Notícias

Grid List

O Município de Silves colocou instalações sanitárias públicas na zona do antigo minigolfe em Armação de Pêra, satisfazendo uma necessidade sentida pela Associação de Comerciantes, veraneantes e armacenenses, principalmente, durante a época balnear, num investimento que ascendeu a cerca de 25 mil euros. O equipamento permite o acesso a pessoas com mobilidade reduzida.

O investimento integra-se na estratégia do município de melhorar os níveis de bem-estar a quem visita Armação de Pêra.

GRP do Mun SilvesSanitariosArmPera2SanitariosArmPera3

Quem visitar a Zona Ribeirinha de Silves poderá agora encontrar, junto à passadeira vermelha, um conjunto escultórico em ferro, da autoria de Carlos de Oliveira Correia, composto por quatro figuras, alusivo a atividades desportivas e de bem-estar, como a corrida, o ciclismo e o ioga.

Tornar este espaço, desde sempre ligado ao desporto - onde se inclui o complexo das piscinas municipais de Silves; a passadeira para a prática de caminhada, corrida e passeio de bicicleta; o skate parque, as estações de street workout e o parque desportivo – num espaço mais aprazível, numa ótica de embelezamento do espaço público, preservando a sua associação à promoção da prática desportiva e de recreio, é o principal objetivo desta ação. 

GRP do Mun SilvesEsculturaSilves1EsculturaSilves2EsculturaSilves3

De acordo com informação disponível, no Posto de Comando Distrital, à data de hoje, informam-se dados referentes às ações de coordenação estratégica em matéria de prevenção, preparação e resposta, face à pandemia da coronavírus (COVID-19) no Algarve.

1. Apoio à População 

  • Zonas de Apoio à População (ZAP) - Validadas pelas Autoridades de Saúde e instaladas nos 16 municípios da Região do Algarve.
  • 50 Estruturas com capacidade de 2687 camas, de 3 Tipologias (Isolamento profilático, Quarentena, Reserva social - apoio a Lares).

POSIT à data de hoje: 

Estão acionadas 4 ZAP, nos municípios de Albufeira, Faro, Loulé e Portimão, para quarentena/isolamento profilático.

  • Unidades Hoteleiras e Militares em reserva - Validadas pelas Autoridades de Saúde e instaladas nos 16 municípios da Região do Algarve.
  • 30 Estruturas, com capacidade de 1626 camas.

2. Apoio à Autoridade de Saúde

Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA):

  • Instalação de circuitos exteriores de doentes COVID nos Hospitais de Faro e de Portimão
  • Ampliação da capacidade de internamento do Hospital de Faro: 
  • Pavilhão do Sporting Clube Farense (50 camas)
  • Locais para desinfeção de ambulância e depósito de equipamento contaminados:
  • Hospital de Faro e Hospital de Portimão
  • Estão preparados espaços para uma eventual necessidade de instalar Hospitais de Campanha, nomeadamente:
  • Faro - Pavilhão Desportivo Municipal da Penha; 
  • Portimão - Portimão Arena.

ACES: Apoio logístico, prestado pelos respetivos Serviços Municipais de Proteção Civil, para instalação da Área Dedicada ao COVID (ADC) nos municípios de: Albufeira, Faro, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, Silves, Tavira e Vila Real de Santo António.

3. Mortuária

  • Ampliada a capacidade de receção de corpos nas morgues do CHUA (Portimão e Faro).Todas as autarquias com responsabilidades na gestão dos cemitérios isentaram, de taxas municipais, os funerais sociais, de forma a agilizar os procedimentos e desbloquear os processos para assegurar uma maior capacidade das morgues.

4. Transporte dedicado ao COVID

  • Criação de 2 Grupos de reforço sanitários, a constituir com meios da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e Bombeiros para assegurar a resposta no âmbito do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) e assegurar uma reserva estratégica regional para apoiar qualquer um dos municípios em caso de necessidade.
  • Planeamento de I pool de autocarros (tipo urbano) com capacidade de transportar pessoas com mobilidade reduzida.

5. Ações de formação/sensibilização/descontaminação/desinfeção, de âmbito regional

  • Os Serviços Municipais de Proteção Civil continuam a promover ações de formação e sensibilização, devidamente adaptadas à realidade territorial de cada Concelho, com o apoio das autoridades de saúde, agentes de proteção civil e demais entidades cooperantes.

6. Visitas de acompanhamento no âmbito do Despacho nº 4097-B/2020, de 02 de abril, com as alterações introduzidas pelos Despachos nº 5436/2020 e nº 6876/2020, de 12 de maio e 03 de junho, respetivamente

  • Estão em curso visitas de acompanhamento do cumprimento das orientações de caráter preventivo aos Estabelecimentos de apoio residencial, social ou unidade de internamento da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI). Estas visitas, realizadas por técnicos de saúde, segurança social e proteção cicil, tem um caráter preventivo e pedagógico, pretendendo apoiar as Instituições na implementação das medidas adequadas que visem dirimir o risco de infeção por COVID-19. Até ao dia de hoje, foram realizadas 26 visitas de acompanhamento, em 12 municípios.

7. Instalação de Zona de Apoio à População, de âmbito Regional

  • Com o apoio de uma Unidade Hoteleira e da Câmara Municipal de Portimão, foi constituída uma ZAP Regional, diferenciada, com o objetivo de acolher doentes infetados com COVID que tiveram alta hospitalar, mas não têm condições para ficar nas suas residências. Esta ZAP foi validada ontem, numa visita às instalações realizada pelas Autoridades Regionais de Saúde, Proteção Civil e da Segurança Social.

8. Situação Epidemiológica na Região do Algarve, de acordo com dados fornecidos pela Autoridade de Saúde RegionalCovidRegiao7Agosto

9. Casos ativos por concelho na Região do Algarve – 06 de agosto de 2020CasosAtivos06Ag

10. Evolução do número de casos confirmados na Região do Algarve – 06 de agosto de 2020CasoAtivos06Ag

CDOS-FaroProtecaoCivilFaro

 

O Presidente da Câmara Municipal de Faro congratulou hoje o acordeonista Nelson Conceição por trazer para Faro mais um importante galardão internacional musical, na gala “Prémios Internacionais de Música Portuguesa” (IPMA, na sigla inglesa), em espetáculo virtual transmitido no passado dia 2 de Agosto a partir de New Bradford, nos Estados Unidos, com apresentação de Sónia Araújo.
 
Nelson Conceição recebeu o prémio de “melhor performance internacional”, atribuída ao tema “Mister Machado”, composto por si para homenagear o seu primeiro professor de acordeão, o estoiense Joaquim Machado.
A autarquia vê neste prémio o reconhecimento da excecional carreira de Nelson Conceição, um músico e professor que tem dado tudo de si pela afirmação mundial do acordeão e das tradições musicais algarvias, com o folclore de Bordeira como pano de fundo, evidentemente. 
Para o Presidente da Câmara, “a constância e o virtuosismo [de Nelson Conceição], há muito reconhecidas no Algarve e no País, recebem agora mais uma distinção internacional que é justo motivo de orgulho para o premiado e para todos os algarvios.”
“A autarquia transmite-lhe, por isso, vivas felicitações e os seus agradecimentos por tudo o que tem feito pela promoção das tradições musicais algarvias e pelos novos caminhos artísticos que a partir delas tem traçado”, escreveu ainda Rogério Bacalhau na nota oficial.
 
Nelson Conceição é natural de Bordeira, localidade farense pródiga em grandes acordeonistas. Omúsico tem tido um percurso inspirado e dinâmico desde a sua infância até ao presente, abraçando uma notória diversidade de géneros que permite uma simbiose entre antepassados e contemporâneos através da exploração de relações entre fado e tango, corridinho e música erudita, ou ainda tradições/charolas e jazz manouche/gipsy como se pode escutar no seu mais recente disco “Descobrindo-me”. É licenciado em Educação Musical e Pós-graduado em Estudos de Música Popular na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Exerce docência musical em diversas localidades do Algarve e Alentejo.
DCM da CM Faro

NelsonConceicao

 

No passado dia 5 de agosto, o Conselho Municipal de Edução reuniu-se no auditório dos Paços do Concelho de Silves para uma reunião extraordinária, presidida pela Sr.ª Vereadora Luísa Conduto Luís, que teve como Ponto Único a Análise do Ano Letivo 2020/2021 de acordo com as Orientações do Ministério da Educação. 

Para além dos conselheiros, e atendendo ao ponto em discussão, a reunião contou com a presença do Delegado Regional de Educação, Professor Alexandre Martins Lima, da Delegada de Saúde, Dr.ª Filomena Maurício, e do Coordenador Operacional Municipal de Proteção Civil, Nelson Correia.

GRP do Mun Silves SilvesConselhoEducacao

A equipa do CLDS 4G Castro Marim (Com) Vida já está a dar os primeiros passos no terreno percorrendo os montes da serra castromarinense. O objetivo é sensibilizar os idosos para os cuidados a ter com o sol com direito à oferta de um kit solar. 

Durante o mês de agosto já é possível encontrar a equipa CLDS4G da Odiana a intervir diretamente in situ e com a população. O mote são ações de sensibilização com duplo objetivo. Por um lado, informar e sensibilizar sobre os cuidados a ter com a exposição solar na 3ª idade; por outro lado, quebrar o isolamento dos idosos, agravado pela pandemia COVID 19. A calendarização desta ação é feita em concordância com o circuito da Unidade Móvel de Saúde castromarinense e decorre às segundas, terças e sextas-feiras, de modo a evitar receio ou sentimentos de insegurança por parte dos seniores. 

Trata-se da primeira ação do CLDS 4G no terreno, junto de uma população fragilizada. Na visita todos os idosos recebem um kit de sensibilização constituído por um chapéu de palha, um leque, uma amostra de protetor solar e um folheto. São feitas ainda recomendações específicas abordando a desidratação, a alimentação e vestuário adequados e a importância da proteção solar.

Esta ação de sensibilização contou com o apoio, através de amostras de protetor solar, da Farmácia Carrilho em VRSA, da Farmácia Internacional em Monte Gordo, da Farmácia Avenida em Altura e da Farmácia Cacela em Vila Nova de Cacela.

A «Ação de Informação e Sensibilização para Cuidados a ter com a Exposição Solar na 3ª Idade»  enquadra-se na Atividade 7 «Sénior Informado e em Segurança», e é uma iniciativa do projeto CLDS 4G «Castro Marim (COM)Vida», cofinanciado pelo CRESC Algarve 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

Recorde que este novo projeto pretende contribuir para minimizar a exclusão social dos grupos de maior fragilidade social, nomeadamente crianças, jovens e suas famílias, idosos e pessoas com deficiência e/ou incapacidade.

Para mais informações acerca desta atividade contacte através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. e/ou  telefone +351 281 531 171.

Associação OdianaCalorCMarim

Depois do concerto de FERNANDO DANIEL (lançamento do seu novo disco "Presente") e do concerto de aniversário de FÁFA DE BELÉM diretamente de Fátima para o Mundo, a CLIVEON irá ter no próximo dia 13 de agosto um concerto de PIRUKA. Este espetáculo que irá acontecer no Hard Club do Porto custa 2€ via Streaming ou 15€ presencial para uma plateia VIP.

PIRUKA é indiscutivelmente um dos  artista com maior impacto social e musical dos últimos 5 anos em Portugal. Apesar de neste momento ser o maior ícone dentro do seu segmento, o seu alcance vai muito para além do Hip-Hop. A sua legião de fãs é devota a tudo o que ele diz, veste e faz. Tornando-o, assim, um dos maiores trendsetter da sua geração.

A CLIVEON é a plataforma de Streaming líder de mercado em Portugal.
Esta plataforma direcionada à cultura nascida de Portugal para o Mundo, organiza, produz e transmite desde o dia 1 de Julho espetáculos diversificados com alguns dos maiores nomes do panorama nacional: Pedro Abrunhosa, Carolina Deslandes, António Raminhos, Maurício Meirelles, Ana Arrebentinha, Os Azeitonas, Fáfa de Belém, Fernando Tordo, Mundo Segundo, Fernando Daniel, Os Nova, Daniel Pereira Cristo, Filipe Pinto, Eduardo Madeira, Manuel Marques, Rouxinol Faduncho e Bezegol.
Estes espetáculos exclusivos da CLIVEON podem ser vistos via streaming para todo o Mundo ou presencial para uma plateia mais reduzida.
 
VE

Piruka

 

Apresento as mais sentidas condolências à família do piloto Jorge Jardim, que hoje faleceu na sequência de um acidente com um avião de combate a incêndios na Barragem Alto do Lindoso, durante a operação de combate ao incêndio que lavra no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Estendo este voto de profundo pesar a todos os amigos e colegas da empresa Babcock, que integra o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais.

Manifesto ainda votos de plena recuperação ao co-piloto da aeronave, que ficou ferido no mesmo acidente.

Neste momento trágico, dirijo uma palavra de solidariedade a todos aqueles que prestam um serviço inestimável ao país no combate aos incêndios. Os meus pensamentos estão com todos aqueles que, de forma empenhada e generosa, integram este esforço nacional.

Uma palavra também de profundo agradecimento às autoridades espanholas pela cooperação nas operações de resgate.

Eduardo Cabrita
Ministro da Administração InternaEduardoCabritaMinistro

Unidades académicas apostam num regime de aulas que segue o modelo blended, que aposta na melhor conjugação entre o presencial e o online.

Ensino combinado. É esta a grande aposta das várias unidades académicas da Universidade Católica no Porto para o próximo ano letivo. Católica Porto Business School, Escola das Artes, Escola do Porto da Faculdade de Direito, Escola Superior de Biotecnologia, Faculdade de Educação e Psicologia, Faculdade de Teologia e Instituto de Ciências da Saúde/Escola de Enfermagem irão implementar um modelo de aulas que decorrerão em regime combinado (blended) de modo a explorar o que de melhor existe no presencial e no online.

Isabel Braga da Cruz, presidente do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa, destaca que “graças à colaboração e empenho de todos, podemos olhar para mais um ano letivo que, apesar dos imprevistos e incertezas, termina de forma normal e tranquila”. A presidente relembra, ainda, o mês de março, altura em que as atividades da Católica no Porto passaram rapidamente do presencial para o digital, referindo que “todos os dias procuramos acrescentar valor à forma como ensinamos e como nos relacionamos”. Acrescente-se que, no início do mês de junho, a Católica no Porto reiniciou progressivamente as atividades presenciais, seguindo as diretrizes das autoridades de saúde nacionais e internacionais

Para 2020/2021, Isabel Braga da Cruz declara que “gradualmente, e de acordo com o que seja seguro, queremos que o campus se volte a encher de vida”. O selo COVID SAFE, atribuído pela APCER, reforça o trabalho que tem sido feito no sentido de oferecer todas as condições de segurança e saúde.  A Católica no Porto implementou um conjunto de medidas, das quais se destacam a obrigatoriedade do uso de máscara dentro do campus, a preparação e balizamento da lotação das salas de aulas, anfiteatros e outros espaços, em consonância com o distanciamento recomendado, a distribuição de pontos de higienização, bem como a definição de percursos de circulação.

A presidente do Centro Regional do Porto refere ainda que, “para evitar aglomerações no campus, os horários de aulas serão desfasados e será maximizada a utilização dos espaços”, acrescentando que “para nós é muito importante assegurar a qualidade do ensino e a proximidade entre estudantes, docentes e restante comunidade, potenciando a experiência de aprendizagem que faz parte do nosso ADN”. Isabel Braga da Cruz termina explicando que “setembro será momento de reencontro, de começar um novo ano letivo e, neste sentido, trabalharemos em conjunto para manter a vida no campus face à nova realidade que o Covid-19 impulsionou”.

Conjugar ensino presencial de qualidade com ensino digital do futuro.

Ciente de que ensino presencial é essencial, principalmente nas formações que se destacam pela forte componente prática, a Escola das Artes irá privilegiar, no próximo ano letivo e em todos os seus programas de estudo, as aulas em regime presencial. A Escola Superior de Biotecnologia e o Instituto de Ciências da Saúde/Escola de Enfermagem irão recorrer a aulas presenciais, sobretudo na realização de atividades práticas, como é o caso das aulas laboratoriais. Em qualquer um dos casos, apostar-se-á, igualmente, na realização de aulas online.

No caso da licenciatura da Escola do Porto da Faculdade de Direito, as aulas das disciplinas obrigatórias serão divididas em aulas presenciais e online. Haverá, em todas as disciplinas, uma aula presencial por semana (e por turma), sendo as restantes aulas lecionadas digitalmente. Nas disciplinas do 1.º ano haverá uma proporção maior do presencial de forma a potenciar a integração e facilitar a transição dos novos estudantes para o ensino superior. No caso da Faculdade de Educação e Psicologia, os ciclos de estudos com maior número de estudantes – licenciatura em Psicologia, mestrado em Psicologia e mestrado em Psicologia e Desenvolvimento de Recursos Humanos – serão ministrados na modalidade de ensino combinado (blended learning). Os ciclos de estudos em Educação – mestrado e doutoramento – funcionarão em regime presencial.

Não esquecendo a importância do contacto presencial, de vivência do campus e da troca de experiências entre os alunos e professores, a Católica Porto Business School prepara a retoma da sua atividade presencial, cumprindo todas as normas recomendadas pela Direção-Geral da Saúde. A Escola está a preparar o primeiro semestre do ano letivo de 2020/21 com base num modelo de aprendizagem blended, em alinhamento com o que está a ser feito nas melhores escolas de gestão a nível internacional.

Isabel Braga da Cruz termina dizendo: “Preparámos o nosso campus Porto para receber com as devidas condições de segurança todos aqueles que em nós confiam para preparar o seu futuro, proporcionando uma experiência de aprendizagem exigente, próxima e de elevada qualidade”. Mais informações disponíveis em www.porto.ucp.pt.

CIUnivCatolicaPorto

 

 

1. SITUAÇÃO - Situação Meteorológica:

De acordo com a informação do IPMA, mantém-se a previsão, para as próximas 48 horas, de um quadro meteorológico de tempo seco no interior do país e vento, por vezes forte, na faixa costeira ocidental e nas terras altas, realçando-se os seguintes aspetos:

Humidade Relativa do Ar (HRA): Amanhã (06 agosto) prevê-se a diminuição dos teores de HRA, que deverá ser < 20% numa área mais alargada do interior das regiões Norte e Centro e no alto Alentejo e <30% no restante território (exceto na faixa litoral), com recuperação noturna não expectável no interior Norte e Centro e nas terras altas.

Sexta-feira (07 agosto) os teores de HRA não serão tão baixos, prevendo-se que sejam <30% no interior do país, com recuperação noturna a penetrar razoavelmente em todo o território, exceto no sotavento algarvio e nas terras altas do interior.

Temperatura: Aumento dos valores de temperatura máxima no interior do país (até 43ºC), prevendo-se que na sexta-feira (07 agosto) ocorra uma ligeira diminuição, não sendo ultrapassado o valor de 39ºC.

Vento:

Amanhã (06Agosto) prevê-se que o vento sopre do quadrante Sul em quase todo o território durante a manhã, podendo atingir 40 km/h nas terras altas, com rajadas até 60 km/h nas serras algarvias e tornando-se do quadrante oeste (até 40 km/h) a partir do início tarde, com a frente de brisa a progredir gradualmente para o interior do país durante a tarde.

Sexta-feira (07Agosto) o vento também soprará de oeste à tarde, por vezes até 40 km/h, na faixa costeira ocidental e nas terras altas.

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS

Risco de incêndio máximo/muito elevado no Algarve, na região do Vale do Tejo e nas regiões Centro e Norte, com agravamento durante o dia de amanhã (06Agosto) no interior Norte e Centro e no Algarve/baixo Alentejo.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recorda que, de acordo com a Declaração da Situação de Alerta em vigor, entre as 00h00 horas do dia 06 de agosto e as 23h59 horas do dia 07 de agosto, é:

1) PROIBIDO o acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2) PROIBIDO realizar queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3) PROIBIDO utilizar fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão. Estão suspensas as autorizações que tenham sido emitidas, nos distritos em que tenha sido declarado o estado de alerta especial de nível vermelho do Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS), para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR);

4) PROIBIDO realizar trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais.

Acompanhe a evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos Serviços Municipais de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros.

ANEPC | Divisão de Comunicação e SensibilizaçãoProtecaoCivilNacional

 

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio rural, os Ministros da Defesa Nacional, da Administração Interna, do Ambiente e Ação Climática e da Agricultura determinaram esta quarta-feira a Declaração da Situação de Alerta em todo o território do Continente.

A Situação de Alerta abrange o período compreendido entre as 00h00 horas do dia 06 de agosto e as 23h59 horas do dia 07 de agosto.

A Declaração surge na sequência da ativação do Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho para os distritos de Bragança, Guarda, Vila Real, Beja, Castelo Branco, Faro e Viseu.

Os distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Leiria, Portalegre, Porto, Santarém e Viana do Castelo estarão em Estado de Alerta Especial de Nível Laranja. 

Os distritos de Lisboa e Setúbal vão estar em Alerta Especial de Nível Amarelo.

Esta Declaração decorre da necessidade de adotar medidas preventivas e especiais de reação face ao risco de incêndio máximo e muito elevado previsto pelo IPMA na maioria dos concelhos do continente nos próximos dias.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, prevista na Lei de Bases de Proteção Civil, serão implementadas as seguintes medidas de caráter excecional:

1) Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;

2) Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;

3) Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil;

4) Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;  

5) Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

A proibição não abrange:

1) Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

2) A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

3) Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural.

A Declaração da Situação de Alerta implica, entre outros aspetos:

A) A elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, considerando-se para o efeito autorizada a interrupção da licença de férias e a suspensão de folgas e períodos de descanso;

B) O aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social, através da respetiva tutela;

C) A mobilização em permanência das equipas de Sapadores Florestais;

D) A mobilização em permanência do Corpo Nacional de Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza que integram o dispositivo de prevenção e combate a incêndios, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P., através da respetiva tutela;

E) A realização pela GNR de ações de patrulhamento (vigilância) e fiscalização aérea através de meios da Força Aérea, nos distritos em estado de alerta especial do SIOPS, para o DECIR, incidindo nos locais sinalizados com um risco de incêndio muito elevado e máximo.

A par da emissão de avisos à população pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil sobre o perigo de incêndio rural, a Força Aérea - através do Ministério da Defesa Nacional - deve disponibilizar os meios aéreos para, em caso de necessidade, estarem operacionais nos locais a determinar pela ANEPC.

MAIFogoPerigo2

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e o Ministro do Interior de Marrocos, Abdelouafi Laftit, reuniram-se hoje, por videoconferência, no âmbito da cooperação entre os dois países nas suas áreas de competência.

Entre os temas abordados na reunião esteve a atualização, já em curso, do acordo do Proteção Civil entre os dois países, instrumento que se tem revelado da maior importância, nomeadamente no domínio da assistência mútua em situações de emergência, incluindo o combate aos incêndios rurais e a formação dos operacionais.

Foi igualmente discutido o reforço da cooperação, através de um Memorando de Entendimento, entre a Guarda Nacional Republicana e a Gendarmerie Royale.

Os ministros abordaram ainda a situação verificada, nos últimos meses, com a chegada ao Algarve de migrantes com origem em Marrocos, sublinhando a necessidade de manter e intensificar a cooperação no domínio da prevenção e combate à migração irregular e ao tráfico de seres humanos, tanto no plano bilateral - através de uma articulação reforçada entre o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e o seu homólogo marroquino - como no quadro das relações entre Marrocos e a União Europeia. Nesse sentido, foi também discutida a importância e o interesse mútuo na conclusão das negociações que estão a decorrer para um acordo de migração legal entre Portugal e Marrocos.

Os dois ministros partilharam ainda as experiências no âmbito das medidas de combate à COVID-19 e manifestaram vontade em retomar, assim que possível, as ligações aéreas diretas entre Portugal e Marrocos.

O Ministro da Administração Interna convidou o seu homólogo marroquino a visitar Portugal assim que as circunstâncias o permitirem.

MAIMinisterioAdminInterna

Serão facilitadas formações e consultoria gratuita em espanhol e português pelas principais entidades do setor: PREDIF e Accessible Portugal. As inscrições já se encontram abertas.

Converter a Eurocidade do Guadiana num destino mais acessível e inclusivo é um objetivo fundamental do projeto EuroGuadiana 2020, financiado pela União Europeia através do Programa Interreg V-A Espanha Portugal.

A acessibilidade no turismo não é apenas uma questão de responsabilidade social, mas também uma oportunidade de negócio. O turista com necessidades de acessibilidade viaja durante todo o ano, reduzindo a sazonalidade, é mais fiel na escolha do destino e gasta até mais 28% para atender às suas necessidades especiais durante a estadia.

Estes são alguns dos dados que  a associação Accessible Portugal e a Plataforma Espanhola de Pessoas com Deficiência Física, PREDIF - entidades parceiras da Eurocidade do Guadiana neste projeto – irão mostrar aos participantes dos seminários on-line, nos dias 21 e 23 de setembro.

Os seminários são gratuitos e permitirão conhecer o potencial que o turismo acessível tem para seus negócios. Serão abordados conceitos chave sobre acessibilidade universal e também será apresentada uma aplicação móvel Tur4All, conhecida como o "Tripadvisor" da acessibilidade.

O Tur4All possui informações objetivas em vários idiomas sobre acomodações, restaurantes, atividades recreativas e as respetivas condições de acessibilidade oferecidas. Esta aplicação também interage diretamente com as redes sociais onde detecta uma comunidade ativa de usuários que avalia, comenta e pontua, com base nas suas experiências pessoais. O facto de os espaços e serviços acessíveis da Eurocidade do Guadiana serem anunciados na plataforma Tur4All beneficia, não só aos próprios estabelecimentos mas também a todo o território, de forma a atrair este interessante segmento do turismo.

As inscrições estão disponíveis nos seguintes links: 

YMSWebinarEurocidade1WebinarEurocidade2

Durante o dia de ontem, segunda-feira, 3 de agosto, ocorreu um  fogo no município de Ayamonte, perto da área residencial da Costa Esuri. A extinção do fogo, que graças à ação rápida dos bombeiros florestais não evoluiu o suficiente para ser considerado incêndio, contou com a participação das forças de segurança e proteção civil portuguesas, os Bombeiros de Vila Real de Santo António e a Guarda Nacional Republicana.

Nas palavras de Nuno Pereira, Comandante dos Bombeiros de Vila Real de Santo António, "vemos este tipo de colaborações com bons olhos. Além de ser uma área de fronteira, pertencemos à Eurocidade do Guadiana e confiamos que, através desta entidade, possamos desenvolver protocolos mais amplos para ajuda mútua e fortalecer os laços no campo da assistência e proteção civil ”.

Por sua parte, Natalia Santos, Alcaldesa de Ayamonte e Presidente da Eurocidade do Guadiana, agradeceu aos bombeiros vilarealenses pela sua pronta ação: “Mais uma vez agradecemos a disposição de todos os efetivos que vieram de Vila Real de Santo António. Os três municípios estão cada vez mais unidos e isso, felizmente, manifesta-se em todas as áreas da nossa governança”.

A extinção do fogo foi coordenada pelo Dispositivo para Prevenção e Extinção de Incêndios Florestais na Andaluzia (PLAN INFOCA) e contou com a presença e apoio do Ayuntamiento de Ayamonte por meio dos Vice-Presidentes Javier López e Antonio Cazorla.

Os bombeiros portugueses participaram disponibilizando recursos terrestres e aéreos e agiram dentro do acordo internacional sobre incêndios florestais existente entre os dois países, que permite a intervenção em caso de incêndios em áreas próximas à fronteira.

YMSFogoAyamonte3FogoAyamonte2FogoAyamonte1

 

Estão abertas as candidaturas à Bolsa Internacional para Projetos de Investigação 2021, da Biocodex Microbiota Foundation. A Bolsa deste ano é subordinada ao tema "Os efeitos funcionais da microbiota intestinal humana no autismo" e tem um valor de 200 mil euros. 

Esta Bolsa Internacional, aberta a candidatos de todos os países, pretende distinguir o melhor projeto de investigação dentro desta temática.  

As candidaturas podem ser submetidas até ao dia 30 de novembro de 2020, através do endereço de e-mail: 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

A decisão do Comité Científico será anunciada em março de 2021. 

A Biocodex Microbiota Foundation atribui todos os anos uma bolsa para projetos internacionais e uma bolsa para projetos nacionais, contribuindo desta forma para acelerar a investigação e o conhecimento cientifico na área da microbiota. Os projetos são selecionados por um comité de cientistas conceituados internacionalmente e independentes tendo em conta a qualidade científica dos trabalhos, a originalidade e o potencial impacto que podem ter na saúde humana. 

As candidaturas para a Bolsa Nacional para Projetos de Investigação também estão abertas (prazo de entrega é 17 de dezembro de 2020), com um prémio no valor de 25 mil euros e o tema: "Microbiota Gastrointestinal e Sistema Imunitário". 

Regulamento da Bolsa Internacional para Projetos de Investigação: 

https://www.biocodexmicrobiotafoundation.com/international-call-projects-2021 

Regulamento da Bolsa Nacional para Projetos de Investigação: 

https://www.biocodexmicrobiotafoundation.com/national-call-projects/portugal 

Biocodex Microbiota Foundation 

Existe um interesse crescente na microbiota devido ao seu potencial numa ampla variedade de doenças. A missão da Biocodex Microbiota Foundation (BMF) é aproveitar este interesse crescente e promover a pesquisa em microbiota e sua interação com várias patologias. A pesquisa é apoiada por meio de subsídios concedidos a projetos que investiguem a implicação da microbiota na saúde humana. A BMF apoia a pesquisa básica e aplicada. Os projetos são selecionados anualmente por um comité de cientistas internacionais independentes.  

TRBolsaInvestigacao

A EDP Renováveis e a ENGIE acabam de anunciar o nome e marca da nova empresa que criaram para gerir e desenvolver os projetos no mercado eólico offshore. A Ocean Winds (OW) vai tornar-se num dos cinco principais operadores mundiais neste setor, ao combinar a capacidade industrial e de desenvolvimento das duas empresas.

A OW é o resultado da joint-venture anunciada em 2019 e controlada em partes iguais pela EDP Renováveis e pela ENGIE. A nova sociedade, sediada em Madrid, é a primeira marca a ser criada com recurso ao som do vento em mar alto.

Quando a EDP Renováveis e a ENGIE procuraram um nome para a nova empresa, convocaram um grupo de cientistas para ajudar a identificar o som do vento no alfabeto romano. Estes desenvolveram um algoritmo e equipamentos específicos para transcrever para as letras o som do vento gravado offshore durante 48 horas. As duas letras que surgiam com mais frequências era o «O» e o «W», dando assim origem ao nome “Ocean Winds”. Para ficar a saber mais sobre o processo de criação da marca OW, veja este vídeo.

Saiba mais no site da EDP.

EDPOceanWinds

A Eurocidade do Guadiana, por meio do seu projeto EuroGuadiana 2020, trabalha para melhorar a governança e a coordenação entre os três municípios que a compõem (Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António). A entidade de cooperação transfronteiriça visa oferecer uma gestão coordenada para melhorar os serviços aos cidadãos dos três municípios e oferecê-los através de um cartão electrónico.

A oferta de recursos públicos e privados está a ser mapeada e organizada em guias de serviços que incluem todo o território da Eurocidade: instalações desportivas, bibliotecas, centros de saúde, centros comerciais e de lazer, transportes, etc. O cartão visa facilitar o acesso a esses serviços e apoiar eventos culturais como poderia ser uma rota além-fronteiras. 

Na versão anterior, o cartão do Eurocidadão era físico e com ele foram aplicados descontos em estabelecimentos comerciais e de lazer e também na grande parte da oferta de saúde existente nos três municípios. A versão atualizada do cartão será digital e será associada a uma aplicação móvel APP, que também poderá oferecer alguns dos serviços a pessoas não residentes ou em trânsito.

Através da participação da Eurocidade do Guadiana em redes de cooperação como a RIET, a Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças, foi detectada que a implementação de propostas semelhantes ao cartão de Eurocidadão está a ser trabalhada em paralelo em várias Eurocidades, por isso a Eurocidade do Guadiana está a trabalhar em coordenação com elas para que soluções mais completas possam ser oferecidas de forma conjunta. 

Entre as propostas da Eurocidade do Guadiana está a que os cartões de eurocidadão possam facilitar a mobilidade transfronteiriça em caso de  clausura ou fecho da fronteira, devido ao COVID-19 ou a outras eventualidades que possam ocorrer no futuro.

Como Laboratório Europeu de Governança Transfronteiriça, EuroGuadiana 2020, continua a trabalhar para oferecer soluções para problemas comuns da população dos três municípios, bem como para contribuir para o desenvolvimento conjunto, de modo que juntos os três municípios sejam mais fortes.

YMS AyamonteEurocidadeAyamonte

Na semana em que as fronteiras entre Portugal e Espanha estão novamente abertas, as Pousadas de Juventude e Albergues Juveniles juntaram-se para oferecer 50 packs de alojamento num passatempo de verão.

O giveaway acontece nas páginas de Facebook e Instagram das duas organizações e permitirá que os utilizadores tenham acesso a duas noites, para duas pessoas, com direito a alojamento e pequeno-almoço.

Esta oferta estará disponível em qualquer uma das Pousadas geridas pela Movijovem e pela Rede Espanhola de Albergues Juvenis, sendo que destes 50 packs, 25 poderão ser utilizados em Portugal e 25 em Espanha. As duas organizações de turismo juvenil têm unidades presentes em todo o território dos dois países.

O passatempo já está a decorrer nas páginas de Facebook e Instagram das Pousadas de Juventude, sendo que, para vencer, os utilizadores terão de responder a uma pergunta semanal, identificar um amigo nos comentários e seguir as Pousadas de Juventude e os Albergues Juveniles em ambas as redes sociais.

O regulamento do concurso pode ser consultado em:

PousadaJuventudeMovijovem
 
 

 

Esta semana o 11 celebra o primeiro aniversário no dia da festa da Taça de Portugal! Sábado, não perca uma tarde dedicada a este dia especial, com todas as atenções viradas para a festa da prova rainha, em Coimbra, mas também para a festa do 11: um best off da nossa primeira emissão, os melhores momentos do ano que passou e entrevistas com os melhores treinadores portugueses lá fora: Luís Castro, André Villas Boas, Rui Vitória, José Morais, Jesualdo Ferreira e José Peseiro.

Domingo às 13h30, poderá rever a final da Taça de Portugal, Benfica x FC Porto e vibrar com a festa da Taça!

VEJA AQUI A PROGRAMAÇÃO

Canal 11

Canal11Aniversario

 

IPAM estima impacto económico de 50,4 milhões de euros da final da Liga dos Campeões em Lisboa

  • 49% do impacto económico beneficiará refeições in home e outdoor;
  • A final de 2019 teve uma audiência televisiva de 400.000.000 espetadores e 1.000.000.000 interações nas redes sociais;  
  • Mesmo sem a existência de público nos estádios, são esperados 16 000 adeptos sem bilhete e 3.300 visitantes na Final. 

50,4 milhões de euros é o impacto económico da final da Liga dos Campeões em Lisboa estimado pelo estudo do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM). 

Lisboa foi a cidade escolhida pela UEFA para acolher sete jogos, envolvendo oito equipas na competição, entre 12 e 23 de agosto – uma competição que pela primeira vez realizar-se-á sem a assistência de público nas bancadas dos estádios, mas com 16 000 adeptos sem bilhete e 3.300 visitantes na Final. Um número que integra os 600 elementos das comitivas das equipas, 400 jornalistas, 1.000 pessoas de staff de apoio à competição, a par de 1.000 convidados da UEFA, 200 elementos de produção de televisão e 42 elementos das equipas de arbitragem.

Perante este contexto, o estudo do IPAM propôs-se a avaliar e caracterizar o potencial impacto económico em Portugal da final 8 da Liga dos Campeões 2019/20 a disputar em Lisboa, assim como compreender a origem deste impacto e a sua influência nos diferentes setores de atividade, bem como analisar o alcance mediático global da final da Liga dos Campeões.

Para a cidade que acolhe a final da Liga dos Campeões as vantagens serão várias. Para além do potencial de visibilidade que a cidade e o país beneficiam, existe um conjunto de impactos económicos diretos devido a estes sete jogos. Ao nível do impacto económico, está previsto que 49% seja atribuído ao in home e outdoor eating and drinking. Destaca-se ainda a accomodation 13%, traveling 9%, turism activities 5%, hospitality 4%, shopping 3%, fun 3%, catering 3%, sponsor activation 3%, e special events 3%, Logistics, other services e security, combinados, representam 5% do impacto económico para o país.

Também devido ao atual contexto, a Final da Champions League deste ano terá um formato inédito que originará estadias mais longas do que a final tradicional de um dia, o que implicará que as comitivas das equipas finalistas fiquem alojadas em Lisboa durante um período de 15 dias ininterruptos.

O impacto mediático dos jogos será muito forte e representa uma extraordinária campanha de promoção para Portugal, uma vez que a final de 2019 teve uma audiência de 400.000.000 espetadores em 217 países e gerou 1.000.000.000 de interações nas redes sociais, um recorde de performance digital. A Televisão continua a assegurar mais de 70% da audiência total, apesar da forte procura pelos serviços de streaming pelo público desportivo em todo o mundo, constituindo a final da Liga dos Campeões uma oportunidade muito positiva para os anunciantes alcançarem o público de futebol em grande escala. Em média, os telespectadores da Liga dos Campeões assistem a mais de uma hora da final, embora a tendência nos últimos anos tenha vindo a diminuir.

Em termos comparativos, a final de 2014 da Champions gerou 46 milhões de euros de impacto económico em Lisboa, enquanto que a Final 8 de 2020 com 7 jogos sem público pode atingir os 51 milhões de euros.

Ficha Técnica do Estudo     

O Estudo foi realizado pelo Gabinete de Estudos de Marketing para Desporto do IPAM, sob a coordenação do Prof. Daniel Sá.

O modelo científico utilizado pelo IPAM neste estudo assenta na definição de seis momentos distintos de impacto, caracterização e quantificação dos indicadores económicos, relação com a realidade social e económica do país, introdução do fator de relação associado ao poder de compra do país.

Daniel Sá, responsável técnico do estudo, é Director Executivo do IPAM.  Autor dos livros "Marketing para Desporto Um Jogo Empresarial" e "Sports Marketing As Novas Regras do Jogo", Doutorado em Ciências Empresariais pela Universidad Rey Juan Carlos de Madrid Mestre em Gestão Desportiva pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Licenciado em Gestão de Marketing pelo IPAM.

CV&ALigaCampioes

           

A Associação Inter-Vivos prepara o regresso à época 2020/2021 em força, apresentando uma equipa de Futsal sénior na próxima época, depois de dez temporadas de interregno, e dando continuidade aos escalões de formação, competindo com a equipa de Benjamins e Juvenis.

O retorno do escalão de Sénior acontece “pelo desejo da direção em ter uma equipa de futsal sénior no clube” e porque “temos de ter uma sequência natural para os nossos escalões de formação”, justifica o presidente da direção, André Martins.

Para o dirigente, o novo projeto “assenta basicamente na formação”, é a ela que o clube dará “especial atenção” e já na próxima época, pelo menos, 4 jogadores do escalão júnior vão integrar a equipa de Sénior afirmando que “a equipa sénior terá maior ou menor qualidade consoante a qualidade da formação que formos capazes de fazer”.

O plantel para 2020/2021 será composto por uma “mescla” de jogadores vindos da formação e “jogadores da terra”. A Associação Inter-Vivos é no Futsal um clube que está prestigiado, porque apesar das condicionantes de um orçamento limitado, de uma localização que obriga a grandes deslocações e, da limitação de um território com poucos jovens para formar, tem conquistado muitos títulos nos vários escalões e com eles prestigiado a aldeia de Martim longo e a região.

O apoio financeiro protocolado com a Câmara de Alcoutim, a quotização dos sócios e as empresas patrocinam este desporto constituem as principais fontes de receita do clube.

Além do futsal, os Inter-Vivos apadrinham ainda as modalidades de atletismo, motociclismo e pesca. “Pretendemos continuar a criar mais secções na Associação, proporcionar aos jovens do concelho mais hipóteses de prática desportiva. 

Para o futuro, a linha orientadora está traçada: “Pretendemos ter uma boa oferta para que os jovens do concelho possam praticar desporto, trabalhar com qualidade na formação e, como consequência, ter boas equipas de futsal, e não nos pormos com metas irrealizáveis ou difíceis de atingir. Vamos passo a passo, sem queimar etapas”, sintetiza o presidente da Associação.

Inter-VivosFutsalInterVivos

 

Esta semana, o 11 tem duas novidades! O Campeonato Paulista, com o Santos de Jesualdo, está de regresso e a Liga Mexicana será acrescentada à nossa programação. Mais futebol, mais jogos em direto!

Na quinta-feira, dia 23, teremos futebol feminino em discussão no ESPECIAL 11, com os holofotes virados para as verdadeiras protagonistas do jogo.

A Associação de Tiro de Portugal (ATP) promove no dia 18 de julho, sábado, na sua sede mais um Troféu Coronel Maçanita. Esta competição, já na sua 7 ª edição, é uma prova de Tiro Desportivo inscrita no calendário de provas da Federação Portuguesa de Tiro, abrange as categorias P10, C10 e CCART.

Tratando-se de uma prova aberta, a ATP espera contar com a participação dos seus associados e de outros atiradores nacionais e estrangeiros inscritos nas respetivas federações de tiro, em representação dos seus Clubes.

O Torneio da Cidade de Portimão tem por objetivos e finalidade:

  • Incentivar a prática desportiva do Tiro Desportivo, através da divulgação do tiro de precisão.
  • Promover o intercâmbio desportivo regional, nacional e internacional.
  • Contribuir para a promoção e divulgação turística da Região do Algarve, em particular do Concelho de Portimão, como destino para os praticantes desta modalidade.

Associação Tiro PortugalTiroDesportivo

O Conselho Nacional do Desporto foi o palco escolhido para a apresentação do website campeoesdeportugal.pt, um projeto promovido pelo CNID - Associação dos Jornalistas de Desporto e que conta com a participação e o apoio financeiro da Fundação do Desporto e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O projeto visa criar na internet um sítio (campeoesdeportugal.pt) para divulgar e promover a excelência no Desporto português. Esta iniciativa inédita, tanto a nível nacional como internacional, pretende juntar numa base de dados, aberta a todos os interessados, os nomes dos campeões olímpicos, paralímpicos, mundiais, europeus e nacionais, permitindo a fácil consulta e um diversificado aproveitamento jornalístico ou meramente informativo, a partir de qualquer parte do globo, a qualquer hora.

Uma primeira atividade foi já concretizada: a escolha do logótipo, a cujo concurso se apresentaram 72 trabalhos. Segue-se a aquisição da solução informática que permitirá concretizar a ideia.

O projeto vai implicar a colaboração de dezenas e dezenas de instituições, a começar pelos organismos da área do Desporto: Comité Olímpico e Comité Paralímpico, Fundação do Desporto, Confederação do Desporto, Federações, Associações, Ligas e Clubes. Será solicitada, também, a colaboração dos órgãos de Comunicação Social e de outras entidades para garantir maior qualidade histórico-informativa.

Veja todas as informações sobre este projeto, bem como sobre a sessão de lançamento aqui.

Fundação do DesportoCampeoesPortugal

Parceiros

Mais Kizomba
UF Faro
Gente Gira Algarve
LOGOTIPO_Small
Faro 1540
Pens USB