CCV Lagos | Encontro de Turismo Científico

0
379
CCV-Lagos-Seminário

O Centro Ciência Viva de Lagos organiza o primeiro Seminário sobre Turismo Científico nos dias 22 e 23 de maio no auditório dos Paços do Concelho séc. XXI, em Lagos, com o apoio do Município de Lagos. Este evento insere-se no desenvolvimento do projeto SciTour – Turismo Científico, uma nova abordagem para promover o turismo sustentável no Algarve, por intermédio da valorização do património natural e cultural local.

O projeto, liderado pelo Centro Ciência Viva de Lagos e como parceiro a Universidade do Algarve, tem como objetivo avaliar o potencial para o turismo científico na região do Algarve. Vários casos de estudo foram explorados, centrados em quatro campos principais: Geologia, Paleontologia, Arqueologia e Biodiversidade Marinha. O Seminário pretende reunir especialistas, investigadores, empresários locais e outros interessados para discutir e promover o turismo científico na região e apresentar os resultados do projeto. Pretende-se partilhar as opiniões dos diversos intervenientes locais sobre a importância da diversificação da oferta turística, bem como compreender em que medida esta diferenciadora tipologia turística poderá vir a assumir-se enquanto uma mais-valia para a região, numa perspetiva de valorização socioeconómica, de conservação patrimonial e sustentabilidade ambiental.

No dia 22 de maio de manhã vamos realizar um encontro participativo onde se pretende auscultar as opiniões dos diversos intervenientes locais sobre a importância da diversificação desta oferta turística.

O encontro participativo sobre Turismo Científico será uma oportunidade para discutir o potencial do Algarve como destino para turismo científico, bem como para identificar oportunidades de negócio e colaboração entre os participantes. Na manhã de 22 de maio pretende-se promover o envolvimento participativo, e alcançar os seguintes objetivos: 

1) Introduzir e discutir o conceito de turismo científico, 

2) Avaliar o valor potencial deste tipo de turismo para a região, 

3) Identificar vários instrumentos/produtos do turismo científico, 

4) Examinar as vantagens, desvantagens e impactos destes instrumentos/produtos, 

5) Fornecer exemplos concretos de ofertas turísticas para discutir a sua implementação e operacionalização, potenciais obstáculos, e formas de ultrapassar estes obstáculos, e identificar as partes envolvidas na implementação, 

6) Identificar outros tipos de turismo científico a serem desenvolvidos no futuro.

No dia 22 de maio da parte da tarde teremos oportunidade de debater o futuro do turismo no Algarve. A Estratégia para o Turismo, será apresentada por Fátima Catarina, Vice-presidente da Região de Turismo do Algarve, a cargo do Programa Algarve 2030, Aquiles Marreiros irá falar sobre Algarve, outros turismos. A sessão termina com o debate – O Turismo Científico – Um Algarve com Futuro – Oportunidades e desafios – moderado por Elisabete Rodrigues com a intervenção dos oradores anteriores e de Marta Cabral, diretora da Rota Vicentina.

O dia 23 de maio é dedicado à partilha de exemplos, experiências e resultados de vários projetos de Turismo Científico em Portugal e na Europa. Para além da equipa do projeto SciTour que irá partilhar os resultados do projeto, o evento conta com vários convidados. Erik Lundberg da Universidade de Gotemburgo, irá falar sobre Turismo Científico – conceptualização, exemplos e perspectivas futuras; Fabien Bourlon irá partilhar a sua experiência sobre o turismo científico, instrumento de desenvolvimento das zonas turísticas marginais ou transitórias e o seu trabalho desenvolvido no Centro de Investigação em Ecossistemas da Patagónia e Ari Laakso irá mostrar o seu trabalho, desenvolvido num projeto de turismo científico no Centro do Ártico, na Finlândia, Wonder Seekers | Expanding Minds – Criação de uma marca e de um novo conceito de base tecnológica que combina ciência e turismo. Como oradores para a sessão do dia 23 contamos ainda com Anabela Santos da Almargem, Cristina Veiga-Pires e Axel Bamberger para partilharem as suas experiências no desenvolvimento de projetos e atividades de Turismo Científico na região do Algarve.

O projeto SciTour – Turismo Científico é uma iniciativa importante para a promoção do turismo sustentável na região do Algarve e incentivar o desenvolvimento económico da região. O Centro Ciência Viva de Lagos, a Universidade do Algarve e o Município de Lagos convidam todos os interessados a participar no Seminário sobre Turismo Científico e a contribuir para a promoção do turismo sustentável na região do Algarve. A participação é gratuita, mas com inscrição obrigatória –

O projeto SciTour é financiado pelo Programa Operacional Regional do Algarve (CRESC Algarve 2020), através do Portugal 2020 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica, co-financiado pelo Fundo Social Europeu.

Descrição do Projeto SciTour

SciTour é um projeto de investigação que explora e desenvolve o Património Natural e Cultural do Barlavento Algarvio como produto do Turismo Científico, nas áreas de: Geologia, Paleontologia, Arqueologia e Biodiversidade Marinha, visto que são estas as áreas que apresentam maior potencial na nossa área de intervenção. São recursos sustentáveis que atualmente estão subvalorizados, subdesenvolvidos e subutilizados.

O turismo é a indústria mais significativa da região, o Algarve já beneficia da existência de acessibilidades e infraestruturas para os visitantes que facilita a implementação e o desenvolvimento do Turismo Científico como um novo produto que ajuda a diversificar a oferta atual e a contrariar a sazonalidade do turismo, sendo sustentável ao longo de todo o ano e adequado ao mercado interno e externo. A diversificada distribuição geográfica deste recurso que ultrapassa a linha de costa tem potencial para desenvolver ainda mais a economia local de áreas que tendem a atrair menos visitantes, complementando o atual modelo “Mar e Sol” como principal impulsionador.

SciTour funciona como uma ponte entre Educação, Ciência, Comunicação e Turismo, ou seja, um elemento unificador entre estas áreas do conhecimento. 

A equipa de investigação prevê uma abordagem prática que integra uma estratégia mais ampla para o Turismo de Ciência, a Comunicação da Ciência e a disseminação de conteúdo científico. Esta nova abordagem, reuniu o interesse e o apoio dos municípios locais, operadoras, Região de turismo do Algarve e outras partes interessadas. O objetivo coletivo é realizar a pesquisa, desenvolver as ferramentas e produzir os conteúdos para, não apenas envolver e atrair novos visitantes para novos locais, mas sobretudo envolver esses novos visitantes e as populações locais e contribuir para um aumento da sua literacia nas diversas áreas de atuação e interesse individual.

O projeto de investigação SciTour é um primeiro passo para coordenar uma estratégia regional concertada para a criação de uma oferta de classe mundial que possa ajudar a diferenciar a região do Algarve, contrariando a sua localização periférica. Igualmente aumentar a competitividade face aos emergentes, e por vezes mais baratos, novos mercados de turismo. “Esta estratégia de investigação, desenvolvimento e valorização dos nossos recursos naturais pode tornar-se um cartão de visita para atrair investigadores e especialistas para vir visitar, ficar e estudar, aumentando o potencial de investigação, publicação de novos trabalhos, partilha de novas perceções e conhecimentos, e fortalecer a relevância do nosso património natural”, diz Luís Azevedo Rodrigues, Diretor do CCVL e Investigador responsável do Projeto.

O projeto SciTour deve ser visto como um novo desenvolvimento do Turismo sustentável e duradouro.

CCV Lagos

CCV-Lagos-Seminário