltece e se revela através de sonoridades luso-árabes. O Mundo é a sua maior inspiração; a sua música transmite sonoridades antigas com uma abordagem atual. A simbiose da voz com a guitarra e a percussão proporciona um caminho intenso, ritmado, onde os contrastes criam momentos de êxtase e meditação, conduzindo-nos no tempo através do lamento da saudade e da esperança em regressar às origens.

Sofia Sousa Claro, cantora lírica e experimental, Hugo Claro, músico multi-instrumentista e compositor, e Hugo Tristão, artista convidado, são os protagonistas deste espetáculo.

F3 são o agrupamento que irá juntar-se ao programa do MED Classic no dia 28, sexta-feira, naquela que pretende ser uma homenagem ao professor Francisco Rosado. Grupo de música de câmara composto por quatro flautas de bisel, apresentam um repertório do Renascimento ao Contemporâneo, num “Mosaico Musical” preenchido pela música erudita trauteada por todos (as “Quatros Estações”, de Vivaldi, ou o “Quebra Nozes”, de Tchaikovsky), pelo rock&roll dos Beach Boys, pela música francesa de Piaf e pelas canções imortalizadas por Cohen e pelos Queen.

No sábado, dia 29, o público poderá assistir a um espetáculo com Os Músicos do Tejo, projeto musical no campo da música antiga, fundado em 2005 e dirigido por Marcos Magalhães e Marta Araújo. Na sua existência, Os Músicos do Tejo já desenvolveram uma parceria com o CCB que os levou produzir cinco óperas, editaram quatro discos, apresentaram-se em inúmeros concertos em Portugal e no estrangeiro e foram objeto de diversos apoios institucionais. As óperas estreadas no CCB (La Spinalba e Il Trionfo d’ Amore, Lo Frate ´nnamorato, Le Carnaval et la Folie, e Paride de Elena), foram recebidas com grande êxito junto do público e da crítica especializada.

Os Músicos do Tejo têm o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Biblioteca Nacional de Portugal.

No encerramento do Festival, domingo, 30 de junho, sobe ao palco aquele que é um grupo assíduo no cartaz deste Festival, o Ensemble de Flautas de Loulé, que apresenta um concerto onde não faltarão os clássicos como Telemann ou Vivaldi, mas também os grandes ícones da pop, John Lennon & Paul McCartney.

Constituída em 1994 por alunos da Escola de Música do Município de Loulé, este grupo esteve sob orientação/direção do professor Francisco Rosado até 2015, altura do seu falecimento. A dar continuidade à direção do Ensemble de flautas está, desde Outubro de 2015, a professora Ana Figueiras, no Conservatório de Música de Loulé.

O grupo tem-se apresentado em audições escolares, em igrejas e noutros espaços culturais, mas também eventos culturais como os Encontros de Música Antiga de Loulé ou o Festival MED. Gravou até ao momento três CDs, com peças da Idade Média ao século XX, com apoio da Câmara Municipal de Loulé. A revista americana “American Recorder “ e a revista inglesa “ The Recorder Magazine ”, especializadas em flauta de bisel, publicaram artigos sobre o agrupamento. Tem realizado uma atividade regular apresentando-se em dezenas de atuações, concertos e eventos no concelho de Loulé, em Lisboa e em Sevilha.

Mais uma vez o MED Classic assume-se como um palco de visita obrigatória não só para os apreciadores de música clássica, sobretudo os muitos estrangeiros que circulam na Zona Histórica de Loulé por estes dias, mas também para quem quer ter novas experiências no Festival MED.

Os bilhetes estão à venda em www.bol.pt.

Mais informações em www.festivalmed.pt / https://www.facebook.com/festivalmedloule/

Fonte: GAP da CM LouléMusicaIgrejaLouleLouleMEDUdjat

A Unidade de Controlo Costeiro, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Vila Real de Stº António, hoje, dia 25 de junho, intercetou uma embarcação de recreio com 65 fardos de haxixe, que corresponde a 2 toneladas de produto estupefaciente, junto à ponte internacional do Rio Guadiana.

No decurso de uma investigação da Guardia Civil do Reino de Espanha, foi solicitada a colaboração de um meio marítimo da GNR, para interceção de uma embarcação suspeita, que se encontrava a navegar a alta velocidade no rio Guadiana. De imediato, foi ativada uma equipa marítima, com uma Embarcação de Alta Velocidade (EAV), tendo ainda sido possível intercetar e recuperar a embarcação já em território espanhol, junto à ponte internacional do Guadiana, contendo ainda, no seu interior, o produto estupefaciente. Os tripulantes da embarcação suspeita continuam a ser procurados em território espanhol.

A embarcação e o produto estupefaciente, foi entregue à Guardia Civil, autoridade territorialmente competente, que efetivou a apreensão.

Fonte: GNR-UCCGNRAxixeGuadiana

O Algarve Classic Cars afirma-se, pelo vigésimo sétimo ano, como o grande palco dos automóveis clássicos em Portugal e na Península Ibérica.

Na sua edição de 2019, este rali de regularidade histórico, organizado pelo Portugal Classic em conjunto com o Clube Português de Automóveis Antigos, vai contar com etapas em Vilamoura, Portimão, Armação de Pêra e passagens por Paderne, Lagoa, Carvoeiro, S. Brás de Alportel e Loulé.

O Algarve Classic Cars, terá inicio, no dia 12 de Julho, no Tivoli Marina Vilamoura, pelas 10h, com a abertura do secretariado e por volta das 19h00 será a partida da primeira etapa Murganheira no circuito Casino de Vilamoura, terminando por volta das 20h00m.

No dia 13, sábado, o Algarve Classic Cars, começa com a partida da Marina de Vilamoura para a etapa Mercedes-Benz / Starsul pelas 9h30m, com passagens por Paderne às 10h, com uma prova especial de classificação no Autódromo Internacional do Algarve por volta das 11:30h e chegada a Portimão, para uma visita ao Museu de Portimão pelas 12:00h.

No mesmo dia, às 15h30m acontecerá a partida de Portimão para a etapa Turismo do Algarve com passagem por Carvoeiro por volta das 15h40 e chegada á Vila Vita Parc pelas 16:30h. Logo a seguir dá-se a partida às 17h para a etapa Viborel no Circuito Opticalia em Armação de Pêra em direcção a Vilamoura, mas com uma neutralização no Algarve Shopping pelas 17:30h.

No último dia 14, domingo, o rali de regularidade histórica iniciativa com a partida para a etapa Conrad Algarve por volta das 10h e com uma prova especial no Cerro S.Miguel às 11h.

Neste dia vai haver uma Neutralização em S. Brás de Alportel pelas 11h30. A distribuição dos prémios acontecerá às 16h00 no Conrad Algarve.

O Algarve Classic Cars integra os eventos desportivos no âmbito Cidade Europeia do Desporto em 2019 em Portimão e conta com o apoio de várias entidades públicas e privadas, onde se destaca a Câmara Municipal de Loulé, a Mercedes-Benz Starsul Concessionário no Algarve, Murganheira, Turismo do Algarve, Conrad Algarve, Casinos Solverde, Vila Vita Parc, Viborel, BP Portugal entre outras.

Fonte: Fábio JesuínoCarrosClassicos3CarrosClassicosCarrosClassicos1

Cerca de oito meses depois de ter estado no Algarve, a Altice Portugal regressa a este território com mais investimento, mais responsabilidade social e parcerias com o tecido cultural.

Tendo presente na sua estratégia o conceito de proximidade, que se estende além da aposta tecnológica, a Altice Portugal vai levar novas tecnologias a Olhão para a Digitalização do Processo Letivo, um projeto em parceria com a Autarquia que aumenta, assim, a inclusão digital, o acesso a serviços avançados e o desenvolvimento social.

No âmbito do projeto de reabilitação de cabines telefónicas antigas, a Câmara Municipal de Faro e a Altice Portugal, através da Fundação Altice, vão inaugurar uma cabine de leitura, valorizando assim, uma vez mais, a leitura como direito humano e condição do livre exercício da cidadania cultural, democratizando o acesso ao livro.

O Festival F, que decorre de 5 a 7 de setembro em Faro, anunciará esta quinta-feira a parceria com a Altice Portugal para a edição deste ano do festival. A empresa de telecomunicações será, pela primeira vez, patrocinadora e parceira tecnológica do festival, que conta já com quatro edições.

Assim, no dia 27 de junho, quinta-feira, o Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, e o Administrador com o pelouro do Segmento Empresarial, João Sousa, vão deslocar-se ao sul do país para a realização destas iniciativas que acrescentam valor ao território e às populações.

Olhão

Parceria com a Câmara Municipal de Olhão para Digitalização do Processo Letivo, que tem como objetivo colocar a tecnologia e inovação ao serviço da população escolar do Município.

Presenças: Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, Administrador da Altice Portugal para o mercado empresarial, João Sousa, e Presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Pina.

Faro

Inauguração de Cabine de Leitura em Faro, dando à cidade um recurso mobiliário e cultural, valorizando a leitura como direito humano e condição do livre exercício da cidadania cultural.

Presenças: Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, Administrador da Altice Portugal para o mercado empresarial, João Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Faro, Paulo Santos, e do Representante da Rede de Bibliotecas Escolares.

13h00

Almoço de apresentação de patrocínio e parceria tecnológica com o Festival F

Presenças: Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, Administrador da Altice Portugal para o mercado empresarial, João Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, e da Diretora de Marketing de Comunicação das marcas do segmento de consumo da Altice Portugal, Luiza Galindo.

Fonte: Altice PortugalAlticePortugal

 

As Ruínas Romanas de Milreu irão acolher a palestra intitulada «A Viagem para a Felicidade», no próximo dia 28 de junho, sexta-feira pelas 18 horas. A palestra será proferida por Leonor Santa Bárbara. (DEP-NOVA de Lisboa FCSH e CHAM- NOVA/ FCSH/ UAç).

Um dos géneros que floresceram na tradição grega tardia, a partir do período helenístico, foi o romance. Distintamente do romance latino, o primeiro é pensado para jovens casadoiras. Apresentando estruturas similares, os vários romances mostram as aventuras e as desventuras por que o jovem par tem de passar, até ao reencontro final. Dado que o mundo helenístico é vasto e aberto, a viagem é sempre uma parte fulcral destas peripécias. O nosso objetivo é mostrar em que medida esta viagem reforça a relação dos dois jovens, contribuindo para uma maior maturidade e consequente felicidade. Para isso, servir-nos-emos de romances como As Efesíacas, ou Ântia e Habrócomes, de Xenofonte de Éfeso.

A presente palestra encerra a 5ª edição do ciclo Amatores in situ e resulta da colaboração entre a Direção Regional de Cultura do Algarve, a Universidade do Algarve, a Associação Portuguesa de Estudos Clássicos e a Associação CÍVIS – Associação para o Aprofundamento da Cidadania.

Iniciativa que integra o DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – programa cultural organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve, este ano com o tema “A Viagem”.

Todas as iniciativas DiVaM são de entrada gratuita.

Fonte: DRCAlgPalestraLeonor

A Guarda Nacional Republicana, através da Secção de Investigação Criminal da Unidade de Intervenção, ontem, dia 25 de junho, está a desencadear uma operação policial na área metropolitana de Lisboa e Setúbal, dando cumprimento a 42 mandados, dos quais 26 em residências e em veículos, e 16 de detenção, tendo sido, até ao momento, detidas 13 pessoas, pela prática de crimes de furto e roubo, ao longo de todo o território nacional.

Os suspeitos selecionavam as vítimas, maioritariamente idosos vulneráveis, residentes na zona interior do país, e através de manobras de distração entravam nas suas residências das quais furtavam ouro e dinheiro, recorrendo à violência sempre que estas ofereciam resistência. A GNR neste processo, em investigação há cerca de 2 anos, registou mais de 30 vítimas, tendo-lhes sido subtraídos bens num valor superior a 100 mil euros.

As referidas manobras de distração, detetadas ao longo da investigação, eram diversas, tais como: fazerem-se passar por empregadas de limpeza a mando da paróquia local; fazerem-se passar por assistentes sociais do centro de saúde para auxiliar os idosos a tomar a medicação; solicitavam papel e caneta para deixar um recado a vizinhos; solicitavam um copo de água porque se sentiam mal. Para não serem detetados, alternavam, com muita frequência, de viaturas de aluguer de curta duração, nos seus deslocamentos ao longo de todo o território nacional.

Os detidos serão presentes, hoje dia 27 de junho, ao Tribunal Judicial de Sintra para 1.º interrogatório e aplicação de medidas de coação.

A operação envolve 275 elementos das Forças de Segurança, entre militares da GNR, nomeadamente da Unidade de Intervenção, da Direção de Investigação Criminal, do Grupo de Intervenção de Ordem Pública e dos Comandos Territoriais de Leiria, Lisboa, Santarém e Setúbal, e elementos da Polícia de Segurança Pública.

Mais se informa que ainda estão a decorrer diligências.

Fonte: GNR-DCRPGNR UnidadeIntervencao

A APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima celebra hoje, dia 25 de junho, 29 anos.

Desde 1990, a missão da APAV mantém-se: apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos/as, prestando um apoio especializado, profissional e personalizado. A APAV apoia cada vez mais vítimas de crime, num universo estimado de 326.000 pessoas.

Em 2018, a APAV apoiou 9.344 vítimas de crime, oriundas de 276 concelhos (de um total de 308 concelhos). Realizaram-se, no mesmo ano, 46.371 atendimentos (um aumento de 31% face a 2016), que se refletiram em 11.795 novos processos de apoio e processos em acompanhamento. Os crimes contra as pessoas representaram 96 % do total de crimes e outras formas de violência assinalados à APAV, com especial relevo para os crimes de violência doméstica (77,5%).

Em 2018, foram 926 as pessoas idosas vítimas de crime apoiadas pela APAV (+65 anos - em média, 3 por dia e 18 por semana); 941 as crianças e jovens (em média, 3 por dia 18 por semana); 5.173 as mulheres adultas (em média, 14 por dia e 99 por semana); e 854 os homens adultos apoiados (em média, 2 por dia e 16 por semana).

A Associação pretende apoiar cada vez melhor, de diferentes formas, quem mais precisa.

Neste sentido, a APAV empenha-se cada vez mais no desenvolvimento de projetos de inovação social - como o projeto Portugal Mais Velho, direcionado à pessoa idosa, ou a Rede CARE, de apoio a crianças e jovens vítimas de violência sexual -, financiados e incrementados com o apoio de diversas entidades, como a Fundação Calouste Gulbenkian.

A APAV está presente no território nacional através de uma rede 64 serviços de proximidade, que compreende 20 Gabinetes de Apoio à Vítima e outros Polos de Atendimento em Itinerância, três estruturas de acolhimento (duas para mulheres vítimas de violência doméstica e uma para mulheres vítimas de tráfico de seres humanos e seus/suas filhos/as), o Sistema Integrado de Apoio à Distância, a Linha Internet Segura, e três redes de apoio especializado (Rede CARE; RAFAVHVT – Rede de Apoio a Familiares e Amigos de Vítimas de Homicídio e Vítimas de Terrorismo; Rede UAVMD – Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação).

Ao longo de 29 anos, a Associação tem ainda contado com a entrega de centenas de voluntários e voluntárias, fundamentais para o cumprimento da missão social da APAV.

Porque, em 2018, 55,9 % dos atendimentos foram feitos via telefone e 10,2 % via e-mail e redes sociais, a APAV relembra os seguintes contactos:

Linha de Apoio à Vítima: 116 006 (chamada gratuita, dias úteis, 9h-21h)  Apoio online: facebook.com/APAV.Portugal

Fonte: APAVAPAV29Anos

A Guarda Nacional Republicana (GNR), entre os dias 12 e 24 de junho, intensificou a fiscalização da condução sob influência de álcool, com o objetivo de prevenir a sinistralidade rodoviária e aumentar o sentimento de segurança dos utentes da via.

As ações de fiscalização foram direcionadas para as vias onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, estando empenhados militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT).

Durante o período da operação foram testados 51 413 condutores, tendo sido registados 1 100 excessos de álcool, dos quais 334 exerciam a condução com uma taxa crime igual ou superior a 1,2 gramas por litro (g/l), resultando na sua detenção, aos quais se acrescentam 121 detidos por falta de habilitação legal para conduzir.

Ainda no decorrer da operação foram detetadas 15 111 contraordenações rodoviárias, das quais se destacam:

  • 4 269 por excesso de velocidade;
  • 979 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 774 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 538 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 537 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 391 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Perante estes números, a GNR continuará a intensificar ações de fiscalização no âmbito da condução sob a influência do álcool, no sentido de contribuir para a redução do número de acidentes rodoviários nas estradas.

Fonte: GNR-DCRPGNR Div Com Rel Publicas

O dicionário define "gastronomia" como "o estudo da relação entre comida e cultura". Portugal é, a esse nível, um país imensamente rico, e o Medfest - programa europeu que agrupa oito países do Mediterrâneo em torno do território comum da Dieta Mediterrânica – tem trabalhado para estruturar essa riqueza em rotas agregadoras de mais-valias, económica e culturalmente falando.

Na semana passada, na Universidade de Faro, no Algarve, reuniram-se 22 participantes dos setores público e privado da região do Algarve em torno de Reflexões Sobre Turismo Económico Sustentável.

Estiveram presentes neste evento 7 representantes do setor privado, envolvidos com experiências de turismo gastronómico (restauração, roteiros gastronómicos, hotelaria, entre outros...) e 13 representantes de instituições públicas governamentais importantes para o fortalecimento das políticas públicas voltadas para o sector. Foi o caso da Direção Regional de Agricultura e Pesca (Drap), da Universidade do Algarve (UAlg), da Escola de Hotelaria do Algarve, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR), do Turismo do Algarve e da Câmara Municipal de Loulé e Comunidade Intermunicipal do Algarve – AMAL.

Juntos, discutiram estratégias para o futuro do turismo gastronómico da região e debateram possíveis consensos para a definição de Turismo Gastronómico Sustentável (TGS). Começou por definir-se o conceito de experiência de turismo gastronómica sustentável, "assente no uso dos recursos do território, na produção e no consumo de produtos locais; nos saberes e práticas de uso dos alimentos que valorizam a ação intergeracional de salvaguarda e promotora da cultura da região". "Uma experiência gastronómica de turismo sustentável deve despertar os cinco sentidos. A envolvência da experiência em si deve ser integrada e multidimensional, uma imersão ativa do próprio turista, do ponto de vista social, económica e ambientalmente sustentável", sintetizou Artur Gregório, presidente da direcção da Associação In Loco e coordenador do projecto MEDFEST em Portugal.

Uma das perguntas-chave do Fórum foi: "Que modelo de Turismo Gastronómico Sustentável queremos para Portugal em 2030?". Consequentemente, deu-se início ao debate "O que temos que fazer para chegar lá?". Questões como "Como podem cooperar públicos e privados ou "Como integrar experiências de Turismo Gastronómico Sustentável nos planos de ação de entidades privadas e públicas" foram amplamente discutidas.

A ideia é atrair para Portugal e para o Algarve turistas mais conscientes e um público mais desperto para um turismo consciente e sustentável. Para isso, concluiu-se ser necessário rever a capacidade turística do Algarve; diminuir e controlar o turismo de massa; dotar de certificação as empresas que prestam serviços na área; gerar maior envolvimento e sensibilização das comunidades e atores locais; oferecer maior diversificação nas ofertas turísticas, levando em consideração os recursos consoante a época do ano; criar redes de apoios aos pequenos produtores para escoamento e venda; e preservar e conservar a paisagem local.

Este fórum é mais um passo no programa de intervenção do MEDFEST - projecto de três anos (2017-2019), inserido no programa de cooperação INTERREG-MED, que une oito países do Mediterrâneo na valorização do Turismo Gastronómico Sustentável – e que culminará, a 5 de Setembro, com uma Conferência Internacional sobre Turismo Gastronómico Sustentável, que irá decorrer na Pousada de Tavira.

Saiba mais sobre o MEDFEST aqui  (ENG) ou aqui (PT)

Fonte: Chefs AgencyReflexoesGastronomiaAlg

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, no fim de semana de 22 e 23 de junho, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 112 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 60 por condução sob o efeito do álcool;
  • 16 por condução sem habilitação legal;
  • Seis por posse de arma proibida;
  • Cinco por tráfico de estupefacientes;
  • Cinco por furtos e roubos.
  1. Apreensões:
  • 222 doses de haxixe;
  • 41 doses de cocaína;
  • 117 pés de cannabis;
  • Uma arma de fogo;
  • Seis armas brancas;
  • 135 euros em numerário.
  1. Trânsito:

Fiscalização: 1 627 infrações detetadas, destacando-se:

  • 691 excessos de velocidade;
  • 153 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 129 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 102 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 92 relacionadas com tacógrafos;
  • 48 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 34 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 33 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

Fonte: GNR-DCRPGNR Div Com Rel Publicas

É já este domingo, 23 de junho, que Mais Kizomba irá anunciar os grandes vencedores dos "Mais Kizomba Awards 2019", o galardão que premeia os melhores do ano na música digital luso-africana!

A gala de vencedores terá emissão pelas 18h (Lisboa/Luanda), 19h (Maputo) e 16h (Praia) e será transmitido em simultâneo no YouTube e Facebook para todo o mundo.

YouTube: Ver aqui

Facebook: Ver aqui

Fonte: Mais KizombaGalaMaisKizomba2019

 

A GNR participou, com uma equipa de 10 militares, na corrida comemorativa dos 175 anos da Guardia Civil, que hoje se realizou, em Madrid.

Num ambiente de salutar desportivismo, e entre cerca de 1200 atletas, a nossa equipa obteve as seguintes classificações:

CLASSIFICAÇÃO GERAL MASCULINOS

1.º classificado: Cabo Carlos Lopes
4.º classificado (1.º classificado Seniores): Guarda João Cruz 
5.º classificado (1.º classificado Veteranos): Cabo Sérgio Santos
9.º classificado (5.º classificado Seniores): Guarda-principal Nuno Pereira
11.º classificado (6.º classificado Veteranos): 1.º Sargento João Pereira

CLASSIFICAÇÃO GERAL FEMININOS

2.ª classificada: Guarda Marisa Vieira
3.ª classificada: Cabo Cátia Galhardo
7.ª classificada (1.ª classificada Veteranos): Cabo Mónica Vieira
11.ª classificada (8.ª classificada Seniores): Guarda Cristina Pereira
13.ª classificada (4.ª classificada Veteranos): 1.º Sargento Lurdes Gonçalves

Fonte: GNR-DCRPCorridaMilitarGNR

A Associação Turismo do Algarve participa no Portuguese Tourism Workshop a decorrer nos Estados Unidos da América, nas cidades de Chicago e S.Francisco, de 25 a 27 de junho.

O Workshop contará com a participação de cerca de 80 a 100 buyers e media americanos em cada uma das cidades.

A ATA estará presente em reuniões one-to-one a promover a região, a providenciar informação e estabelecer contactos.

Produto: Sol e Mar
Mercado: Estados Unidos da América

Fonte: ATAATA

No sentido de posicionar o Algarve como um destino up-scale com diversas mais valias consideradas "luxury" assim como de um destino com excelente relação de "value for money", a ATA irá participar no "Private Luxury Forum Americas Edition" a ter lugar em Palm Beach, de 23 a 26 de junho, dedicado aos mercados principalmente da América do norte mas também central e do sul.

Este evento caracteriza-se pela escolha criteriosa de "buyers" deste segmento, conseguindo assim que os "suppliers" durante os quatro dias de programa de actividades e de reuniões one-to-one, se reúnam apenas com os melhores "luxury travel designers, lifestyle management experts" e "upmarket travel agencies".

Produto: Sol e Mar
Mercado: Estados Unidos da América/ Multimercados

Fonte: ATAATA

No âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteira e Guarda Costeira (FRONTEX), a Guarda Nacional Republicana (GNR), através da Unidade de Controlo Costeiro (UCC), no dia 13 de junho, detetou uma embarcação com 58 migrantes, junto ao cabo Prasso, na ilha de Samos – Grécia.

Durante uma ação de vigilância, os militares da GNR que constituem a equipa Termal Vision Vehicle (TVV), detetaram a existência de uma embarcação suspeita no mar, proveniente da Turquia em direção ao Cabo Prasso. De imediato, os militares entraram em contacto com as autoridades Helénicas, que operavam embarcações naquela área, com o intuito de verificar o tipo de embarcação em causa. Foi possível verificar que se tratava de uma embarcação de borracha, transportando 58 pessoas, de diferentes nacionalidades, tendo as mesmas sido resgatados.

A deteção dos migrantes foi possível através de uma câmara térmica de formação de imagens em tempo real, equipamento que oferece capacidades de observação em condições de ausência total de luz e de visibilidade degradada.

Esta operação europeia visa prevenir, detetar e reprimir casos de imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes fronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas no mar através de missões de busca e salvamento, onde a Guarda tem uma força destacada desde o mês de abril.

Fonte: GNR-DCRPGNRUCCFrontex

A ATA participa no forum da Worldwide Events direcionado principalmente a clientes de Meeting Industry da Europa, que se realizará em Šibenik, na Croácia, de 19 a 22 de junho.

Neste evento dedicado a top buyers europeus (220), a ATA reunirá com agentes de viagens de renome e corporate buyers, para apresentar as valências e novidades da região, promover o Algarve e as empresas suas associadas, visando assim aumentar a captação de eventos de corporate e associativos.

Trata-se de uma ação com enorme interesse pelo grande potencial que este mercado apresenta, estando prevista a realização de 40 reuniões durante os 3 dias do evento.

Website Oficial: www.mi-forums.com

Produto: Meeting Industry
Mercado: Europa

Fonte: ATAATA

 

No dia 5 e 6 de junho, no quartel do Carmo, a  Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, promoveu uma reunião no âmbito do Programa de Assistência Contra o Crime Organizado Transnacional Europa – América Latina (Europe Latin America Assistance Program against Transnational Organized Crime – EL PAcCTO), que visa a cooperação entre a Europa e a América Latina, no que diz respeito à prevenção e combate de crimes ambientais.

O El PAcCTO é um programa de assistência, existente entre a Europa e 18 países da América Central e do Sul, contra o crime transnacional, sendo materializado na troca de informações, desenvolvimento de ações operacionais, no intercâmbio de experiências e boas práticas, fortalecimento de capacidades e de facilitação da cooperação internacional.

Tornando-se a criminalidade ambiental uma das atividades mais rentáveis da criminalidade organizada no mundo, tendo impacto não só no ambiente, mas também na sociedade e em toda a economia, representando um volume de negócios entre 110 e 281 biliões de dólares, em 2018, de acordo com as estimativas da Interpol e do Programa Ambiental das Nações Unidas, em que os crimes ambientais constituem o terceiro crime mais lucrativo do mundo, apenas ultrapassado pelo tráfico de drogas e pelo contrabando, emergiu a necessidade de por cobro a este fenómeno.  

Neste âmbito, integrado no programa EL PAcCTO e fruto do crescente fluxo da criminalidade organizada, como é o caso do Tráfico Ilegal da Madeira e de Espécies Protegidas, assim como da Exploração Mineira Ilegal de Ouro, foi criada a Rede JAGUAR, constituída por polícias e entidades especializadas em crimes ambientais da Europa e da América Latina.

A Rede JAGUAR, na Europa, visa integrar, futuramente, os  25 países da União Europeia, através da Agência da União Europeia para a Cooperação Policial (EUROPOL – EMPACT EnviCrime), sendo que Portugal, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR (SEPNA), a par de Espanha (Servicio de Protección de la Naturaleza da Guardia Civil – SEPRONA) e da França (Office Central de Lutte Contre Les Atteintes à L'environnement et à la Santé Publique da Gendarmerie Nationele – OCLAESP), encabeça os países europeus fundadores e líderes nacionais para o combate aos Crimes Ambientais nesta rede. Relativamente às polícias ambientais da América Central e do Sul, fazem parte integrante da rede o Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Panamá, Paraguai e Perú, estando previsto que venham a integrar, a Rede JAGUAR, a Argentina, Bolívia, Chile, Cuba, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Uruguai e Venezuela.

O SEPNA da GNR, no reforço da cooperação policial entre os países dos dois continentes, constitui-se como Ponto de Contacto Nacional, não só na proteção dos valores naturais e ambientais, mas também na luta contra as ameaças à segurança ligadas à criminalidade ambiental.

Nesta reunião, para além da GNR e de representantes do programa EL PAcCTO, participaram outras entidades nacionais, nomeadamente Sistema de Segurança Interna, a Polícia Judiciária, a Autoridade Tributária, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território e a Agência Portuguesa do Ambiente, e conta ainda com a participação da Polícia Federal Brasileira representada pelo Chefe da Delegacia de Repressão de Crimes contra o Meio Ambiente e Património Histórico do Estado do Rio de Janeiro, Aderson Bichara.

A reunião contou com a seguinte agenda:

  • Caraterização de rotas da criminalidade ambiental transnacional;
  • Modus operandi das redes de criminalidade ambiental;
  • Métodos inovadores na investigação de crimes ambientais;
  • Propostas de ações operacionais a desenvolver entre a Europa e a América Latina;
  • Intercâmbio de experiências e de boas práticas.

Fonte: GNR-DCRPGNRReuniaoELPAcCTOGNR Div Com Rel Publicas

O Município de Monchique e o Coração Delta, uma associação de solidariedade social do Grupo Nabeiro, vão unir-se na organização de uma Caminhada Solidária no próximo dia 6 de julho de 2019, sábado. Esta caminhada tem como objetivo angariar dinheiro para apoiar as vitimas do incêndio que deflagrou no concelho de Monchique em agosto de 2018.

A inscrição deve ser realizada no Município de Monchique e nas Piscinas Municipais. A caminhada vai ter o custo de 3 Passos Solidários e dará acesso a um KIT de Participante (T-Shirt, água e fruta).

Fonte: Mun de MonchiqueCaminharMonchique

Cerca de quatro mil ginastas de todas as idades e dos quatro cantos de Portugal participarão na "Festa Nacional da Ginástica", que terá lugar de 28 a 30 de junho em Portimão, no âmbito da Cidade Europeia do Desporto 2019.

Esta festa de grande dimensão desportiva e social arranca no dia 28 com o desfile dos participantes pelas ruas da cidade, marcado para as 21h00, com partida junto ao Clube Naval, terminando em concentração na antiga lota, onde serão prestadas as boas vindas aos atletas e às suas famílias e serão oferecidas lembranças a cada clube representado.

Ao longo destes dias muito preenchidos, o evento contará com diversos momentos altos, com destaque para o PortugalGym, a Batalha dos Campeões, a Gala Prof. Henrique Reis Pinto e o espetáculo “Odus”, que contarão com o envolvimento de ginastas de elevado índice técnico, mas também com centenas de praticantes informais.

Conheça o Program completo AQUI.

Saiba tudo sobre esta iniciativa aqui »»»

Fonte: Mun de PortimãoFestaNacGinastica

Lagos acolhe GC32 Racing Tour 2019, circuito de catamarãs voadores de alta velocidade, na Baía de Lagos, de 26 de junho a 2 de julho, das 10h00 às 18h00.

Criado em 2014, é o circuito para os catamarans de design único projetados por Martin Fischer, permitindo experimentar o mais recente e mais rápido estilo de navegação. Em 2017, o GC32 recebeu o reconhecimento oficial da World Sailing, permitindo que o seu primeiro Campeonato Mundial fosse realizado em 2018.

Tendo como objetivo a promoção e desenvolvimento da modalidade, do Município de Lagos, do Algarve e de Portugal, este evento desportivo de âmbito internacional destina-se ao público em geral, especialmente aos apaixonados por atividades náuticas.

Este evento é organizado pelo Clube de Vela de Lagos.

Fonte: Mun de LagosCatamarasLagos

 



A Costa Vicentina, uma das zonas do Algarve mais procuradas por surfistas, volta a ser o palco da Liga MEO Surf 2019, a principal competição nacional da modalidade. Esta conquista resulta da parceria da Região de Turismo do Algarve (RTA) com a Câmara Municipal de Aljezur e a Associação Nacional de Surfistas e levará à praia do Amado, em Aljezur, a quarta etapa da Liga MEO Surf, de 21 a 23 de junho.

A organização da Liga MEO Surf considera que as paisagens naturais e as condições de que a Costa Vicentina dispõe para a prática do surf enriquecem em larga escala a prova, pelo que não hesitou em integrá-la na edição deste ano.

«Estamos muito contentes por regressar ao Algarve e levar uma etapa da Liga MEO Surf ao sul do país. O Algarve é um dos polos mais importantes do surf nacional e esta é uma forma de darmos oportunidade aos surfistas algarvios de competirem na maior prova portuguesa. Consequentemente, esta é uma via para direcionarmos surfistas e visitantes para a região, ajudando a promovê-la a nível nacional e europeu», realça o presidente da Associação Nacional de Surfistas, Francisco Rodrigues.

Para presidente da RTA, João Fernandes, «o regresso deste evento nacional ao Algarve é um passo importante na concretização da estratégia de promoção da região como destino de qualidade do turismo náutico e, especificamente, no segmento do surf. Esta aposta vem evidenciar as excelentes condições naturais da costa algarvia para a prática desta modalidade, mas também a capacidade de resposta da região para eventos desta natureza e projeção».

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Gonçalves, considera «uma honra receber no concelho esta prova de afirmação nacional dos nossos atletas e da modalidade. São cada vez mais os que nos procuram como destino de surf ao longo de todo o ano, o que contribui de forma firme para o reforço da economia local. Todos afirmam que aqui se pode praticar um bom nível de surf caracterizado por umas ondas constantes, com um carácter pronunciado e marcante. É isso que iremos também mostrar ao país de 21 a 23 de junho», conclui o autarca.

A etapa algarvia (Allianz Algarve Pro) será a penúltima da Liga MEO Surf e será organizada em conjunto com a Câmara Municipal de Aljezur e o Algarve Surf Clube. Terá ainda atenções acrescidas, já que será a etapa final da Allianz Triple Crown.

Esta competição surge numa altura em que já se conhece o perfil do surfista que procura Aljezur para a prática da modalidade. Segundo o estudo do «Produto Turístico Surf no Município de Aljezur», o surf gera um valor anual estimado de 6 milhões de euros, 65 por cento dos quais gastos em Aljezur, que recebe cerca de 80 mil surfistas por ano.

De acordo com o estudo desenvolvido pela Universidade do Algarve, o surfista internacional é jovem (média de 32 anos), tem um rendimento médio alto (1500 €), formação superior, uma estada média de 7 dias, um gasto médio diário de 75 euros e viaja acompanhado, em particular com os amigos, originando mais despesas turísticas no local visitado.

De igual modo, este turista que faz do surf a sua principal motivação de viagem ao Algarve valoriza muito positivamente os atributos naturais do destino.

«O surf é um segmento de aposta do turismo náutico. Diversifica a oferta, permite a uma região como o Algarve atenuar a sua sazonalidade e dinamiza a economia regional com base num recurso que nos distingue: o mar. Por isso, o Algarve estará sempre disponível para apoiar e receber um evento como a Liga MEO Surf», reforça João Fernandes.

Fonte: LPMMeoSurf1MeoSurf2

  

Os responsáveis do Dakar estiveram ontem em Lisboa para a apresentação da edição 2020 desta que é a prova rainha do todo-o-terreno mundial. O evento realizado pela Amaury Sport Organisation (ASO) em colaboração com a Federação de Motociclismo de Portugal e que contou com a presença de Charles Cuypers, Diretor do serviço concorrentes Dakar e Thierry Viardot, Coordenador técnico, decorreu ao longo de todo o dia e dividiu-se em três fases.

Começou com um workshop dirigido aos preparadores e responsáveis das equipas portuguesas, onde foram apresentados os novos regulamentos técnicos e as alterações desportivas a implementar na próxima edição. A parte técnica focou-se essencialmente nas motas e nos SSV, nos quais Portugal assume uma posição muito forte no panorama mundial.

Depois deste Workshop que teve lugar no anfiteatro da Federação de Motociclismo de Portugal, teve lugar um almoço com alguns pilotos, ex-participantes no Dakar e potenciais participantes na próxima edição, onde foi também, tal como tinha acontecido na parte da manhã, apresentado o Dakar Challenge que arranca em Portugal já a partir de setembro próximo.

O Dakar Challenge que coloca de novo Portugal na rota do Dakar, agora por via do campeonato nacional da modalidade (CNTT), engloba duas partes distintas. Começa com o ‘Road to Merzouga’ que permitirá a um piloto de moto e outro de SSV terem acesso a inscrição oferecida pela ASO para o Merzouga Rally 2020. O eleito será aquele que conseguir melhor pontuação no somatório das duas provas que ainda falta disputar esta temporada: a Baja TT Idanha-a-Nova e a mítica Baja Portalegre 500.

Para 2020, o Dakar Challenge prossegue por via do ‘Road to Dakar’. As provas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno que se realizarem até junho vão permitir, nesse caso, que um piloto de SSV possa ter inscrição gratuita no Dakar 2021, igualmente pelo critério da pontuação conjunta dessas provas. Um prémio que está todavia apenas ao alcance de Rookies, ou seja pilotos estreantes tanto em Merzouga como no Dakar. O Campeonato português passará assim a ter uma ligação mais estreita e direta à marca Dakar, num intercâmbio que se pretende interessante para ambas as partes, com a promoção do Dakar em Portugal e com a divulgação Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno além-fronteiras.

A terceira parte da apresentação do Dakar em Portugal, decorreu da parte da tarde e prossegue hoje, compreendendo visitas da equipa técnica do Dakar a alguns dos mais relevantes preparadores de SSV em Portugal.

Fonte: A2 ComunicaçãoDakar2020

O Judo da ACD Ferragudo está de parabéns com a obtenção de três títulos no Campeonato Regional do Algarve.

Os Judocas Campeões Regionais são:

- TIAGO FELICIANO (em Cadetes -60kg), SIMÃO REIS (em Juvenis -50kg) e JOÃO ROQUE (em Iniciados -50kg) .

A Associação Distrital de Judo do Algarve este ano numa ideia inovadora fez a prova em três etapas tendo a ultima decorrido no passado Sábado 15 de Junho, no Pavilhão Jacinto Correia em Lagoa.

Este resultado é fruto do trabalho desenvolvido na modalidade , desde há 5 anos, pelo técnico Filipe Santos com o apoio da Coletividade, dos pais dos atletas e a dedicação destes nossos atletas Judocas.

Iremos continuar a trabalhar em prole desta modalidade com o sempre imprescindível apoio da Município de Lagoa, só assim é possível formarmos campeões!

Bem hajam todos os intervenientes, atletas, técnico, pais e entidades que apoiam a nossa Coletividade e que permitem que o nome da ACD Ferragudo e do concelho de Lagoa chegue mais longe.

Fonte: ACD FerragudoJudoACDFerragudo

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB