Notícias

Grid List

A Câmara Municipal de Silves (CMS) prossegue com a sua estratégia de fomento da prática desportiva através da disponibilização de percursos pedestres a todos os interessados na prática da atividade física na natureza nas vertentes de caminhada/corrida, BTT e cicloturismo.

Os percursos pedestres enquadram-se numa atividade acessível a todos e desenvolvem-se por diversas estradas e caminhos, onde poderá disfrutar de toda a riqueza paisagística do nosso território.

Serão lançados os seguintes percursos até ao final do ano:

» 17 de maio: Percurso Pedestre Geoparque Algarvensis

» 6 de junho: Percurso de BTT Geoparque Algarvensis

» 4 de julho: Percurso Pedestre Área Marinha Protegida de Armação de Pêra

» 17 de Setembro: Percurso de BTT/Ciclável Geoparque Algarvensis

» 10 de outubro: Percurso Pedestre Geoparque Algarvensis

» 5 de dezembro: Percurso de BTT/Ciclável Rota da Laranja

Desenvolvidos de forma autónoma, relembramos que durante os percursos pedestres respeite as normas de segurança e os cuidados ambientais. Na prática do BTT recomenda-se o uso do capacete, assim como não esquecer de levar água.

Os mapas serão disponibilizados, próximo da data do evento, nas páginas do Facebook e Instagram da CMS.

Qualquer esclarecimento poderá ser obtido junto do Setor de Desporto da CMS através do contato telefónico 282 440 800 ou através do email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

GRP do Mun SilvesPercursosSilves

O Dia Internacional da Família é celebrado anualmente a 15 de maio, data escolhida pela Assembleia Geral da ONU, e assinalada pela primeira vez em 1994, com o objetivo de chamar a atenção para a importância da família como núcleo vital da sociedade. Este ano, o Município associa-se às comemorações com a entrega de um vale de restauração às famílias do concelho, no valor unitário de 20 euros. As inscrições podem ser efetuadas no site da autarquia de 15 a 31 de maio.

O Município de Albufeira costuma assinalar o Dia Internacional da Família com um conjunto diversificado de iniciativas abertas à população em geral, com o objetivo de sensibilizar para a importância do amor, respeito e compreensão no reforço dos laços familiares, promovendo vários momentos de convívio ao longo de todo o dia. Este ano, devido à atual situação pandémica, a autarquia optou por afetar parte da verba associada ao vale restauração para ser utilizada nas Comemorações.

Para o efeito, irão ser disponibilizados 2 mil vales de restauração, no valor unitário de 20 euros, para que a população de Albufeira possa ter um momento de convívio, partilha e união familiar, usufruindo de uma refeição num dos vários estabelecimentos de restauração e bebidas do concelho. Para participar, tem que ser residente no concelho de Albufeira e efetuar a respetiva inscrição através do preenchimento de formulário próprio, disponível através do seguinte link:

Formulário de Inscrição "Vale Restauração" Comemoração do Dia Internacional da Família | Portal do Município de Albufeira (cm-albufeira.pt),  até ao próximo dia 31 de maio.

Por cada elemento da família com idade igual ou superior a 10 anos será entregue um vale de restauração, a que se poderá juntar mais um vale por cada dois elementos da família com idade inferior a 10 anos. A entrega dos vales será efetuada pela ordem de inscrição, no Gabinete da Família, após email de confirmação por parte dos serviços, estando condicionada ao número de vales disponíveis. Os vales serão posteriormente descontados nos estabelecimentos de restauração e bebidas aderentes até ao próximo dia 31 de julho. De salientar que o vale será utilizado como forma de pagamento total ou parcial, não havendo lugar a reembolso, no caso do valor da conta ser inferior ao valor do vale. Seguindo a mesma lógica, ficará à responsabilidade do munícipe o pagamento do valor remanescente, sempre que a fatura tenha um valor superior ao do vale de restauração.  

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, sublinha que a iniciativa, que resulta de uma parceria tripartida do Município com a ACRAL – Associação de Comércio e Serviços do Algarve e a AHRESP – Associação da Hotelaria, Restaurantes e Similares de Portugal, tem um duplo objetivo, “por um lado proporcionar às famílias um momento de união e convívio no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Família e por outro, incentivar e dinamizar a economia local num momento de acentuadas dificuldades para as empresas, na sequência dos efeitos económicos e socias resultantes da pandemia”.

Refira-se que também os profissionais que estiveram na linha da frente no combate à Covid-19, e que por esse motivo foram contemplados com a oferta de vales restauração, poderão, caso ainda não o tenham feito, usufruir do vale até dia 31 de julho.

DCRP da CM AlbufeiraDiaFamiliaAlbufeira

“SOMOS TODAS AS CORES” do ceramista e escultor alemão Hein Semke (1899-1995), abrirá a 15 de maio, o novo ciclo de exposições temporárias do Museu de Portimão, assinalando o seu 13º aniversário e igualmente a Semana da Interculturalidade.

A exposição revela-nos um conjunto de trabalhos de pintura, desenho, monotipia, escultura e xilogravura de uma enorme diversidade cromática, realizados pelo artista em Portugal, entre 1963 e 1976, previamente seleccionados de entre a coleção de mil seiscentas e setenta e duas obras originais de Hein Semke, resultantes da excecional e generosa doação de Teresa Balté, ao Museu de Portimão.

A multifacetada, experimental e colorida forma de tratar o rosto, o corpo e a figura humana, em especial a feminina, são a temática fulcral desta nova mostra com curadoria de José Gameiro , que igualmente nos dá a conhecer a criativa espontaneidade e capacidade de expressão, o humor, o prazer de experimentar e desafiar que acompanha toda a obra de Hein Semke.

CM de PortimãoExposicaoPortimao1

A Câmara Municipal de Aljezur apoia a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Aljezur, com um pacote financeiro no valor de 52.234,84€ (cinquenta e dois mil duzentos e trinta e quatro euros e oitenta e quatro cêntimos), para melhorar a qualidade do socorro prestado pelo Corpo de Bombeiros, no Concelho de Aljezur.

Este apoio financeiro, contempla a aquisição de equipamento de salvamento e desencarceramento, nomeadamente uma tesoura, um expansor e extensor/macaco, e a reparação do Veículo Tanque Tático Urbano VTTU-02, que necessita de uma grande intervenção para ficar operacional.

O apoio contempla ainda uma verba para a permanência de um graduado, para exercer as funções de 1º COS, durante os meses de junho, julho, agosto e setembro, como reforço nas fases III e IV do DECIR, bem como para implementar novas ferramentas/software de Gestão e Comando do Corpo de Bombeiros e do Sistema Integrado de Gestão de Operações.

Esta medida de apoio permitirá à Corporação dos Bombeiros Voluntários de Aljezur, responder à sua exigente missão, de salvaguardada e proteção das pessoas e bens, aumentando a resiliência para o nosso concelho e para a nossa região. Este esforço financeiro, enquadra-se na política de tornar Aljezur, mais resiliente, mais segura e onde o Corpo de Bombeiros tem e desempenha um papel fundamental, sendo assim possível aumentar a operacionalidade com reforço dos recursos humanos e a coordenação operacional, técnica e logística, para este período que agora se inicia, com o aumento das ocorrências e pedidos de socorro em todas as áreas.

Mun de AljezurBombeirosAljezur

O Município de Olhão já terminou a preparação da próxima época balnear no concelho. Os serviços técnicos da Autarquia iniciaram os trabalhos de manutenção e reparação no início de abril, estando já praticamente terminados. As praias Armona Mar, Armona Ria, Fuseta Mar, Fuseta Ria e Cavacos estão prontas a receber os visitantes que pretendam usufruir destes espaços de exceção.
 
Os melhoramentos nas cinco praias do concelho consistiram na manutenção e reparação dos equipamentos de apoio, como bancos de descanso, painéis informativos, sinalética, mastros de bandeiras, passadiços, instalações sanitárias e de apoio aos serviços de vigilância, bicas de água, lava pés ou montagem de boias para proteção dos banhistas. Em colaboração com os Bombeiros Municipais, também foi feita a manutenção das bocas de incêndio e cartéis existentes na Ilha da Armona.
 
Nos trabalhos estiveram envolvidas as equipas técnicas municipais de pintura, carpintaria, serralharia, trânsito e de apoio à época balnear. Esta última garante que antes, durante e depois da época de verão são desenvolvidos todos os trabalhos necessários para o bom funcionamento destes locais.
 
Nesta época balnear, que se inicia a 1 de junho, o acesso aos areais continuará a ter restrições impostas pela Direção Geral da Saúde devido à pandemia de covid-19, pelo que a chegada à praia e à agua far-se-ão mediante setas que indicam os sentidos de circulação. Em colaboração com a Docapesca, o Município procedeu também à pintura de sinalética nos cais de embarque de Olhão e da Ilha da Armona.
 
E porque os melhoramentos não devem cingir-se às praias, também os parques infantis aí situados foram alvo de melhorias - como aconteceu com o parque da Ilha da Armona -, que incluíram a limpeza do areal no interior do parque, a reposição de areia, pinturas e reparação de todos os equipamentos ali existentes.
 
O Município de Olhão deseja a todos os que escolherem as praias do concelho na próxima época balnear, umas ótimas férias, cumprindo as regras.
Mun de Olhão
PraiasOlhao1PraiasOlhao2

A Fundação AIP irá realizar, entre os dias 4 e 6 de junho, o grande evento de turismo em 2021, a Bolsa de Viagens powered by BTL, um evento com venda direta ao público, onde os visitantes poderão comprar as suas férias, destinado, essencialmente, ao turismo nacional.

A entrada é gratuita, mediante inscrição no site da BTL, e os visitantes poderão encontrar um mundo de oportunidades de férias e escapadinhas de fim-de-semana focadas no destino Portugal, com a promoção e divulgação de pacotes de viagens por parte dos operadores do setor do turismo e de autarquias de norte a sul do país e ilhas.

Para os indecisos, para aqueles que gostam de explorar todas as oportunidades e para os que ainda não marcaram as suas férias de verão, na Bolsa de Viagens powered by BTL, os visitantes podem escolher, diretamente com os municípios e com as empresas do setor, onde passar férias no país, podendo explorar oportunidades em turismos locais, agroturismos, enoturismo, operadores turísticos e animação.

Depois do cancelamento da edição 2021 da BTL, a Bolsa de Viagens powered by BTL apoia o esforço do setor do turismo em Portugal de consolidar a retoma económica, incentivando os portugueses a escolher viajar no nosso país em 2021. Não haveria melhor forma de o fazer do que com este evento, que promove e vende o destino nacional, tão necessário para a dinamização do setor.

É, assim, esperado o envolvimento e participação de municípios, entidades públicas e privadas, para que possam promover o turismo nacional, num esforço conjunto para o relançamento do setor em Portugal.

A Bolsa de Viagens powered by BTL será organizada pela Fundação AIP e terá lugar na FIL – Centro de Congressos e Exposições de Lisboa – Parque das Nações de 4 a 6 de junho de 2021.

*A Fundação AIP tem implementado um Plano de Contingência que segue as diretrizes da DGS – Direção Geral de Saúde e da UFI, adaptado a todos os eventos, feiras e congressos que organiza.

FIL - BTLBolsaViagens1

 

Turismo sustentável debatido em Fórum de Alto Nível - No dia 14 de maio, sexta-feira, às 9h00 (hora local), tem lugar, no Porto, o Fórum de Alto Nível para um Turismo Sustentável. Na sessão de abertura participam o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, o Comissário Europeu para o Mercado Interno, Thierry Breton, a Comissária Europeia responsável pela Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, e o Comissário Europeu para o Ambiente, Oceanos e Pescas, Virginijus Sinkevičius. O Fórum de Alto Nível para um Turismo Sustentável pretende debater o futuro do setor e divide-se em três painéis de discussão sobre competências; transição digital e inovação; coesão territorial e inclusão social, na perspetiva de sustentabilidade. Vai também realizar-se uma sessão plenária com organizações internacionais. Da parte da tarde, as conclusões dos debates serão apresentadas na reunião de Ministros do Turismo da União Europeia. Os 27 Estados-Membros irão também debater uma visão estratégica de médio e longo prazo, de acordo com o conceito de turismo sustentável, e que preveja a implementação de instrumentos como a Agenda UE de Turismo 2030/2050. https://www.2021portugal.eu/pt/noticias/forum-de-alto-nivel-para-um-turismo-sustentavel-reuniao-de-ministros-do-turismo-da-uniao-europeia/

http://www.turismodeportugal.pt/SiteCollectionDocuments/ppue-2021/programme-high-level-forum-14-may-2021.pdf

Procura de britânicos por viagens para Portugal “explodiu” - Segundo a eDreams, ao longo da última semana a procura por viagens para Portugal por parte dos cidadãos do Reino Unido “explodiu” de forma significativa, demonstrando que o nosso país continua a ser um dos favoritos dos britânicos. A eDreams, agência de viagens online, partilhou dados extraídos da sua plataforma que demonstram que a procura de viagens para Portugal por parte dos britânicos está mais reforçada do que nunca. Após a adição do nosso país à “Green List” do Reino Unido (que indica para que países os residentes podem viajar) em apenas dois dias, entre 7 e 9 de maio o número de buscas por viagens para Portugal por parte de residentes no Reino Unido aumentou 387%.

Academia AHRESP: marque na sua agenda - Na próxima semana decorrem vários workshops e formações através da Academia AHRESP. No dia 18 de maio acontece o workshop Comunicação Assertiva no Atendimento ao Cliente, no âmbito do programa Melhores Empresários, Melhores Negócios, promovido pela AHRESP com a CTP. E nos dias 18, 19 e 21 de maio será a vez do Módulo Prata do programa Saber Servir Cerveja, promovido pela AHRESP, APCV – Cervejeiros de Portugal e APTCM – Associação Portuguesa dos Técnicos de Cerveja e Malte.

https://ahresp.com/eventos/saber-cerveja/https://ahresp.com/eventos/melhores-empresarios-melhores-negocios-2/

Comissão Europeia aprova APOIAR.PT Madeira – A Comissão Europeia aprovou uma ajuda estatal de Portugal, no valor de 22 milhões de euros, para apoiar micro, pequenas e médias empresas da Região Autónoma da Madeira. Denominada APOIAR.PT Madeira, esta ajuda pública assume a forma de subvenções diretas e estará disponível para as empresas que operam nos setores mais severamente afetados pelo impacto económico gerado pela pandemia e que tenham sofrido uma queda do volume de negócios de pelo menos 25% em 2020, em comparação com o mesmo período em 2019.

https://www.portugal2020.pt/content/ce-aprova-ajuda-estatal-de-22-me-para-micro-e-pme-da-madeira

Setor do turismo pode responder “rapidamente” - António Costa Silva, presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento (CNA) do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) disse, em entrevista à agência Lusa, que o turismo “pode responder muito rapidamente” à crise pandémica vivida, se os números da pandemia em Portugal se mantiverem. Sobre o problema de descapitalização das empresas, Costa Silva reconheceu o “problema sério” e deixa o alerta: tem de ser corrigido, “apostando claramente não só no sistema bancário que existe (…) como mudando o paradigma de capitalização das empresas”. Consulte o Site da AHRESP.

Algarve vai à Feira Internacional de Turismo, em Madrid – Entre os dias 19 e 23 de maio a Região de Turismo do Algarve vai estar na FITUR (Feira Internacional de Turismo), em Madrid, promovendo assim o destino a nível internacional. Entre as principais propostas que o Turismo do Algarve vai apresentar na 41.ª Fitur estão as paisagens da região e as águas cristalinas das praias algarvias, os costumes e as tradições locais e as atividades ao ar livre como ciclismo ou caminhadas que se podem realizar no destino.

MEDIDAS AHRESP

Como devem funcionar os serviços nos Alojamentos Turísticos - A Secretaria de Estado do Turismo emitiu um esclarecimento sobre a aplicação da Resolução do Conselho de Ministros n.º 45-C/2021, de 30 de abril, nomeadamente quanto aos horários de funcionamento do  serviço de refeições nos Alojamentos Turísticos e quanto aos serviços de SPA e piscinas inseridas em Alojamentos Turísticos. Para consulta integral destas e outras dúvidas no esclarecimento da Secretaria de Estado do Turismo, consulte o site da AHRESP.

Flexibilização do acesso à Linha de Apoio à Qualificação da Oferta Turística – Numa fase em que as empresas da Atividade Turística concentram os seus esforços na atração de consumidores e na manutenção dos seus negócios, é essencial que existam linhas de apoio ao investimento para impulsionar a recuperação da atividade turística. Neste momento, o principal instrumento financeiro de apoio ao investimento destinado às empresas turísticas é a Linha de Apoio à Qualificação da Oferta, promovida pelo Turismo de Portugal, em parceria com o sistema bancário. No entanto, esta Linha é direcionada exclusivamente para investimentos nas áreas da sustentabilidade e da acessibilidade, sendo que, para poderem apresentar uma candidatura, todos os projetos devem obter uma pontuação global mínima nestas duas áreas. Pese embora a AHRESP reconheça a importância destas duas componentes na requalificação dos estabelecimentos turísticos, consideramos que os critérios de acesso à Linha de Apoio à Qualificação da Oferta devem ser flexibilizados, para que este apoio financeiro possa chegar a maior número de empresas possível e funcionar como um mecanismo de incentivo à retoma da atividade, potenciando assim mais investimento.

Vacinação dos profissionais da Hospitalidade – Esta semana atingiu-se o número de 4 milhões de vacinas dadas em Portugal e neste momento já podem ser agendadas as vacinações de pessoas a partir dos 55 anos de idade. A AHRESP considera fundamental pensar de forma séria e atempada a possibilidade de vacinar os profissionais de turismo das regiões do país mais dependentes deste setor. Na Madeira, a vacinação de 25 mil profissionais de turismo da região continua a decorrer.

https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/05/11/vacinacao-contra-a-covid-19-25/

https://www.madeira.gov.pt/Governo-Regional-Madeira/ctl/Read/mid/4829/InformacaoId/101348/UnidadeOrganicaId/9/CatalogoId/0

https://covid19.min-saude.pt/pedido-de-agendamento/

Apoios das Autarquias – Em sequência das reuniões que a AHRESP tem promovido junto das autarquias nacionais, com o objetivo de as sensibilizar para a adoção de medidas de apoio às empresas turísticas, foi criada uma área reservada aos associados no site da AHRESP, onde é possível consultar os apoios disponibilizados por cada um dos municípios. Veja aqui que apoios têm as empresas do seu concelho: Consulte o Site AHRESP.

AHRESP AHRESPLogotipo

A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, I.P. (AGIF, I.P.), o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P. (ICNF, I.P.) e o ForestWISE - Laboratório Colaborativo para Gestão Integrada da Floresta e do Fogo apresentam hoje os projetos áGiL e a primeira fase da Plataforma Interoperável do Sistema de Gestão Integrada de Fogoso Rurais.

Promovido pelo ICNF, o áGiL é um projeto-piloto, com recurso a imagens LiDAR, para a gestão do território, da floresta e dos fogos rurais, cujos resultados e a avaliação dos produtos cartográficos gerados contribuirão para o desenho da primeira cobertura nacional de dados LiDAR.

O áGiL visa gerar cartografia sobre a quantidade, a densidade e a estrutura do combustível, que permita avaliar a biomassa, o material lenhoso, o ecossistema, o carbono armazenado, o edificado e outras infraestruturas, e definir as áreas prioritárias de intervenção, nas áreas florestais e na interface urbano-florestal. Incide sobre sete territórios-alvo predominantemente florestais que possuem infraestruturas e edifícios, abrangendo cerca de 45 mil hectares nomeadamente: Parque Florestal de Monsanto (concelho de Lisboa), Mafra, Pombal, Sintra e Cascais, Proença-a-Nova e Oleiros, Serra da Lousã e Vila Pouca de Aguiar.

A cartografia produzida permitirá o planeamento da utilização da biomassa, potenciando a sua gestão sustentável, contribuindo para a conservação dos recursos florestais e habitats que lhe estão associados. O áGIL é promovido e financiado pelo ICNF, através do Fundo Florestal Permanente, e desenvolvido pelo Laboratório Colaborativo para Gestão Integrada da Floresta e do Fogo - ForestWISE, em articulação com a AGIF, tendo tido início em abril de 2020 e será concluído em junho de 2021. Através duma aplicação geográfica, “localizada” na página internet do ICNF, os dados LiDAR serão disponibilizados publicamente, para a comunidade técnica e científica.

Exemplo de dados LiDAR:

Lançamento da primeira Plataforma de Interoperabilidade do SGIFR (PLIS),

A AGIF iniciou em 2020 o desenvolvimento da Plataforma de Interoperabilidade do SGIFR (PLIS), tal como preconizado no Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais. A PLIS visa resolver o problema de interconexão dos dados e irá contribuir para uma melhoria substancial dos Sistemas de Informação e Comunicação, agregando informação de várias entidades, facilmente disseminada e apreendida resultando numa visão global dos processos e atividades.

A PLIS representa uma evolução funcional, organizacional e tecnológica, permitindo que todas as entidades interajam, partilhem informação, comuniquem entre si e com o cidadão. A PLIS estabelecerá também a base essencial para o desenvolvimento futuro na AGIF dos sistemas de apoio à decisão, apoio à gestão, e de governação do SGIFR, no âmbito da missão e das responsabilidades que lhe são atribuídas na RCM 12/19.

A PLIS divide-se em quatro fases:

  1. 1)  Levantamento da situação atual e envolvimento das entidades;

  2. 2)  Arquitetura (análise de requisitos, desenho da arquitetura do sistema e elaboração de

    caderno de encargos para o desenvolvimento);

  3. 3)  Desenvolvimento do PLIS;

  4. 4)  Implementação (capacitação, divulgação). Ao longo de cada uma das quatro fases

    perspetiva-se o desenvolvimento de plataformas operativas específicas devidamente integradas na arquitetura do PLIS, no âmbito das competências das entidades participantes, que asseguram resultados (quick wins) e acrescentam, no imediato e a médio prazo, valor ao SGIFR.

A Fase 1 do projeto está concluída e teve como objetivo o levantamento da situação atual, em matéria de tecnologia e informação, de forma a definir a realidade existente e criar a base para o processo de integração posterior.

Foi executado um trabalho (em parceria com o INESC TEC) de Arquitetura Empresarial focado nas dimensões da Arquitetura Informacional (as entidades informacionais - dados, estruturas e metadados), da Arquitetura Aplicacional (as aplicações informáticas que suportam e manipulam as entidades informacionais) e da Arquitetura Tecnológica (sistemas tecnológicos de suporte, como SGBD, sistemas operativos, servidores). Deste modo identificaram-se, para cada entidade, os seguintes elementos:

  • Dados primários criados ou processados por cada entidade;

  • As fontes de dados a que cada entidade acede para obter dados e informação;

  • Os mecanismos de qualidade dos dados;

  • A disponibilização de dados e a forma de acesso aos mesmos;

  • A política de acesso, nos casos em que existe; e,

  • As principais aplicações informáticas que lidam com todos esses dados.

Para mais informação: https://www.agif.pt/pt/mais-informacao-partilhada-melhor-gestao-e-tomada-de-decisao

ICNFGestaoFogosRurais

Ao ATPL Plus, a escola junta agora os cursos ATPL Modular (E-learning), ATPL Blue e ATPL Red, a preços mais competitivos, com o intuito de assegurar que a pandemia não destrói o sonho dos candidatos

A Global Flight School (GFS), escola de aviação de assinatura portuguesa, acaba de adicionar ao seu portefólio três cursos de Piloto de Linha Aérea: o ATPL Modular (E-Learning), o ATPL Blue e o ATPL Red. Estas novas opções formativas surgem com custos mais acessíveis e a possibilidade de financiamento até 100% para tentar contornar as dificuldades impostas pela Covid-19.

A aviação comercial atravessa uma crise sem precedentes, mas as autoridades internacionais perspetivam uma recuperação gradual já a partir do próximo ano e estimam que o setor necessite de recrutar 500 mil pilotos nos próximos 10 anos.

Para dar resposta a esta necessidade do mercado, e perante o atual contexto socioeconómico, esta foi a resposta que a GFS encontrou para continuar a oferecer a melhor solução para a obtenção da licença de Piloto de Linha Aérea a todos os que pretendem abraçar esta profissão. Neste sentido, ao seu produto-estrela, o ATPL Plus, a escola adiciona agora as alternativas ATPL Blue, ATPL Red e a versão e-learning, o ATPL Modular, com ajustes no preço na ordem dos 12% e dos 24%.

ATPL Modular (E-Learning) (custo total 54.000€) 

  • 867:00 horas de teoria em Lisboa
  • 200:00 horas de voo real sem recorrer a simuladores
  • 8:00 horas de Mockup, Airbus A320
  • 20:00 horas de Full Flight Simulator Airbus A320 - MCC
  • UPRT - Upset Prevention and Recovery Training ao comando de um avião acrobático
  • Acompanhamento personalizado por instrutores de elite.

ATPL Blue (custo total 65.000€)

  • 832:30 horas de teoria em Lisboa
  • 162:00 horas de voo real sem recorrer a simuladores
  • 40:15 horas num simulador FNPT II
  • 15 horas de MCC num FNPT II
  • UPRT - Upset Prevention and Recovery Training ao comando de um avião acrobático
  • Acompanhamento personalizado por instrutores de elite.

ATPL Red (custo total 75.000€)

  • 832:30 horas de teoria em Lisboa
  • 200:00 horas de voo real sem recorrer a simuladores
  • 8:00 horas de Mockup, Airbus A320
  • 20:00 horas realizadas num Full Flight Simulator Airbus A320 - MCC
  • UPRT - Upset Prevention and Recovery Training
  • Acompanhamento personalizado por instrutores de elite.

ATPL Plus (custo total 85.000€) 

  • 995:00 horas de teoria em Lisboa
  • 119:30 horas de briefings e debriefings
  • 210:00 horas de voo real sem recorrer a simuladores
  • 8:00 horas de Mockup, Airbus A320
  • 20:00 horas de Full Flight Simulator Airbus A320 - MCC
  • Câmara Hipobárica
  • UPRT - Upset Prevention and Recovery Training ao comando de um avião acrobático
  • Acompanhamento personalizado por instrutores de elite.

Ao longo do último ano estivemos atentos ao mercado, auscultámos os nossos alunos e potenciais candidatos, e percebemos as dificuldades crescentes em fazer face ao investimento na formação. É certo que ser piloto de linha aérea continua a ser uma das profissões com maior prestígio, empregabilidade e remuneração, mas tínhamos obrigatoriamente de nos adaptar sem, no entanto, comprometer os elevados padrões de qualidade e rigor pelos quais somos reconhecidos. Pretendemos continuar a formar um mínimo de 75 pilotos por ano e manter o estatuto de referência no panorama nacional a este nível, afirma Nélio Fidalgo, Presidente do Conselho de Administração da GFS.

Os novos cursos oferecem uma composição e carga horária acima dos mínimos exigidos pela entidade que superintende a formação de pilotos (EASA - European Union Aviation Safety Agency) e, ainda assim, comparativamente às restantes escolas de aviação portuguesas, propõem um menor tempo de formação (20 meses).

Para mais informações visite https://gfs.pt/

TaylorGlobalFlitchtSchool

Após o sucesso das edições anteriores, cujas vagas esgotaram na primeira semana, a Associação Cervejeiros de Portugal abre inscrições para a terceira edição do Módulo Prata da iniciativa “Saber Cerveja - Academia da Cerveja”. Subordinada ao tema “Saber Servir Cerveja” esta iniciativa é destinada exclusivamente a profissionais do setor Horeca  e as inscrições já estão abertas no site da AHRESP.

Tendo em conta as circunstâncias atuais, a terceira edição continuará a ser lecionada via digital e vai realizar-se nos próximos dias 18, 19 e 21 de maio entre as 15h00 e as 18h30, totalizando 10h30 de formação. O Módulo de Prata, que tem como objetivo elevar o nível de base sobre a cerveja aos profissionais que a manuseiam, na arte de a saber servir, já contou com mais de 50 participantes em edições anteriores. A Academia da Cerveja conta com os melhores experts no sector, desde Beer Sommeliers acreditados a Cervejeiros que atuam no território nacional, sendo uma referência no mundo da Cerveja.

O Módulo Prata - “Saber Servir Cerveja” fornece toda a informação sobre cerveja bem como todas as regras e técnicas de um serviço de excelência. O curso contempla 6 temáticas: A História da cerveja (1,5 horas), as Matérias primas e etapas principais do processo cervejeiro (2 horas), os Tipos de cerveja e os estilos que as distinguem (2 horas), Manusear e servir cerveja e Ritual de Serviço (1,5 horas), Prova / Estilos / principais off-flavours (2,5 horas) e o Exame final on-line (1 hora).

O “Saber Cerveja - Academia da Cerveja” é uma iniciativa dos Cervejeiros de Portugal em parceria com a APTCM - Associação Portuguesa dos Técnicos de Cerveja e Malte, responsável pelos conteúdos técnicos, a AHRESP - Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, responsável pela organização e logística das ações de formação junto dos profissionais do setor, e do Turismo de Portugal e respetivas Escolas de Hotelaria e Turismo, a quem caberá a certificação de cada ação de formação. 

Além do módulo de Prata, estas formações contam ainda com mais duas categorias de cursos: o Módulo Gold – “Saber Comunicar Cerveja”, que irá decorrer já no próximo mês de junho, e do Módulo Platina -  “Saber recomendar Cerveja”, que irá ilustrar boas práticas no que respeita a harmonização de cerveja com a gastronomia ou degustação dos diferentes tipos de sabores.

O acesso ao  Módulo Prata tem um valor total de 10€ + IVA (12,30€) para empresas associadas da AHRESP e de 30€ + IVA (36,90€) para empresas não associadas.

Sobre os Cervejeiros de Portugal:

Com mais de 30 anos, a APCV – Cervejeiros de Portugal é uma Associação de setor, sem fins lucrativos, que representa as empresas que, em território nacional, exerçam a indústria da produção e/ou enchimento de cerveja. Os Cervejeiros de Portugal têm como principais objetivos ser a voz da Indústria Cervejeira Nacional em Portugal, junto da União Europeia e de organizações internacionais e apoiar política e legislativamente o setor em todas as suas vertentes, incrementar e fortalecer a produção sustentada de cerveja, garantir à Indústria Cervejeira Portuguesa o direito de ser competitiva e inovadora e promover a responsabilidade do setor em relação ao Ambiente, Segurança Alimentar, Saúde & Nutrição e Comunicação Comercial. https://www.cervejeirosdeportugal.pt/

HK StrategiesCervejeirosPortugal

O projeto PRIMING, que tem como objetivo compreender o impacto da obesidade materna na ativação e estimulação do sistema imunitário da criança induzido pela microbiota intestinal ao longo do primeiro ano de vida, da autoria de uma equipa de investigadores do i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto –, foi o vencedor da 2.ª edição da Bolsa Nacional para Projetos de Investigação, atribuída pela Biocodex Microbiota Foundation. A Prof.ª Doutora Benedita Sampaio Maia e a sua equipa* vão receber um apoio financeiro de 25 mil euros para desenvolverem o projeto. 

"Através do estudo aprofundado do papel da microbiota intestinal disbiótica (desequilibrada) transmitida pela mãe obesa na ativação e estimulação do sistema imunitário da criança, esperamos compreender melhor o papel do microbioma na indução de doenças metabólicas", afirma a Prof.ª Doutora Benedita Sampaio Maia. Revela ainda que, "os resultados da investigação podem também abrir caminhos para o desenvolvimento de meios de diagnóstico precoce e de estratégias terapêuticas inovadoras e personalizadas, como por exemplo, a manipulação da microbiota intestinal desde os primeiros dias da vida", e, portanto, mais eficazes. 

Segundo a investigadora do i3S e professora da Faculdade de Medicina Dentária da UP, "no início da vida, a aquisição, maturação e estabelecimento do microbioma são moldados por interações entre o hospedeiro e os microrganismos, nas quais a mãe parece desempenhar um papel fundamental como uma das fontes mais importantes de microrganismos para a criança".  

De acordo com a evidência científica atual, o peso materno é o fator não relacionado com o bebé que mais influencia o desenvolvimento da obesidade na infância e ao longo da vida. A Prof.ª Benedita Sampaio Maia sublinha que "a transmissão da microbiota com potencial de promover a obesidade (obesogénica) entre mãe e filho tem sido sugerida como uma possível via de transmissão intergeracional da obesidade". E acrescenta que "como o início da vida representa uma janela crítica para a estimulação imunitária, a aquisição de uma microbiota intestinal desequilibrada (disbiótica) pode comprometer o desenvolvimento de um sistema imunitário saudável. Assim, o processo de transmissão microbiana poderá comprometer a saúde da criança ao longo da sua vida e de gerações futuras. 

Para desenvolverem esta investigação, os autores vão avaliar uma coorte prospetiva de filhos de mães saudáveis ou obesas. O microbioma de amostras fecais de crianças colhidas 1, 6 e 12 meses após o parto será caracterizado e utilizado para estimular in vitro células dendríticas derivadas de monócitos de dadores de sangue saudáveis.  

A investigação do i3S/UP será desenvolvida por uma equipa multidisciplinar com experiência em áreas como a Microbiologia, Ginecologia/Obstetrícia, Biologia, Bioquímica e Medicina Dentária, em colaboração com as Faculdades de Medicina e Medicina Dentária da Universidade do Porto, o Hospital Universitário de São João e a Faculdade de Medicina Dentária das Vrije Universiteit e Universiteit van Amsterdam (ACTA). 

O tema escolhido para os projetos candidatos à edição 2020/2021 da Bolsa Nacional Para Projetos de Investigação foi a "Microbiota Gastrointestinal e o Sistema Imunitário". Os projetos foram avaliados por um júri independente constituído pelos quatro membros do Comité Científico da Biocodex Microbiota Foundation em Portugal, que escolheram a investigação do i3S entre uma short list de 14 candidaturas. 

No ano passado, a Bolsa tinha como tema a "Microbiota Humana na Saúde e na Doença" e foi atribuída a um projeto de investigação que visava a identificação de perfis específicos de microbiota e metabolitos que possam prever melhores terapêuticas para os doentes com Espondilartrite (SpA) e a Artrite Reumatoide (AR), da autoria dois investigadores da NOVA Medical School | Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, a Prof.ª Doutora Ana Faria e o Prof. Doutor Fernando Pimentel-Santos.

Em breve será anunciado o tema e protocolo para as candidaturas da próxima Bolsa. 

TRBiocodexEquipa

O Comando Territorial de Viana do Castelo, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Arcos de Valdevez, no dia 11 de maio, recuperou diversos objetos em ouro furtados de uma residência, no concelho de Ponte de Lima.

No decorrer de uma investigação por furto em residência, os militares da Guarda apuraram que tinham sido furtados diversos artigos em ouro, no valor estimado de 30 mil euros. No decorrer das diligências policiais foi identificada a autora do furto, uma mulher de 38 anos, e recuperada a maioria das peças de ouro furtadas, tendo sido apurado que alguns dos artigos furtados já tinham sido vendidos pela suspeita.

A mulher foi constituída arguida, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Ponte de Lima.

GNR-DCRPGNROuroPonteLima

A Fundación Tres Culturas celebra o Dia da Europa conectando Espanha e Portugal através da criação de uma rota turística pelo Alentejo. A empresária espanhola Mar Villalba percorre em carro elétrico uma parte do Alentejo que inclui visitar uma seleção de empresárias portuguesas de 10 a 14 de maio de 2021.

Completam-se 71 anos desde que, em 9 de maio de 1950, Robert Schuman, Ministro francês dos Negócios Estrangeiros, anunciou o projeto de integração da União Europeia. A Fundación Tres Culturas do Mediterrâneo junta-se a este importante projeto de união e paz na Europa através de uma cooperação mais estreita entre países vizinhos como Espanha e Portugal.

No âmbito do projeto INTREPIDA plus, do qual a Fundação é coordenadora juntamente com os restantes sócios desta parceria, e com o apoio do programa Interreg POCTEP Espanha-Portugal, arranca uma atividade que conjuga empreendedorismo e turismo intitulada de Conexão INTREPIDA.

A empresária espanhola Mar Villalba, responsável pela Associação Mi Ruta Responsable, inicia a 10 de maio de 2021 uma viagem emocionante que, saindo de Sevilha (Andaluzia), permitir-lhe-á descubrir vilas e cidades fascinantes do Alentejo como Pedro do Corral, Redondo, Campo Maior, Arraiolos, Elvas, Cabeço de Vide, Marvão e Évora.

Este itinerário servirá de base à construção de uma rota turística pelo Alentejo onde integrará aspetos relacionados com a cultura e património histórico, além de visitar uma seleção de empresárias que oferecem produtos e serviços com o denominador comum de qualidade, inovação, tradição e empreendedorismo feminino.

Sob o título de Conexão INTREPIDA enquadram-se as cooperações que surgem entre as empresárias de ambos os países, tais como este itinerário que surgiu graças aos espaços de networking do I fórum empresarial INTREPIDA plus realizado em Sevilha durante o mês de outubro de 2020. Neste encontro, uma seleção de até 80 empresárias de Espanha e Portugal tiveram a oportunidade de se encontrar durante dois dias para trabalhar em possíveis acordos, aprender mutuamente e encontrar inspiração para a sua carreira profissional e pessoal.

Mar Villalba, que já publicou um roteiro turístico em carro elétrico desde Cortegana (Andaluzia) até Alejezur (Algarve), dirige-se agora ao Alentejo com uma forma de deslocar-se mais respeitosa para com o meio ambiente e onde se encontrará com as seguintes empresárias portuguesas: Manuela Marques da Olaria Bulhão (cerâmica),  Eduarda Tavares da Courela de Zambujeiro (Vinho do porto e azeite), Maria do Céu da Na Sombra do Alentejo (turismo sustentável), Alpendre (restauração), Isabel Diogo da Sempre Noiva (Tapetes de Arraiolos), Joana García da Queijaria Monte da Vinha (queijos), Ana Isabel Pereira da Horta do Muro (alojamento turístico), Paula Carvalho da Discover Alentejo (turismo e cultura), Ana Paula Leitão da Água Mole (cosmética natural), Catarina Machado da Mercearia de Marvão (gastronomia), Teresa Rita Mila Barrocas de Moinho de Pisões (alimentação), Ana Rita Guerreiro de Alentejo Natural (alimentação), Isabel de Mello da Quinta da Espada (alojamento turístico) e Delfina Marques da Capote’s Emotion (moda).

Esta seleção de empresárias é uma amostra do enorme potencial que tem a região do Alentejo, que juntamente com as regiões do Algarve e da Andaluzia estão presentes no projeto INTREPIDA plus através de todas as empresas já aderentes a esta iniciativa de cooperação transfronteiriça. O projeto INTREPIDA plus é a segunda fase de uma iniciativa criada em 2017 e que visa promover uma maior internacionalização das empresas geridas por mulheres situadas na Eurorregião (Alentejo, Algarve, Andaluzia). O projeto desenvolve diferentes ações que incrementam a visibilidade das empresas geridas por mulheres através de um guia digital para empresárias, visitas a empresas, fóruns de trabalho, B2B e diversos encontros que aproximam empresárias e cidadãos por meio de encontros INTREPIDA, promovendo assim um consumo consciente e responsável.

Cabe destacar nesta atividade específica o trabalho dos sócios do projeto no Alentejo: NERE  (Núcleo Empresarial da Região de Évora) e NERPOR-EA Núcleo Empresarial da Região de Portalegre. Além desses sócios a Fundación Tres Culturas conta com a Diputación de Huelva, a Mancomunidad Condado de Huelva e o Município de Faro no Algarve. O projeto INTREPIDA plus conta com financiamento europeu do programa INTERREG V A Espanha-Portugal (POCTEP).

Mais informações sobre o projeto INTREPIDA plus www.tresculturas.org/intrepida

Fundação Três Culturas TresCulturasMariaCeuIsabelTresCulturasEduardaZambujeiroTresCulturasMarVillalba

A Eurocidade do Guadiana entregou, durante a gala online realizada por ocasião do Dia da Europa, o primeiro prémio de Cooperação Transfronteiriça aos responsáveis ​​pelo serviço de ferry que liga os municípios de Ayamonte e Vila Real de Santo António.

Francisco Santos, em representação da empresa sediada em Portugal, agradeceu o reconhecimento e sublinhou que “para as empresas, os seus parceiros e o colectivo de trabalhadores, este prémio é um estímulo que ajuda a ultrapassar as actuais dificuldades que até têm motivado a interrupção do serviço”.

Juan Valenzuela, gestor dos Transportes Fluviais do Rio Guadiana, agradeceu também o prémio e avançou: "a continuação deste trabalho cooperativo que nos torna um modelo de gestão num espaço internacional, que nos orgulha e incentiva a perseverar no nosso esforço. E a continuar a inovar e melhorar ".

O prémio de cooperação transfronteiriça “Eurociudad del Guadiana” reconhece o trabalho conjunto de empresários espanhóis e portugueses, que de forma ordenada desde 1944 em Portugal e pelo menos desde 1966 em Espanha, têm realizado  serviços de ligação entre os nossos países e conseguido resolver dificuldades burocráticas e gestão para um serviço internacional.

Na Gala online por ocasião das comemorações do Dia da Europa, para além de apresentar vários projectos que contaram com o apoio de programas europeus e experiências de cidadãos das três populações, houve uma representação artística de cada território e para além  das mensagens institucionais das autoridades locais.

O director da Eurocidade do Guadiana e presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Luís Romão, destacou a importância de eventos como este “que aproximam a realidade dos projectos apoiados pela Europa de todos os cidadãos, ao mesmo tempo que mostramos o potencial das nossas empresas, os nossos valores culturais e podemos ter a consciência de que juntos somos mais fortes ”.

O autarca em exercício de Ayamonte, Javier López, afirmou que « durante este período de encerramento das fronteiras fomos ainda mais conscientes, se já não o eramos bastante, que as nossas três populações da foz do Guadiana nos necessitamos e que a nossa realidade social, cultural e económica são complementares ”.

O evento completo pode ser consultado neste link, bem como na página da EuroGuadiana no Facebook.

YMSPremioTransportesEurocidade

Cerimónia Final: Startup Europe Accelerathon Euroregion Alentejo-Algarve-Andaluzia para os desafios Covid -19 e alterações climáticas  
  • Um programa de inovação aberto para promover tecnologias inovadoras na Euro-região Alentejo-Algarve-Andaluzia.
  • O webinar final, organizado pela Finnova, terá lugar na próxima quinta-feira, 6 de maio de 2021.
  • Uma apresentação foi de apoio à Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, como indicado nas suas prioridades: "É tempo de agir: para uma recuperação justa, ecológica e digital".
  • Iniciativa cofinaer-se-ão no Ministério da Presidência, Administração Pública e Interna da Junta de Andaluzia.
"Accelerathon Spain-Portugal: inovação e cooperação contra o Covid-19 e as alterações climáticas" procura abordar os desafios que a Euro-região Alentejana-Algarve-Andaluzia (Euro-Região AAA) enfrenta em questões relacionadas com o Covid-19 e as alterações climáticas. Na próxima quinta-feira, 06 de maio de 2021, às 17:00 horas de Bruxelas,  realizar-se-á a cerimónia final deste programa aberto de inovação (www.accelerathon.eu) para impulsionar a inovação na Euro-região Alentejo-Algarve-Andaluzia na luta contra o Coronavírus e as alterações climáticas. Esta iniciativa é cofinaer a cooperação do Ministério da Presidência, Administração Pública e Interna da Junta de Andaluzia.
 
Durante o evento, em formato webinar, será anunciado o nome dos três finalistas do Accelerathon Spain-Portugal. O júri avaliou um total de 15 iniciativas apresentadas, das quais as 5 com a pontuação mais elevada serão divulgadas através dos canais de comunicação finnova e do Firefighting Open Innovation Lab – CILIFO. O júri escolherá a melhor proposta, que receberá conselhos e será orientada para uma possível apresentação do seu projeto a uma chamada europeia. As restantes quatro iniciativas beneficiarão do serviço de informação sobre ajuda financeira prestado pela Finnova, os finalistas participarão no webinar final em que farão um pitch de 5 minutos.
  • A primeira proposta finalista será orientada e aconselhada pela Finnova para a procura de oportunidades financeiras europeias de interesse.
  • As propostas que permaneçam em segunda e terceira posições receberão orientação parcial, beneficiando de um serviço de informação sobre ajuda financeira prestado pela Finnova.
  • As cinco principais propostas serão divulgadas - respeitando sempre a proteção do sigilo empresarial - para ajudar a sua divulgação e aumentar as hipóteses de as entidades interessadas em investir nelas as conhecerem.
O webinar final prevê a participação das entidades que colaboram com a Finnova nesta iniciativa (Universidade de Évora, IrRADIARE e Comunidade Intermunicipal do Algarve-AMAL) para a realização e implementação das tarefas incluídas na celebração do "Accelerathon Spain-Portugal: inovação e cooperação contra o Covid-19 e as alterações climáticas".
 
Sobre Startup Europe Accelerathon (www.accelerathon.eu)
A Startup Europe Accelerathon pretende identificar ideias inovadoras capazes de obter financiamento da União Europeia, como o programa LIFE, Green Deal, Horizon 2020 ou NextGenerationEU. Startup Europe Accelerathon segue as direções dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, contribuindo de cada desafio paraos objetivossto propostos; e n no quadroda metodologia da DG Connect Startup Europe Awards da Comissão Europeia que nasce desde a DG Investigação e Desenvolvimento em 2020 com a campanha pan-europeia Hackthevirus. Tem realizado com sucesso com governos como o da Comunidade Valenciana com o desafio das águas poluentes industriais ou da Junta de Andaluzia com o desafio de combater as alterações climáticas, a gestão florestal e a inovação na prevenção, combate a incêndios e regeneração de espaços ardidos.  
Sobre Startup Europe
A Startup Europe é uma iniciativa daComissão Europeia, a DG CONNECT, para conectar e promover startups de alta tecnologia, escalas, investidores, aceleradores, redes empresariais, universidades e meios de comunicação social.
Sobre os Prémios Startup Europe (HIS) (www.startupeuropeawards.eu)
Trata-se de uma metodologia da Dg CONNECT da Comissão Europeia, implementada pela Fundação Finnova desde 2016. O SEUA é uma ferramenta de inovação aberta para identificar startups disruptivas, promover a colaboração público-privada e sensibilizar para a importância da auto-preparação como motor gerador de emprego. Para além da construção de parcerias para ajudar a satisfazer as Nações Unidas, as ODS e as ações do Pacto Verde Europeu, contribuindo assim para a economia circular, para a luta contra as alterações climáticas e para o turismo sustentável. Os vencedores recebem apoio para transformar os seus projetos em grandes projetos apoiados financeiramente pela UE (entre 500.000 e 17,5 milhões de euros), apoio jurídico internacional e lobbying, mentoria estratégica, networking internacional, acesso de investidores e apoio à internacionalização em todo o mundo.
Sobre o CILIFO – Projeto Colaborativo(www.cilifo.eu)
O Projeto O Centro Ibérico de Investigação e Combate a Incêndios Florestais (CILIFO) é financiado pelo Interreg V-A Espanha – Portugal – Programa de Cooperação Transfronteiriça POCTEP (2014-2020),tem umorçamento total de 24,6 milhões de euros e é o projeto Interreg Mais Financiado na história do programa de incêndios florestais.  Centra-se no combate aos incêndios florestais e nas suas consequências para a adaptação e mitigação das alterações climáticas; num quadro de cooperação transfronteiriça para a prevenção de riscos e melhoria da gestão dos recursos naturais de Espanha e Portugal na região do Alentejo - Algarve-Andaluzia. O projeto segue asindicações do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas 13: Tomar medidasurgentes para combater as alterações climáticas e os seus efeitos.  
Sobre Firefighting Open Innovation Lab – CILIFO
O Projeto CILIFO através do seu Laboratório de Inovação Aberta de Combate a Incêndios – CILIFO (acelerador – incubadora gerida pela Finnova) apoia as iniciativas de empreendedores e empresas na área da prevenção e combate aos incêndios florestais. Existem atualmente 18 empresas afiliadas ao acelerador e estão a ser orientadas e orientadas para iniciativas na procura de financiamento europeu.
Sobre Finnova (www.finnova.eu)
Fundação Europeia para o financiamento da inovação, com sede em Bruxelas e escritórios na Andaluzia (Sevilha), País Basco (Vitoria), Valência (Valência), Madrid, Canárias (Fuerteventura, Santacruz e Gran Canaria), e com antenas na Roménia, Panamá e Chile e cujos objectivos são promover a cooperação público-privada através da inovação para enfrentar desafios sociais como o emprego, a formação, o empreendedorismo, os ODS das Nações Unidas, a economia circular, a saúde, a digitalização, a água e as energias renováveis. Uma das suas prioridades é a formação de jovens talentos em gestão de assuntos europeus em Bruxelas.
BM Fundação Finnova
StartupEurope1

  • O Ministro da Saúde de Moçambique, Professor Doutor Armindo Tiago, preside à cerimónia de inauguração, no dia 5 de maio. 
  • A Caixa Geral de Depósitos e o BPI contribuíram com 200 mil euros (100 mil euros cada) para a aquisição e instalação de equipamento de neonatologia nesta unidade, fortemente afetada pela destruição provocada pelo ciclone Idai, em 2019. 

A Unidade de neonatologia do Hospital Central da Beira em Moçambique será inaugurada no dia 5 de maio, presidindo à cerimónia o Ministro da Saúde de Moçambique, Professor Doutor Armindo Tiago. A Caixa Geral de Depósitos e o BPI contribuíram com 200 mil euros (100 mil euros cada) para a aquisição e instalação de equipamento de neonatologia nesta unidade, fortemente afetada pela destruição provocada pelo ciclone Idai, em 2019.

A verba foi aplicada pela Health4Moz, uma organização não-governamental para o desenvolvimento (ONGD) portuguesa, que atua prioritariamente no âmbito da promoção da saúde da criança e da família em Moçambique.

O apoio da Caixa Geral de Depósitos e do BPI a Moçambique foi decidido logo em junho de 2019, durante a visita do Presidente de Moçambique, Filipe Nuysi, a Portugal, apenas dois meses após a passagem do ciclone Idai. A proposta apresentada pela Health4Moz foi aprovada pouco tempo depois, tendo tido validação das autoridades Portuguesas e Moçambicanas, designadamente do Instituto Camões. Este projeto permitiu apoiar a reconstrução e recuperação funcional do Hospital Central da Beira, que serve uma população de 9 milhões de moçambicanos.

Moçambique foi atingido pelo ciclone Idai a 14 de março de 2019, causando um elevado número de vítimas mortais, afetando a integridade física de milhares de pessoas e originando avassaladores danos materiais, entre os quais se contam a destruição total ou parcial de habitações, escolas, unidades de saúde, redes de abastecimento de água, infraestruturas de saneamento e campos agrícolas. Entre as zonas mais afetadas estão as Províncias de Sofala, Zambézia, Manica, Inhambane e Tete.

A CGD e o BPI são os dois principais acionistas do Banco Comercial e de Investimentos (BCI), a maior entidade financeira do país.

LG CGDCaixaGeralDepositos1

No âmbito do Projeto MOV (Movimento Oncológico pela Vida) através do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Portugal/Espanha (POCTEP), a Associación Española Contra El Cancer Huelva (AECC) está a organizar o 1º congresso Bilíngue (Portugués – Castellano) Transfronteiriço de Algarve e Andaluzia

A iniciativa é virtual e decorre nos dias 12 e 13 maio, das 16h00 às 20h00.
Esta terá como foco partilhar, aprender e viver o dia a dia do cancro segundo a perspetiva de diferentes pessoas que lutaram contra esta doença.

inscrição é gratuita e indicada para: Pacientes, Familiares, Autoridades, Associações, Profissionais de Saúde, Cuidadores, Investigadores.  
Vai perder a oportunidade?

Registe-se aqui: congresotransfronterizo.eventoscontraelcancer.es/registro/

Consulte o Programa do Congresso aqui: 

congresotransfronterizo.eventoscontraelcancer.es/programa/?lang=pt-pt

AOACongressoTransfrontAOA

  • A companhia aérea pretende operar 12,5% dos seus voos com combustíveis sustentáveis (SAF) até 2030.

A prestigiada instituição Trinity College de Dublin, em colaboração com a Ryanair, a companhia aérea mais eficiente da União Europeia, anunciaram o primeiro Centro de Investigação de Aviação Sustentável da Ryanair, que funcionará a partir do verão 2021. Uma iniciativa pioneira, a primeira do género na Irlanda, e que contempla o investimento de 1,5 milhões de euros por parte da companhia aérea. O Trinity College criará uma equipa de investigação multidisciplinar que se dedicará à investigação de combustíveis sustentáveis para a aviação, sistemas de propulsão de aeronaves e mapeamento do ruído.

Os resultados derivados desta investigação terão impacto nas políticas governamentais da UE e do mundo, contribuindo para uma aviação sustentável do ponto de vista ambiental e económico, bem como para orientar o investimento futuro da indústria aérea no sentido da sustentabilidade.

A Ryanair acredita que a indústria da aviação deve desempenhar um papel de liderança na luta contra as alterações climáticas, e está empenhada em mitigar o impacto do seu negócio no ambiente. Neste sentido, a companhia estabeleceu o objetivo de operar 12,5% dos seus voos diários com combustível sustentável até 2030. Esta medida, bem com o investimento em novos aviões Boeing, reduzirá significativamente tanto a sua pegada de carbono como o nível de ruído durante a próxima década.

A sustentabilidade e as tecnologias de baixa emissão de carbono são elementos essenciais dos novos conhecimentos que estão a ser estudados pela instituição académica. Este projeto faz parte da iniciativa conhecida como E3 de Engenharia, Ambiente e Tecnologias Emergentes do Trinity College de Dublin, e que aborda questões complexas e globais, tais como as que se colocam à indústria da aviação . Esta investigação visa desenvolver soluções sustentáveis para uma indústria que procura alcançar um futuro neutro em carbono e rentável com alternativas mais ecológicas para os seus clientes e para o planeta. 

O Centro de Investigação de Aviação Sustentável da Ryanair será responsável pela investigação de três áreas principais:

1. Combustíveis sustentáveis para a aviação

2. Sistemas de propulsão de aeronaves com zero emissões de carbono

3. Cartografia do ruído para frotas de aeronaves de baixo ruído

Tom Fowler, Director de Sustentabilidade da Ryanair, afirmou:

"O investimento de 1,5 milhões de euros contribuirá para a criação do primeiro Centro de Investigação de Aviação Sustentável na Irlanda. Representa um projeto extremamente estimulante e um elemento muito importante nos nossos objetivos ambientais, em linha com o nosso objetivo de operar 12,5% dos nossos voos com combustíveis sustentáveis até 2030. Como maior companhia aérea da Europa, temos a responsabilidade de minimizar o impacto do nosso negócio no ambiente, tornando os voos mais ecológicos e contribuindo para uma indústria mais sustentável, ao mesmo tempo que oferecemos as tarifas mais baixas e acessíveis para todas as famílias da UE.

Esta parceria com o Trinity College de Dublin visa informar e melhorar os futuros investimentos da indústria da aviação para assegurar um futuro neutro em carbono e a redução de ruído através do investimento em novas tecnologias. Estamos ansiosos por começar a trabalhar com o Professor Stephen Dooley e o Professor Stephen Spence, bem como com as suas equipas, que investigarão áreas essenciais, tais como combustíveis sustentáveis, sistemas de propulsão de aeronaves e mapeamento do ruído para frotas de aeronaves de baixo ruído. Desta forma, esperamos proporcionar à indústria os conhecimentos de que necessita para investir em combustíveis e tecnologias sustentáveis".

Dr. Patrick Prendergast, Reitor do Trinity College Dublin, comentou:

"A necessidade crítica da Humanidade de enfrentar o grande desafio do nosso tempo, as alterações climáticas, exige novas abordagens em todas as frentes. A ciência e a investigação tecnológica têm um papel fundamental na procura das soluções certas para um mundo melhor, e a iniciativa E3 é a resposta do Trinity College a esta exigência. Através da utilização de tecnologias emergentes, as nossas equipas multidisciplinares de cientistas e engenheiros no novo Centro de Investigação de Aviação Sustentável abordarão questões importantes como a redução das emissões das aeronaves com combustíveis de aviação sustentáveis, a propulsão eléctrica e a redução do ruído. Temos o prazer de trabalhar com a Ryanair, que está empenhada em ser a companhia aérea mais limpa e mais verde da Europa, à medida que exploramos estes novos e desafiantes horizontes".

Ryanair RyanairCombSustentavel

Com o objetivo de promover a atividade física e os hábitos saudáveis, os três municípios que compõem a Eurocidade do Guadiana, Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António, apresentam um extenso programa de atividades desportivas.

Cofinanciado através do Programa Interreg VA Espanha-Portugal (POCTEP), é um programa inovador e ambicioso que consegue adaptar as necessidades da população - socializar e praticar atividade física - à atual situação de pandemia. Estas atividades vão promover a conexão com o meio natural mas, por outro lado, vão promover-se através da aplicação móvel "Eurociudad del Guadiana en Movimiento - Gamefit".

As atividades presenciais serão orientadas através de “Rotas Saudáveis” de canoagem, caminhadas e ciclismo, bem como sessões de prática desportiva ao ar livre para crianças e adultos. Aulas e sessões online que incluem disciplinas como Yoga, Pilates, Fitness ou Zumba, começarão na próxima semana e ocorrerão ao longo do ano e podem ser visualizadas por meio do projeto EuroGuadiana 2020 no Facebook e no YouTube.

Estiveram presentes na cerimónia de apresentação Javier López, Presidente em exercício do Ayuntamiento de Ayamonte; Francisco Amaral, Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, bem como os responsáveis ​​pelos serviços desportivos de cada município e os técnicos da Eurocidade do Guadiana.

Nas palavras de Javier López “Os serviços desportivos dos três municípios têm um longo percurso em termos de cooperação transfronteiriça. Eventos como as X Milhas do Guadiana, a Regata de Canoagem, a Travessia de Natação do Rio Guadiana ou a Subida e Descida à Vela, demonstram o bom trabalho e a coordenação eficaz dos três órgãos do território. Fruto desta experiência anterior, juntamente com o impulso que o projeto e a equipa técnica do EuroGuadiana2020 supõem, podemos apresentar hoje este amplo programa de atividades desportivas que terá início em maio e continuará ao longo do ano”.

Também o Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral elogiou o trabalho realizado pela equipa técnica, alegando que o desporto é uma importante forma de socialização e que, como médico, defende a promoção da atividade física para uma maior qualidade de vida.

Segundo Carlos Afonso, Chefe de Desporto da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, “o território da Eurocidade do Guadiana sempre foi um território comum para o desporto, a cooperação no domínio desportivo é para nós natural e este projeto serve para fortalecer e atualizar esses laços existentes”.

YMSDesportoEurocidade1DesportoEurocidade2

Albufeira preparou-se a rigor para acolher a partida oficial da última etapa da Volta ao Algarve em bicicleta. O português João Rodrigues (W52/FC Porto) foi o grande vencedor da Volta ao Algarve, graças ao segundo lugar alcançado no domingo, dia 9 de maio, na quinta e derradeira etapa, que ligou Albufeira ao Alto do Malhão, no concelho de Loulé, num percurso ao longo de 170,1 quilómetros. Esta é a primeira vez que um algarvio vence a prova, que se disputou pela primeira vez em 1960, sendo, também, de realçar que desde 2006 nenhum português vencia a corrida.

Albufeira voltou a viver as emoções de uma das modalidades desportivas mais populares em Portugal, no domingo, dia 9 de maio, desta feita com a dupla alegria de a 47ª edição da Volta ao Algarve ter sido vencida pelo algarvio João Rodrigues (W52-FC Porto).

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira assinalou a partida simbólica da Volta ao Algarve com o tradicional cortar da fita junto ao Estádio Municipal, sendo que o arranque oficial da prova decorreu, como habitualmente, a partir da Avenida dos Descobrimentos. O autarca desejou os maiores êxitos aos ciclistas e relembrou “as excelentes condições atmosféricas, as bonitas paisagens e as boas estradas da região, tendo sublinhado que o mediatismo da Volta é uma excelente oportunidade para levar o nome de Albufeira mais longe”.

João Rodrigues venceu a 47ª Volta ao Algarve depois de ter terminado a última etapa, que ligou Albufeira ao Alto do Malhão, na segunda posição, atrás de Élie Gesbert (Team ArKéa-Samic).  O ciclista terminou a prova em 19h03m56s, menos 9 segundos do que Ethan Hayter e menos 28 do que Kasper Asgreen, que completaram as posições no pódio.

Esta é a primeira vez que um algarvio vence a prova e é também a primeira vez que um português se sagra campeão desde 2006, ano em que João Cabreira arrebatou o primeiro lugar do pódio.

Refira-se que João Rodrigues entrou na última etapa com uma diferença de 12 segundos em relação ao camisola amarela, o britânico Ethan Hayter (Ineos). O algarvio foi o segundo numa etapa de montanha, mas o feito foi mais que suficiente para colocar o português na lista de vencedores da corrida, o que não acontecia há mais de 15 anos. João Rodrigues sucede assim a Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep) e Tadej Pogacar (UAE Team Emirates), numa Volta ao Algarve que ao longo dos anos tem sido dominada pelas grandes equipas estrangeiras.

DCRP da CM AlbufeiraVoltaBicicleta1VoltaBicicleta2VoltaBicicleta3VoltaBicicleta4

O Vilamoura Marina International Boat Show, organizado pela FIL e pela Marina de Vilamoura, realiza-se de 5 a 13 de junho, na célebre estância algarvia. Juntando-se à exposição de embarcações, tanto em terra como no mar, com os principais players do sector náutico já confirmado, o Vilamoura Boat Show terá uma série de side events, dos quais se destaca, no primeiro dia do evento, o Vilamoura Boat Show Golf Trophy, no campo de golfe Dom Pedro Old Course, hotel oficial do evento.

O torneio, de modalidade Stableford, com saídas entre as 8h00 e as 10h00 e com previsão de cerca de 80 jogadores, que deverão inscrever-se através do golf.easyrentall.pt/torneios/. Haverá prémios para 1o/2o3o NET – 1o Gross – e Prémios especiais Longest Drive (masculino e feminino) e ainda o prémio de Nearest to the Pin. Incluído no torneio está o acesso ao driving range, green fee, Buggy & Bar de campo.

Neste torneio haverá ainda a Clínica de Golfe, para quem não é jogador ou quer melhorar o seu jogo, finalizando com uma competição de Putt.

Esta ideia surgiu, como refere o hotel Dom Pedro Vilamoura, porque a náutica e o golfe “andam de mãos dadas”, no Algarve: “Sendo o Boat Show, desde há vários anos um evento de elevada notoriedade e que visa promover Vilamoura junto de segmentos sofisticados com características que se enquadram com o Golf, surgiu a ideia de organizarmos este troféu que visa ligar dois produtos, nos quais Vilamoura é número 1 em Portugal e na Europa: a Náutica e o Golf.”

Algo que é corroborado pela organização: “O Vilamoura Marina International Boat Show é, para nós, uma oportunidade de alavancar o turismo no Algarve, contribuindo para o incremento económico e turístico desta região. A náutica e o golfe acabam por ser complementares, por isso consideramos que este side event, o Vilamoura Boat Show Golf Trophy se insere na temática do evento e acrescenta conteúdo ao Vilamoura Boat Show”.

A organização do Vilamoura Boat Show e o Hotel Dom Pedro Vilamoura consideram que o evento e os seus side events constituem a adição de conteúdos para ajudar a fomentar a economia do sul do país, principalmente em períodos que ainda não são de época alta, como junho. Refere o Hotel Dom Pedro Vilamoura: “Eventos como o VBS e o Torneio de Golf vão criar notoriedade ao destino e a motivação para que as pessoas escolham o Algarve para umas férias. São assim eventos muito importantes para a economia do Algarve.”

Boat Show Marina VilamouraGolfeDomPedro

A Água Monchique vai apoiar o percurso do atleta João Correia rumo à próxima edição dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, que vão decorrer entre 24 de agosto e 5 de setembro. João Correia, o primeiro atleta português a ganhar uma medalha internacional em atletismo em cadeira de rodas, obteve a melhor marca mundial do ano nos 100 metros em cadeira de rodas, e mantem a 5ª posição do ranking mundial de apuramento para os Jogos Paralímpicos de Tóquio.

"Acompanhar o magnífico percurso desportivo do João Correia é uma honra para a Água Monchique. É com um enorme orgulho que anunciamos esta parceria que nos permite estar lado a lado com um atleta que dá outro significado a atributos como dedicação, superação, resiliência e força de vontade. O João é sem dúvida uma inspiração para todos nós" afirma Henrique Prucha, diretor comercial e de marketing da Água Monchique.

"Para mim, esta parceria representa a união perfeita com uma marca nacional que partilha os mesmos valores e princípios que eu, além de ser um produto que, pelas suas propriedades singulares contribuí para o meu desempenho desportivo. Como sempre, darei o meu máximo em cada treino e em cada competição, agora com ainda mais responsabilidade" afirma João Correia.

João Correia nasceu em 1983, em Santo Tirso. Aos dois anos, sofreu um acidente que o deixou numa cadeira de rodas. Em 1991, começou a praticar desporto, tornando-se no primeiro atleta português a ganhar uma medalha internacional, na modalidade de atletismo em cadeira de rodas. Já conta com 20 anos de carreira e mais de 68 participações em provas nacionais e internacionais.

Porto de IdeiasJoaoCorreiaParalimpicos

 

"Volta ao Algarve à Vela 2021" a mais importante regata algarvia regressa de 1 a 3 de julho, com passagem por Vila Real de Santo António, Faro, Albufeira e Lagos. 

A vela é vista como um desporto náutico apaixonante, apreciado em todo o mundo, e sendo o Algarvio um povo nauta, não poderíamos deixar de ter uma iniciativa deste nível, que visa prestigiar a Vela a nível nacional e homenagear o Algarve e a sua costa, como um dos melhores campos do mundo para velejar, refere João Marques, Presidente do Ginásio Clube Naval de Faro. 

A 28ª Volta ao Algarve à Vela traz este ano uma grande novidade, uma vez que conta com a AOC – Revigres como sponsor principal, desenhada para dar resposta às novas condições impostas pela pandemia, no que diz respeito à receção dos velejadores e à forma como se irão receber todos os convidados, para que se possa desfrutar deste evento em segurança. 

Com a organização do Ginásio Clube Naval de Faro, coorganização do Clube Vela de Lagos, Marina de Lagos, Marina de Albufeira e Associação Naval do Guadiana e com o apoio da RTA, Câmaras Municipais de Faro, Albufeira, Lagos e Vila Real de Santo António, a Volta ao Algarve 2021 espera reunir uma extensa frota de 40 veleiros num total de 200 velejadores. 

Não temos dúvida alguma que esta prova continuará a afirmar-se como uma das regatas mais importantes do circuito nacional, e até internacional.

Inscrições: https://bit.ly/3uwODmf

Para mais informações: Telefone: 289 823 434 - Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

GCNFaroVoltaAlgarveVELA

Hot Wheels, a mais famosa fabricante de carros e pistas de brinquedos, criada em 1968, pela Mattel, juntou-se ao Extreme Barcelona, festival internacional de desportos urbanos de referência em toda a Europa, para criar o primeiro Hot Wheels Superchargers fueled by Extreme Barcelona, uma competição juvenil que pretende encontrar os melhores talentos de skate escondidos em Portugal e Espanha.

Conscientes do crescimento do mundo online, particularmente no contexto de pandemia, as marcas decidiram lançar um concurso online, direcionado a crianças dos 6 aos 14 anos, com um prémio incrível: a oportunidade de participar, presencialmente, na etapa final da competição, em Barcelona, em setembro de 2021, com alguns dos seus maiores ídolos internacionais.

Para a fase online, que decorrerá em maio, os participantes terão de publicar um vídeo nas suas redes sociais, de forma pública, no qual mostrem as suas habilidades em cima de um skate. Posteriormente, o júri da competição selecionará os 10 finalistas de cada país.

Os 10 vídeos serão posteriormente publicados no site do Hot Wheels Superchargers fueled by Extreme Barcelona (https://hotwheelssuperchargers.es/pt/) e aquele que reunir mais votos sagrar-se-á o vencedor e disputará a grande final da 11ª edição do Extreme Barcelona, a acontecer no fim de semana de 25 e 26 de setembro deste ano.

O Hot Wheels Superchargers fueled by Extreme Barcelona, que em Espanha se estende a outras duas modalidades – BMX e Scooter - é um desafio que, acima de tudo, defende e fomenta a importância da competição juvenil saudável, da dedicação e empenho. Por essa razão, juntou-se a quatro atletas PRO de Espanha e Portugal - Gustavo Ribeiro, um dos melhores skaters portugueses, Danny León, o melhor skater espanhol, Courage Adams, grande promessa espanhola de BMX ,e Iván Jiménez, uma referência da scooter em Espanha - e a três criadores de conteúdos que praticam desportos urbanos - Francesc Boix (skate), Oriol Inglada (BMX) e Carla Ramiro (scooter), com milhares de seguidores nas redes - para criar um painel de jurados composto por verdadeiros exemplos a seguir.

“A competição saudável está no ADN da Hot Wheels, é ela que nos move e que nos permite contribuir para o desenvolvimento do potencial de cada criança, através da produção de pistas e carrinhos desafiantes. Juntarmo-nos a um evento desta envergadura permite-nos chegar a mais crianças e inspirá-las a nunca desistir dos seus sonhos, mesmo que se deparem com algumas adversidades pelo caminho”, afirma Celine Ricaud Soto, Head of Marketing & Digital para Mattel Espanha e Portugal.

“A participação da Hot Wheels no Extreme Barcelona representa um novo desafio e incentivo para o Hot Wheels Superchargers, permitindo-nos reforçar o nosso compromisso, e descobrir crianças e jovens cheias de talento no território dos desportos urbanos, modalidades que terão maior visibilidade graças aos Jogos Olímpicos de Tóquio”, declara Joll Chamorro, Sponsoring & Corporate Account Manager - SevenMila. “O nosso principal objetivo passa por proporcionar, a meninos e meninas, a participação em eventos reconhecidos e com uma grande repercussão mundial, como é o caso do Extreme Barcelona, e foi exatamente isso que a Hot Wheels nos ofereceu”, conclui.

O skate, desporto radical que tem vindo a crescer em todo o mundo e que reúne um sem número de benefícios para o corpo e a mente, volta assim a ser a grande aposta da Hot Wheels para 2021, em Portugal. O desafio está lançado: encontrar o novo ás do skate que anda como gente grande, no Hot Wheels Superchargers fueled by Extreme Barcelona.

MIVSuperSkatesSuperSkates2SuperSkates1

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB