Lagos assinala 87º Aniversário do Museu Municipal

0
273
Museu Mun Lagos

No dia 23 de agosto assinalam-se duas efemérides caras a Lagos. A primeira remete para a reunião de Câmara de 23 de agosto de 1930, na qual foi decidida a criação do Museu Municipal.

A segunda, intimamente relacionada com o Mercado de Escravos, diz respeito ao Dia Internacional da Lembrança do Tráfico de Escravos e da sua Abolição.
Para assinalá-las, a Câmara Municipal de Lagos organizou algumas iniciativas. Participe!

Visitas orientadas, dia aberto nos espaços museológicos, concerto, exposição e um documentário são as várias iniciativas, de entrada gratuita, que fazem parte de um programa que a autarquia preparou para não deixar passar em branco as duas efemérides que se assinalam no próximo dia 23 de agosto.

Para além de visitas orientadas ao Museu e Mercado de Escravos, para melhor ficar a conhecer estes dois importantes equipamentos museológicos do município, haverá também a oportunidade de assistir a um concerto ou a um documentário. No primeiro, previsto para as 21h30, na Igreja de Sto. António, e integrado no Ciclo de Música Antiga “Barroco em Talha Dourada”, será apresentado o concerto “Pajarillos Fugitivos”, com Jonathan Alvarado (guitarra barroca e canto). Também pelas 21h30, mas no Centro Cultural de Lagos, será exibido, na data em que a UNESCO comemora o Dia Internacional de Lembrança do Tráfico de Escravos e da sua Abolição, o documentário “Gurumbé, canciones de tu memória negra”. A descoberta de escravos africanos na lixeira moderna de Lagos é o ponto de partida deste documentário, com o qual se pretende chamar a atenção para a forte presença de populações africanas na Península Ibérica, especialmente durante os sécs. XV e XVIII. Após a exibição do documentário (70 minutos) haverá lugar a uma sucinta apresentação com o realizador do mesmo, Miguel Angel Rosales. No encerramento atuará o quadro flamenco de Yinka Graves.

Ainda dentro destas comemorações, haverá lugar para conhecer uma peça que estará em destaque no Museu Municipal – o quadro “O Sonho”, da autoria do artista plástico Timo Dillner e no final do mês, a 26 de agosto, será inaugurada, No Forte Ponta da Bandeira, a Exposição “Rolling”, do projeto Soulmade (Cristina Moreira e Nuno Borges), que ficará patente ao público até ao final do ano.

PROGRAMA

10h30 e 14h30
Visita orientada no Museu Municipal Dr. José Formosinho (2 sessões)
Inscrições obrigatórias através do e-mail: [email protected] ou 282762301

10h30 e 14h30
Visita orientada no Mercado de Escravos (2 sessões)
Inscrições obrigatórias através do e-mail [email protected] ou 961864708

10h00-13h00 / 14h00-18h00
Dia Aberto nos Espaços Museológicos
Entrada gratuita nos espaços museológicos da autarquia: Museu, Forte Ponta da Bandeira, Mercado de Escravos e Armazém do Espingardeiro (este último das 10h às 13h) 

21h30
Concerto “Pajarillos Fugitivos”, com Jonathan Alvarado (guitarra barroca e canto)
Integrado no Ciclo de Música Antiga “Barroco em Talha Dourada”
Igreja de Sto. António

21h30
Apresentação do Documentário “Gurumbé, canciones de tu memória negra”
Centro Cultural de Lagos
Com a presença do realizador, Miguel Angel Rosales, e atuação do quadro flamenco de Yinka Graves

A partir de dia 23 | 10h00-13h00 / 14h00-18h00
Peça em destaque no Museu Municipal
Quadro “O Sonho”, da autoria do artista plástico Timo Dillner (o comentário da peça será feito pelas 17h00 de dia 23, pelo próprio artista, na sala onde a peça estará exposta)

Dia 26 | 17h30
Inauguração da Exposição “Rolling”, do projeto Soulmade (Cristina Moreira e Nuno Borges)
Forte Ponta da Bandeira
A mostra ficará patente ao público até ao final do ano.Museu Mun LagosFonte: SC da CM Lagos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui