Associação Portuguesa de Podologia assiste Peregrinos de Fátima

0
502
Podologia-Peregrinos

Entre os dias 8 e 12 de maio, a Associação Portuguesa de Podologia (APP) com o apoio da Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU) e da indústria farmacêutica vão assistir, gratuitamente, todos os peregrinos que necessitem de cuidados podológicos. A assistência será garantida a partir dos seguintes postos estratégicos:

  • Dia – 8, 9 e 10 em Pombal – Pavilhão de Atividades Económicas Desportivas e Culturais 
  • Dia – 11 e 12 em Fátima – Junto ao Santuário, Posto de Turismo de Fátima – Av. Dom José Alves Correia da Silva n, 213

Esta iniciativa da associação, que acontece desde 2004, pretende colocar à disposição dos peregrinos cuidados podológicos diferenciados e altamente especializados, de acordo com as normas de desinfeção e esterilização adequadas, por forma a garantir uma assistência especializada, gratuita e indispensável para uma peregrinação mais segura e minimizando a dor e os riscos de infeção.

Ao longo de 18 anos consecutivos temos estado junto daqueles que percorrem muitos quilómetros em pouco tempo, com a sobrecarga de longas caminhadas, dos repetidos microtraumatismos nos pés e das frequentes lesões graves que se manifestam através de dores, edemas, bolhas, excesso de transpiração, entorses, ruturas ligamentares, queimaduras, stress mecânico e incapacidades de marcha.

Este serviço humanitário que temos prestado ao longo de quase duas décadas aos peregrinos vem no seguimento da nossa missão de, enquanto podologistas, “servir os mais frágeis”, e traduz-se em mais de 1200 cuidados por ano e mais de 50 voluntários envolvidos.

A Associação Portuguesa de Podologia recomenda ainda a todos os peregrinos que não realizem caminhadas superiores a três horas, escolham roupas frescas e que permitam a transpiração, usem calçado que facilite a respiração e a dilatação do pé e meias de fibras naturais e sem costuras. Para além disso a associação aconselha os peregrinos a não caminharem entre as doze e as dezasseis horas por ser o período de maior exposição solar, e a não furarem as bolhas dos pés ou aplicarem pomadas ou medicamentos sem consultar um especialista.

Devem manter os pés secos, evitar hidratar em excesso os pés, usar anti-transpirantes e desodorizantes para controlo do excesso de humidade nos pés.

Miligrama

Podologia-Peregrinos