Notícias

Grid List

No próximo dia 23 de Outubro, pelas 11h30 será entregue o Prémio Professora Inovadora de Portugal à professora Anabela Andrez, no Agrupamento de Escolas de Monchique. A professora destacou-se na criação de recursos para a plataforma MILAGE APRENDER+ envolvendo a cultura tradicional de Monchique na produção de mel, que de forma inovadora faz a conexão de aprendizagens essenciais com a cultura local.

Foram entregues no Agrupamento de Escolas da Cidadela os Prémios MILAGE ALUNO APRENDER+ SECUNDÁRIO e MEDIA VERITAS que distinguem os alunos e os seus professores que desenvolveram abordagens inovadoras de aprendizagem desenvolvendo competências essenciais no século XXI.

Com o prémio MILAGE ALUNO APRENDER+ SECUNDÁRIO foram distinguidos os alunos Diogo Silva, Gonçalo Pattenden, Pedro Lima e Rodrigo Reis da Professora Ana Paula Natal.

Com o prémio MILAGE ALUNO APRENDER+ MEDIA VERITAS foi distinguida a aluna Inês Barras da Professora Ana Paula Natal. Este é um prémio em parceria com a Associação Portuguesa de Imprensa.

Estes prémios foram selecionados durante a 2ª Edição dos Prémios MILAGE APRENDER+, organizado pela Universidade do Algarve, em parceria com a Câmara Municipal de Braga, AE Dr. Francisco Sanches, a Direção Geral de Educação, a Associação de Professores de Matemática, Associação de Professores de Português, Associação Portuguesa de Imprensa, Centro de Formação Sá de Miranda, MUDA e INCoDe e com o apoio das empresas Turbine Kreuzberg, SPIC, Visualforma, Dengun, The Inventors, Vilalara
Thalassa Resort, Dom Pedro Hotels & Golf Collection, Oura Ocean Front, Conii Hostel; e do programa ERASMUS+, da União Europeia, projetos LEARN+ e INCOLLAB, referência: 2019-1-PT01-KA201-061246 e 2019-1-CZ01-KA203-061163, respetivamente.

A plataforma MILAGE APRENDER+ é desenvolvida pela Universidade do Algarve, para ajudar todos os alunos a aprenderem, aproveitando as potencialidades dos smartphones e tablets, conjugando com um modelo pedagógico desenvolvido para motivar os alunos e promover uma aprendizagem ativa, centrada no aluno, com maior autonomia e diferentes estilos de aprendizagem em ambiente gamificado e com vídeos educacionais.

Esta plataforma começou por disponibilizar materiais para o ensino da matemática e actualmente contém materiais para o ensino de todas as disciplinas organizados por anos de escolaridade, do pré-escolar ao 12.º ano, que podem ser utilizados em sala de aula ou no ensino a distância.

UALGMilageAprenderUAL1MilageAprenderUAL2

O Município de São Brás de Alportel dá prioridade à segurança rodoviária, prosseguindo com a realização de trabalhos de renovação de sinalização rodoviária.

Neste âmbito, está em fase de conclusão uma  empreitada de trabalhos que inclui a lavagem e pintura de passadeiras, a colocação de linhas longitudinais e de cruzamento. 

É dada especial atenção aos cruzamentos mais críticos e às principais vias que atravessam o concelho, nomeadamente a EN2 e a EN 270, assim como ao reforço de pintura nas lombas redutoras de velocidade na EM 51. 

Trabalhos que foram adjudicados à empresa Meio Corte – Sinalização de trânsito SA pelo valor de 7.844,00 euros, acrescidos de IVA.

Em prol da segurança rodoviária, o Município tem em macha  investimentos ao longo do ano, no âmbito do Plano Geral de Sinalização e Sinalética, que a par de ações preventivas, visam a melhoria de toda a rede viária do concelho permitindo que São Brás de Alportel seja um dos concelhos do Algarve com menor sinistralidade.

Neste âmbito, ainda durante este ano estão previstas intervenções para melhoria dos pavimentos e para a criação de mais passeios para peões.

GI da CM SBASinalizacaoSBA1SinalizacaoSBA2

O Forum Algarve, gerido pela Multi Portugal, está a surpreender os visitantes com uma nova campanha, desta vez com vantagens na hora das refeições. Give Me 5 propõe a todos os que visitarem o mercado food court do centro comercial colecionar carimbos nos restaurantes e ao final de cinco, receber automaticamente um desconto de 5€ na próxima refeição. A campanha será válida até 31 de dezembro, para refeições ao almoço ou jantar, por isso, o desafio é para que comece hoje mesmo a colecionar! 

Depois do sucesso das Orange Weekends, que permanecem no centro até ao final do mês de Outubro, agora Give Me 5 desafia os visitantes a colecionar momentos únicos em família no Mercado Food Court do Forum Algarve e a convertê-las em descontos nas próximas refeições. Por cada 5€ em refeições é atribuído um carimbo e ao fim de cinco recebe automaticamente um voucher de 5€ para utilizar nos restaurantes aderentes. 

A campanha é válida até 31 de dezembro, para refeições feitas ao almoço ou ao jantar. O desafio? Colecionar momentos em família e convertê-los em novas e deliciosas refeições!   

Consulte todas as condições da campanha aqui: http://www.forumalgarve.net/

ONMIForumGiveMe5

Comemorou-se no domingo passado o 10º aniversário das Paisagens Protegidas Locais da Rocha da Pena e da Fonte Benémola, áreas protegidas sob gestão da Câmara de Loulé, criadas por deliberação municipal a 18 de outubro de 2010.

Para assinalar esta efeméride, e apesar da atual situação de pandemia, decorreu este domingo, na Fonte Benémola, uma ação simbólica de voluntariado ambiental para remoção de resíduos ao longo do percurso pedestre desta Paisagem Protegida, nos parques de lazer e parques de estacionamento. A ação contou com a presença de 5 voluntários: duas técnicas da Divisão de Ambiente da Autarquia de Loulé, um elemento da Agência Portuguesa do Ambiente – Administração da Região Hidrográfica do Algarve, a presidente da União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim e membro da Comissão Diretiva daquelas áreas protegidas e também um representante da Associação Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve. 

Esta iniciativa pretende alertar e sensibilizar os visitantes e a sociedade em geral para a necessidade de se ser mais cuidadoso e consciente quando nos encontramos numa área especial onde existem valores naturais a preservar.

Por outro lado, entre 14 de outubro e 21 de outubro, a APA está também a promover na região a Semana de Educação e Iniciativas de Voluntariado Ambiental – SEIVA 2020, no âmbito do projeto “Voluntariado Ambiental para a Água”, sob o tema “Água e Biodiversidade – Da teoria à Prática”. Neste âmbito, convidou várias entidades públicas e privadas a associarem-se a esta iniciativa, que integra várias ações em todos os concelhos da região algarvia, entre os quais Loulé.

Trata-se de uma iniciativa que faz parte do projeto LIFE VOLUNTEER ESCAPES – Volunteer with the European Solidarity Corps for Activities in Portugal with Ecological Sense, para atividades de conservação da natureza, biodiversidade e proteção ambiental, coordenado pela MONTIS - Associação de Conservação da Natureza, à qual a Autarquia de Loulé (a convite) se associou também.

GAP da CM LouléRochaPenaFBenemola1RochaPenaFBenemola2RochaPenaFBenemola3RochaPenaFBenemola4

O município de Vila Real de Santo António vai dar seguimento aos trabalhos de limpeza e desinfeção do espaço público, de forma a minimizar os riscos de contágio da Covid-19.

As operações serão realizadas todas as terças e sextas-feiras, tendo início já esta sexta-feira, dia 23 de outubro, durante a madrugada, de forma a garantir a segurança de pessoas e bens.

Os serviços de higienização serão iniciados na freguesia de Vila Real de Santo António, seguindo-se as localidades de Monte Gordo e Vila Nova de Cacela.

Os locais a intervir correspondem aos de maior afluência de público e contemplam escolas, supermercados, farmácias, Centros de Saúde e Lares de Idosos.

Com estas medidas, a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António está a contribuir para um reforço da prevenção da Covid-19 no concelho e a aumentar ainda mais a segurança e higiene dos equipamentos públicos.

Os serviços de desinfeção supracitados foram adjudicados à empresa Desinfestalgarve.

GC do Mun VRSADesinfecaoVRSA2DesinfecaoVRSA3DesinfecaoVRSA1

O Turismo do Algarve acaba de investir na aquisição de equipamentos de apoio para melhorar a experiência do visitante do Centro de Educação Ambiental de Marim (CEAM), onde a partir de hoje há novos painéis informativos, mais sinalética direcional e mobiliário urbano. A sede do Parque Natural da Ria Formosa está assim ainda mais convidativa para quem não dispensa boas caminhadas pela natureza.

Este investimento faz parte da aposta da entidade regional de turismo no produto de turismo de natureza e decorre do projeto Valuetur, que tem como principal objetivo a valorização de áreas protegidas de valor natural, histórico e cultural, para se tornarem geradoras de atividade económica sustentável.

As estruturas de acolhimento e visitação do centro interpretativo, cedidas ao abrigo de um protocolo hoje assinado pelo Turismo do Algarve e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, através da Direção Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Algarve (DRCNF), pretendem guiar os visitantes durante o passeio pela área do parque natural e reforçar a atratividade do CEAM, de forma a melhorar a qualidade do serviço prestado e a aumentar o número de pessoas que anualmente procuram este sítio feito de zonas de mata, sapal, dunas, charcos e salinas.

Além dos equipamentos, há ainda um novo folheto para oferecer a quem passa pelo CEAM, também produzido pelo Turismo do Algarve em parceria com a DRCNF.

«O projeto contribui para a requalificação das estruturas de acolhimento do centro interpretativo, reforçando a sua atratividade e aumentando os seus 30 mil visitantes anuais. Não menos importante será o facto de a presença de sinalética adequada no território fomentar o ordenamento da visitação e, consequentemente, a conservação e proteção de habitats e espécies protegidas que constituem a motivação do turismo de natureza», afirma Joaquim Castelão Rodrigues, diretor regional da DRCNF, entidade sedeada no CEAM com responsabilidade na gestão das três áreas protegidas do Algarve. 

Mas as ações no âmbito do Valuetur não ficam por aqui. Para promover o património natural da região junto dos residentes e visitantes nacionais e estrangeiros, o Turismo do Algarve está igualmente a preparar a edição de novas brochuras dedicadas ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, ao Parque Natural da Ria Formosa e à Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António.

As brochuras estarão disponíveis em quatro idiomas (português, inglês, castelhano e francês) e são um convite à descoberta e à preservação dos diversos ambientes, ao descreverem os ecossistemas, os habitats e as espécies de fauna e flora de cada parque. A par destes aspetos e de tantas outras curiosidades e imagens ilustrativas, haverá informação útil para orientar o visitante, como o horário e mapas com identificação de circuitos e pontos de interesse.

«O Valuetur é mais um exemplo de uma bem-sucedida colaboração transfronteiriça. Através do projeto conseguimos reforçar a nossa aposta no turismo de natureza, um produto cada vez mais valorizado pelo visitante nacional e estrangeiro e que há uns anos já correspondia a um mercado de 22 milhões de viagens anuais na Europa», refere o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes.

Para breve estão também previstas ações de capacitação interna das empresas algarvias sobre o potencial turístico e a necessidade de preservação do património natural do Algarve.

Sobre o Valuetur

O projeto Valuetur no qual a Região de Turismo do Algarve participa é liderado pela Diputación Provincial de Huelva e inclui a Consejería de Medio Ambiente y Ordenación del Territorio da Junta de Andalucía, a Fundación Andanatura, e a Mancomunidad Condado de Huelva. Sendo um projeto transfronteiriço, inclui duas áreas protegidas – Rio Tinto (Andaluzia) e a Ria Formosa (Algarve) – com a finalidade de recuperar e valorizar o património existente e desenvolver a oferta turística, envolvendo as empresas e empreendedores das respetivas regiões. Pretende-se que, através da dinamização da atividade turística e da promoção, seja possível aumentar o número de visitantes nestes espaços, melhorando o desenvolvimento socioeconómico da região. Aprovado ao abrigo do Programa de Cooperação INTERREG V-A ESPANHA-PORTUGAL 2014-2020 (POCTEP).

LPMRecursoAmbiente3RecursoAmbiente4RecursoAmbiente2RecursoAmbiente1

«Uma semana para visitar, pensar e celebrar o Sudoeste». É sob este mote que a Rota Vicentina apresenta a  Semana ID Rota Vicentina. 

Na Primavera de 2021, entre 21 e 27 de Março, o Sudoeste de Portugal irá viver o 1.o evento público promovido pela Associação, que se estende ao longo de 7 dias, de Santiago do Cacém a Lagos.

O programa será ilustrado com ofertas turísticas que propõem uma viagem original pela costa e pela serra, e também uma componente de reflexão sobre sustentabilidade com um colóquio itinerante, presencial e online.

A Rota Vicentina quer continuar a sua jornada e, num espírito de comunhão e partilha do território, convidar quem cá nasceu e quem ama esta terra a co-construir e participar neste evento.

Toda a comunidade local e parceiros do projecto estão convidados a colaborar na construção da Semana ID Rota Vicentina, que se quer de todos, para todos.

Depois da expansão da sua rede de Trilhos Pedestres e do lançamento de uma rede de Percursos para Bicicletas, a Rota Vicentina inicia agora um percurso para além das paisagens e da natureza.

De braços dados com a comunidade na promoção sustentável do património através do turismo, nasceu o ID Rota Vicentina, um projecto que propõe uma viagem pela cultura local do Sudoeste de Portugal.

A Rota Vicentina é uma Associação sem Fins Lucrativos, responsável pela gestão do projecto Rota Vicentina e ID, apoiada por uma rede de 200 empresas de diferentes sectores assim como um conjunto de agentes locais, comprometidos não só com uma oferta de alta qualidade como com a sustentabilidade da região.

Rota VicentinaSemanaCostaVicentina

A 18.ª Reunião Anual da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) realiza-se no próximo dia 23 de outubro, sexta-feira 14h00 - 19h00, pela primeira vez em formato exclusivamente virtual. Manter uma ligação regular entre todos os profissionais que lidam com doentes com AVC é o grande objetivo deste encontro nacional. Serão debatidos temas atuais no campo da doença vascular cerebral, incluindo a análise de casos clínicos problema.

“Numa primeira parte vamos falar do futuro do tratamento do AVC”, avançou o Prof. Vítor Tedim Cruz, da Direção da SPAVC. “Como não podemos falar de tudo”, continuou, “optámos por abordar o papel da inteligência artificial na estruturação dos cuidados e processos de decisão no AVC e o futuro das estratégias para a recuperação do tecido cerebral lesado”.

Esta primeira sessão contará com a participação de um convidado internacional, o Professor Kim Mouridsen, especialista dinamarquês da Universidade de Aharus, dedicado à aplicação prática de soluções de inteligência artificial a processos de neuroimagem e decisão no AVC. “Com ele vamos poder perceber melhor como será o futuro mais próximo e quais as áreas por onde se iniciará esta transformação”, salientou o médico.

“Depois, vamos rever o diagnóstico, a classificação etiológica e a prevenção precoce do AVC. Na sessão final, vamos rever os diferentes tratamentos do AVC hemorrágico e o que pode ser determinante para melhorar o resultado final de um doente”.

A vice-presidente da SPAVC, Prof.ª Patrícia Canhão, acrescentou que “também haverá a habitual mesa de apresentação de casos clínicos “problema” para discussão e partilha de decisões, um simpósio (promovido pela Bayer) e uma sessão da iniciativa Angels em Portugal”.

Na opinião da médica neurologista “o modelo virtual permite maior número de participantes, pela facilidade do acesso à reunião e pelo desaparecimento de barreiras geográficas. É uma forma de levar a Reunião da SPAVC a outras audiências que não a conheciam ou não frequentavam, e de captar o seu interesse por esta Sociedade científica e suas atividades”. A formação dos participantes no diagnóstico, tratamento e prevenção do AVC é apontada pela especialista como a principal meta do evento, para além de “manter uma ligação regular entre todos os profissionais que lidam com doentes com AVC e que há muito se habituaram a frequentar estas reuniões da SPAVC”.

Todos os profissionais de saúde interessados em assistir à sessão poderão ainda proceder à sua inscrição, de forma gratuita, através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Nas palavras do Prof. Vítor Tedim Cruz, trata-se de “uma oportunidade de ouro, que vale todos os minutos que lhe são dedicados”.

O evento conta com o apoio da Bayer, Angels, Tecnimede e Boehringer Ingelheim.

Todos os detalhes podem ser consultados na página web do evento em https://spavc.livewebinar.pt/18spavc/

SPAVCReuniaoAnualSPAVC

A Unidade de Acção Fiscal (UAF), através do Destacamento de Acção Fiscal do Porto, ontem, dia 21 de outubro, apreendeu 26 800 cigarros de contrabando, em Gondomar.

No âmbito de uma investigação de decorria há cerca de seis meses dirigida ao combate do contrabando online de produtos sujeitos a imposto especial de consumo, os militares apuraram que o suspeito, de 37 anos, utilizava as redes sociais online para vender os cigarros sem a estampilha fiscal obrigatória por lei. No decorrer das diligências policiais, foi realizada uma busca domiciliária, da qual resultou na apreensão de 26 800 cigarros de contrabando e 17 quilos de folha de tabaco triturado.

O valor comercial do tabaco apreendido é de cerca de 9.530 euros, sendo que se tivesse sido vendido ao público teria lesado o Estado em mais de 8.080,00 euros, resultante da evasão à tributação incidente em sede de Imposto Especial Sobre o Consumo de Tabaco (IT) e IVA.

O homem foi constituído arguido e foi ainda identificada uma mulher de 36 anos. Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial do Porto.

GNR-UAFGNRCigarrosGondomar

A Vodafone Portugal e a NOS assinaram hoje um acordo histórico para partilha de ativos móveis de abrangência nacional, que vai permitir um desenvolvimento mais rápido e eficiente das redes móveis em todo o País. 

Assente num modelo de investimento sustentável, as duas Empresas vão, assim, ter condições para aumentar a cobertura de rede móvel e a qualidade dos seus serviços, de forma a promover uma maior coesão territorial, responder às necessidades reais e diferenciadas das populações, e dar resposta aos desafios que a atual conjuntura social e económica coloca. 

O acordo hoje celebrado assenta no princípio de partilha de ativos de rede por parte dos operadores envolvidos, não deixando a Vodafone e a NOS de garantir e sublinhar a total independência na definição e prestação dos serviços aos seus clientes finais, mantendo sempre o controlo estratégico de cada uma das redes.

“Este acordo acontece num período especialmente crítico para o País e desafiador para o sector. Crítico porque a resiliência da economia e da sociedade em geral coloca pressão acrescida sobre as redes de telecomunicações. Desafiador pela dimensão e premência dos investimentos que são exigidos aos operadores. Assim, a par da manutenção de uma estratégia de prestação de serviços de qualidade e promotores da coesão territorial e social com benefícios para os nossos clientes e para o País, exigem-se investimentos eficientes, sustentáveis e ecologicamente responsáveis. É nesta perspetiva que o presente acordo visa fortalecer a plataforma tecnológica a partir da qual são prestados serviços essenciais à vida quotidiana, potenciando-se ainda o lançamento de serviços inovadores, capazes de melhorar a qualidade de vida dos portugueses e/ou tornar modelos de negócio mais competitivos, acelerando a necessária transição digital do País”, afirma Mário Vaz, CEO da Vodafone.

“A partilha de redes nos moldes agora definidos responde positivamente aos desafios do atual contexto, oferecendo inegáveis vantagens na redução de impactos ambientais e dos custos de implantação e desenvolvimento, permitindo mais investimento em serviços de qualidade para todos os clientes”, reforça Mário Vaz. 

Entre os principais objetivos do acordo agora celebrado, destaque para: 

  • Nas zonas de menor densidade populacional, tipicamente rurais e no interior do país, a Vodafone e a NOS farão uma utilização comum de infraestruturas de suporte às suas redes móveis (torres, mastros, etc.) e partilharão os seus equipamentos ativos de rádio (antenas, amplificadores e demais equipamentos), sem que haja, porém, partilha de espetro. Deste modo, a Vodafone e a NOS prestarão os seus serviços com base nas tecnologias em utilização 2G, 3G e 4G de uma forma mais eficiente. A acomodação do 5G no presente acordo está dependente da decisão autónoma de cada operador de implementar ou não a tecnologia;
  • Em complemento, nas zonas de maior densidade populacional, tipicamente maiores aglomerados urbanos, a Vodafone e a NOS irão explorar sinergias acrescidas na partilha de infraestrutura de suporte às redes móveis, alojando os seus equipamentos ativos nessas infraestruturas. Este movimento permitirá à Vodafone e à NOS racionalizar custos operacionais, favorecendo a prestação eficiente dos seus serviços.

VodafoneAcordoVodafoneNOS

O operador ferroviário público português CP - Comboios de Portugal e a Stadler assinaram um contrato de aquisição de 22 comboios regionais pelo valor aproximado de 158 milhões de euros. Esta adjudicação constitui a primeira entrada do modelo FLIRT para passageiros na península ibérica.

A Stadler e a CP assinaram hoje o contrato de aquisição de 10 automotoras elétricas (“UME”) e 12 unidades bimodais (“UMB”) e inclui o serviço de manutenção durante um prazo mínimo de 4 anos, bem como a prestação de serviços de formação. Este contrato, que permitirá renovar a frota de comboios regionais da CP, enquadra-se no plano de renovação de material circulante do operador português.

Para poder circular nas linhas não eletrificadas, os FLIRT UMB dispõem de um módulo de potência, ou “Power Car”, que alberga um sistema de tração diesel-elétrica. O seu desenho está concebido para garantir uma fácil reconversão no futuro de automotoras bimodais para elétricas, assim como para permitir que os motores diesel possam ser substituídos ou complementados com baterias, em função das necessidades do operador. 

Os 22 FLIRT de bitola ibérica (1668 mm) têm  63,2 metros de comprimento, no caso das UME, ou 74,4 metros de comprimento, no caso das UMB. São compostos por três carruagens e oferecem uma capacidade máxima de 375 passageiros, dos quais 214 podem ir sentados. As caixas, de 3,2 metros de largura fabricadas em alumínio, para além de maximizarem a capacidade, são fabricadas de acordo com a normativa EN 15227 C-1, garantindo a máxima segurança em caso de colisão.  Podem alcançar uma velocidade máxima de 160 ou 140 km/hora, consoante a fonte de alimentação utilizada. 

As automotoras FLIRT, graças ao seu conceito modular, permitem otimizar a sua configuração interior para oferecer um transporte cómodo, acessível, conectado, eficiente e amigo do meio ambiente. A Stadler colocou uma especial ênfase na otimização da acessibilidade do veículo, permitindo o acesso sem obstáculos a partir de plataformas com diferentes alturas a todos os passageiros, incluindo aqueles que têm mobilidade reduzida, que podem dispor de áreas reservadas, juntamente com outras previstas para bicicletas ou carrinhos de bebé. Também é possível disponibilizar máquinas de venda automática a bordo para oferecer um maior conforto ao passageiro. Contarão com uma rede Wifi para aceder tanto a conteúdos do operador, como a conteúdos multimédia, o que será complementado com um avançado sistema de informação ao passageiro visível de todos os ângulos, de forma a garantir uma ótima experiência de viagem. De acordo com a filosofia da Stadler, 95% dos materiais utilizados nos FLIRT são recicláveis.

Ansgar Brockmeyer, Vice-Presidente Executivo Comercial e de Marketing de Stadler Group, afirmou: “Estamos muito orgulhosos de que os FLIRTs tenham sido selecionados para renovar a frota de comboios regionais. Estou certo de que os utilizadores portugueses apreciarão a tecnologia ferroviária de última geração incorporada nestes veículos, como já o fazem milhões de pessoas na Suíça, Alemanha e Holanda, entre outros países. O mercado português é de extrema importância para a Stadler e é nossa intenção contribuir para a revitalização da indústria ferroviária nacional”.

Mais de 1900 FLIRTs vendidos

O modelo FLIRT é o produto estrela da Stadler. À semelhança de todos os seus outros modelos, conta com níveis extremamente elevados de segurança e é muito popular entre os clientes de todo o mundo. Com 1900 unidades a circular em 21 países, a Stadler já vendeu mais FLIRT do que qualquer outro dos seus modelos. O grupo Stadler conta com três projetos de FLIRT bimodais na Europa, concretamente no Reino Unido (Abellio East Anglia e Keolis Wales & Borders) e em Itália (Vale d’Aosta), que perfazem um total de 67 veículos, posicionando-se como fabricante líder neste segmento de mercado, com um conceito de FLIRT bimodal absolutamente fiável e testado em circulação.

Siga a Stadler no LinkedIn, Xing y Facebook

Sobre a Stadler

A Stadler fabrica comboios há 75 anos. O fornecedor internacional de veículos ferroviários tem a sua sede em Bussnang, na zona este da Suíça. Conta com um quadro de aproximadamente 12.000 pessoas, distribuídas pelas suas diferentes instalações de produção e engenharia, bem como em mais de 40 centros de serviços pós-venda. A empresa está consciente da sua responsabilidade social para com a mobilidade sustentável e, por isso, fabrica produtos inovadores, sustentáveis, duradouros e de qualidade. A Stadler oferece uma ampla gama de produtos nos segmentos do transporte ferroviário e urbano: comboios de alta velocidade, comboios de longo curso, regionais e suburbanos, metros, comboios-elétricos e elétricos. Para além disso fornece também locomotivas de linha, locomotivas de manobras e carruagens de passageiros. A Stadler é o fabricante líder mundial de veículos ferroviários de cremalheira.

OmnicomComboioStadlerAcordo

 

Endividamento das empresas continua a aumentar – De acordo com o Banco de Portugal, em agosto de 2020, o total das microempresas apresentavam uma dívida total de 70,7 mil milhões de euros, a maior entre as PME. Os setores do alojamento e da restauração acumulavam uma dívida de mais de 11,9 mil milhões de euros, dos quais mais de metade (6,47 mil milhões de euros) eram devidos ao setor financeiro. Consulte o Site AHRESP.

Animação turística e outros eventos permitidos com mais de 5 pessoas – Na sequência da declaração de situação de calamidade, o Ministério da Economia esclareceu que os casamentos, batizados e eventos de natureza corporativa não se encontram sujeitos ao limite de concentração de pessoas (5 pessoas). Todavia, relembramos que no caso dos casamentos e batizados, o limite atualmente permitido está fixado nas 50 pessoas.  Mais foi esclarecido que também a atividade de animação turística não se encontra sujeita aos limites específicos de concentração de pessoas. Para ver todos os esclarecimentos, Consulte o Site AHRESP.

Turismo sustentável - “Super Ideias para tornar Portugal um destino turístico (mais) sustentável”, integrada no evento de inovação sustentável Planetiers World Gathering, é o tema da sessão online que decorre amanhã, dia 22 de outubro, às 14h50, e junta o CEO da Super Bock, Rui Lopes Ferreira, Luis Araújo, presidente do Turismo de Portugal, Ana Isabel Trigo Morais, presidente da Sociedade Ponto Verde, e Carlos Moura, 1º Vice-presidente da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal. As inscrições devem ser feitas através de  https://planetiers.com/private/, com o código da entidade: PWG_SBG. Consulte o Site AHRESP.

Fim do período transitório do AL – 21 de outubro/21 questões – Chega hoje ao fim o prazo de dois anos concedido pela Lei nº 62/2018, para que os estabelecimentos de alojamento local existentes se adaptassem a determinados requisitos, nomeadamente, obrigações relativas a segurança, seguro de responsabilidade civil, placa identificativa e possibilidade de previsão de contribuição para o condomínio. Para facilitar o entendimento, a AHRESP preparou para os seus Associados um conjunto de questões e respostas sobre todas estas disposições. Consulte o Site AHRESP.

MEDIDAS AHRESP

Adiamento do QR Code nas faturas para 1 de julho de 2021 – A partir de 1 de janeiro de 2021 é obrigatório que as faturas passem a conter um “QR Code” e um código único de documento (ATCUD), que visam a simplificação na comunicação de faturas por parte de pessoas singulares. Estas alterações implicam novas atualizações aos softwares certificados de faturação,  exigindo a aquisição de novos equipamentos por parte das nossas empresas. A AHRESP defende que esta obrigatoriedade seja adiada, no mínimo, para 1 de julho de 2021, dada a total descapitalização das nossas empresas e incapacidade para realizar novos investimentos. Consulte o Site AHRESP.

Lisboa quer isentar taxas de esplanada até final de 2021 – Ao encontro do que tem vindo a ser defendido pela AHRESP, a Câmara Municipal de Lisboa espera poder prolongar a isenção de taxas para esplanadas até ao final do próximo ano. Paralelamente, a autarquia pretende criar uma bolsa, no valor de 100 mil euros, para apoiar a adaptação das esplanadas ao funcionamento durante todo o ano. A AHRESP apela a todos os Municípios que sigam o exemplo da Câmara Municipal de Lisboa, promovendo as respetivas isenções de taxas, agilizando o licenciamento tendo em conta a adequação das esplanadas a um funcionamento permanente, bem como concedendo apoios a esses investimentos.

AHRESPAHRESPBoletimDiario

Com o apoio dos técnicos de cultura, património e turismo do Ayuntamiento de Ayamonte e das câmaras municipais de Castro Marim e Vila Real de Santo António, a empresa responsável pela execução do plano museológico, Latente Gestión Cultural, está a levar a cabo o trabalho de terreno, para conhecer em primeira mão os recursos patrimoniais que podem ser atrativos e incluídos nos percursos.

O objetivo é organizar a riqueza patrimonial da Eurocidade por eixos temáticos e roteiros interpretados, para que o visitante possa percorrer o território a partir de qualquer um dos três municípios e desfrutar dos seus atractivos, consoante a sua área de interesse. Os percursos serão concebidos de forma a promover, não só a divulgação do património histórico, mas também o meio natural e o património imaterial: os usos e costumes dos habitantes.

Entre os muitos locais visitados, a empresa destaca o grande potencial do território da Eurocidade do ponto de vista etnográfico e a importância de não perder a memória oral dos seus habitantes. Nas palavras de Davinia Román, directora da empresa responsável por esta fase: “Para além de registar espaços-chave como o Centro de Investigação do Património de Cacela Velha ou o Forte de San Sebastián em Castro Marim, visitámos as casas tradicionais e sentámos a falar com a população. No bairro de Canela de Ayamonte encontramo-nos com a família Sayago, que nos mostrou o uso da horta tradicional e a estreita relação histórica entre os marinheiros espanhóis e portugueses. Todo esse conhecimento é fundamental para ser preservado, pois representa uma das principais riquezas do território ”, concluiu Román.

Prevê-se que o plano museológico seja concluído antes do final do ano e que este inclua propostas de possíveis itinerários, uma agenda cultural e de eventos comuns, bem como actividades paralelas ao Território dos Museu.

Esta ação, está inserida no projeto Euroguadiana 2020 financiado pelos Fundos Feder através do programa Interreg VA Espanha-Portugal (POCTEP) e enquadra-se entre outras ações que promovem a coordenação e o trabalho conjunto entre os três municípios.

YMSMuseuEurocidadeGMuseuEurocidadeG1

Empresárias espanholas e portuguesas da Eurorregião (Andaluzia, Algarve e Alentejo) vão reunir-se nos próximos dias 21 e 22 de outubro, em Sevilha, no I fórum INTREPIDA plus. 

Esta iniciativa, organizada pela Fundación Tres Culturas del Mediterrâneo com o apoio do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP), tem como objetivo permitir a troca de ideias, a criação de sinergias e a aprendizagem entre empresárias da Eurorregião. O programa inclui espaços para networking, experiências sobre vendas, Marketplace, Mindfulness e outras atividades. De realçar a intervenção de Ângela Lin, responsável pelo desenvolvimento de negócios da Tmall Global do grupo Alibaba, para Espanha e Portugal. De forma a garantir a segurança sanitária do evento, a participação é presencial e online. 

O I fórum INTREPIDA plus é apenas uma das atividades programadas pela Fundación Tres Culturas del Mediterrâneo para outubro, um mês com um calendário repleto de propostas que mostram, por um lado, as múltiplas afinidades e ligações entre Portugal e Espanha e, por outro, o enorme potencial das mulheres empresárias de ambos os territórios.

Com efeito, até à realização deste fórum, a Fundação Três Culturas tem uma agenda cheia de encontros INTREPIDA, como o ciclo de filmes portugueses que estreia a 6 de outubro com a exibição de A portuguesa, filme dirigido por Rita Azevedo em 2018. Durante as terças-feiras de outubro poderá desfrutar de uma seleção de curtas e longas metragens, Terra Franca e Jogo de Damas.

A música portuguesa pode ser ouvida pela voz de Irma (8 de outubro), atriz e cantora nascida em Lisboa e considerada uma figura emergente da cena musical lusa, enquanto a literatura contará com Dulce Maria Cardoso, definida como "a escritora mais importante da sua geração" (Jornal Público), que apresentará no dia 28 a sua obra mais ambiciosa, A vida normal (Tinta da China, 2018). Além disso, no dia 15 de outubro, será inaugurada a exposição Sentir a Terra, comissariada por Cristina Ataíde e com obras da artista portuguesa Graça Pereira Coutinho, que reúne diferentes formas de expressão como pintura, escultura, fotografia e instalações. Ambas encontrar-se-ão com um pequeno grupo de pessoas para uma visita guiada muito pessoal. 

Este intenso programa oferece mais dois encontros, o primeiro deles a 14 de outubro, apenas um dia antes do Dia Internacional da Mulher Rural, uma efeméride que será celebrada com um workshop sobre tingimento de lã em San Nicolás del Puerto, na serra norte de Sevilha, pela mão de Estela Ribeiro e a sua empresa de tecelagem artesanal, Ovelha Mãe. Por fim, um encontro original que permite aproximar a um mundo desconhecido para muitas pessoas: a observação do universo. Esta oportunidade única é oferecida pelo Planetário Albireo, dirigido desde Granada por Malena Sánchez, uma empresária cuja vocação para a divulgação científica a levou a lançar esta iniciativa empresarial há uma década. Este encontro conta também com a Associação Astromares, como exemplo de participação de cidadania ativa.

As atividades do novo projeto europeu, INTREPIDA plus (Internacionalização de Mulheres Empreendedoras de Espanha e Portugal para a Integração, o Desenvolvimento e as Alianças - Segunda fase) iniciaram-se no passado dia 3 de junho.  Trata-se de uma iniciativa liderada pela Fundación Tres Culturas del Mediterráneo, instituição que possui financiamento europeu do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP) e que constitui a continuação e a melhoria do projeto INTREPIDA, que ainda continua em vigor.

A Fundación Tres Culturas del Mediterráneo é a principal beneficiária do projeto INTREPIDA plus, juntamente com os seguintes parceiros de Espanha e Portugal: Diputación de Huelva, Mancomunidad Desarrollo Condado de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR), Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e do Município de Faro. O projeto INTREPIDA plus tem financiamento europeu do programa INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP). 

Estúdio ComunicaçãoEncontroSevilha1EncontroSevilha

 

Esta cerimónia encerra uma intensa semana de atividades que tiveram como tema central promover a acessibilidade e mobilidade no território.

No âmbito das celebrações do Dia da Cooperação Europeia (ECday), a Eurocidade do Guadiana realizou uma cerimónia simbólica de plantação de árvores autóctones junto ao rio Guadiana. As árvores escolhidas foram três oliveiras, que simbolizam a paz e união dos três municípios, foram plantadas no jardim frente ao ferry que liga as duas margens do rio, próximo à antiga alfândega.

Desta forma a área, que em outros tempos serviu de intercâmbio comercial e fronteira fluvial entre países, agora simboliza um ponto de forte conexão e colaboração, enraizada para continuar caminhando juntos como um território cada vez mais unido e próspero.

A cerimónia, inicialmente aberta ao público, foi realizada em forma restrita por razões de prevenção sanitária, estando presentes membros das três cámara municipais,  representantes do projeto EuroGuadiana 2020 e a comunicação social. 

Nas palavras de Remedios Sanchez, vereadora de Eurocidade do Ayuntamiento de Ayamonte: “Comemoramos o Dia da Cooperação Europeia com este ato para que fique constatado a contínua colaboração, compreensão e bom trabalho entre os três municípios, que desde a criação da Eurocidade do Guadiana é ainda mais palpável”.

Por sua vez, Victor Rosa, vereador da área do Ambiente da Câmara de Castro Marim disse “estas oliveiras, símbolos da paz, ainda são pequenas e, tal como à Eurocidade, vamos apoiar para que continuem a crescer, a fortalecer-se e a dar muitos e bons frutos”.

Para encerrar a cerimónia, Luís Romão, diretor da Eurocidade do Guadiana e vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António concluiu “conforme indicado na placa comemorativa, a partir de certo ponto, não há retorno. A nossa colaboração e o trabalho conjunto só podem continuar e melhorar cada vez mais”.

A fronteira entre Espanha e Portugal, a maior e mais antiga da União Europeia, é uma das áreas em que a cooperação europeia intervém para promover coesão territorial e melhoria da qualidade de vida dos cidadãos transfronteiriços.

A Eurocidade do Guadiana recebe apoio europeu através dos Fundos FEDER, especificamente o Programa Interreg, que também comemora 30 anos a funcionar. 

As celebrações em torno do Dia da Cooperação Europeia (21 de setembro) estão a ser realizados paralelamente em inúmeras cidades da União, com esta cerimónia a Eurocidade do Guadiana encerra uma semana de intensa atividade que teve o turismo acessível e inclusivo como tema central.

YMSArvoresEurocidade1ArvoresEurocidade3

 

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática, da República Portuguesa, e o Ministro dos Assuntos Económicos e da Política Climática, dos Países Baixos, assinaram, hoje, 23 de setembro, um Memorando de Entendimento para afirmar a sua intenção de ligar os planos de hidrogénio de Portugal e dos Países Baixos para 2030. O memorando prevê o desenvolvimento de uma cadeia de valor estratégica de exportação-importação, garantindo a produção e o transporte de hidrogénio verde de Portugal para os Países Baixos e o seu hinterland, através dos portos de Sines e de Roterdão.

Portugal e os Países Baixos reforçam, assim, a cooperação bilateral no domínio da energia. Os dois países comprometem-se em dar mais um passo na sua ambição de contribuir para o desenvolvimento do hidrogénio verde na Europa, isto é, de hidrogénio obtido a partir de fontes renováveis. 

Esta cooperação reforçada visa contribuir para os objetivos climáticos da UE, combinando competitividade e sustentabilidade com um forte compromisso político na criação de um verdadeiro mercado internacional do hidrogénio, com regras de mercado que tornem a exportação de hidrogénio uma realidade.

Portugal e os Países Baixos reconhecem a importância crescente que os gases renováveis, em particular o hidrogénio verde, irão desempenhar na descarbonização da Europa. Por conseguinte, ambos os países promoverão e incentivarão a cooperação institucional, para ajudar a desenvolver cadeias de abastecimento para a exportação de hidrogénio verde.  Um primeiro passo será dado unindo esforços para um Important Project of Common European Interest (IPCEI) para o hidrogénio, para o qual os projetos relativos à exportação de hidrogénio verde têm um sério potencial, o que inclui a colaboração relacionada com o projeto âncora de Sines e as atividades no Porto de Roterdão.

Esta parceria com os Países Baixos reforça os compromissos existentes na Estratégia Nacional do Hidrogénio e a vontade de promover uma política industrial baseada em políticas e estratégias públicas que possam ajudar a mobilizar e orientar o investimento público e privado em projetos de hidrogénio, criando assim oportunidades para as empresas e para a indústria.

MAACMinistroAcaoClimatica

A equipa da Eurocidade do Guadiana, composta por técnicos e representantes políticos de Ayamonte, Vila Real de Santo António e Castro Marim, visitou a réplica da Nau Victoria, atracada no Cais de Ayamonte em frente à sede da Eurocidade.

No âmbito das comemorações do Dia Europeu da Cooperação, esta actividade de carácter histórico e cultural quis homenagear o navio que entre 1519 e 1522 deu a primeira volta ao mundo naquela que é considerada uma das maiores façanhas marítimas de todos os tempos.

Nas palavras de Luís Romão, Director da Eurocidade do Guadiana: “Embora não possamos falar que a primeira volta ao mundo fosse uma ação de cooperação, pois é um termo moderno, sim podemos dizer que foi uma soma de forças internacionais: marinheiros castelhanos e portugueses, mas também Italianos, franceses e gregos que fizeram parte desta aventura liderada por Magalhães e finalizada por Elcano. Esta soma de esforços e a superação de obstáculos comuns para um propósito maior, é também o que procuram os três municípios que integram a Eurocidade do Guadiana. Por isso este navio, que hoje navega o nosso rio Guadiana, e o facto histórico que representa, parece-nos o cenário ideal para dar início às comemorações do Dia Europeu da Cooperação”.

Por sua vez, Remedios Sánchez, vereadora de Eurocidade no Ayuntamiento de Ayamonte, acrescentou: “promover a cooperação entre os municípios e a coesão do nosso território é o objetivo principal da nossa Eurocidade. As celebrações deste ano estarão centradas na promoção do nosso território como um destino acessível, especialmente no que diz respeito ao turismo. Lembramos que nos próximos dias 21 e 23 de setembro teremos dois webinars gratuitos para todas as pessoas ligadas ao setor turístico que desejem oferecer serviços mais acessíveis. Também empresas ligadas à navegação, turismo náutico, guias turísticos, etc., são convidados a participar, um destino turístico acessível se constrói entre todos”.

A equipa da Eurocidade deu continuidade ao acto através da visita à nau, a qual oferece um contexto histórico e social da época, bem como a troca impressões com a tripulação, autênticos velejadores que vivem como se fazia há 500 anos atrás. A Nau Victoria ficará no porto de Ayamonte e pode ser visitada até o próximo domingo, 20 de setembro.

YMSNauVictoria1NauVictoria3

A Eurocidade do Guadiana apresentou a agenda das comemorações do Dia Europeu da Cooperação (EC Day) centrada na promoção do seu território como destino turístico acessível.

O Dia da Cooperação Europeia, também conhecido como EC Day, é celebrado todos os anos no dia 21 de setembro nas instituições europeias para comemorar as realizações da cooperação e política de coesão europeias. A Eurocidade do Guadiana, enquanto Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial constituído pelos municípios de Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António, junta-se a esta comemoração com uma completa agenda de atividades que se realizará entre os dias 18 e 25 de setembro.

O eixo principal das celebrações terá como objetivo promover a acessibilidade no território: que os espaços públicos e privados possam ser usufruídos por todas as pessoas, incluindo as que têm necessidades especiais. Para o efeito, serão realizados dois webinars (seminários web), conduzidos pelas duas principais entidades ibéricas do sector: PREDIF e Accessible Portugal, nos dias 21 de setembro (em espanhol) e 23 de setembro (em português), entre outras atividades.

Nas palavras de Luís Romão, director da Eurociudad del Guadiana “como Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial aderimos a esta celebração europeia, recordando todo o caminho que percorremos juntos e os benefícios desta união para os três municípios. Oferecer serviços turísticos acessíveis é uma questão de responsabilidade social, mas também uma oportunidade de negócio que não podemos perder. Queremos que todos os nossos hoteleiros estejam formados e disponiveís para melhorar os seus serviços ”.

Por sua vez, Remedios Sanchez Rubiales, Vereadora de Educação, Cultura e Eurocidade no Ayuntamiento de Ayamonte acrescentou: “um destino acessível é construído por todos nós, não só a administração pública, mas também precisamos das empresas e dos cidadãos para aderirem ao desafio da acessibilidade. Estes webinars vão permitir que os estabelecimentos sejam incluídos gratuitamente na aplicação Tur4all, conhecida como Tripadvisor da Acessibilidade, e isso beneficia não só os seus próprios negócios, mas o destino como um todo ”.

As empresas que, após a realização do webinar, cumpram os requisitos estabelecidos, poderão receber gratuitamente, uma distinção de acessibilidade certificado pelas entidades Predif e Accesible Portugal. O link para a inscrição está disponível nas redes sociais do projeto Euroguadiana em facebook, twitter e instagram.

YMSDayEurociudad1DayEurociudad2DayEurociudad3DayEurociudad4

 

 

Está praticamente concluída a construção do novo Centro de Formação Desportiva da Fuseta, uma infraestrutura dedicada ao desporto escolar olhanense, na vertente dos desportos náuticos, que ficará à disposição de todos os alunos do concelho, mas, também, de todo o Algarve, e do resto do país.

“O repto para a criação desta nova valência do desporto escolar partiu do Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes, a quem compete a sua gestão. Nós acedemos imediatamente a colaborar na concretização deste sonho, ou não fôssemos um concelho onde as atividades desportivas viradas para o mar e para a ria são rainhas”, explica o vereador da Educação, Desporto e Tempos Livres, António Camacho, acrescentando que “o desporto escolar é, por todos os motivos, uma prioridade deste executivo, no que diz respeito à educação dos nossos jovens”.

O Município assumiu a construção deste equipamento, um projeto que rondou os 30 mil euros e se encontra localizado junto à ria, em frente ao Parque de Campismo.

Para além da construção do Centro de Formação Desportiva da Fuseta, a autarquia celebrou com o Agrupamento um contrato-programa de desenvolvimento desportivo no valor de 5 mil euros, que permitiu a aquisição de caiaques.

Para além de espaço para arrumação dos equipamentos, o Centro dispõe de instalações sanitárias, vestiários e duches, de forma a proporcionar aos alunos do concelho condições ótimas para a prática das modalidades náuticas, no cenário privilegiado da ria Formosa.

Mun de Olhão

DesportoOlhao

 

Em contagem decrescente para a corrida de 25 de outubro a contar para o Mundial de Fórmula 1, que se vai disputar no Autódromo Internacional do Algarve, a cidade de Portimão veste-se ao longo desta semana com as cores dos desportos motorizados, tendo preparado um programa de animação inspirado nas competições de alta velocidade.

Sob o lema "Portimão Motor Sports", o programa pretende ser um conceito e uma marca que afirma a cidade como a anfitriã do Autódromo Internacional do Algarve, e que se embeleza para receber de braços abertos os grandes fãs dos desportos motorizados, fazendo questão de mostrar a sua identidade, do património à cultura, sem esquecer a gastronomia.

Saiba tudo aqui.

Mun PortimãoFormula1Portimao

A Câmara Municipal de Loulé vai, hoje no final da tarde, colocar simbolicamente uma camisola rosa na estátua “O Ciclista”, em Loulé, como forma de expressar o seu apoio moral ao ciclista João Almeida que participa no Giro d’Italia, com uma prestação nunca antes alcançada por um português nesta prova.

Numa terra com forte tradição na modalidade de ciclismo, a comunidade louletana quer assim transmitir, na reta final do troféu, uma mensagem de incentivo a este jovem que tem sido uma revelação nesta edição da Volta à Itália, protagonizando momentos que têm feito vibrar todo o País. 

Com apenas 22 anos, João Almeida enverga, desde a terceira etapa do Giro, a camisola rosa de líder. A última vez que um português alcançou tal feito foi em 1989, altura em que o corredor Acácio da Silva conseguiu ser o primeiro a cortar a meta numa das etapas do troféu italiano. É também o atual líder da classificação da Juventude (camisola branca).

O jovem corredor, natural das Caldas da Rainha, igualou o belga Eddy Merckx no número de dias seguidos com a camisola rosa vestida, o que abre boas perspetivas para uma vitória ao serviço da Deceuninck-QuickStep.

Já em 2018, o corredor se tinha destacado em território transalpino, conquistando o segundo lugar no Giro d’Italia Esperanças. Em 2019, sagrou-se Campeão de Portugal em Estrada – Esperanças e Campeão de Portugal de Contrarrelógio – Esperanças. 

Recorde-se que, em 2016, João Almeida participou na Volta ao Concelho de Loulé em Juniores, no seu segundo ano de júnior integrado na equipa da Bairrada, tendo conquistado o 2º lugar da geral e a camisola azul, sangrando-se o rei da montanha. Este ano foi o 9º classificado na Volta ao Algarve

“Os louletanos são desde sempre amantes e apoiantes fervorosos do ciclismo. Não poderíamos ficar indiferentes à prestação deste jovem numa das mais importantes provas velocipédicas em todo o mundo. Queremos desta forma assinalar este momento e manifestar publicamente o nosso apoio ao João Almeida, um atleta que, mais do que uma promessa, é já uma certeza no futuro da modalidade em Portugal”, considera o autarca de Loulé, Vítor Aleixo.

GAP da CM LouléJoaoAlmeidaCiclista

"Formula 1 Heineken Grande Prémio de Portugal 2020" e o "Grande Prémio Meo de Portugal (Moto GP)" apresentam-se com um desafio aliciante para a nossa cidade de Portimão!

Para potenciar o efeito destes eventos criamos o Portimão MotorSports, que, mais do que um conjunto de eventos de animação, pretende ser uma marca que afirma Portimão como a cidade do Autódromo Internacional do Algarve e como uma terra de braços abertos para receber os grandes fãs dos desportos motorizados, que se embeleza para receber quem chega e faz questão de mostrar a sua identidade: património, cultura, gastronomia.

No âmbito do Portimão Motorsports, de 16 a 25 de outubro e de 13 a 22 de novembro, desenvolveremos um conjunto de ações de animação e decoração da cidade, convidando os espectadores a conciliar a assistência às competições com uma visita à nossa cidade.

Fiquem atentos e brevemente descubram tudo em www.portimaomotorsports.pt

Mas informação aqui.

Mun de PortimãoMotorSportsPortimao

Com o regresso da Formula 1® a Portugal, a cerveja Heineken®, patrocinadora principal do Grande Prémio de Portugal 2020, que se realiza no Autódromo Internacional do Algarve, entre os dias 23 e 25 de Outubro, pediu a David Coulthard para conduzir o tão desejado troféu oficial até ao nosso país.

Um regresso simbólico para o lendário piloto, embaixador Heineken® para a Formula 1®, que em 1995 venceu no Estoril, com as cores da Williams-Renault, o primeiro Grande Prémio de Formula 1® da sua carreira.

À chegada a Lisboa, David Coulthard, habituado às grandes pistas internacionais, não teve dúvidas em eleger o típico elétrico da Carris como o meio de transporte ideal para entregar o troféu no SUD Lisboa, onde Heineken® celebrou esta segunda-feira o regresso da maior festa do automobilismo mundial, 24 anos depois da última corrida realizada em território nacional, no Autódromo Fernanda Pires da Silva - Circuito do Estoril.

O emblemático Pedro Lamy, o primeiro português a registar um ponto no Campeonato Mundial de Formula 1® (Grande Prémio da Austrália), e João Carlos Costa, experiente jornalista especializado na área do automobilismo e já uma voz conhecida dos amantes do desporto automóvel, foram duas das principais personalidades da área a marcarem presença nesta ‘grelha de partida’ promovida pela cerveja Heineken®.

Do lado social, também o apresentador Ruben Rua, assim como os atores José Mata e Bárbara Lourenço não faltaram à chamada, enquanto embaixadores da cerveja Heineken®, num evento em que o ator Ricardo Pereira e a mulher, Francisca Pereira, também se mostraram entusiasmados com o warm-up para a prova.

O ponto alto da noite ficou nas mãos de David Coulthard, que apresentou o tão aguardado troféu oficial a todos os presentes, dando assim o sinal de partida para o FORMULA 1 HEINEKEN GRANDE PRÉMIO DE PORTUGAL 2020. Já com luz verde, assinalando que está tudo a postos para a grande corrida, a cerveja Heineken® convida agora os consumidores e fãs de longa data da F1, bem como os novos adeptos e todos os portugueses, a viverem a emoção desta corrida na companhia de uma cerveja Heineken®.

MPRFormula1TrofeuOficialFormula1CampanhaFormula1Campanha1

 

 

Hoje, apoie a Seleção Sub-21: assista ao Gibraltar-Portugal às 18:00, em direto e em exclusivo!

Amanhã, às 15:00, as miúdas entram em ação no campo! Assista ao Famalicão-Benfica da Taça de Portugal feminina.

O fim de semana está cheio de emoções, repleto de jogos do Campeonato de Portugal e da Liga Placard, consulte a nossa grelha e não perca nenhum.

Canal 11

Canal11Futebol

 

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB