Lagos | Concelho foi Contemplado com Financiamento para Creches

0
507
Lagos-Entidades-OCS-3

A Associação Infância Viva foi uma das 153 instituições do setor social e autarquias que esteve ontem presente, em Fátima, na sessão de entrega dos contratos de financiamento das candidaturas aprovadas referentes à resposta “Creche”. O apoio acontece no âmbito da Requalificação e Alargamento da Rede de Equipamentos e Respostas Sociais prevista no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A cerimónia, integrada na iniciativa “PRR em movimento”, foi presidida por Ana Mendes Godinho, Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, contando igualmente com a presença dos Secretários de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, e do Planeamento, Eduardo Pinheiro.  Lagos fez-se representar por uma delegação constituída por elementos da Direção da Associação Infância Viva e por Sara Coelho, vereadora da Câmara Municipal com as áreas social e da educação atribuídas.

O projeto desta instituição, que já desenvolve há vários anos atividade no concelho de Lagos seguindo a Pedadogia Waldorf, prevê a criação de uma nova resposta educativa de apoio à infância que permitirá receber 31 crianças em idade de creche (até aos 3 anos) e 20 crianças em idade de jardim-de-infância, perfazendo um total de 51 novas vagas. O contributo do município traduziu-se na cedência, através de contrato de comodato, do edifício da antiga escola primária de Barão de São João, que estava desativada, apoio que permitiu à Associação Infância Viva perspetivar o alargamento da sua atividade e recolher o aval favorável de outros parceiros em sede de Conselho Local de Ação Social. Esta candidatura acabaria por ver reconhecido o seu mérito, atingindo a pontuação máxima na avaliação deste critério, o que lhe dará direito a receber uma comparticipação de 119 970€ a título de investimento público.

De acordo com os dados ontem divulgados, mais 8337 lugares em creche irão ser disponibilizados em todo o País através dos 153 contratos de financiamento celebrados com instituições do setor social e com autarquias. As candidaturas aprovadas destinam-se a requalificação e alargamento da rede destes equipamentos sociais. O investimento total é superior a 72 milhões de euros, com uma componente de 25 milhões de euros de financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). 

CM Lagos