Loulé | Arrancou a Obra que vai Melhorar as Condições de Habitação no Bairro Municipal

0
238
Bairro-Municipal-Loulé-1

São 18 as habitações que, numa primeira fase, vão ser requalificadas e ampliadas no Bairro Municipal Frederico Ulrich, em Loulé. A assinatura do auto de consignação da obra, uma das mais importantes da Estratégia Local de Habitação do Município de Loulé, teve lugar esta quinta-feira, dando-se agora início aos trabalhos.

Foi no final da década de 40 do século XX que nasceu o antigo bairro operário, com projeto do arquiteto louletano Manuel Maria Laginha de construção de 50 “casas económicas”. Foi este, de resto, o trabalho apresentado pelo autor para obtenção do diploma de arquiteto na Escola de Belas Artes do Porto.

Ao longo dos anos, os próprios agregados familiares foram edificando diversos acrescentos já que as áreas eram diminutas o que levou a uma degradação do bairro, ao nível da organização dos espaços, de salubridade e do ordenamento urbano. Já no ano de 2000, realizaram-se no bairro obras profundas na rede de infraestruturas.

Os trabalhos que aqui vão decorrer têm em vista a requalificação e ampliação, corrigindo problemas estruturais, como o isolamento térmico, mas também aumentando as áreas. Como explicou o autor do projeto, Luís Pires, os quartos saem do edifício existente para um “espaço próprio na parte tardoz da intervenção”. “Essa habitabilidade hoje deve existir sempre para que possamos dar continuidade não só às condições de vida dos moradores como também perpetuar a história da arquitetura e do urbanismo”, sublinhou este arquiteto.

Mantém-se a traça original e a “mesma linguagem, os mesmos materiais e as mesmas características morfológicas”, do projeto inicial de Manuel Maria Laginha.

Pretende-se com esta requalificação implementar estratégias que incentivem a integração social e assim potenciem a melhoria das condições de vida dos residentes do bairro e também da população da cidade de Loulé. 

Este é uma das ações programadas no âmbito do acordo de colaboração celebrado entre o Município de Loulé e o Instituto da Habitação e Reabilitação (IHRU), em 2020, no âmbito do Programa 1.º Direito. Constituiu um investimento de perto de 3 milhões de euros financiado pelo PRR – Plano de Recuperação e Resiliência, com um prazo de construção de cerca de 2 anos.

“Estamos aqui a dar mais um passo na nossa Estratégia Local de Habitação e esta é uma resposta, neste caso de reabilitação e ampliação, do principal e mais antigo núcleo urbano de natureza social existente na cidade de Loulé. Estas moradias estavam muito degradadas, com sobrelotação e as pessoas têm que viver com dignidade, é para isso que trabalhamos. É uma situação que há muitos anos sonhava concretizar”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo.

Enquanto decorrem as obras, os residentes ficarão alojados em casas adquiridas pelo Município.

A empreitada significa o arranque de um processo de renovação urbana numa área da cidade onde, além de outros aglomerados sociais, se encontra também uma escola e o Estádio Municipal de Loulé. É aqui que em breve também irá nascer o edifício para a investigação científica na área das Ciências Biomédicas, ABC – Algarve Biomedical Center, que será mais um polo importante para a requalificação urbana desta área de Loulé.

CM Loulé